Notícias

Banca de DEFESA: VANESSA BRITO LIRA DE CARVALHO.

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA BRITO LIRA DE CARVALHO.
DATA: 27/07/2017
HORA: 15:00
LOCAL: AUDITÓRIO PROFª FRANCISCA ELIMA CAVALCANTE LUZ
TÍTULO: CONTROLE GLICÊMICO, INGESTÃO DE VITAMINAS ANTIOXIDANTES, ESTRESSE OXIDATIVO E INFLAMAÇÃO SISTÊMICA EM DIABÉTICOS TIPO 2
PALAVRAS-CHAVES: Diabetes mellitus tipo 2; Estresse Oxidativo; Inflamação; Vitaminas antioxidantes.
PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

CARVALHO, V. B. L. Controle Glicêmico, Ingestão de Vitaminas Antioxidantes, Estresse Oxidativo e Inflamação sistêmica em Diabéticos Tipo 2. 2017. Dissertação (Mestrado) - Programa de Mestrado em Alimentos e Nutrição, Universidade Federal do Piauí, Teresina-PI.
INTRODUÇÃO: A hiperglicemia crônica presente no diabetes mellitus tipo 2 (DM2) está relacionada com a presença de estresse oxidativo e de inflamação, condições associadas com diversas complicações crônicas da doença. As vitaminas antioxidantes podem exercem um papel positivo na prevenção de danos oxidativos induzidos pelo diabetes. Portanto, este estudo avaliou a relação entre controle glicêmico com a ingestão das vitaminas A, C e E, marcadores de estresse oxidativo e inflamação em diabéticos tipo 2. MÉTODOS: Estudo caso-controle de delineamento analítico, envolvendo 86 indivíduos, com idade entre 20 e 59 anos, de ambos os sexos, distribuídos em dois grupos: grupo controle (saudáveis, n=43) e grupo caso (diabéticos tipo 2, n=43). Foram avaliados parâmetros antropométricos e de adiposidade por meio da determinação do IMC, medida da circunferência da cintura e quadril, e do percentual de gordura. A análise da ingestão das vitaminas antioxidantes e macronutrientes foi realizada por meio de dois recordatórios de 24h, utilizando o software Virtual Nutri Plus versão 2.0. A determinação da hemoglobina glicada foi realizada por cromatografia de troca iônica, as concentrações séricas de glicose por método colorimétrico-enzimático e insulina por quimioluminescência, respectivamente. A resistência à insulina foi avaliada por meio do índice HOMA-ir. O perfil lipídico foi determinado segundo o método de química seca, e a avaliação de estresse oxidativo por meio da determinação da concentração de malondialdeído e da enzima mieloperoxidase e atividade da enzima superóxido dismutase eritrocitária. Como marcador da atividade inflamatória foi determinada a concentração sérica da Proteína C-reativa por Imunuturbidimetria. Os dados foram analisados no programa estatístico Stata®, versão 12. RESULTADOS: Houve predomínio do sexo feminino (69,8%) em ambos os grupos. Os diabéticos apresentaram maior adiposidade corporal (p<0,05) e ingestão insuficiente de vitaminas A e E, e acima do recomendado de vitamina C (p<0,05). As análises do controle glicêmico revelaram valores elevados de glicemia e insulina séricas, de hemoglobina glicada, e de HOMA-ir nos pacientes diabéticos tipo 2 (p<0,05). Os valores de colesterol total e LDL-c foram menores no grupo controle (p<0,05) e o HDL-c mostrou-se menor nos diabéticos (p<0,05). Observou-se maiores concentrações de mieloperoxidase nos pacientes com DM2 (p<0,05) e não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos para os valores de MDA. A atividade da superóxido dismutase (SOD) demonstrou maiores valores no grupo controle (p<0,05) e verificou-se maiores concentrações de PCR nos pacientes com DM2 (p<0,05). A análise de correlação linear simples mostrou que houve correlação positiva significativa entre os valores de glicemia e malondialdeído (r=0,346, p<0,05) no grupo controle. CONCLUSÕES: Os diabéticos tipo 2 apresentam baixa ingestão de vitaminas A e E e ingestão adequada de vitamina C, maior peroxidação lipídica e menor atividade da SOD, além de maiores concentrações de PCR, mas não houve relação entre esses marcadores com o controle glicêmico


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1794569 - ADRIANA DE AZEVEDO PAIVA
Externo à Instituição - ANA MARA DE OLIVEIRA E SILVA - UFS
Interno - 1642393 - KAROLINE DE MACEDO GONCALVES FROTA
Presidente - 1167710 - MARIA DO CARMO DE CARVALHO E MARTINS
Notícia cadastrada em: 14/07/2017 09:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 13/08/2020 02:39