Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSEMAR JOSÉ DA SILVA JÚNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSEMAR JOSÉ DA SILVA JÚNIOR
DATA: 15/12/2016
HORA: 09:30
LOCAL: Núcleo de Tecnologia Farmacêutica
TÍTULO: INTEFERÊNCIA DO ÁCIDO ASCÓRBICO NO TRATAMENTO ANTITUMORAL POR 5-FLUOROURACIL E CISPLATINA EM CÉLULAS DE SARCOMA 180
PALAVRAS-CHAVES: Ácido Ascórbico, Câncer, Sarcoma 180, Cisplatina, 5-Fluorouracil
PÁGINAS: 102
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

Atualmente, o tratamentodo câncer ainda aprsenta muitos efeitos colaterais pela quimioterapia devido seu pontencial citotóxico e genotóxico. Este presente estudo tem objetivo avaliar esses efeitos citotóxicos e genotóxicos dos antineoplásicos como a cisplatina e 5-fluorouracil em modelo de S180, in vivo e os possíveis efeitos da associação ácido ascórbico-antineoplásicos. Foram divididos os animais em 9 grupos de camundongos (n=5), onde se definiu grupo controle, antineoplásicos e vitamina C isolados e em associação entre si. Induzi-se sarcoma solido na regial axilar e tratou-se com cisplatina ou 5-fluorouracil ou associados com o ácido áscorbico por 7 dias. Após o tratamento, os animias foram sacrificados para realização dos testes. Os resultados indicam que a quimioterapia com cisplatina (CDDP) e 5-fluorouracil (5-FU) reduziu significativamente (p<0,05) o peso corporal e o peso dos tumores de modelos in vivo de Sarcoma 180, além de induzir leucopenia, danos hepáticos e renais. Não houve redução significante do peso dos tumores dos animados tratados com vitamina C (2 e 10 µM) em associação às drogas, quando comparados aos animais tratados apenas com os antineoplásicos. O teste cometa permitiu observar que a o tratamento com CDDP ou 5-FU induziu significantes (p<0,05) danos genotóxicos em células da medula óssea, os quais foram significantemente (p<0,05) modulados pela vitamina. Acredita-se que o efeito modulatório da vitamina frente a ação da CDDP e 5-FU esteja relacionado seu papel antioxidante. A utilização da vitamina C como um adjuvante às drogas quimioterápicas convencionais no tratamento do câncer deve ser revista, tendo-se em vista o comprometimento da eficácia da quimioterapia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2128442 - FELIPE CAVALCANTI CARNEIRO DA SILVA
Interno - 130.036.743-15 - ANA AMELIA DE CARVALHO MELO CAVALCANTE - UFPI
Interno - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Externo ao Programa - 1750318 - ANA PAULA PERON
Notícia cadastrada em: 05/12/2016 14:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 11/11/2019 22:52