Notícias

Banca de DEFESA: CAMILA MARIA SIMPLICIO REVOREDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILA MARIA SIMPLICIO REVOREDO
DATA: 14/01/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Profa. Francisca Elima Cavalcante Luz Departamento de Nutrição - CCS
TÍTULO:

Status do Zinco, Polimorfismo Arg213Gly no Gene da Superóxido Dismutase 3 e sua Relação com Biomarcadores do Risco Cardiovascular.


PALAVRAS-CHAVES:

Zinco. Superóxido Dismutase. Polimorfismo Arg213Gly. Risco Cardiovascular.


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
RESUMO:

INTRODUÇÃO: As doenças cardiovasculares constituem importante causa de morte prematura em todo o mundo. Interações entre fatores ambientais e genéticos resultam em aumento do risco para essas desordens metabólicas. Nesse sentido, o zinco, por participar do sistema de defesa antioxidante, tem sido um elemento de grande interesse em pesquisas sobre o tema. Além disso, a presença do polimorfismo Arg213Gly no gene da superóxido dismutase 3 parece reduzir a atividade antioxidante dessa enzima na parede vascular. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o status do zinco, o polimorfismo Arg213Gly no gene da superóxido dismutase 3 e sua relação com biomarcadores do risco cardiovascular em adultos saudáveis. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, com 186 universitários, de ambos os gêneros, idade entre 20 e 30 anos. Foram realizadas medidas do índice de massa corpórea e da circunferência da cintura.  A análise da ingestão de calorias, macronutrientes e zinco foi realizada por meio do registro alimentar de três dias, utilizando o programa Nutwin versão 1.6.0.7. As concentrações plasmáticas e eritrocitárias do mineral foram determinadas por espectrofotometria de absorção atômica de chama. O polimorfismo (SNP) foi determinado pelo sistema Taqman com primer e sonda específica, a atividade da enzima superóxido dismutase (SOD), pela metodologia do fabricante Randox, e o perfil lipídico, por métodos enzimáticos colorimétricos. Os dados foram analisados no programa estatístico SPSS for Windows 18.0. RESULTADOS: Os valores médios do consumo de zinco estavam superiores à EAR em ambos os gêneros. Os participantes apresentaram concentrações médias de zinco no plasma e eritrócito inferiores aos pontos de corte. Em relação à genotipagem do SNP Arg213Gly, não foi encontrado nenhum participante com o alelo variante Gly. A atividade da enzima SOD encontrava-se dentro dos valores de normalidade. Os valores médios do perfil lipídico, índices de Castelli I e II, bem como da circunferência da cintura estavam adequados, de acordo com os valores de referência. Houve correlação negativa entre o zinco dietético e colesterol total e triglicérides  (p=0,026; p=0,029) e entre o zinco plasmático e a atividade da SOD (p < 0,001). CONCLUSÃO: A partir dos resultados desse estudo, pode-se concluir que não parece existir participação direta do zinco sobre o risco cardiovascular nos participantes avaliados, bem como verifica-se que estes indivíduos não possuem polimorfismo Arg213Gly no gene da enzima superóxido dismutase 3, o que impossibilita a identificação da relação entre essa variável e marcadores do risco para a manifestação de tais doenças.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 423488 - BENEDITO BORGES DA SILVA
Presidente - 1356863 - DILINA DO NASCIMENTO MARREIRO
Interno - 1167710 - MARIA DO CARMO DE CARVALHO E MARTINS
Notícia cadastrada em: 08/01/2015 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 13/08/2020 02:19