Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: TERESINHA DE JESUS CARDOSO FARIAS PEREIRA
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TERESINHA DE JESUS CARDOSO FARIAS PEREIRA
DATA: 11/01/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma virtual Google meet
TÍTULO: ESTRATÉGIAS PARA MELHORAR A PRODUTIVIDADE DE COLÔNIA DE Lutzomyia longipalpis
PALAVRAS-CHAVES: Colônia, flebotomíneos, Lutzomyia longipalpis.
PÁGINAS: 111
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

A criação de flebotomíneos em laboratório (Diptera: Psychodidae), são de difícil manutenção ou baixa produtividade. As tentativas de manutenção da espécie Lutzomyia longipalpis, considerada de importância na transmissão da leishmaniose visceral, em laboratório ainda são incertas, além de serem observadas altas taxas de mortalidade. Com o intuito de adquirir conhecimentos da biologia dos L. longipalpis, estudo dos estádios imaturos, estudos morfológicos, epidemiologia das leishmanioses, infectividade, capacidade vetorial, controle biológico é essencial que haja o aprimoramento de técnicas de criação mais específicas e eficientes, para o estabelecimento de uma colônia de flebotomíneos em condições laboratoriais. Este estudo tem como objetivo principal desenvolver estratégias e tecnologias para otimizar colônias de L. longipalpis em laboratório. Entretanto,  desenvolver e estabelecer colônias de flebotomíneos fora de seu habitat por um grande período de tempo é um grande desafio, pois alguns fatores podem interferir, seu desenvolvimento principalmente as fases imaturas. Testes de atrativos sintéticos para viabilizar as capturas de flebotomíneos, a escolha de uma boa dieta para larvas, alimentação sanguínea que garanta a vitelogênese, alimentação de insetos adultos com carboidratos para assegurar as atividades, são  fundamentais como estratégias para o estabelecimento da colônia. Para isso, foi utilizado um feromônio sintético em conjunto a armadilha tipo CDC, foram testadas quatro tipos deitas para larvas, dieta artificiais de sangue bovino, soro e dietas artificiais em alimentador artificial para insetos adultos e por fim utilizou-se mel natural e frutas para testar a preferência alimentar por carboidratos para insetos adultos. O feromônio sintético com e armadilha CDC e sem fonte de energia, não obteve bons resultados de capturas de flebotomíneos. Com a alimentação de larvas, a dieta tradicional composta por fezes de coelho, dieta de coelho e fígado bovino, já usada na rotina, obteve melhores respostas. Na alimentação com alimentador artificial, usando membrana de pinto, o sangue bovino mostrou-se melhor resultados que as proteínas artificiais. E a alimentação com carboidratos o mel natural também usado na rotina da colônia foi a a melhor escolha, a alimentação com frutas não garantiu muitos dias de sobrevivência dos insetos. Considerando todos os testes realizados durante todo o trabalho, embora bastante promissoras, pode-se concluir que ainda é necessário mais testes para o aprimoramento da colônia.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Externo à Instituição - REGINALDO PEÇANHA BRAZIL - FIOCRUZ
Externo ao Programa - 714.494.263-87 - VLADIMIR COSTA SILVA - UFPI

Cadastrada em: 26/12/2022
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 10/03/2023 - 13/03/2023 · Matrícula para o período 2023.1.
  • 20/03/2023 · Início do período letivo 2023.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 31/01/2023 17:35