Notícias

Banca de DEFESA: MICKAEL LAUDRUP DE SOUSA CAVALCANTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MICKAEL LAUDRUP DE SOUSA CAVALCANTE
DATA: 08/05/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pesquisas em Plantas Medicinais- Bloco 15
TÍTULO: Envolvimento vagal e de receptores β-adrenérgicos e canabinóides na aceleração do esvaziamento gástrico induzida por células de Yoshida ah-130 em ratos
PALAVRAS-CHAVES: Caquexia; Motilidade gastrintestinal; β1-adrenérgico; Nervo vago; Sistema endocanabinoide
PÁGINAS: 170
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A caquexia associada ao câncer é caracterizada por uma redução significativa do peso corporal em decorrência da atrofia do músculo esquelético, a qual apresenta alterações nos sistemas cardiovascular e gastrintestinal, como ativação do sistema nervoso simpático, constipação decorrente de obstrução gastrintestinal, e elevação paradoxal nas concentrações de grelina. OBJETIVO: Investigar o envolvimento vagal e de receptores β-adrenérgicos e canabinoides nas alterações gastrintestinais de ratos com caquexia induzida por células de Yoshida AH-130. MATERIAL E MÉTODOS: O modelo experimental de caquexia (CQX) foi induzido por meio da inoculação intraperitoneal de células (108) de Yoshida AH-130, em ratos Wistar. Foram analisadas alterações fisiológicas gerais e gástricas. Para a elucidação dos mecanismos envolvidos, investigou-se a participação da sinalização adrenérgica em receptores β1, no qual os animais com caquexia foram submetidos à administração diária de atenolol (ATN) (20 mg/kg, v.o.). Em seguida, investigou-se o envolvimento das vias neurais parassimpáticas, no qual os animais com caquexia foram previamente submetidos à vagotomia troncular subdiafragmática (VGX). Por fim, investigou-se o papel das vias endocanabinoides, no qual os animais com caquexia foram submetidos à administração diária de win 55,212-2 (WIN) (2 mg/kg, s.c.). RESULTADOS: Em comparação ao grupo Controle, o grupo CQX apresentou, de forma significativa (p<0,05), uma diminuição no ganho do peso corporal (11,2 ± 1,3 g vs. -27,3 ± 3,5 g), aumento no índice de caquexia (0,1 ± 0,5% vs. 38,5 ± 2,1%), e redução no consumo alimentar no 5º dia (25,1 ± 0,7 g vs. 15,0 ± 0,7 g), 6º dia (25,0 ± 2,1 g vs. 15,9 ± 1,2 g), e 7º dia (27,7 ± 1,2 g vs. 12,9 ± 0,9 g), juntamente com um aumento no esvaziamento gástrico (AUC 12349,8 ± 890,5 μg x min/mL vs. 20.360,17 ± 1.970,9 μgx min/mL), aumento na porcentagem de contração de tiras de fundo gástrico, na concentração de carbacol de -6 M (43,2 ± 6,3% vs. 63,2 ± 5,5%), e uma diminuição na CE50 de carbacol: -5,8 M [(-6,0 M) – (-5,6 M)] vs. -6,3 M [(-6,5 M) – (-6,1 M)]. Em comparação ao grupo CQX, o grupo CQX+ATN apresentou, de forma significativa (p<0,05), uma redução no ganho de peso (-27,3 ± 3,5 g vs. -43,3 ± 6,2 g), juntamente com uma diminuição no esvaziamento gástrico (AUC 20.360,17 ± 1.970,9 μgx min/mL vs. 12.579,2 ± 785,4 μgx min/mL), redução na porcentagem de contração de tiras de fundo gástrico, na concentração de carbacol de -6 M (63,2 ± 5,5% vs. 46,5 ± 5,7%), e um aumento na CE50 de carbacol: -6,3 M [(-6,5 M) – (-6,1 M)] vs. -5,7 M  [(-5,8 M) – (-5,7 M)]. Em comparação ao grupo CQX, o grupo VGX+CQX mostrou, de forma significativa (p<0,05), uma diminuição no índice de caquexia (38,5 ± 2,1% vs. 32,4 ± 1,7%), juntamente com uma diminuição no esvaziamento gástrico (AUC 20.360,17 ± 1.970,9 μgx min/mL vs. 13.414,0 ±1.112,9 μgx min/mL), redução na porcentagem de contração de tiras isoladas de fundo gástrico, na concentração de carbacol de -6 M (63,2 ± 5,5% vs. 31,2 ± 4,7%), e um aumento na CE50 de carbacol: -6,3 M [(-6,5 M) – (-6,1 M)] vs. -5,7 M [(-5,8 M) – (-5,3 M)]. Em comparação ao grupo CQX, o grupo CQX+WIN apresentou, de forma significativa (p<0,05), uma redução no índice de caquexia (38,5 ± 2,1% vs. 25,8 ± 2,7%), juntamente com uma diminuição no esvaziamento gástrico (AUC 20.360,17 ±1.970,9 μgx min/mL vs. 10.965,4 ± 1.392,3 μgx min/mL), redução na porcentagem de contração de tiras isoladas de fundo gástrico, na concentração de carbacol de -6 M (63,2 ± 5,5% vs. 38,2 ± 3,9%), e um aumento na CE50 de carbacol: -6,3 M [(-6,5 M) – (-6,1 M)] vs. -5,6 M [(-5,9 M) – (-5,5 M)]. CONCLUSÕES: Concluiu-se, portanto, que a sinalização simpática em receptores β1 está envolvida na dismotilidade gástrica, enquanto que o nervo vago e endocanabinoides investigadas estão relacionadas com a regulação do índice de caquexia e da dismotilidade gástrica de ratos com caquexia induzida por células AH-130.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2457259 - MOISES TOLENTINO BENTO DA SILVA
Externo ao Programa - 2340544 - EMIDIO MARQUES DE MATOS NETO
Externo à Instituição - PEDRO JORGE CALDAS MAGALHÃES - UFC
Notícia cadastrada em: 03/05/2019 15:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 17:40