Notícias

Banca de DEFESA: MATHEUS OLIVEIRA DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MATHEUS OLIVEIRA DO NASCIMENTO
DATA: 17/07/2020
HORA: 14:30
LOCAL: APRESENTAÇÃO REMOTA
TÍTULO: Carreadores lipídicos nanoestruturados à base de manteiga de Platonia Insignis Mart. para aplicação tópica de anfotericina B: atividades antifúngica e antileishmania
PALAVRAS-CHAVES: Nanopartículas; Planejamento fatorial; Antifúngico; Antileishmania
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A Anfotericina B (AmB) é comumente usada no tratamento de infecções fúngicas sistêmicas e como fármaco de
segunda escolha para a leishmaniose visceral, cutânea e mucocutânea. Apesar de sua importância clínica, o seu uso é
limitado pela alta toxicidade das formulações convencionais. Os sistemas lipídicos nanoestruturados, aliado ao
tratamento tópico, garantem uma redução significativa na toxicidade. Nesse sentido, o objetivo deste estudo foi
desenvolver e caracterizar carreadores lipídicos nanoestruturados (CLNs), utilizando como componente lipídico uma
manteiga de origem vegetal (Platonia Insignis Mart.), para aplicação tópica de AmB, e avaliar sua ação antifúngica e
antileishmania in vitro. Os CLNs obtidos pelo método de emulsificação à quente e ultrasonicação, foram otimizados
através de um planejamento fatorial 2 3 . A formulação otimizada foi caracterizada pelo tamanho de partícula, índice de
polidispersão (IPd), potencial zeta, eficiência de encapsulação, calorimetria diferencial de varredura (DSC),
espectroscopia de infravermelho (FT-IR), estados de agregação da AmB e estabilidade ao longo do tempo. As dispersões
ainda foram incorporadas em uma formulação semissólida e caracterizadas em ensaios de estabilidade preliminar, e de
oclusão in vitro. Além disso, as formulações foram avaliadas in vitro quanto ao perfil de liberação de AmB,
citotoxicidade sobre macrófagos, e atividades antifúngica, em cepas de Candida albicans, e antileishmania, em formas

promastigotas de Leishmania major. O CLN otimizado apresentou tamanho médio de 168,47 ± 1,94, IPd de 0,145 ±
0,06, potencial zeta de -27,5 ± 0,62, e eficiência de encapsulação próximo à 100%, sendo estável durante 30 dias.
Avaliações de DSC e FT-IR confirmaram encapsulamento mecânico de AmB. O hidrogel (Gel-CLN-AmB) apresentou
pH compatível com a pele, propriedade reológica pseudoplástica, espalhabilidade adequada e teor equivalente à 100%,
não apresentando alterações significativas após estudo do ciclo gelo-degelo. Gel-CLN-AmB melhorou o fator de oclusão
em cerca de 30% e a liberação in vitro de AmB indicou um perfil bifásico, com modelo cinético de liberação baseado em
erosão da matriz (Peppas-Korsmeyer). O CLN apresentou uma maior capacidade de inibição fúngica, com CIM (5
μg/mL) menor que do fármaco livre (10 μg/mL), e o Gel-CLN-AmB exibiu um maior halo de inibição (22,33 ± 1,15
mm). O CLN exibiu maior capacidade de inibição de L. major (IC 50 : 0,094 μg/mL) e maior seletividade comparado ao
fármaco livre (IC 50 : 0,101 μg/mL) e a formulação micelar comercial de AmB (IC 50 : 0,279 μg/mL). Esta redução no valor
do IC 50 deve-se a um provável sinergismo da AmB com a manteiga de bacuri. O Gel-CLN-AmB conseguiu manter a alta
atividade antileishmania. Portanto, os resultados demonstraram que a manteiga de Platonia Insignis Mart. associada a
um sistema de entrega de nanopartículas de AmB é uma formulação promissora para o tratamento da leishmaniose
cutânea e da candidose.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1668358 - ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
Interno - 2199134 - MARCILIA PINHEIRO DA COSTA
Externo ao Programa - 1357378 - CARLA VERONICA RODARTE DE MOURA
Externo à Instituição - DANIELLE DA COSTA SILVA - IFPI
Notícia cadastrada em: 22/06/2020 11:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 15/08/2020 16:46