Notícias

Banca de DEFESA: PAULO CESAR DE MOURA LUZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO CESAR DE MOURA LUZ
DATA: 18/10/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Sala do Programa de Pós Graduação em Enfermagem
TÍTULO: EXPERIÊNCIAS DE CUIDADO À SAÚDE DE ADOLESCENTES DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Saúde do adolescente. Atenção integral à saúde. Pesquisa Qualitativa.
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

INTRODUÇÃO: a temática do cuidado à saúde do adolescente é central na discussão realizada, somada à reflexão produzida sobre o acesso aos cuidados na Atenção Básica à Saúde. As concepções de adolescência/adolescente e cuidado são situadas como desafios teórico-práticos no campo da saúde, representados em suas complexidades e pluralidades de sentidos e significações. OBJETIVO: analisar as experiências de cuidado à saúde do adolescente no município de Campinas do Piauí. MÉTODO: pesquisa qualitativa, desenvolvida em duas dimensões, uma por meio da metodologia de história de vida, a outra consistiu na elaboração de uma revisão integrativa; foi realizada no município de Campinas do Piauí, Piauí. Os participantes foram nove adolescentes de realidades socioculturais diversificadas; a análise dos dados foi desenvolvida por meio da hermenêutica de Ricoeur. Com relação à revisão integrativa, foi utilizada a base de dados Biblioteca Virtual de Saúde para subsidiar a busca pelos estudos incluídos. RESULTADOS: a partir das narrativas dos adolescentes, três unidades de significado foram reconhecidas: o “ser-adolescente”, concepções de saúde e cuidado e, também, redes de cuidado. Foram reconhecidos vários aspectos que constroem a identidade do adolescente no município e marcam as transformações inerentes a essa fase, entre elas, a felicidade. Os adolescentes desenvolveram um olhar crítico direcionado às situações de saúde, todavia lançaram proposições sob a perspectiva do cuidado em rede, que podem contribuir para a consolidação de uma atenção integral à saúde dos adolescentes no município. Na revisão integrativa os achados evidenciaram fragilidades na atenção à saúde do adolescente, com ações que não refletem as suas necessidades e a infraestrutura dos serviços da atenção básica que não favorece o acesso à saúde ao adolescente. CONSIDERAÇÕES: o adolescente reclama a integralidade no cuidado, com maior consideração, visibilidade e o seu reconhecimento como sujeito singular. Suas histórias de vida contribuem com a noção de que o cuidado se materializa em práticas cotidianas, relacionais, formais e não-formais, institucionalizadas ou não, a depender das singularidades de cada sujeito.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2059377 - FABIO SOLON TAJRA
Externo à Instituição - FABRICIO IBIAPINA TAPETY - UNINOVAFAPI
Interno - 2059016 - JAQUELINE CARVALHO E SILVA SALES
Interno - 1301059 - MARCOELI SILVA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 18/09/2019 11:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 11/04/2021 15:49