• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GEONE BORGES DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GEONE BORGES DOS SANTOS
DATA: 30/05/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual Google meet
TÍTULO: VULNERABILIDADE AMBIENTAL NOS RECURSOS HÍDRICOS: ANALISANDO AS MICROBACIAS DO PERÍMETRO URBANO DA CIDADE DE FLORIANO (PI)
PALAVRAS-CHAVES: meio ambiente; recursos hídricos; microbacia urbana; vulnerabilidade ambiental.
PÁGINAS: 49
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

O progresso contínuo da espécie humana, o crescimento populacional e a articulação das organizações espaciais circunstanciaram o despertar de inúmeras questões que têm como pretensão desvendar o mundo atual, revelando o porquê da ocorrência dos fenômenos naturais e sociais que se manifestam e influenciam o modo de vida da sociedade. Ao longo dos anos a ciência geográfica tem estudado o meio ambiente como resultado da dinâmica da natureza, avaliando como as ações humanas influenciam o ambiente natural. A presente pesquisa tem como recorte espacial o perímetro urbano do município de Floriano, localizado ao Sul do estado do Piauí, distante cerca de 240 km da capital Teresina. Encontrando-se à margem direita do rio Parnaíba na zona fisiográfica e hidrográfica do Médio Parnaíba, eixo principal da drenagem piauiense. O objeto de estudo são cinco microbacias popularmente chamadas de “riachos”, localizadas no perímetro urbano da cidade de Floriano no Piauí, onde serão analisadas as condições de vulnerabilidade e qualidade ambiental. A pesquisa se torna relevante por ser uma área abundante quando se trata de questões hídricas, já que as microbacias urbanas são essenciais para a drenagem das águas pluviais, por reduzirem a temperatura local e contribuírem com o ecossistema. Outro fator a considerar quanto ao motivo desta pesquisa é a necessidade de estudos em escala municipal para melhor detalhar as questões socioambientais, com ênfase na investigação da problemática central a saber: Quais os níveis de vulnerabilidade ambiental das microbacias do perímetro urbano de Floriano no estado do Piauí. Diante do exposto, o estudo objetiva analisar a vulnerabilidade e a qualidade ambiental das microbacias do perímetro urbano de Floriano-PI, enfatizando os principais pontos vulneráveis com subsídios à conservação do ambiente natural. Os objetivos específicos são: a) realizar a caracterização dos componentes geoambientais de Floriano - PI, com foco nas microbacias; b)  classificar os índices de vulnerabilidades das microbacias localizados no perímetro urbano de Floriano - PI; c) avaliar a qualidade ambiental e os limites de tolerância ao uso e ocupação da área do entorno das microbacias existentes no perímetro urbano de Floriano, em consonância com a legislação ambiental; d) propor medidas mitigadoras voltadas à recuperação/conservação das áreas das microbacias existentes no perímetro urbano de Floriano. Para tanto, a metodologia utilizada é a pesquisa descritiva, qualitativa e documental, levantamentos biográficos e cartográficos, como também serão utilizadas técnicas de geoprocessamento tendo como método aplicado a proposta de Crepani et al. ( 2001), fundamentada no conceito de Ecodinâmica de Tricart (1977), que prevê que as unidades da paisagem sejam apresentadas a partir dos diferentes graus de fragilidade dos ambientes naturais, em face das intervenções do homem na natureza, definindo-as em unidades morfodinâmicas e da potencialidade para estudos integrados a partir do uso de imagens de satélite, visto que permitem uma visão sinótica, repetitiva e holística da paisagem. A atribuição dos valores da vulnerabilidade ambiental das microbacias tem como referência a metodologia de mapeamento da vulnerabilidade natural à erosão aplicada por Crepani et al. (1996 e 2001).  A pesquisa está em fase de elaboração e pode contribuir para gestão, conservação do ambiente pesquisado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2440142 - BARTIRA ARAUJO DA SILVA VIANA
Interno - 6422093 - IRACILDE MARIA DE MOURA FE LIMA
Externo à Instituição - FRANCILIO DE AMORIM DOS SANTOS - IFPI
Externo à Instituição - JORGE EDUARDO DE ABREU PAULA - UESPI
Notícia cadastrada em: 12/05/2023 21:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 12/06/2024 22:37