Notícias

Banca de DEFESA: AURILENE ALVES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AURILENE ALVES DA SILVA
DATA: 27/09/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Física
TÍTULO: Baralho da termologia: o uso do lúdico no processo de ensino e aprendizagem dos conceitos físicos sobre termologia no ensino médio
PALAVRAS-CHAVES: Jogos Didáticos. Ensino e aprendizagem. Termologia.
PÁGINAS: 131
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Física
RESUMO:

A Física é uma ciência que faz parte do nosso cotidiano, portanto, é essencial que os conhecimentos sobre essa ciência sejam abordados de forma a demonstrar sua real importância para a formação dos estudantes, e assim despertar-lhes o interesse pelo estudo da mesma. Os jogos didáticos por possuírem um caráter lúdico podem ser uma boa ferramenta auxiliar, dentro do processo de ensino e aprendizagem, pois os aspectos de diversão e prazer podem despertar o interesse dos alunos em aprender os conteúdos propostos pelo jogo, bem como estimular sua criatividade e seu senso crítico. Dessa forma destacamos como problema “Como o uso do jogo Baralho da Termologia pode contribuir para melhorar o processo de ensino e aprendizagem dos conceitos de física relacionados à termologia”? Dentro dessa visão sobre a física este trabalho teve como objetivo principal desenvolver e aplicar o jogo “Baralho da Termologia” com o intuito de proporcionar uma melhor compreensão dos conteúdos de Física que fazem parte do currículo do segundo ano do ensino médio relacionados à termologia. Para o desenvolvimento do trabalho buscamos aliar a teoria de aprendizagem sociointeracionista de Vygotsky (2007) a teoria de Brougèr (1998) e Oliveira (2004) sobre jogos didáticos dentro do processo de ensino e aprendizagem. Os participantes dessa pesquisa foram alunos de uma turma da 2ª série do Ensino Médio da Escola Santo Afonso Rodriguez, localizado na cidade de Teresina- PI. A pesquisa desenvolvida foi de abordagem qualitativa, exploratória e de natureza aplicada. Para o desenvolvimento da pesquisa utilizamos como instrumentos para coleta dos dados dois questionários, um pré-teste e um pós- teste, além das observações registradas. Por meio do pré-teste foi possível caracterizar o perfil dos alunos e verificar seus conhecimentos prévios sobre o conteúdo abordado no jogo e por meio do pós-teste podemos avaliar o potencial do jogo enquanto ferramenta didática. Tivemos um resultado significante no que diz respeito a aceitação do produto como recurso didático por parte dos alunos, pois 100% consideraram que o jogo desenvolvido tem um potencial didático facilitador de aprendizagem. Como complemento do resultado positivo para o jogo desenvolvido, contamos com um percentual de 95,2% dos alunos que consideraram a aula com o uso do jogo como boa ou excelente e 100% dos alunos afirmaram que o jogo proporcionou uma melhor aprendizagem dos conteúdos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1222880 - CLAUDIA ADRIANA DE SOUSA MELO
Interno - 423620 - FRANCISCO FERREIRA BARBOSA FILHO
Externo à Instituição - JOSÉ RICARDO RODRIGUES DUARTE - IFPI
Externo à Instituição - LAZARO LUIS DE LIMA SOUSA - UFERSA
Interno - 422854 - VALDEMIRO DA PAZ BRITO
Notícia cadastrada em: 09/09/2019 10:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/05/2020 05:32