Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO SAVIO M BORGES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO SAVIO M BORGES
DATA: 05/12/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pesquisas em Plantas Medicinais-Bloco 15
TÍTULO: Efeitos metabólicos da leucina sobre a Síndrome de Cushing
PALAVRAS-CHAVES: glicocorticóides; dexametasona; síndrome de Cushing; suplementação com leucina
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

Os glicocorticóides quando administrados em tratamento prolongado (> 3 semanas) ou em excesso no organismo, podem levar ao desenvolvimento da Síndrome de Cushing (SC), que é caracterizada por múltiplos distúrbios metabolicos. Pesquisas com suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), especialmente a leucina (LEU), demonstram que este nutriente é capaz de melhorar a saúde metabólica em animais obesos. No entanto, evidencias recentes apontam que a ausência dos ACR ou da LEU na dieta é capaz de melhorar alguns aspectos metabólicos, por reduzir a adiposidade e aumentar a termogênese. Portanto, não está claro se a suplementação dietética com LEU seria uma estratégia benéfica. Para ajudar a resolver essa questão, examinamos o efeito da suplementação com LEU nos distúrbios metabólicos atribuídos à SC. Para tanto, usamos o tratamento nutricional de longo prazo com LEU no modelo farmacológico de SC, induzido por excesso de dexametasona (DEXA). Descobrimos que a suplementação com LEU piora vários dos quadros metabólicos que caracterizam a SC como a adiposidade, a hipertrigliceridemia, hipercolesterolemia e hiperalbuminemia, bem como favorece maior acúmulo de gordura e marcadores de lesão hepática. Ademais, de maneira surpreendente verificamos que este aminoácido apresentou potencial antioxidante, redução na peroxidação lipídica e aumento da atividade de enzimas antioxidantes. Nossos resultados indicam que LEU piora a saúde metabólica em animais com SC, e sugerem que o aumento específico de LEU alimentar pode representar uma estratégia arriscada no modelo experimental estudado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2950101 - FRANCISCO LEONARDO TORRES LEAL
Externo ao Programa - 2339084 - JOAO PAULO JACOB SABINO
Externo ao Programa - 3302639 - LUCIANO DA SILVA LOPES
Notícia cadastrada em: 05/12/2018 09:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 17:54