Notícias

Banca de DEFESA: HELLANY ALVES FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELLANY ALVES FERREIRA
DATA: 04/12/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Vídeo Conferência
TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE COMPRAS SUSTENTÁVEIS: Uma análise empírica do caso da Universidade Federal do Piauí (2010-2020)
PALAVRAS-CHAVES: Compras Públicas Sustentáveis. Universidade. Burocracia de Nível de Rua
PÁGINAS: 217
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Diante das preocupações com a busca de garantir o desenvolvimento sustentável, o tema Compras Públicas Sustentáveis (CPS) conquistou o cenário global de debates internacionais, impulsionando a formulação de políticas públicas ambientais nos processos de compras do setor público. Por se tratar do maior contratante no Brasil, o Governo Federal, utilizando-se do seu poder de compra, tem incentivado seus fornecedores a observem critérios ambientais em seus negócios com o setor público, após a publicação da IN MPOG nº 01/2010. Porém, a literatura nacional e internacional demonstra o quão desafiador é cumprir essa missão. Nesse sentido, torna-se imperativo investigar as dificuldades enfrentadas na execução desse instrumento. Dentro desse contexto, o presente trabalho objetiva investigar o processo de implementação das políticas públicas de compras sustentáveis no contexto da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa de abordagem qualitativa por meio do estudo de caso único, utilizando-se da triangulação de múltiplas fontes de evidências, nomeadamente a pesquisa documental de editais de licitações, as entrevistas com agentes responsáveis por inserir os critérios ambientais das aquisições da instituição e observação não-participante nos setores de recebimento dos bens licitados.A triangulação dos dados foi realizada sob a lente teórica da Burocracia de Nível de Rua de Michael Lipsky, assim, situa o olhar nos contextos de atuação das burocracias de nível de rua, ressaltando o papel exercido por sua discricionariedade.Os achados da pesquisa demonstram que os burocratas responsáveis pela implementação das CPS na UFPI enfrentam diversas barreiras como dificuldades na aplicação da legislação ambiental, falta de capacitação, pouco apoio da Administração Superior e ausência de controle no recebimento dos bens. Como principal contribuição desta pesquisa, identificou-se o acúmulo de atividades exercidas pelos responsáveis pela execução das CPS, tema de desafio recorrente e de interesse mundial.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1979907 - ALEXANDRE RABELO NETO
Presidente - 2027033 - JOAO CARLOS HIPOLITO BERNARDES DO NASCIMENTO
Externo ao Programa - 1703199 - LEONARDO VICTOR DE SA PINHEIRO
Notícia cadastrada em: 27/11/2020 20:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 08/12/2022 12:16