Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIANA DAYSE DE CARVALHO SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA DAYSE DE CARVALHO SILVA
DATA: 20/07/2022
HORA: 14:00
LOCAL: ON-LINE
TÍTULO: CONSUMO DE NUTRIENTES, ESTADO NUTRICIONALE PRESSÃO ARTERIALDE ADOLESCENTES
PALAVRAS-CHAVES: Adolescente. Estado nutricional. Nutrientes. Ingestão de alimentos. Hipertensão.
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Saúde Pública
RESUMO:

Introdução: Os hábitos de vida adquiridos na adolescência estão diretamente ligados a uma vida saudável na idade adulta. Nesse período, assim como nos demais, o consumo de nutrientes e estado nutricional inadequados podem influenciar no aparecimento da hipertensão arterial. Por isso, é de suma importância identificar a presença e associação de fatores de risco nessa população. Objetivo: Avaliar a relação do consumo de nutrientes, estado nutricional e a pressão arterial em Adolescentes. Método: Estudo secundário, transversal e descritivo com 665 adolescentes de escolas estaduais e particulares em Teresina, Piauí, em 2016, selecionados por meio de amostragem probabilística estratificada proporcional. O estudo foi realizado a partir do banco de dados do subprojeto temático do Programa de Pós Graduação em Saúde e Comunidade da Universidade Federal do Piauí – UFPI, intitulado: “Saúde na Escola: diagnóstico situacional no ensino médio”. Foi utilizado questionário estruturado para coleta de dados sociodemográficos e Recordatório 24h para análise do consumo alimentar. Realizaram-se medições para a avaliação do perfil antropométrico e dos níveis pressóricos dos adolescentes. Analisaram-se os dados aplicando-se os testes do ꭕ2 (qui quadrado), t de Student e correlação de Person. Resultados: Os participantes do estudo foram em sua maioria do sexo feminino (56,7%), com média de idade de 15,8 anos. Foi observado que23,9% dos adolescentes estavam com excesso de peso e obesidade. A prevalência de pressão arterial foi de 12,6%. Entre os adolescentes com pressão alta, 39,4% tinham excesso de peso e 27,3% obesidade. Na análise dos nutrientes e pressão alta, houve forte correlação com o consumo de sódio e moderada com o consumo de carboidratos. Conclusão: O consumo de nutrientes e estado nutricional influenciaram a pressão arterial dos adolescentes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 662.467.844-53 - ALBERTO PEREIRA MADEIRO - UESPI
Externo à Instituição - AMANDA DE CASTRO AMORIM - NENHUMA
Interno - 2058744 - CÁSSIO EDUARDO SOARES MIRANDA
Externo à Instituição - KARLA CRISTINA MALTA VILANOVA - FACID
Presidente - 1167746 - REGILDA SARAIVA DOS REIS MOREIRA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 20/06/2022 11:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 19/08/2022 20:28