Notícias

Banca de DEFESA: ENNYA CRISTINA PEREIRA DOS SANTOS DUARTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ENNYA CRISTINA PEREIRA DOS SANTOS DUARTE
DATA: 26/04/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Nutrição
TÍTULO: POTENCIAL DE UTILIZAÇÃO DO FRUTO DA MACAMBIRA (Bromelia laciniosa Mart. ex Schult. & Schult.f.) NA ALIMENTAÇÃO HUMANA.
PALAVRAS-CHAVES: Bromelia laciniosa; Caracteristicas físicas; Composição Centesimal; Compostos bioativos; Antioxidante.
PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
RESUMO:

Devido à escassez de pesquisas a respeito do fruto da macambira (Bromélia laciniosa) na literatura consultada, este estudo teve como objetivo avaliar o potencial de utilização desse fruto na alimentação humana, com a finalidade de caracterizá-lo fisicoquimicamente para obter o teor nutritivo e funcional. Foram realizadas analises para determinação de peso médio, comprimento (diâmetro maior) e largura (diâmetro menor) e rendimento da polpa, pH, acidez total titulável, Sólidos Solúveis Totais (ºBrix), composição centesimal (umidade, cinzas, proteínas, lipídeos, carboidratos), fibras alimentares, compostos bioativos (fenólicos totais, carotenoides totais, flavonoides totais, vitamina C), atividade antioxidante in vitro, além do valor energético total (VET). As determinações foram efetuadas em triplicata e os dados obtidos, submetidos à análise de variância (ANOVA) e as médias comparadas pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de significância. As médias referentes ao comprimento e largura do fruto da macambira foram de 46,0 ± 3,8mm e 33,9 ±1,8mm, respectivamente, o peso médio foi de 27,6± 4,4 g e rendimento de polpa de 27,3± 2,8 %. O pH da casca foi de 4,17 em média, valor esse, semelhante ao obtido para a polpa, que foi de 4,03, enquanto que o da semente foi de 5,97. A acidez total no fruto da macambira foi de 1,67 e 1,1 g. 100 g de ac. cítrico para casca e polpa, respectivamente. A acidez total da semente foi expressa em ácido oleico (0,83 g ac. oléico.100 g ) e ácido cítrico (0,18 g ac. cítrico.100 g). O teor de sólidos solúveis da polpa foi de 13,6, e a relação sólidos solúveis/ acidez total foi de 12,3. Em relação à composição centesimal do fruto foram obtidos os seguintes teores : umidade – casca (80,8 ± 0,81) polpa (88,2 ± 0,11) e semente (47,0 ± 0,34); Cinzas- casca (3,34 ± 0,02), polpa (1,5 ± 0,01) e semente (1,2 ± 0,01) proteínas- casca (0,1 ± 0,00), polpa (0,01±0,00) e semente (0,6 ± 0,05); lipídios- casca (0,4 ± 0,00), polpa (0,4 ± 0,00) e (0,8 ± 0,00) semente; carboidratos casca (15,3 ± 0,79), polpa (9,7 ± 0,14) e semente (50,2 ± 0,31). Na casca e polpa da macambira foram verificados teores de fibras alimentares totais de 65,42± 1,13 e 25,4 ± 1,04, respectivamente. Foi obtido valor energético total em kcal de 43,2 ± 0,41para a casca, 65,7 ± 3.94 para a polpa e de 211,2 ± 1,64 semente da macambira. O fruto apresentou teores de fenólicos para casca (258,7 ± 3,17), polpa (155,3 ± 5,40) e semente (93,5 ± 3,11), flavonoides casca (183,8 ± 1,92), polpa (55,9 ± 1,10) e semente (20,2 ± 1,91), carotenoides casca (835,9 ± 14,45),polpa (59,1 ± 4,01) e semente (56,3 ± 4,04) e vitamina C casca( 67,7±0,47 ) e polpa (38,2 ± 0,38 ) . Referente à atividade antioxidante a casca apresentou 1.222,6 mg eq.ao trolox /100 g, a polpa 975,5 mg eq.ao trolox /100 g e a semente 590,4 mg eq.ao trolox /100 g. Assim concluiu-se o fruto da macambira (Bromelia laciniosa) apesar de possuir um baixo rendimento de polpa, baixo teor lipídico e proteíco, apresentou elevado teor de compostos bioativos, como os fenólicos , dentre eles os flavonóides, também de fibras alimentares e vitamina C, além de ser fonte de carotenoides. O teor de compostos fenólicos pode está diretamente relacionado a atividade antioxidante apresentada pelo fruto, com destaque para o teor de compostos fenólicos da casca e consequentemente para a atividade antioxidante da mesma.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167746 - REGILDA SARAIVA DOS REIS MOREIRA ARAUJO
Interno - 849.404.253-04 - AMANDA DE CASTRO AMORIM - UFPI
Interno - 927.639.283-15 - ROBSON ALVES DA SILVA - IFPI
Externo à Instituição - ROSEANE FETT - UFSC
Notícia cadastrada em: 07/04/2017 09:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/06/2020 23:47