Notícias

Banca de DEFESA: WALLACE DE SOUSA LEITE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WALLACE DE SOUSA LEITE
DATA: 23/01/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Modo remoto. Link: meet.google.com/xqe-qrjq-ssz
TÍTULO: SILÍCIO COMO MITIGADOR DO DÉFICIT HÍDRICO EM CULTIVARES DE FEIJÃO-CAUPI
PALAVRAS-CHAVES: (Vigna unguiculata (L.) Walp.) Atividade fotossintética e antioxidante. Acúmulo de silício. Tolerância à seca. Rendimento de grãos.
PÁGINAS: 74
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O déficit hídrico afeta negativamente o crescimento e rendimento de diversas culturas agrícolas de interesse social e econômico. Neste contexto, o Silício (Si) surge como uma alternativaestratégica de manejo visando aumentar a tolerância das plantas ao déficit hídrico, podendo atuar na modulação do ajustamento osmótico, induzindo o aumento de atividade da defesa antioxidante e regulando as trocas gasosas, potencializando o aumento da taxa fotossíntetica. No entanto, estudos que englobem os efeitos danosos da limitação hídrica associada a elementos minerais benéficos no feijão-caupi ainda são incipientes. Assim, este estudo teve como objetivo investigar o envolvimento do silício como mitigador dos efeitos do déficit hídrico no crescimento e rendimento de grãos em cultivares de feijão-caupi, através da resposta dos mecanismos osmorreguladores, na defesa antioxidante (enzimática e não enzimática) e na atividade fotossintética modulada pela aplicação de Si via fertirrigação. Foram conduzidos dois experimentos, sendo o primeiro realizado em vasos sob condições semicrotroladas em uma estufa agrícola e o segundo em condições de campo. O experimento I, foi instalado no delineamento experimental de blocos ao acaso com três repetições em esquema fatorial 2 x 2 x 4, correspondendo a duas cultivares de feijão-caupi (BRS Novaera e BRS Tumucumaque), dois regimes hídricos (controle – sem restrição hídrica; déficit hídrico – com restrição hídrica) e quatro concentrações de Si (0; 1,0; 2,0 e 4,0 mmol L-1). No experimento II, utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso com quatro repetições em esquema de parcelas subsubdivididas 2 x 2 x 2, correspondendo a dois regimes hídricos (controle – bem irrigado; déficit hídrico – com restrição hídrica), duas concentrações de Si (0 e 2,0 mmol L-1) e duas cultivares de feijão-caupi (BRS Novaera e BRS Tumucumaque). Foram avaliados parâmetros de crescimento, fisiológico e bioquímicos e, em condições de campo, foi também quantificado o rendimento de grãos. O déficit hídrico reduziu significativamente o metabolismo fisiológico, bioquímico e consequentemente, os parâmetros de crescimento e rendimento de grãos das plantas de feijão caupi em relação ao tratamento controle. Contudo, a aplicação de Si sob déficit hídrico, particularmente na cultivar BRS Novaera, aumentou significativamente o acúmulo de Si na folha e raiz, o potencial osmótico, a prolina na folha e na raiz, aminoácidos na folha e na raiz, teor de proteína, SOD, CAT, APX, a fotossíntese líquida, a taxa de transpiração, a condutância estomática, o número de trifólios, a área foliar, a massa fresca da parte aérea, a massa seca da parte aérea, a tolerância relativa ao estresse, número de vagens por planta, número de grãos e o rendimento de grãos por planta. Assim conclui-se que o Si apresentou efeitos benéficos sobre as diversas características estudadas, mitigando os efeitos do déficit hidrico em plantas de feijão caupi. O Si promove a redução dos efeitos deletérios do déficit hídrico, atuando ativamente na regulação dos mecanismos de defesa antioxidante e das trocas gasosas, atenuando a redução do potencial osmótico foliar. A cultivar BRS Novaera que é altamente sensível ao déficit hídrico, responde favoravelmente à aplicação do Si aumentando a sua tolerância ao déficit hídrico.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALAN MARIO ZUFFO - UEMA
Externo à Instituição - CLÍSTENES WILLIAMS ARAÚJO DO NASCIMENTO - UFRPE
Presidente - 1553560 - FRANCISCO DE ALCANTARA NETO
Interno - 300.580.403-82 - MAURISRAEL DE MOURA ROCHA - EMBRAPA
Externo ao Programa - 1342777 - RAFAEL DE SOUZA MIRANDA
Interno - 2115817 - RICARDO SILVA DE SOUSA
Notícia cadastrada em: 13/12/2022 16:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 16/06/2024 04:07