Notícias

Banca de DEFESA: ANDRE LUIZ CARVALHO GONCALVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRE LUIZ CARVALHO GONCALVES
DATA: 07/02/2024
HORA: 10:00
LOCAL: Apresentação híbrida
TÍTULO: A HIPERESTETIZAÇÃO DA POLÍTICA E A COMUNICAÇÃO: um estudo a partir da reprodutibilidade técnica-digital
PALAVRAS-CHAVES: comunicação; estética; reprodutibilidade; tecnologia; Walter Benjamin.
PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Ciência Política
RESUMO:

A partir do final do século 19, com o desenvolvimento técnico dos meios de captação, reprodução e
difusão de informação e comunicação, surgiu, de forma sistemática, um campo da comunicação de
massa. Os meios de comunicação foram ganhando centralidade nos processos sociais, econômicos,
culturais e políticos, e esse campo passou a moldar e influenciar profundamente as sociedades
modernas em todos os seus aspectos. Nos anos de 1930, o filósofo alemão Walter Benjamin
publicou uma série de textos nos quais investigava as mudanças na produção e recepção das obras
de arte a partir do desenvolvimento da técnica moderna e do aparecimento e de dispositivos
comunicacionais tecnológicos. Em A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica,
Benjamin, ao lidar com as transformações na produção e acesso às obras de arte, levanta questões
decisivas sobre os processos estetizantes decorrentes do uso ideológico-político das novas formas de produção imagética e sonora, assim como da sua difusão. Tomando como ponto de partida as reflexões de Walter Benjamin, esta pesquisa pretende investigar pontos convergentes entre o texto benjaminiano e o atual momento dos processos comunicacionais, marcados por acelerada expansão no alcance da recepção, instantaneidade e velocidade na difusão e recepção por conta das novas tecnologias digitais de transmissão e, ainda pela plataformização e atravessamentos econômicos e ideológicos em consequência das reconfigurações globais do capitalismo. Nossa hipótese de trabalho é a agudização dos processos estetizantes com vieses ideológicos, aqui identificados como “hiperestetização da política”, a partir do que propomos como “era da reprodutibilidade técnica-digital”, nos moldes do pensamento benjaminiano do que seriam, no momento da escrita de seu ensaio, a era da reprodutibilidade técnica e a consequente estetização da política.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1571966 - GUSTAVO SILVANO BATISTA
Interno - 1061136 - LIVIA MOREIRA BARROSO
Externo à Instituição - RENNAN LANNA MARTINS MAFRA - UFV
Notícia cadastrada em: 15/01/2024 10:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 04/03/2024 16:13