Notícias

Banca de DEFESA: VALDINAR PEREIRA DO NASCIMENTO JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VALDINAR PEREIRA DO NASCIMENTO JUNIOR
DATA: 26/02/2024
HORA: 14:30
LOCAL: Acesso remoto
TÍTULO: Geossistema, Território e Paisagem: o caso do Bioparque Zoobotânico em Teresina/PI
PALAVRAS-CHAVES: GTP (Geossistema-Território-Paisagem); Unidade de Paisagem; Bioparque Zoobotânico; Teresina; Piauí.
PÁGINAS: 133
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Urbana
RESUMO:

As transformações na natureza e suas consequências em nível global têm desafiado os diferentes campos de estudos a se integrarem em prol de soluções efetivas para minimizar os impactos ambientais. Nesse contexto, foi proposto o método GTP (Geossistema-Território-Paisagem), o qual possibilita análise sistêmica através de três conceitos chaves da geografia, os quais se complementam para analisar o espaço geográfico numa visão holística. Dessa forma, a pesquisa tem como objetivo geral, realizar uma análise integrada da paisagem por meio do método GTP no Bioparque Zoobotânico (BioPZ) de Teresina (Piauí/Brasil). Como objetivos específicos buscou-se: Discorrer sobre a história dos parques urbanos, contextualizando a criação dos parques da cidade de Teresina; caracterizar o ambiente (Geossistema); compreender as multiterritorialidade (Território); identificar as unidades de Paisagem (UP’s); criar uma cartilha denominada de trilha geográfica do bioparque. Assim, este trabalho buscará analisar o Bioparque Zoobotânico de forma integrada, utilizou-se da metodologia proposta por Bertrand (2009) denominada Sistema GTP (Geossistema, Território e Paisagem), o estudo contou também com observação de campo, entrevistas técnicas, além do uso do software: ArcGis (versão 10.8, com licença estudantil) e o Google Earth Pro, na utilização para confecção do mapa de localização. Os resultados demonstram a complexidade e a dinâmica da Unidade de Conservação estudada. Acerca do Geossistema, foram reveladas informações importantes sobre as condições dos elementos naturais e a ação antrópica sobre estes componentes, como a caracterização dos aspectos físicos do ambiente e o grau de modificações humanas. Em relação às Unidades de Paisagens dentro do BioPZ, foi identificada geofácies no interior do Bioparque Zoobotânico, cada UP’s exibe uma dinamicidade própria, conferindo uma singularidade ao espaço geográfico, posto apresentarem potencialidades, vulnerabilidades e limitações específicas. O Território, existe um conjunto de atores no BioPZ pautado por interesses e visões diversas, onde as múltiplas determinações inerentes ao processo privatização gerou configurações no sentido de sua produção e reprodução, pelos diferentes atores presentes no Parque, como visitantes, funcionários e permissionários, gestão públicas e privada. A leitura da paisagem a partir de Bertrand, possibilitou identificar singularidades paisagísticas no BioPZ, existem representações paisagísticas dos visitantes, funcionários e permissionários que possuem um sentimento de pertencimento, memórias afetivas e sua importância em seu cotidiano. Assim como, as perspectivas diferentes em relação às modificações empreendidas no o BioPZ. Concluiu-se que o trabalho mostrou a importância da perspectiva de GTP pois permite várias leituras, não apenas a delimitação e representação cartográfica das áreas, mas também para analisar a complexidade e a dinâmica da área estudada, as singularidades e representações paisagísticas, detectar os problemas e conflitos existentes e o grau de vulnerabilidade, planejar estratégias que visam conter, reverter ou amenizar os impactos existentes. A perspectiva integrada utilizada nesta pesquisa mostrou-se satisfatória, pois permitiu alcançar os objetivos propostos. Também se constatou que a Geografia, por meio dos estudos integrados, pode contribuir para a interpretação da dinâmica atual do espaço geográfico e ainda contribuir como subsídio científico-geográfico para o planejamento destas áreas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Interno - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 2231533 - EMANUEL LINDEMBERG SILVA ALBUQUERQUE
Externo ao Programa - 302.181.523-53 - FRANCISCO SOARES SANTOS FILHO - UESPI
Externo à Instituição - MESSIAS MODESTO DOS PASSOS - UNESP
Notícia cadastrada em: 26/01/2024 11:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 12/06/2024 23:17