Notícias

Banca de DEFESA: AMANDA BATISTA DA ROCHA ROMERO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA BATISTA DA ROCHA ROMERO
DATA: 21/06/2013
HORA: 08:30
LOCAL: Auditírio Profa. Francisca Elima Cavalcante Luz
TÍTULO:

Efeitos da alimentação enriquecida com o fruto do buritizeiro (mAURITIA FLEXUOSA L.f.) sobre o crescimento e parâmetros metabólicos de ratos.


PALAVRAS-CHAVES:

Mauritia flexuosa; alimento funcional; metabolismo;crescimento;buriti.


PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
RESUMO:

Os alimentos contêm nutrientes necessários ao crescimento e desenvolvimento corporais. Além disso, provável efeito protetor à saúde tem sido atribuído à presença de compostos bioativos encontrados em todas as partes da estrutura das plantas. Estudos retratam alta concentração de ácidos graxos monoinsaturados, carotenoides, polifenois e ácido ascórbico no buriti, fruto típico do cerrado brasileiro. O presente estudo avaliou os efeitos da alimentação enriquecida com o fruto do buritizeiro (Mauritia flexuosa L.f.) sobre o crescimento e parâmetros metabólicos de ratos. Ratos de ambos os sexos foram divididos em grupos controles, alimentados com ração padrão para roedores, e experimentais, alimentados com ração enriquecida com polpa de buriti. Foram feitas análises da composição centesimal, teor de fenólicos totais, carotenoides e atividade antioxidante in vitro da polpa de buriti e das rações. O peso corporal foi verificado diariamente e o comprimento naso-caudal semanalmente. Ao final do experimento, amostras de sangue foram coletadas para análises bioquímicas. A atividade antioxidante in vivo foi determinada por meio da quantificação da enzima catalase, grupos sulfidrila não proteicos e malondialdeído.  O teste t não pareado foi aplicado para comparar as variáveis do estudo, utilizando-se p <0,05 como nível de significância. A polpa de buriti apresentou alto valor nutritivo, alto teor de carotenoides, compostos fenólicos e ácidos graxos insaturados. A ração enriquecida com polpa de buriti apresentou maior valor energético, maior teor de lipídios e carotenoides, e menor conteúdo de proteína quando comparada à ração padrão. O extrato aquoso da polpa de buriti apresentou maior teor de compostos fenólicos que o extrato metanólico. Em relação às rações, os extratos aquoso e metanólico da ração enriquecida apresentaram maiores teores de compostos fenólicos quando comparados aos respectivos extratos da ração padrão e, o extrato aquoso da ração com buriti, a maior atividade antioxidante pelo método DPPH. A alimentação enriquecida com a polpa do buriti não interferiu na evolução ponderal, no crescimento linear, perfil lipídico, glicemia de jejum, função renal e em alguns marcadores da função hepática nos animais, assim como na concentração de catalase no fígado e malondialdeído no plasma, rim e fígado. Os níveis plasmáticos de fosfatase alcalina foram significativamente maiores nas fêmeas e os níveis de albumina e ácido úrico foram menores nos machos, ambos nos grupos experimentais. Os ratos machos do grupo experimental apresentaram maior concentração hepática de grupos sulfidrila não proteicos em relação ao grupo controle. As alterações em marcadores bioquímicos identificadas nesse estudo não são suficientes para atribuir efeitos deletérios do buriti sobre a função hepática. Os aspectos relacionados à ausência de dislipidemia, manutenção da função renal e maior atividade antioxidante indicam que a alimentação enriquecida com polpa de buriti pode ser estimulada como boa fonte alimentar de baixo custo para a população em geral.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 028.061.464-02 - ALESSANDRO DE LIMA - IFPI
Externo à Instituição - CELIA COLLI - USP
Presidente - 1167710 - MARIA DO CARMO DE CARVALHO E MARTINS
Externo ao Programa - 423604 - REGINA CELIA DE ASSIS
Notícia cadastrada em: 11/06/2013 11:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 14/08/2020 17:14