Notícias

Banca de DEFESA: TÁLYTA CARINE DA SILVA SARAIVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TÁLYTA CARINE DA SILVA SARAIVA
DATA: 07/07/2023
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório da Pós-Graduação do Centro de Ciências Agrárias/UFPI
TÍTULO: ESTABILIDADE TEMPORAL DAS PROPRIEDADES BIOLÓGICAS DO SOLO APÓS APLICAÇÃO DE LODO DE CURTUME COMPOSTADO
PALAVRAS-CHAVES: Propriedades microbianas. Poluição por metais. Gerenciamento de resíduos.
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A aplicação de lodo de curtume compostado (LCC) levanta preocupações sobre seus
efeitos nas propriedades biológicas do solo a longo prazo, especialmente em relação à
contaminação por cromo (Cr). Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo
investigar o efeito das aplicações sucessivas de LCC na biomassa e atividade microbiana
do solo, bem como a estabilidade temporal das propriedades biológicas do solo,
correlacionando a atividade e biomassa microbiana do solo com os atributos químicos,
especialmente os teores de Cr. Foram coletadas amostras de solo na profundidade de 0-
10 cm em locais com diferentes taxas de aplicação do LCC (2,5 Mg ha-1 - menor e 20 Mg
ha-1 - maior), juntamente com um grupo controle sem aplicação (0 Mg ha-1). Foram
avaliadas as atividades do Carbono da Biomassa Microbiana (CBM) e Nitrogênio da
Biomassa Microbiana (NBM), respiração do solo (RS), umidade e temperatura do solo,
além das enzimas desidrogenase e urease nos dias 0, 30, 60, 90 e 150 após aplicação
do LCC. Os resultados mostraram que as propriedades biológicas do solo variaram de
acordo com os tratamentos e o período de coleta, e que as variações no microclima do
solo, como umidade, temperatura, pH e contaminação por Cr, tiveram um impacto
significativo nessas propriedades. A análise da curva de resposta principal (PRC) revelou
que o tratamento com a dose mais alta de composto apresentou uma variação maior nas
propriedades microbianas do solo. Os parâmetros mais responsivos foram a
desidrogenase, urease e CBM. No entanto, a estabilidade temporal das propriedades
biológicas do solo foi maior na taxa mais baixa de aplicação do composto. Esses
resultados indicam que a aplicação sucessiva do LCC pode afetar a biomassa e a
atividade microbiana do solo, sendo que a estabilidade temporal dessas propriedades é
influenciada pela taxa de aplicação do LCC, sendo a menor taxa a que proporcionou
maior estabilidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2476126 - ADEMIR SERGIO FERREIRA DE ARAUJO
Externo à Instituição - ARTHUR PRUDÊNCIO DE ARAÚJO PEREIRA - UFC
Interno - 626.068.833-49 - JADSON EMANUEL LOPES ANTUNES - UFPI
Notícia cadastrada em: 13/06/2023 17:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 01:49