Notícias

Banca de DEFESA: NAÍGUEL CASTELO BRANCO SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAÍGUEL CASTELO BRANCO SILVA
DATA: 29/08/2014
HORA: 14:30
LOCAL: NPPM
TÍTULO:

Investigação do efeito vasorelaxante do nerol em aorta isolada de rato


PALAVRAS-CHAVES:

nerol; relaxamento; aorta de rato; canais de cálcio.


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

No presente estudo investigou-se o efeito vasorelaxante do nerol em aorta de

rato. Foram usados ratos Wistar (250-300 g), machos, oriundos do Biotério do

NPPM/UFPI, mantidos em temperatura de 24 ± 1°C e ciclo claro-escuro de 12

horas, com livre acesso a água e ração. Os protocolos foram aprovados pelo

Comitê de Ética em Experimentação com Animais (CEEA/UFPI 008/2012).

Após eutanásia (Resolução No 1000, de 2012 do CFMV, os anéis de aorta

foram retirados e suspensos por linhas de algodão fixadas a um transdutor de

força acoplado a um sistema de aquisição (AECAD 1604; AQCAD/AVS

Projetos-SP/Brasil) para o registro das tensões isométricas. Após

estabilização de 60 minutos sob tensão de 1 gf, verificou-se a presença ou

ausência do endotélio vascular nos anéis de aorta por adição de acetilcolina

(ACh, 1 μM) sobre o componente tônico da contração gerada pela adição de

fenilefrina (FEN, 1 μM). Anéis com relaxamento menor que 10% foram

considerados sem endotélio (E-), e para relaxamento maior que 50%, estes

eram considerados com endotélio (E+). Durante a fase tônica de uma segunda

contração induzida por FEN ou 80 mM de KCl, em preparações diferentes,

nerol foi adicionado cumulativamente nas concentrações de 0,1 a 750 μg/mL.

Anéis sem endotélio foram contraídos concentrações cumulativas de KCl (10 a

100 mM) e a inibição da contração foi avaliada na presença de nerol nas

concentrações individuais de 9, 27,81, 243 e 750 μg/mL. Em outro momento,

anéis sem endotélio foram pré-contraídos com Bay K 8644 (10-7

agonista de CaV do tipo L e na fase tônica da contração administrou-se nerol de

maneira cumulativa. A potência vasorelaxante do nerol foi avaliada através da

comparação dos valores de pD2 e Emáx obtidos em diferentes preparações.

Para avaliar a participação da proteína cinase C (PKC) na resposta

vasorelaxante do nerol, anéis de aorta sem endotélio foram pré-incubados com

bisindolilmaleimida I (BIS-1, 10-7

uma contração tônica foi induzida por FEN e na fase tônica da contração, nerol

foi adicionado cumulativamente a cuba (0,1 a 750 μg/mL). Os resultados foram

expressos como média ± EPM. Para comparação entre as medias, foi usado o

Teste t de student não pareado, considerando valor significativo *p<0.05. Os

valores de pD2 foram obtidos por regressão não linear (GraphPad Prism, 5.0).

O efeito vasorelaxante do nerol em anéis pré-contraidos com fenilefrina (n= 6),

foi dependente de concentração na presença (E+: pD2 = 1.78 ± 0.02) e na

ausência do endotélio (E-: pD2 = 1,74 ± 0,07) e equipotentes. Nerol também

promoveu efeito vasorelaxante dependente de concentração em anéis de aorta

(n = 6), pré-contraídos com 80 mM (E-: pD2 = 1:46 ± 0.01), sem diferença

estatística comparado com FEN. Nerol inibiu a contração em anéis de aorta

pela adição cumulativa de KCl (n=6). A pré-incubação nas concentrações de 9

μg/mL: Emáx (%) = 94.6 ± 3.61; 27 μg/mL: Emáx (%) = 59,9 ± 10,3; 243 μg/mL,

Emáx (%) = 11,8 ± 2.60*; 750 μg/mL: Emáx (%) = 6.0 ± 3.28*, diminuiu

significativamente o Emáx comparado com o controle: Emax (%) = 91,8 ± 8,16.

Na presença do inibidor da PKC (pD2 = 1,68± 0,01), nerol apresentou efeito

semelhante ao controle (FEN, pD2 = 1,68± 0,01). Nerol promoveu efeito

vasorelaxante em anéis de aorta independente do endotélio e esse efeito

parece ser ocasionado pelo bloqueio dos canais de cálcio CaV tipo L, e

independente da PKC.

M), durante 20 minutos. Após esse tempo


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2246074 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA
Presidente - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Externo à Instituição - ROSEMARIE BRANDIM MARQUES - UESPI
Notícia cadastrada em: 19/08/2014 15:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:19