Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ISABELA RIBEIRO DE SA GUIMARAES NOLETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISABELA RIBEIRO DE SA GUIMARAES NOLETO
DATA: 17/12/2018
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO OESTE – CAMPUS MINISTRO REIS VELLOSO
TÍTULO: EFEITO GASTROPROTETOR DA METFORMINA NA LESÃO GÁSTRICA INDUZIDA POR ALENDRONATO EM RATOS NORMOGLICÊMICOS E HIPERGLICÊMICOS
PALAVRAS-CHAVES: ÚLCERA GÁSTRICA. AMPK. METFORMINA BIFOSFONATOS
PÁGINAS: 49
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

O alendronato (ALD) é um bifosfonato amplamente utilizado no tratamento da osteoporose, contudo apresenta alguns efeitos colaterais e reações adversas, dentre eles o surgimento da úlcera gástrica. A pesquisa teve como objetivo investigar o efeito gastroprotetor da metformina (MET) em lesões gástricas induzidas por alendronato em ratos normoglicêmicos e hiperglicêmicos. Utilizou-se ratos Wistar (fêmeas, 180-200g), divididos nos grupos controle negativo (solução fisiológica, SF 0,9%, v.o); controle positivo (SF 0,9% + ALD 50mg/Kg, v.o), três grupos com MET (MET 10, 30 ou 100mg+ ALD 50mg/Kg, v.o), um grupo com inibidor de AMPK (Comp C 1,2mg/Kg + MET 100mg/Kg + ALD 50mg/Kg, v.o), controle negativo diabético (streptozotocina, STZ, 130mg/Kg, i.p. + SF 0,9%, v.o), controle positivo diabético (STZ 130mg/Kg, i.p. + SF 0,9%, v.o. + ALD 50mg/Kg, v.o) e diabético teste (STZ 130mg/Kg, i.p. + MET 100mg/Kg, v.o. + ALD 50mg/Kg, v.o). O diabetes foi induzido com STZ, 130mg/Kg, intraperitoneal, dose única, os pré-tratamentos foram realizados diariamente durante sete dias e a lesão gástrica foi induzida com ALD 50mg/Kg diariamente, durante quatro dias. Todos os protocolos experimentais foram aprovados pela Comissão de Ética em Uso Animal da Universidade Federal do Piauí (Protocolo nº 474/18). Na investigação do efeito gastroprotetor da MET em lesão por ALD a dose de MET 100mg/Kg apresentou melhores resultados que as demais testadas, sendo então selecionada para a execução dos protocolos posteriores. A MET desempenhou efeito gastroprotetor significativo em ensaios de lesão gástrica, tanto em análise macroscópica como microscópica, também foi observado através de microscopia de força atômica (AFM) maior preservação da superfície da mucosa gástrica. A MET foi capaz de suprimir fatores ligados à inflamação, como a expressão de citocinas pró-inflamatórias (TNF-α, IL-1β e IL-6) e diminuição dos níveis de MPO, além da redução dos níveis de MDA. Também foi observado manutenção dos níveis basais de colágeno na mucosa gástrica e seu potencial de estímulo à secreção de muco gástrico. Diante dos achados, sugere-se que seu papel gastroprotetor esteja relacionado com a capacidade de ativação da via de AMPK. Conclui-se que a MET apresenta efeitos gastroprotetores que vão desde a diminuição da resposta inflamatória, até efeitos de proteção mecânica, com a produção de muco, podendo sugerir então o seu potencial uso na prevenção e tratamento de lesões gástricas causadas por ALD.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2140923 - ANA JERSIA ARAUJO
Presidente - 1680593 - JAND VENES ROLIM MEDEIROS
Externo ao Programa - 2231318 - JOSE DELANO BARRETO MARINHO FILHO
Notícia cadastrada em: 07/12/2018 16:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:15