Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LÍVIA ALVES FILGUEIRAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LÍVIA ALVES FILGUEIRAS
DATA: 31/05/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO NANOPARTÍCULAS DE MATRIZ POLIMÉRICA NATURAL CONTENDO EUGENOL E FUNCIONALIZADAS COM SIKVAV PARA O TRATAMENTO DE DISTROFIA MUSCULAR DE DUCHENNE
PALAVRAS-CHAVES: Duchenne; SIKVAV; Nanopartículas; Eugenol; Anti-inflamatório
PÁGINAS: 144
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Biomedicina
RESUMO:

A distrofia muscular de Duchenne (DMD) atinge 1a cada 3600 a 600 meninos nascidos vivos e é uma doença genética ligada ao cromossomo X. Ela é causada por mutações no gene da distrofina, levando ao comprometimento na expressão da distrofina, proteína que estabiliza o sarcolema durante a contração. Na DMD, ocorre uma degeneração e fraqueza muscular progressiva, resultando na perda da função muscular, complicações cardiorrespiratórias e a morte em torno aos 20 anos de idade. . A laminina-111(LAM- 111) foi proposta para DMD como uma efetiva terapia baseadaem proteína, prevenindo a patologia em camundongos mdx, modelo animal da doença. Uma proteólise parcial de proteínas da matriz extracelular, como a laminina-111, produz peptídeos, vários deles são capazes de modular atividades celulares. Nesse estudo objetivamos a caracterização farmacocinética e farmacológica de SIKVAV, peptídeo derivado da LAM-111, através de ferramentas computacionais, síntese de nanopartículas de alginato de sódio oxidado carregadasdeeugenolefuncionalizadascomSIKVAV.Osistemapropostofoi caracterizado através das técnicas de FT-IR, DLS, potencial Zeta e AFM. Os resultados da caracterização demonstraram que as nanopartículas foram sintetizadas, o principio ativoeugenolfoiencapsulado,noqualresultouemnanopartículasdetamanhos compreendidos entre16,12 ± 13,48 nm e os testes computacionaisdentro do painel de Administração,Distribuição,Metabolismo,ExcreçãoeToxicidade(ADMET) os estudos foram relevantes para consolidar as propriedades farmacológicas do SIKVAV. Os resultados da bioinformática podem ajudar a entender a participação do SIKVAV na homeostase e influenciar no entendimento de como esse peptídeo pode atuar como um ativo biológico no controle de distrofias, doenças neurodegenerativas e engenharia de tecidos. Os testes de citotoxicidade mostraram que o sistema em questão não promoveu efeito tóxico sobre as linhagens de câncer de mamaMDA-MB-231 e aprocentagem de hemólise foi menor que 10% para diferentes concentrações do sistema, mostrando-se seguro para aplicação farmacológica.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Externo ao Programa - 3302639 - LUCIANO DA SILVA LOPES
Externo à Instituição - VALDILEIA TEIXEIRA UCHOA - UESPI
Notícia cadastrada em: 02/05/2023 10:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 21/06/2024 04:45