Notícias

Banca de DEFESA: ELIVELTON CARDOSO VIEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIVELTON CARDOSO VIEIRA
DATA: 26/09/2023
HORA: 14:00
LOCAL: SALA DO PPGSC
TÍTULO: COMPORTAMENTO SUICIDA EM ADOLESCENTES ESCOLARES DO PERÍODO PANDÊMICO E SUAS ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO
PALAVRAS-CHAVES: Adolescente. Suicídio. COVID-19. Saúde pública. Psicanálise.
PÁGINAS: 159
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Saúde Pública
RESUMO:

Introdução: O suicídio é um problema de saúde pública em âmbito mundial, com taxa ascendente de crescimento entre adolescentes e jovens, constituindo-se como a segunda causa de morte em adolescentes do sexo feminino e a terceira nos do sexo masculino. Objetivo: Analisar o comportamento suicida em adolescentes escolares no período pandêmico (COVID-19) e suas estratégias de enfrentamento. Métodos: Estudo de abordagem mista, baseado em triangulação metodológica sequencial.  Na etapa quantitativa, foi realizado um estudo transversal com 388 adolescentes escolares matriculados no ensino médio de Teresina – PI, selecionados por amostragem probabilística estratificada proporcional. Na etapa qualitativa, foram realizadas entrevistas clínicas de orientação psicanalítica com 6 escolares que tentaram suicídio, pelo menos, uma vez de março de 2020 a dezembro de 2022. Empregou-se o teste de qui-quadrado de Pearson e o teste exato de Fisher; a força de associação foi medida pela odds ratio (OR bruta), com respectivos intervalos de confiança de 95% (IC95%) e valor de p. Os dados qualitativos foram interpretados com base na análise psicanalítica de discurso. Resultados: A maioria tinha 17 anos (36,1%), era do sexo feminino (53,6%), possuía cor/raça preta/parda (63,2%) e estava matriculada na 3ª série do ensino médio (37,9%). O comportamento suicida (ideação, planejamento e/ou tentativa) foi significativamente associado (p<0,05) ao sexo; luta corporal; luta corporal na escola, número de tentativas de suicídio, lesão após a tentativa e tristeza em excesso, violência no relacionamento e abuso sexual. Adolescentes do sexo feminino apresentaram associação com ideação suicida (OR=3,29; IC95% 2,09-5,20), maiores chances de planejar como porão fim à própria vida (OR=2,99; IC95% 1,84-4,88) e de tentarem suicídio (OR=2,80; IC95% 1,60-4,90). Aqueles que se sentiram excessivamente tristes ou sem esperança durante a pandemia apresentaram 4,75 vezes maiores chances de terem ideação suicida (OR=4,75; IC95% 2,88-7,84), 7,86 vezes maiores chances de planejarem tirar a vida (OD=7,86, IC95% 4,20-14,71) e 4,72 vezes maiores chances de tentarem tirar a vida (OR=4,72; IC95% 2,45-9,11). Na etapa qualitativa, foram identificadas estratégias de enfrentamento que jovens que já tentaram tirar a vida utilizam para lidar com o mal-estar. As estratégias giraram em torno de espaços protegidos de fala, mostrando que é imprescindível que haja pessoas/espaços para que esses jovens consigam ser escutados. Foram destacados, no estudo, os amigos, as famílias, os profissionais da saúde mental (psicólogos, psicanalistas, médicos, etc.) e, especialmente, a escola. Conclusão: Foram encontrados os fatores associados ao comportamento suicida, assim como identificadas algumas estratégias de enfrentamento, como a utilização de espaços protegidos de fala. Por se tratar de um tema bastante pesquisado, o estudo traz contribuições significativas para a temática do suicídio em adolescentes. Além disso, ele pode proporcionar perspectivas novas a partir do entrelace entre a Saúde Coletiva e a Psicanálise.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 662.467.844-53 - ALBERTO PEREIRA MADEIRO - UESPI
Presidente - 2058744 - CÁSSIO EDUARDO SOARES MIRANDA
Externo ao Programa - 1506795 - FILADELFIA CARVALHO DE SENA
Externo à Instituição - MARIA ZILDA SILVA SOARES - UESPI
Notícia cadastrada em: 11/09/2023 11:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/07/2024 02:51