Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JORGE FERNANDO DE CARVALHO LEITE BARROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JORGE FERNANDO DE CARVALHO LEITE BARROS
DATA: 16/11/2018
HORA: 18:30
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado
TÍTULO: Tendência temporal e distribuição espacial da mortalidade por suicídio no Piauí: desafios para rede de atenção psicossocial
PALAVRAS-CHAVES: mortalidade; suicídio; estudos ecológicos, epidemiologia; determinantes sociais da saúde.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O fenômeno do suicídio vem sendo discutido em diferentes épocas, a partir de perspectivas diversas que reúnem cada vez mais novos elementos no objetivo de ampliar o entendimento que temos sobre o tema. Esse tipo de morte tem se mostrado como uma problemática que desafia a quem busca compreendê-la. Considerando a magnitude e a complexidade do tema, os estudos epidemiológicos sobre o suicídio têm paulatinamente investido cada vez mais em delineamentos de pesquisa a partir de monitoramento de tendências temporal e espacial, identificado assim áreas que estejam mais propensas a agrupar populações de riscos e mapear territórios com maior grau de vulnerabilidade. Como objetivo geral, pretende-se investigar acerca da mortalidade por suicídio no Piauí, no período entre 1996-2016, e sua relação com o perfil socioeconômico e a oferta de serviços de saúde. Objetivos Específicos: Caracterizar o perfil dos casos de mortalidade por suicídio e seu padrão de ocorrência no Piauí; Analisar a tendência temporal e distribuição espacial da mortalidade por suicídio no Piauí; Relacionar a mortalidade por suicídio com os indicadores socioeconômicos e de ofertar dos serviços de saúde no Piauí. A proposta de abordar o tema em sua magnitude, levando em conta a multicausalidade e os determinantes sociais que colaboram com o aumento das taxas de suicídio em determinada região/localidade, contribui para orientar as políticas públicas e ações tanto nos planos de prevenção quanto de promoção em saúde mental, não só a partir do conhecimento do perfil dos casos, mas também do conhecimento dos fatores associados, as condições que influenciam o comportamento suicida no estado do Piauí. Quanto ao método, tratase de um estudo ecológico do tipo exploratório, baseado em dados primários, no qual técnicas quantitativas serão empregadas em uma análise espacial e temporal com base nos registros oficiais de casos de óbitos por suicídio no Piauí. Serão realizados três procedimentos. Para caracterizar o perfil de casos de suicídio será feita a análise descritiva simples com base nas frequências e percentiis em cada variável trabalhada no banco extraído do sistema de informação sobre mortalidade (SIM).Para verificar a tendência temporal e distribuição dos casos de morte por suicídio no Piauí a regressão polinomial será o método escolhido, ao optar-se por esta técnica significa investigar a associação entre uma variável explicativa X “Taxa de Mortalidade Padronizada” (TMP) e uma variável resposta Y, que será a variável “tempo” (T). As análises que contemplam os dois objetivos iniciais propostos neste estudo serão realizadas com o auxílio do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 26.0 Para concretização do terceiro objetivo, que analisará a distribuição espacial a partir da construção de mapas temáticos, relacionaremos a TMP por suicídio (VD) de cada município com os indicadores socioeconômicos e de cobertura dos serviços de saúde no Piauí (VI).Neste caso serão aplicados os testes Moran Global e Local para análise da autocorrelação espacial, e a análise bivariada LISA para avaliação da correlação espacial entre a taxa de mortalidade por suicídio e as variáveis independentes. As análises serão trabalhadas com o auxílio de dois softwares livres de geoprocessamento (SIG) a produção dos mapas será realizada no Q-Gis, e a verificação da associação entre as variáveis no software GeoDa 1.6.61.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1398721 - ANA RAQUEL DE OLIVEIRA
Presidente - 1774313 - JOAO PAULO SALES MACEDO
Externo ao Programa - 578.523.913-20 - MARCOS RIBEIRO MESQUITA - UFAL
Notícia cadastrada em: 06/11/2018 11:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 06:21