Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EDILDETE SENE PACHECO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDILDETE SENE PACHECO
DATA: 15/09/2023
HORA: 14:00
LOCAL: ON-LINE RELATÓRIO
TÍTULO: SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE POR COVID-19 EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO PIAUÍ E SUA CORRELAÇÃO COM A VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA
PALAVRAS-CHAVES: Covid-19. Síndrome Respiratória Aguda Grave. Vulnerabilidade Social. Indicadores de Desigualdade em Saúde. Criança. Adolescente.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Saúde Pública
RESUMO:

Introdução: A covid-19 se espalhou rapidamente e a crise global provocada por ela ceifou milhões de vidas. Embora, a letalidade da covid-19 em crianças e adolescentes seja menor do que em outros grupos etários, estudos demonstraram importante aumento na morbimortalidade da doença nesse público. O Brasil é um país com dimensões continentais onde há forte contexto de desigualdades sociais, econômicas e políticas, assim, a covid-19 tende a produzir impactos diferentes de acordo com as condições de vida dos indivíduos. Objetivo: Analisar as taxas de morbimortalidade pela SRAG por covid-19 em crianças e adolescentes e correlacioná-las com indicadores socioeconômicos do estado do Piauí. Métodos: Estudo ecológico de casos e óbitos de SRAG por covid-19 em crianças (0 a 10 anos) e adolescentes (10 a 19 anos), residentes no estado do Piauí, de abril de 2020 a maio de 2022, registrados no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe). Foram calculadas, as taxas de incidência, mortalidade e letalidade para cada município do Piauí. Análises bivariadas com o emprego do teste de Spearman, foram efetuadas objetivando verificar correlações entre as taxas de morbimortalidade a as variáveis socioeconômicas (IVS, IDHM, Índice de Gini e PIB per capita) estimando a grandeza dos efeitos encontrados. Resultados: Nesse período foram notificados 585 crianças e adolescentes hospitalizadas com SRAG por covid-19 residentes no estado do Piauí, sendo a maioria do sexo masculino (53,8%), com idade entre 01 e 04 anos (33,9%), de cor da pele parda (79,3%) que residiam na zona urbana (82,1%). Destes, 45 evoluíram a óbito (7,69%). Quanto às características clínicas, observou-se predominância do sinal e sintoma febre (80,2%) seguido por dispneia (71,4%) e tosse (69,6%). Quanto aos que evoluíram a óbito, o sinal e sintoma mais frequentemente relatado foi a dispneia (90%), seguido pela saturação de oxigênio menor que 95% (85%) e febre (71,1%), onde 57,8% possuíam algum fator de risco ou comorbidade previamente. O estado do Piauí apresentou taxa de incidência de SRAG por covid-19 de 58,5/100.000 crianças e adolescentes, taxa de mortalidade de 4,5/100.000 e letalidade hospitalar de 7,7%. As regiões de saúde que apresentaram as maiores taxas de incidência e mortalidade foram: Chapada das Mangabeiras, Entre Rios e Planície Litorânea. As maiores taxas de letalidade foram detectadas na região Vale do Rio Guaribas (50%), seguida por Vale do Sambito (40%) e Cocais (12,9%). Observou-se correlações entre o PIB per capita entre todas as variáveis desfecho analisadas: incidência (r = - 0,389; p-valor <0,001) com magnitude de impacto fraca, mortalidade (r = -0,950; p-valor <0,001), com magnitude de impacto muito forte e letalidade (r = -0,706; p-valor <0,001), com magnitude de impacto forte. Constatou-se correlações estatisticamente significativas entre o IDHM e a taxa de mortalidade (r = -0,477; p-valor = 0,019) e letalidade (r = -0,569; p-valor = 0,004). Conclusões: As correlações identificadas sugerem que os municípios e regiões mais vulneráveis do estado tiveram maior probabilidade de piores desfechos da doença. Os resultados aqui apresentados sugerem a importância dos fatores socioeconômicos no aumento da morbimortalidade por covid-19 nesta população.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 662.467.844-53 - ALBERTO PEREIRA MADEIRO - UESPI
Externo ao Programa - 2601436 - EDINA ARAUJO RODRIGUES OLIVEIRA
Interno - 2730060 - LUISA HELENA DE OLIVEIRA LIMA
Externo ao Programa - 1082694 - RUMAO BATISTA NUNES DE CARVALHO
Externo à Instituição - WOLNEY LISBOA CONDE - USP
Notícia cadastrada em: 04/09/2023 14:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 26/02/2024 12:31