Últimas Notícias
Banca de DEFESA: JÉSSIKA MARIA LIMA
Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JÉSSIKA MARIA LIMA
DATA: 16/04/2019
HORA: 18:30
LOCAL: Sala de aula do PPGHB
TÍTULO: NOSSA VIDA, NOSSA LUTA: A Igreja Católica e o Movimento de Educação de Base no Piauí (1962-1968).
PALAVRAS-CHAVES: História. Movimento de Educação de Base. Igreja Católica. Escolas Radiofônicas
PÁGINAS: 190
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

O Movimento de Educação de Base foi criado em 1961 por intermédio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na qual visava proporcionar uma educação de base para as regiões em desenvolvimento no Brasil, tais como: Nordeste, Norte e Centro-Oeste. A aprovação do Decreto nº 50.370, de 21 de março de 1961, pelo presidente Jânio Quadros simbolizou um elo entre Estado e Igreja. No Piauí, o Movimento fundou-se oficialmente em 1962 com a instalação da Rádio Pioneira do Piauí, estando à frente dessa empreitada Dom Avelar Brandão Vilela, Arcebispo metropolitano. No período ele era diretor nacional do Movimento, possuía destaque em âmbito nacional e local, esteve presente na direção de órgãos da Igreja tais como: CNBB, CELAM e era bastante engajado em lutas sociais. O presente trabalho objetiva pesquisar o desenvolvimento político cultural do MEB no Piauí. Dessa maneira, a pesquisa tem o empenho de investigar o papel do MEB na construção do saber escolar no que diz respeito à concepção de cidadão e na construção de uma identidade cristã com preceitos católicos; compreender o processo de funcionamento das escolas radiofônicas no Piauí e o seu poder de incentivo a transformação das comunidades. Como também, analisar o conteúdo impresso na cartilha Mutirão transmitido pelas ondas do rádio para as escolas radiofônicas. A escolha da temporalidade de 1962 a 1968 compreende o período de fundação do MEB-PI, o primeiro quinquênio do Movimento, o início do Regime Civil-Militar (1964) quando ocorreram as perseguições e redefinições ao Movimento para não entrar em conflito com a nova Ordem Vigente. O ano de 1968 representou um marco para história da Igreja com a realização da Segunda Conferência Geral do Episcopado Latino-americano (1968) em Medellín para o desenvolvimento de uma ação pastoral mais apropriada às necessidades do povo latino-americano. Outro acontecimento relevante na história do Brasil consistiu no endurecimento do Regime com a emissão do Ato Institucional nº 5. A metodologia deste trabalho se fundamentou na utilização da metodologia de História Oral, por meio da qual empregamos a técnica da entrevista, visando compreender, através de atores sociais, como este passado é, ainda hoje, construído no presente; na análise de fontes orais, fontes materiais, tais como: relatórios nacionais e locais do MEB, o Jornal O Dominical, da Arquidiocese de Teresina. Com base no desenvolvimento da pesquisa, podemos perceber que o Movimento fundamentou sua ação educacional em princípios apostólicos. Por meio do livro de leitura o Mutirão verificou-se a intenção de propiciar uma educação que dialogava com preceitos morais católicos. Identificou-se ainda um ensino que possuía propósitos que transcendia apenas a alfabetização. Nesse sentido o MEB possuía objetivos mais profundos que compreendia a promoção humana através da emancipação dos sujeitos.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1064114 - JOSE PETRUCIO DE FARIAS JUNIOR
Interno - 2335100 - CLAUDIA CRISTINA DA SILVA FONTINELES
Externo à Instituição - SILVANA MALUSA BARAUNA - UFU

Cadastrada em: 16/04/2019
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
  • » DOUTORADO (26/11/2018 : 30/11/2018)
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 21/02/2019 - 22/02/2019 · Matrícula para o período 2019.1.
  • 07/03/2019 · Início do período letivo 2019.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 19/04/2019 21:39