Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: VICTOR HUGO LOPES DE ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VICTOR HUGO LOPES DE ANDRADE
DATA: 20/02/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Bloco de Farmácia
TÍTULO:

 Preparação e caracterização do complexo de inclusão de α-terpineol com β-ciclodextrina com ação anti-hipertensiva em Modelo de Ratas em Estro Permanente


PALAVRAS-CHAVES:

Ratas em estro permanente. Síndrome dos Ovários Policísticos. Hiperandrogenismo. Distúrbios Cardiovasculares. Hipertensão Arterial. α-Terpineol. Complexo de Inclusão.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

As mulheres com a síndrome dos ovários policísticos (SOP) parecem ter um maior risco de desenvolver distúrbios metabólicos e doenças cardiovasculares. Fato que pode explicar a predisposição para hipertensão arterial em mulheres com esta síndrome. Entretanto, o estudo da avaliação da pressão sanguínea em mulheres com ovários policísticos apresenta limitações de natureza ética, daí a busca de modelos experimentais, como o de ratas em anovulação em estro persistente, que mimetizam síndrome dos ovários policísticos e consoante alguns estudos, apresentam hipertensão arterial. Com relação ao tratamento antihipertensivo, uma substância que vem despertando grande interesse é o α-terpineol, no entanto, sua baixa hidrofilicidade dificulta a sua aplicabilidade tecnológica; necessitando do uso de estratégia para aumentar a sua solubilidade. Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo avaliar a pressão arterial de ratas em estro permanente e propor um produto tecnológico antihipertensivo. Para tanto, foi preparado o complexo de inclusão do α-terpineol com β-ciclodextrina (α-TP/β-CD) por spray drying, tendo sido realizada a sua caracterização por métodos espectroscópicos e cromatográficos. Os ratos Wistar-Hannover foram separados, em machos e fêmeas, baseado na distância ânus-genital. O estudo foi realizado em 18 ratas, divididas em 3 grupos: I (controle normal, veículo, n=6), II (estro permanente, veículo, n=6) e grupo III (estro permanente, experimental, n=6). A indução do estro permanente nos animais dos grupos II e III, foi realizada, através de uma injeção subcutânea de 1,25 mg de propionato de testosterona no segundo dia de vida. Os animais do grupo I e II receberam apenas propilenoglicol como veículo, enquanto o grupo III recebeu α-TP/β-CD (100 mg/kg) diluído em propilenoglicol diariamente por gavagem durante 28 dias. Para verificação da pressão arterial, os animais foram submetidos a procedimento cirúrgico para implantação de cânula na artéria femoral esquerda para aferição da pressão sanguínea 24 horas depois. Para análise estatística dos dados foi preconizado o teste de t de Student (p< 0,05). Os resultados do presente estudo mostraram que a pressão arterial dos animais em estro permanente, através implantação de cânula na artéria femoral esquerda, não apresentou elevação nos animais do grupo estudo em comparação ao grupo controle.  Assim, devido a não constatação de elevação da pressão arterial em ratas em estro permanente por esse métódo de avaliação, o complexo de inclusão com α-terpineol não foi administrado aos animais do grupo experimental, embora estudos espectroscópicos e cromatográficos sugiram ter havido a formação do complexo de inclusão da β-ciclodextrina com α-terpineol, um componente viável para o tratamento da hipertensão arterial. Portanto, há necessidade de futuros estudos comparando os métodos de aferição da pressão arterial em ratas em estro permanente através da implantação de cânula na artéria femoral esquerda com a avaliação caudal em que a literatura tem mostrado tratar-se de um modelo hipertenso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423488 - BENEDITO BORGES DA SILVA
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Interno - 1638239 - PAULO MICHEL PINHEIRO FERREIRA
Externo ao Programa - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Notícia cadastrada em: 11/02/2016 10:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/10/2019 05:46