Notícias

Banca de DEFESA: CARLOS HENRIQUE FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS HENRIQUE FERREIRA
DATA: 06/09/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório da enfermagem
TÍTULO:

ANÁLISE DA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL DOMICILIAR EM USUÁRIOS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA.


PALAVRAS-CHAVES:

Nutrição enteral. Atenção primária a saúde. Serviço de assistencia domiciliar.


PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

ntrodução: A nutrição enteral domiciliar é fundamental na assistência à saúde de indivíduos com necessidades nutricionais e consiste em tratamento eficaz e seguro para pacientes com carência nutricional e incapazes de alimentar-se por via oral. Objetivo: Investigar a adequação da nutricional enteral domiciliar realizada nos usuários do Sistema Único de Saúde de Teresina-PI considerando o acesso aos insumos e a resposta nutricional dos pacientes. Casuística e métodos: Fez-se uma revisão da literatura com recorte temporal entre 2011 e 2016 sobre nutrição enteral domiciliar utilizando-se descritores provenientes do DeCS e MeSH nas bases de dados Scielo, Lilacs e PubMed, com o objetivo de avaliar os efeitos sobre a qualidade de vida, perfil nutricional e clínico, técnicas e equipamentos utilizados em programas de nutrição enteral domiciliar em adultos. Em um segundo momento, foi realizada pesquisa documental no setor responsável pela dispensação de nutrição artificial enteral na Fundação Municipal de Saúde e em domicílios de pacientes beneficiários destes insumos na abrangência do município de Teresina-PI, no período de dezembro de 2015 a maio de 2016. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFPI através do protocolo 1.412.110. Resultados: Na revisão foram encontrados 230 artigos, dos quais após triagem e exclusão de artigos, apenas 11 foram incluídos. 05 eram do tipo retrospectivo documental, 05 estudos de coorte longitudinal e 01 estudo transversal observacional. No estudo documental foram analisados 132 indivíduos sob nutrição enteral domiciliar com idade média de 70.83 ± 19.46 anos, sendo 56.8 do sexo feminino. As desordens neurológicas apresentaram prevalência de 78.8%, a gastrostomia foi adotada como via de acesso em 62.1%, houve diminuição 6.7% nos indivíduos com baixo peso e aumento 10% nos indivíduos eutróficos após a nutrição enteral domiciliar. Conclusões: Segundo a revisão aqui realizada a nutrição enteral domiciliar é uma alternativa segura, com bons resultados referentes às características nutricionais e qualidade de vida. Os dados práticos mostram que a nutrição enteral domiciliar foi efetiva no ganho de peso, sendo que a principal indicação e via de nutrição enteral foram doenças neurológicas e gastrostomia, respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1794569 - ADRIANA DE AZEVEDO PAIVA
Presidente - 1439403 - GILBERTO SANTOS CERQUEIRA
Externo à Instituição - HOWARD LOPES RIBEIRO JUNIOR - UNILAB
Externo à Instituição - JEAMILE LIMA BEZERRA - NASSAU
Notícia cadastrada em: 23/08/2016 14:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 11/04/2021 16:15