Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: YAMILA LARISSE GOMES DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YAMILA LARISSE GOMES DE SOUSA
DATA: 28/11/2019
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado
TÍTULO: Análise psicossocial da saúde do professor da rede pública no Piauí
PALAVRAS-CHAVES: Professor; Análise psicossocial; saúde; adoecimento.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O conceito de saúde tem se ampliado ao longo do tempo, se faz necessário uma discussão que considere aspectos políticos, sociais e culturais que nela interferem. Esse fato deve ser considerado quando se trata da saúde do professor, pois além do equilíbrio individual é importante o bem-estar social. A profissão docente é considerada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como uma das mais estressantes, a atividade de ensinar gera consequências na saúde física e mental dos professores, ensinar tornou-se desgastante o queimpactano desempenho profissional. Na atividade docente estão presentes múltiplos estressores psicossociais que podem estar relacionados com a especificidade de suas funções, e ou contexto institucional e social onde a função é exercida. A profissão docente atravessa significativos desafios, advindos das constantes mudanças ocorridas no mundo do trabalho. As condições ruins que são provenientes deste cenário, as exigências em relação ao papel do professor e sua desvalorização, cada vez mais estão associadas ao adoecimento físico e mental destes profissionais. Em razão disso, há o questionamento: Quais fatores psicossociais interferem na saúde do professor do ensino básico na rede pública no contexto piauiense? Com o intuito de responder esse questionamento a presente pesquisa objetivaanalisar fatores psicossociais que interferem na saúde do professor da educação básica na rede pública de ensino no Piauí. Além de realizar uma revisão sistemática da literatura sobre o adoecimento docente na rede pública de ensino; associar as demandas ligadas à saúde com a qualidade vida e do trabalho; associar os comportamentos de risco dos professores e a sua vinculação com a saúde; caracterizar as ações de cuidados relacionadas à saúde dos docentes. Esse projeto foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa - CEP da Universidade Federal do Piauí, conforme número do parecer: 3.502.776. Trata-se de um estudo do tipo documental de abordagem quantitativa, que irá analisar os documentos do banco de dados da Unidade de Gestão e Inspeção Escolar/UGIE da Secretaria do Estado de Educação/SEDUC. Serão analisados os 5141 documentos de registro das 21 Gerências Regionais de Educação/GRE do estado do Piauí. Para a coleta de dados foi realizada a autorização Institucional e Termo de Compromisso de Utilização de Dados – TCUD. Após a coleta, os dados serão analisados por meio do pacote estatístico Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 25, fazendo uso da análise descritiva e do teste qui-quadrado, que serão organizados em tabelas e gráficos. Espera-se que os resultados desta pesquisa possam auxiliar a promoção de saúde, ações de cuidado e políticas públicas voltadas aos docentes da rede pública no ensino básico, sobretudo no Piauí, de modo a superar a lógica da individualização e não responsabilizar ou culpabilizar professores. À vista disso, os benefícios do cuidado com a saúde dos professores também podem colaborar para que as escolas possam cumprir seu papel na transmissão do conhecimento e humanização do cidadão.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Externo à Instituição - LUANA ELAYNE CUNHA DE SOUZA - UNIFOR
Interno - 2441003 - RAQUEL PEREIRA BELO
Notícia cadastrada em: 14/11/2019 08:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 23:53