Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONARDO DA ROCHA SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEONARDO DA ROCHA SOUSA
DATA: 19/06/2017
HORA: 09:30
LOCAL: Sala de aula do Núcleo de Tecnologia Farmacêutica
TÍTULO: EFEITOS DE VITAMINAS ANTIOXIDANTES NA MODULAÇÃO DOS DANOS TOXICOGENÉTICOS INDUZIDOS POR AGENTES QUIMIOTERÁPICOS
PALAVRAS-CHAVES: Antineoplásicos; Ácido ascórbico; Danos toxicogenéticos; Palmitato de retinol; Terapias oncológicas.
PÁGINAS: 126
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

O uso de vitaminas antioxidantes na dieta alimentar ou durante a quimioterapia, tem sido empregado como uma alternativa no tratamento do câncer, visando a diminuição dos efeitos tóxicos dos antineoplásicos, o que pode comprometer a eficácia das terapias oncológicas. A pesquisa tem como objetivo verificar os possíveis efeitos antioxidantes, antigenotóxicos/antimutagênicos, anticitotóxicos, hepatoprotetor e nefroprotetor do ácido ascórbico (AA) combinado com o palmitato de retinol (PR) sobre os danos toxicogenéticos induzidos pelos antineoplásicos ciclofosfamida e doxorrubicina isolados, ou em associação, esquema AC. Foram realizados testes em modelos in vivo como: Saccharomyces cerevisiae; bioensaio Allium cepa; Bioensaios de letalidade em Artemia salina (BSLB); ensaio cometa em linfócitos de sangue periférico e células de medula óssea em Mus musculus; teste de micronúcleos em células de medula óssea em camundongos; testes hematológicos e bioquímicos em células de sangue retirado de punção cardíaca. Em Saccharomyces cerevisiae, Allium cepa e Artemia salina, as concentrações foram de 20 µg/mL para a ciclofosfamida, 2 µg/mL para a doxorrubicina e 20/2 µg/mL para o esquema AC. O ácido ascóbico foi utilizado na concentração de 2 µM/mL enquanto a concentração do palmitato de retinol foi de 100 UI/mL. Nos tratamentos em Mus musculus, as doses dos antineoplásicos foram de 20 mg/kg para a ciclofosfamida, 2 mg/kg para a doxorrubicina e 20/2 mg/kg para o esquema AC, enquanto as concentrações do ácido ascórbico e do palmitato de retinol em camundongos foram, respectivamente, 2 µM/kg e 100 mg/kg. Os antineoplásicos induziram significantes danos oxidativos, em linhagens de S. cerevisiae, significantes danos tóxicos, citotóxicos e mutagênicos em Allium cepa bem como causaram uma citotoxicidade significativa em Artemia salina. Os quimioterápicos também induziram efeitos genotóxicos, mutagênicos, citotóxicos, hepatotóxicos e nefrotóxicos em células de sangue periférico e de medula óssea de Mus musculus. Todavia, as vitaminas conjugadas (AA + PR) modularam os mecanismos oxidativos dos antineoplásicos em S. cerevisiae, os danos toxicogenéticos em Allium cepa bem como modulou a citotoxicidade em Artemia salina. As vitaminas combinadas (AA + PR) também modularam os danos genotóxicos, aneugênicos e/ou clastogênicos e citotóxicos em camundongos, com significantes percentuais para as atividades antigenotóxicas, antimutagênicas e anticitotóxicas. Os resultados mostram que os antineoplásicos induzem instabilidades genéticas em células não tumurais, que podem ser moduladas pelo uso de vitaminas antioxidantes como o AA e o PR, podendo comprometer a eficácia das terapias. Em virtude das controvérsias, são necessários mais estudos para melhor elucidar os mecanismos dos antineoplásicos, bem como das interferências dos antioxidantes durante as terapias oncológicas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 130.036.743-15 - ANA AMELIA DE CARVALHO MELO CAVALCANTE - UFPI
Interno - 2128442 - FELIPE CAVALCANTI CARNEIRO DA SILVA
Presidente - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Externo ao Programa - 2148219 - JUAN CARLOS RAMOS GONCALVES
Externo ao Programa - 1734767 - LEONARDO HENRIQUE GUEDES DE MORAIS LIMA
Notícia cadastrada em: 29/05/2017 16:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 22/10/2019 05:44