Notícias

Banca de DEFESA: LAYLA DE SÁ ANDRADE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAYLA DE SÁ ANDRADE MEDEIROS
DATA: 26/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Núcleo da Pós-graduação do Centro de Ciências Agrárias-CCA/UFPI
TÍTULO: RT-PCR MULTIPLEX PARA DETECÇÃO SIMULTÂNEA DE TRÊS VÍRUS EM FEIJÃO-CAUPI
PALAVRAS-CHAVES: Carlavirus, Comovirus, Cucumovirus, diagnose, Vigna unguiculata
PÁGINAS: 51
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

As fitoviroses representam uma ameaça à segurança alimentar da população mundial. As consequências econômicas e sociais tendem a serem mais evidentes em regiões tropicais e subtropicais do globo, onde a subsistência da maioria da população depende da agricultura. Nesse contexto, torna-se crucial desenvolver estratégias eficazes para diagnosticar e manejar essas doenças. No presente estudo, desenvolvemos um protocolo RT-PCR Multiplex para a detecção simultânea de CPSMV, CMV e CPMMV, o qual contribuirá para tornar a diagnose desses vírus um processo mais ágil e menos oneroso, além de subsidiar a geração de conhecimentos sobre a epidemiologia desses patógenos em campo. Os isolados de CPSMV, CMV e CPMMV foram obtidos de plantas de feijão-fava. Para a síntese das moléculas de DNA complementar (cDNA) foram utilizados oligonucleotídeos específicos para cada vírus, além de oligonucleotídeos para detecção do mRNA vegetal endógeno denominado NADH desidrogenase subunidade. O protocolo de reação para a PCR Multiplex foi otimizado para a amplificação dos três conjuntos de oligonucleotídeos com seus respectivos cDNAs alvo em uma única reação. Foram realizados ensaios de especificidade e sensibilidade dos pares de oligonucleotídeos utilizados para cada espécie de vírus. Amostras foliares de feijão-caupi com sintomas característicos de virose foram coletadas em dez produtores, distribuídos em cinco municípios nos estados do Piauí e Maranhão. A confirmação da ocorrência e da incidência das diferentes espécies virais foi realizada por RTPCR Multiplex. As amostras também foram analisadas por RT-PCR com oligonucleotídeos degenerados para o gênero Comovirus oligonucleotídeos específicos para CABMV. Os três pares de oligonucleotídeos amplificaram fragmentos de tamanhos esperados, isto é, 300 pb, 500 pb e 890 pb para CMV, CPMMV e CPSMV, respectivamente, quando utilizados na amplificação dos alvos de forma separada. A temperatura de anelamento ideal para a RT-PCR Multiplex foi 52 ºC. O limite de detecção para o CPMMV na RT-PCR simples foi o mesmo para a RT-PCR Multiplex. Porém, para o CMV e CPSMV, os limites de detecção da RT-PCR simples foram maiores quando comparados com a RT-PCR Multiplex. A capacidade do ensaio RT-PCR Multiplex de detectar CPSMV, CMV e CPMMV simultaneamente em um único ensaio, em vez dos ensaios simples correspondentes, proporcionou uma economia de aproximadamente 70% do tempo de detecção e 43% dos reagentes. Os resultados das análises de RT-PCR Multiplex em amostras de campo revelaram que as incidências de infecção única foram de 67,8% (59 em 87 amostras) para CPSMV, 40,2% (35/87) para o CMV e nenhuma infecção (0,0%) para o CPMMV. No âmbito das coinfecções, verificou-se que 24,1% (21/87) amostras estavam infectadas simultaneamente com CPSMV e CMV.




MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - BEATRIZ MEIRELES BARGUIL - UESPI
Externo à Instituição - CÍCERO NICOLINI - UESPI
Externo à Instituição - DANIELLE RIBEIRO DE BARROS - UFPel
Externo à Instituição - GLORIA PATRICIA CASTILLO URQUIZA - UniMAGDALENA
Presidente - 2058623 - JOSE EVANDO AGUIAR BESERRA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 08/04/2024 18:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 04:06