Notícias

Banca de DEFESA: GISELLE ZAYRA DA SILVA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GISELLE ZAYRA DA SILVA DE OLIVEIRA
DATA: 12/08/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório de Farmácia
TÍTULO:

Desenvolvimento e caracterização de uma formulação farmacêutica lipossomal contendo nimodipina: Ensaios pré-clínicos com ênfase em transtornos psicossociais


PALAVRAS-CHAVES:

Ansiolítico; Antioxidante; Lipossoma; Nimodipina.


PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise e Controle de Medicamentos
RESUMO:

A nimodipina é um fármaco pertencente à classe das diidropiridina que atua como bloqueador dos canais de cálcio tipo L e por apresentar elevada lipofilidade ultrapassa facilmente a barreira hematocefálica, proporcionando uma vasodilação mais eficaz nos vasos sanguíneos cerebrais. No entanto, esse medicamento possui várias características farmacocinéticas que limitam seu emprego na prática clínica. Nesse sentido, alguns trabalhos demonstram que a intervenção da biotecnologia farmacêutica é um instrumento útil para aperfeiçoamento dessas propriedades, como é o caso do encapsulamento da nimodipina em lipossomas. Contudo não existem trabalhos que apresentem resultados referentes ao potencial neuroprotetor e ansiolítico de lipossomas contendo nimodipina. Atendendo a esse propósito, a presente dissertação tem o intuito de avaliar o mecanismo de ação ansiolítico de lipossomas contendo nimodipina (LCNa) e analisar seu potencial antioxidante in vitro. Porém de forma inicial foi realizada no primeiro capítulo uma revisão sistemática de literatura com o objetivo de verificar as publicações científicas em forma de artigos divulgados nos dez últimos anos sobre os benefícios científicos proporcionados por preparações lipossomais com efeitos antioxidantes e/ou neuroprotetores, utilizando as bases de dados eletrônicas Science Direct, BVS (Biblioteca Virtual em Saúde), PubMed e Scielo. Os resultados desse estudo indicaram que o desenvolvimento de lipossomas direcionados para a promoção de efeitos antioxidantes e neuroprotetores é muito recente, datado de 2005, e que representaram uma crescente a partir de 2008, ano de maior quantidade de publicações, desse ano até a atualidade se concentram 67% dos artigos publicados sobre a temática do estudo. Com a presença marcante dos compostos isolados de plantas medicinais, em especial a quercetina. Já no segundo capítulo foi avaliado o mecanismo de ação ansiolítico dos LCNa, por meio da utilização dos testes comportamentais claro/escuro e labirinto em cruz elevada, bem como a atividade e coordenação motora por meio dos testes de campo aberto e rota rod. Este teve como resultados a constatação do potencial ansiolítico dos lipossomas, com ação superior a das soluções de nimodipina, sem apresentar sedação ou relaxamento muscular, de forma que foi comprovado também que o mecanismo de ação ansiolítica desses lipossomas pode acontecer pelo sistema GABAérgico, uma vez que o uso do antagonista GABAérgico, flumazenil, reverteu os efeitos do LCNa em todos os modelos farmacológicos utilizados. Por fim, no terceiro capítulo foi analisado o potencial antioxidante in vitro do LCNa nas concentrações de 0,9; 1,8; 3,6; 5,4 e 7,2 µg/mL contra a formação de espécies reativas como ácido tiobarbitúrico (TBARS), bem como foi determinada a capacidade de remoção de radical hidroxila e a inibição da produção de óxido nítrico. Foi verificado que todas as concentrações foram capazes de prevenir a peroxidação lipídica induzida por AAPH, inibindo a quantidade de TBARS formado, além de promover a remoção do radical hidroxila e diminuir significativamente a produção de óxido nítrico. Esses resultados sugerem uma possível ação antioxidante dos LCNa. Contudo, há necessidade da continuação desses estudos com mais testes in vivo para que seja confirmado o efeito antioxidante, além da realização de outros experimentos para analisar a segurança da administração dessa formulação na aplicação do tratamento da ansiedade e de patologias que podem estar relacionadas ou não com o estresse oxidativo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2617696 - ALDEIDIA PEREIRA DE OLIVEIRA
Interno - 1668358 - ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
Presidente - 1549662 - HERCILIA MARIA LINS ROLIM
Interno - 1638285 - RIVELILSON MENDES DE FREITAS
Notícia cadastrada em: 24/07/2013 15:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 19/10/2019 01:32