Notícias

Banca de DEFESA: JOSÉ VÍTOR MENEZES LACERDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ VÍTOR MENEZES LACERDA
DATA: 27/01/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pesquisas em Plantas Medicinais - Bloco 15
TÍTULO: EFEITO ANTIAGREGANTE DO FARNESOL LIVRE E COMPLEXADO À β-CICLODEXTRINA
PALAVRAS-CHAVES: Farnesol, β-ciclodextrina, antiagregante plaquetário
PÁGINAS: 79
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
SUBÁREA: Farmacologia Cardiorenal
RESUMO:

A agregação plaquetária constitui um processo essencial para a manutenção da homeostase. No entanto, quando associada a fatores de riscos pode resultar em alterações endoteliais, culminando na formação de trombos, podendo resultar em quadros como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular encefálico. Os terpenos são produtos naturais formados a partir da união de duas ou mais unidades de isopreno. O farnesol é um sesquiterpeno encontrado naturalmente em óleos essenciais de diversas plantas, como capim-limão, camomila, milho e citronela. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial antiagregante plaquetário do farnesol livre e complexado à β-ciclodextrina. Neste estudo, utilizou-se ratas Wistar (Rattus norvegicus) com peso entre 230-250g provenientes do Biotério Central da Universidade Federal do Piauí (CEUA sob Nº 549/19). Após anestesiadas, foi realizada a coleta de sangue em tubos contendo citrato de sódio a 3,2% (9:1), seguida da centrifugação para obtenção do plasma rico em plaquetas (PRP) (1650 rpm por 10min) e do plasma pobre em plaquetas (PPP) (3500 rpm por 15min), seguida da contagem de plaquetas em câmara de Neubauer para a realização dos estudos de atividade antiagregante plaquetária, sendo considerado um PRP quando a quantidade de plaquetas/ mL foi ≥ a 250.000. Alíquotas de PRP (300 µL) foram acondicionadas em cubetas siliconizadas e analisadas em agregômetro (EasyAgreg®). As substâncias testes foram pré-incubadas por 5 minutos antes da adição do ADP (20µM). A agregação plaquetária foi expressa em percentual de agregação para o agonista ADP. Os resultados obtidos neste estudo foram expressos como média ± erro padrão da média (e.p.m). Utilizou-se o teste t de Student não pareado ou ANOVA one-way seguido de teste de Tukey, para análise de significância, p< 0,05 considerado significante (GraphPad Prism versão 6.0).  Os resultados demonstram que o farnesol livre promoveu uma agregação plaquetária espontânea de ± 10% e o farnesol complexado promoveu uma agregação espontânea de ± 4%, comparando-se com o ADP (controle positivo) (± 70%). Na avaliação do efeito antiagregante do farnesol livre (10µM), observou que o mesmo inibiu a agregação induzida pela adição de 20µM de ADP em (± 35%), enquanto o farnesol complexado com β-CD (10µM) promoveu uma inibição em torno de (± 40%), quando comparados ao controle (ADP). Na investigação do mecanismo de ação antiagregante do farnesol, incubou-se as preparações por 5 min antes da adição do agente agregante, com calmidazolium (10µM), um inibidor da calmodulina, com nitroprussiato de sódio (NPS) (10µM), um doador de óxido nítrico (NO) ou com H-89 (5 µM), um inibidor da  PKA. Os resultados demonstram que, com a inibição da calmodulina não houve um aumento da inibição da agregação plaquetária do farnesol livre (±25%), no entanto, farnesol/β-CD promoveu uma potencialização da inibição da agregação plaquetária (±10%), ambos em relação ao controle (p<0,05). Tanto o farnesol livre (± 5%), quanto o farnesol/β-CD (± 20%) tiveram seu efeito inibitório potencializado na presença do NPS, quando comparados ao controle
(p < 0,05). Com a inibição da PKA, tanto o farnesol livre (± 5%) quanto o complexado (± 2%) tiveram seus efeitos potencializados, quando comparados ao controle (p < 0,05). Além disso, o farnesol livre promoveu efeito antiagregante plaquetário após tratamento por 7 dias, além de ter seu efeito potencializado na presença do ácido acetilsalicílico, quando comparados ao controle (p < 0,05). Conclui-se que o farnesol livre e o complexado com β-CD provocam discreta agregação espontânea, porém ambos são capazes de inibir a agregação induzida por ADP, tanto in vitro quanto in vivo, no entanto apenas o farnesol/β-CD parece ter a calmodulina envolvida no seu o mecanismo de ação antiagregante plaquetário, além disso, os resultados demonstram que ambos parecem ter a via do óxido nítrico envolvida no seu mecanismo de ação antiagregante, bem como a via da ciclooxigenase plaquetária.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2617696 - ALDEIDIA PEREIRA DE OLIVEIRA
Interno - 3107513 - DALTON DITTZ JUNIOR
Externo ao Programa - 1570922 - KATIA BONFIM LEITE DE MOURA SERVULO
Notícia cadastrada em: 08/01/2020 22:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 24/02/2021 17:41