Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARINA NUNES DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARINA NUNES DE LIMA
DATA: 29/02/2024
HORA: 14:00
LOCAL: ON LINE (RELATÓRIO)
TÍTULO: SITUAÇÃO VACINAL E CONHECIMENTO DE ADOLESCENTES ESCOLARES SOBRE A COVID-19
PALAVRAS-CHAVES: Adolescentes; Imunização; COVID-19; Escola.
PÁGINAS: 84
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Saúde Pública
RESUMO:

INTRODUÇÃO: Com surgimento da COVID-19, que se espalhou por todo território mundial, a busca pelo imunizante para doença tornou-se um objetivo compartilhado entre todos os países, estendendo-se para todas as faixas etárias. O conhecimento sobre essa patologia, os imunizantes disponíveis e os impactos negativos que ela pode causar na vida dos adolescentes devem ser abordados, principalmente em âmbito escolar, onde o público desta faixa etária é mais abrangente. OBJETIVO: Avaliar o conhecimento e situação vacinal dos adolescentes escolares acerca da COVID-19. MÉTODO: Estudo descritivo de caráter observacional, com abordagem quantitativa. Realizado em 08 escolas públicas do município de Valença do Piauí, com 834 estudantes entre 10 e 19 anos. A coleta de dados aconteceu nas escolas, de março à agosto de 2023, utilizando um instrumento composto por cinco etapas, adaptas a um estudo realizado por Viegas et al., 2019. Para a análise de dados, foi utilizado o programa SPSS Versão 26. Para a associação entre as variáveis quantitativas do estudo, utilizou-se os testes não-paramétricos Teste Qui-Quadrado e o Teste de Mann-Whitney, ambos fixados ao nível de 5%. Este estudo, foi submetido à avaliação de um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Federal do Piauí (UFPI), através da Plataforma Brasil em conformidade com a Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) 466/2012, e obteve o parecer de número 5.889.416. RESULTADOS: A maioria eram do sexo feminino (50,8%), com faixa etária acima de 13 anos (78,5%). O espirro (91,7%) caracterizou-se como a maior meio de transmissão. Os sintomas mais citados foi dores de cabeça (79,4%). Relataram já ter se contaminado (9,1%). A internet foi o meio de conhecimento sobre a vacina covid-19 mais citado (97%). Sobre a importância da vacinação (84,2%) consideraram importante, dentre eles (86,8%) tomaram o imunizante, (35,1%) foi por vontade própria. A dor no local foi a reação mais citada (67,5%). Sobre as doses da vacina, enfatiza-se (13,5%) ainda não tomaram nenhuma dose. Aqueles escolares que não tomaram a vacina (54,1%), foi por influência religiosa. Ter tomado ou não a vacina contra a Covid-19, não esteve associado com as fontes de informações (p>0,05). Os que receberam a vacina contra a Covid-19, estiveram associados com o conhecimento sobre as vias de transmissão do vírus causador da doença (p<0,005). O conhecimento sobre os sintomas também apresentou associação com os adolescentes que tomaram a vacina (p<0,001). Os participantes que indicaram tosse, febre, dores de cabeça, fraqueza, diarreia, e a coriza, como sintomas, tiveram mais chances de terem tomado a vacina (OR>1). Os adolescentes que informaram não conhecer os sintomas apresentam menos chances de terem recebido a vacina (OR=0,015). Entre as comorbidades, apenas 8 adolescentes possuíam diabetes, dentre eles, 0,8 % tomaram a vacina (p< 0,322). Os adolescentes asmáticos, (3%) fizeram uso do imunobiológico (p< 0,857). Em relação a obesidade,10 adolescentes relatam possuir a comorbidade, a maioria tomou a vacina (p<0,0115). CONCLUSÃO: Os adolescentes apresentam um conhecimento relevante sobre a covid-19, entretanto ainda existe indivíduos dessa faixa etária sem o uso de nenhuma dose do imunizante contra a doença.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Externo à Instituição - GERDANE CELENE NUNES CARVALHO - UESPI
Interno - 2730060 - LUISA HELENA DE OLIVEIRA LIMA
Externo ao Programa - 1082694 - RUMAO BATISTA NUNES DE CARVALHO
Externo ao Programa - 1808194 - SUYANNE FREIRE DE MACEDO
Notícia cadastrada em: 02/02/2024 10:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 24/06/2024 12:34