Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RUAN PABLO NUNES ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RUAN PABLO NUNES ARAUJO
DATA: 29/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: NPPM
TÍTULO: ATIVIDADE GASTROPROTETORA E ANTIOXIDANTE DO FITOL EM RATOS
PALAVRAS-CHAVES: Atividade gastroprotetora. Terpenóides. Fitol. Úlcera gástrica. Cicatrização.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
SUBÁREA: Farmacologia Autonômica
RESUMO:

A úlcera gástrica é uma das doenças mais prevalentes em adultos no mundo, tendo, na maioria dos casos, caráter benigno, mas que eventualmente pode causar complicações como sangramento e perfurações, que são significativas de morbimortalidade. Tendo em vista a alta demanda de fármacos para o tratamento de doenças do trato gastrintestinal e a busca de novas substâncias, se faz necessário o estudo com produtos naturais. O fitol, (3,7,11,15-tetrametilhexadec-2-en-1-ol) é um diterpeno que pertence ao grupo dos álcoois acíclicos insaturados de cadeia ramificada longa e percursor do ácido fitânico, possui estado líquido em temperatura ambiente e ponto de ebulição de 202°C. Não há relatos sobre a atividade antiúlcera do fitol na literatura, porém em outros estudos, demonstra atividades antimicobacteriana e anti-inflamatória. O objetivo desse estudo foi investigar a atividade gastroprotetora do fitol em modelos de lesões gástricas em ratos e seus possíveis mecanismos de ação. Para isso, foram utilizados ratos Wistar (180-250 g), e avaliou se o percentual de inibição da área de lesões induzidas em relação ao controle (veículo) de acordo com protocolo CEEA 299/17. Os dados são representados como média ± E.P.M. *p<0.05 vs. grupo veiculo (ANOVA one way e teste de Tukey). No modelo de lesões gástricas induzidas por etanol absoluto, o fitol, administrado por via oral 1h antes da aplicação do agente ulcerogênico, apresentou efeito gastroprotetor significativo nas doses de 12,5 (0,69mm³ ± 0,31mm³) 25 (1,93mm³ ± 0,78mm³) e 50 mg/kg (0,97mm³ ± 0,47mm³) ao inibir a área de lesão 96%, 90% e 95% (*p<0,05), respectivamente, em relação ao veículo (19,18mm³ ± 1,05mm³). O tratamento com fitol restaurou a mucosa gástrica, reduziu os níveis da MPO (74%) e MDA (59%), aumentou a quantidade grupamento sulfidrila não proteico (88%) e restaurou a atividade da CAT E SOD comparado ao grupo veiculo. Nas lesões induzidas por acido acético, os ratos foram submetidos a processos cirúrgicos para indução da ulcera. No primeiro dia após a indução da ulcera iniciou-se o tratamento com fitol nas doses de 12,5; 25; 50 e 100 mg/kg urante 7 dias, diminuindo significativamente a área da lesão ulcerativa (43,17 ± 7,28 mm3); (49,42 ± 7,50 mm3); (45,32 ± 13,74 mm3); (86,75 ± 10,50 mm3), respectivamente, em comparação ao grupo veiculo (272,20 ± 18,41 mm³), demonstrando efeito cicatrizante. Nas lesões induzidas por isquemia e reperfusão, o fitol nas doses 12,5 e 25 mg/kg, v.o., também foi capaz de diminuir significativamente (*p<0,05) as áreas das lesões (1,51 ± 1,7 mm²)  em 89,3% e (7,65 ± 2,0 mm²) em 45,89%, respectivamente, quando comparado com o grupo veiculo (14,14 ± 3,6 mm²). No modelo de lesões induzidas por ibuprofeno, a dose de 12,5 mg/kg promoveu redução da área de lesão em 54,95% quando comparado ao veiculo. Este estudo demonstra o efeito gastroprotetor e cicatrizante do fitol e sugere que o mesmo pode estar associado à sua ação antioxidante. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1560969 - ROSIMEIRE FERREIRA DOS SANTOS
Interno - 2617696 - ALDEIDIA PEREIRA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - FRANCILENE VIEIRA DA SILVA - UEMA
Notícia cadastrada em: 22/08/2018 18:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 17:46