Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FERNANDA PINTO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FERNANDA PINTO DA SILVA
DATA: 09/11/2018
HORA: 17:00
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado
TÍTULO: Cartografia dos processos de subjetivação em saúde de pessoas com sofrimento psíquico
PALAVRAS-CHAVES: Atenção Básica em Saúde. Processos de Subjetivação. Sofrimento Psíquico.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

A situação-problema que deu origem a este projeto de pesquisa emerge de uma experiência no Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família, nos dois módulos da Unidade Básica de Saúde da Ilha de Santa Isabel; única em Parnaíba-PI a contar com um psiquiatra na Estratégia Saúde da Família. A análise dos resultados do TCRi que resultou dessa experiência mostrou que as práticas de assistência à saúde das pessoas com sofrimento psíquico, na Atenção Básica, são segmentadas e seu agenciamento opera numa lógica que reduz à assistência à saúde dessas pessoas à psicologia e à psiquiatria, independente do problema de saúde-doença. Como se configuram, então, os processos de subjetivação em saúde das pessoas com sofrimento psíquico e sua determinação social a partir do olhar de usuários, familiares e profissionais da saúde? Diante dessa problemática e da afirmação de que esses múltiplos atores tecem uma rede que se articula na produção da saúde nesse território existencial, iremos realizar uma pesquisa-intervenção com o objetivo de cartografar os processos de subjetivação em saúde das pessoas com sofrimento psíquico na Atenção Básica, mapeando, acompanhando e analisando esses processos e sua determinação social a partir do olhar de usuários, profissionais e familiares. Para a produção das informações, iremos utilizar a cartografia que, além de ser um método de pesquisa qualitativa, também é reconhecida como um modo de fazer pesquisa-intervenção. Para registro dessa experiência iremos usar diário cartográfico e para composição da cartografia e análise dos resultados recorreremos à esquizoanálisei e suas ferramentasconceitos relacionadas à produção de subjetividade e à coexistência de processos de subjetivação segmentados e singularesiv. As estratégias metodológicas serão tecidas por meio de 03 trançados, incluindo alguns passos da socioclínica: Trançado 1 - Ecomapas dos dispositivos existentes no território: a) restituição dos resultados do TCR para profissionais, usuários e familiares; b) apresentação de um Ecomapa dos dispositivos existentes no território a partir da experiência de territorialização e do trabalho no PRMSF; c) desconstrução e construção de Ecomapas pelas equipes ESF de cada módulo a partir da participação dos sujeitos neste dispositivo; d) apresentação do projeto de pesquisa-intervenção e escolha de usuários-guia a partir da análise da demanda e da encomenda de saúde das pessoas com sofrimento psíquico; e) sistematização do trançado um (01) e convite para percorrer o trançado três (03) relacionado ao matriciamento. Trançado 2 – Itinerários terapêuticos de usuários-guia: a) acompanhamento de quatro (04) usuários do serviço em seus itinerários terapêuticos ou de convivência comunitária – cada um(a), aqui, denominado(a) de usuário-guia(a) que apresente outros problemas de saúde-doença além do sofrimento psíquico. Trançado 3 – Fluxograma do cuidado em saúde e projeto terapêutico singular: a) composição de paisagens psicossociais com os profissionais para retomada do matriciamento e das possibilidades de intervenções em saúde das pessoas com sofrimento psíquico na atenção básica. Nossa aposta é a de que os resultados do plano da experiência traçado com a cartografia permitam acompanhar também processos de subjetivação singulares, efeitos das afecções do próprio percurso da investigação e do pensar em rede: uma estratégia que nos habilitará a relacionar as produções sociais e subjetivas, e inventar novos modos de comunicação aberta e descentralizada entre sujeitos e coletivos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2231565 - ANTONIO VLADIMIR FELIX DA SILVA
Interno - 2231563 - ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
Externo ao Programa - 578.523.913-20 - MARCOS RIBEIRO MESQUITA - UFAL
Notícia cadastrada em: 06/11/2018 11:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 26/09/2022 01:07