Notícias

Banca de DEFESA: LAYONNE DE SOUSA CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAYONNE DE SOUSA CARVALHO
DATA: 14/02/2019
HORA: 08:00
LOCAL: Núcleo de Computação de Alto Desempenho
TÍTULO: ERICA: Associação entre a ingestão de macronutrientes e concentrações de lípides em adolescentes com excesso de peso
PALAVRAS-CHAVES: Adolescente; Dislipidemias; Macronutrientes; Sobrepeso; Obesidade
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

CARVALHO, L.S. ERICA: Associação entre a ingestão de macronutrientes e

concentrações sanguíneas de lípides em adolescentes com excesso de peso.

Dissertação (Mestrado em Alimentos e Nutrição), Universidade Federal do Piauí - UFPI,

Teresina-PI, 2018.

INTRODUÇÃO: O consumo excessivo de macronutrientes e o excesso ponderal vêm

desencadeando alterações no metabolismo lipídico de adolescentes. OBJETIVO:

Determinar a associação entre a ingestão de macronutrientes e as concentrações de

lípides plasmáticos em adolescentes com excesso de peso. METODOLOGIA: Utilizouse

dados do Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes, inquérito de base

escolar que avaliou 37.023 adolescentes de 12 a 17 anos, de fevereiro de 2013 a

novembro de 2014. Analisou-se o consumo de macronutrientes e perfil lipídico de

adolescentes eutróficos e com excesos de peso. Foi utilizado o software Stata 15.1 e

regressão logística para estimar a razão de chance (OR), e Teste Qui-Quadrado de

Pearson, considerando p<0,05. As associações foram ajustadas para idade e tipo de

escola. Os participantes assinaram o Termo de Assentimento, e os responsáveis

assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. RESULTADOS: Entre

adolescentes com excesso de peso, para as meninas, prevaleceu o consumo excessivo

de gorduras trans (p=0,025), já entre o sexo masculino, prevaleceu a excessiva

ingestão de gorduras saturadas (p=0,008). Em ambos os sexos, aqueles com excesso

de peso apresentaram maiores prevalências de CT, LDL-c, HDL-c e TGL não

desejáveis, em relação aos eutróficos (p<0,001). Entre meninas, encontraram-se

maiores médias de lípides plasmáticos; e entre meninos, encontraram-se maiores

prevalências de excesso de peso (p=0,007). O consumo excessivo de proteínas

associou-se às menores chances de hipertrigliceridemia entre meninas (ORajustado=0,59)

e entre eutróficos (ORbruto=0,31; ORajustado=0,31). Dieta hiperlipídica associou-se à maior

chance de hipercolesterolemia em meninas (ORbruto=1,20; ORajustado=1,18). O excesso

de lipídios associou-se à menor chance de HDL-c não desejável em meninos

(ORbruto=0,81; ORajustado=0,83). Já o excesso de gordura saturada associou-se à maior

chance de hipercolesterolemia em meninos e em eutróficos (ORbruto=1,29; ORbruto=1,23,

respectivamente). O excesso de gordura saturada associou-se também à maior chance

de HDL-c não desejável entre meninos (ORbruto=1,29); e menor chance desta alteração

entre eutróficos (ORbruto=1,23). O excesso de carboidratos foi associado à maior chance

de HDL-c não desejável entre meninos (ORbruto=1,47; ORajustado=1,51), e entre eutróficos

(ORajustado=1,21). Já o excesso de açúcares aumentou a chance de LDL-c não desejável

em ambos os sexos e entre eutróficos (ORbruto=1,87; ORajustado=1,81 e ORbruto=2,44;

ORajustado=2,15, respectivamente); e à menor chance de HDL-c não desejável entre

meninas e eutróficos (ORbruto=0,69; ORajustado=0,73 e ORbruto=0,79, respectivamente).

No excesso de peso, o excesso de lipídios e gorduras saturadas foi associado à menor

chance de hipertrigliceridemia (ORajustado=0,78 e ORajustado=0,81, respectivamente).

CONCLUSÃO: O estudo demonstrou forte associação entre o excesso de

macronutrientes e concentrações sanguíneas de lípides em adolescentes eutróficos e

com excesso de peso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423298 - MARIZE MELO DOS SANTOS
Interno - 1794569 - ADRIANA DE AZEVEDO PAIVA
Interno - 1167579 - CECILIA MARIA RESENDE GONCALVES DE CARVALHO
Externo à Instituição - AMANDA DE MOURA SOUZA - UFRJ
Notícia cadastrada em: 08/02/2019 16:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/04/2019 15:05