Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JAELSON SILVA LOPES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAELSON SILVA LOPES
DATA: 23/05/2024
HORA: 15:30
LOCAL: Google meet
TÍTULO: ENTRE CORES E PAISAGENS: A CONTRIBUIÇÃO DA GEODIVERSIDADE E DO GEOPATRIMÔNIO PARA A O MUNICÍPIO DE BOQUEIRÃO DO PIAUÍ, BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Geodiversidade; Geopatrimônio; Popularização da geodiversidade; Boqueirão do Piauí.
PÁGINAS: 162
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

A discussão em torno das problemáticas ambientais torna-se evidente no decurso do século XX, sob a premente necessidade de abordar práticas tangíveis de enfrentamento à crise ambiental e de propostas em vistas à promoção do desenvolvimento sustentável e proteção da natureza. No entanto, reitera-se que os esforços iniciais, embora consideráveis, priorizaram a proteção da biodiversidade. Foi apenas na década de 1990, em específico, na Conferência de Malvern sobre “Conservação Geológica e Paisagística”, realizada no Reino Unido, em 1993, que emergiram as discussões sobre geodiversidade. Tais discussões assentavam-se na necessidade de debates e produções científicas sobre os elementos abióticos da Terra. Trata-se, portanto, de um termo que tem ganhado força no cenário nacional e internacional, chave essencial para compreender o passado. Nesse sentido, embora o estado do Piauí apresente produções relevantes no cenário regional e nacional, os estudos ainda não abrangem todo o território do estado. Há a ausência, também, de trabalhos que busquem relacionar as discussões sobre geodiversidade e geopatrimônio ao contexto da educação formal e informal (geoeducação), geodiversidade e cultura (geocutura) geodiversidade e turismo (geoturismo) e, mais ainda, a divulgação e popularização da geodiversidade a públicos diversos. Muito embora algumas pesquisas apontem possibilidades de jogos didáticos e realização de oficinas didáticas, a análise no que concerne à geodiversidade e sua contribuição para a educação básica e a discussão dos Componentes Físico-Naturais (CFN) ainda são preambulares. Posto isso, tem-se a seguinte questão: “Como a geodiversidade e o geopatrimônio podem contribuir para a promoção da geoconservação, geoturismo e geoeducação no município de Boqueirão do Piauí, Brasil?” Para tanto, no sentido de preencher a lacuna evidenciada, o objetivo precípuo deste projeto é de analisar o potencial da geodiversidade e do geopatrimônio de Boqueirão do Piauí, tendo em vista subsidiar a geoconservação e a geoeducação. Para isso, realizou-se levantamento bibliográfico, coleta de dados secundários, tais como: documentos e relatórios técnicos em órgãos oficiais, seguidos de: i) pré-inventário, composto pelas etapas de definição da área de estudo e campos preliminares realizados nos dias 25 de agosto, 2 de setembro, 8 de novembro, 7 de dezembro e 20 de dezembro de 2023, efetivado em parceria com moradores locais conhecedores da região; ii) inventário dos Locais de Interesse da Geodiversidade (LIGs); iii) avaliação dos Locais de Interesse da Geodiversidade: realização da avaliação qualitativa (Araújo et al. 2024) iv) avaliação quantitativa dos Locais de Interesse da Geodiversidade inventariados (GEOSSIT - Serviço Geológico do Brasil; Zafeiropoulos; Drinia, 2023); v) valorização e divulgação dos geossítios: etapa que contempla a seleção dos geossítios a serem valorizados/divulgados, o planejamento e a efetivação de ações de conservação e popularização do geopatrimônio. A partir dos resultados preliminares, aponta-se a relação da população boqueirãoense com os elementos abióticos, em particular com o rio Longá e Riacho Fundo. Por conseguinte, a partir dos campos preliminares foi possível identificar 16 locais de interesse da geodiversidade, sendo eles: piscinas naturais, mini cânion quebra vara, mini cânion Baldas do Longá, Pilões, Barragem do Longá, Mini piscinas naturais, Pedra do Urubu, Paredões do Longá, afloramentos do Riacho Fundo, Passagem velha, Pedra da passagem, ponte de pedras – Balsas do Longá, melancias e mini cânion – funil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 1849980 - SUEDIO ALVES MEIRA
Externo à Instituição - ANDRÉ WEISSHEIMER DE BORBA - UFRGS
Externo à Instituição - MARCELO MARTINS DE MOURA FE - UFC
Notícia cadastrada em: 06/05/2024 14:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 24/06/2024 15:53