Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA ANTONIÊTA DE OLIVEIRA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA ANTONIÊTA DE OLIVEIRA COSTA
DATA: 31/05/2024
HORA: 15:00
LOCAL: CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS
TÍTULO: A Educação Ambiental no ensino de Geografia: Construindo Saberes e Práticas com alunos do Ensino Fundamental
PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental. Ensino de Geografia. Pesquisa-Ação e Educação Ambiental. Educação Ambiental e cidadania.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

A Educação Ambiental - EA apresenta-se como uma importante forma de educação, que percorre os diversos segmentos da sociedade, permitindo o desenvolvimento de um pensar crítico e necessário na contemporaneidade. Essa temática atravessa o campo teórico de várias ciências, que têm desenvolvido cada vez mais pesquisas na área, tendo a preocupação de debater o modelo de desenvolvimento econômico do período atual da globalização. Sendo assim, a Educação Ambiental - EA, possibilita meios de intervenção educativa, criando condições para atividades práticas na escola, envolvendo diversas áreas do conhecimento. Nessa perspectiva, o trabalho tem como foco discutir uma proposta de prática pedagógica por meio da Educação Ambiental nas aulas de Geografia. O objetivo geral do estudo é analisar o desenvolvimento de um conjunto de atividades de Educação Ambiental no ensino de Geografia nos anos finais do ensino fundamental, partindo de problemas ambientais do espaço vivência de alunos no município de São Raimundo Nonato-PI. Quanto aos objetivos específicos: 1) Identificar as áreas de maior impacto ambiental no município, selecionando-as para estudo de educação ambiental; 2) Aplicar, junto com o professor de Geografia e alunos, atividades de educação ambiental em sala de aula, a partir da área selecionada, utilizando diferentes procedimentos e recursos didáticos; 3) Promover a compreensão do conceito de paisagem no contexto do estudo de Educação Ambiental; 4) Executar ações de educação ambiental na área previamente escolhida para o estudo. O embasamento teórico da pesquisa terá o aporte de autores como Reigota (2001), Oliveira (2017), Boff (2022), Leff (2015), Cavalcanti (2019), Straforini (2001), Suertegaray (2019), Tozoni-Reis (2007), Layrargues e Lima (2011), dentre outros. A presente pesquisa caracteriza-se segue uma metodologia de investigação qualitativa com princípios da modalidade de pesquisa-ação, contando com a participação do professor de Geografia, da coordenadora pedagógica e de alunos do 9º ano do ensino fundamental. Serão consultados ainda documentos relacionados ao tema, como a legislação que trata da Educação Ambiental no Brasil, documentos educacionais nacionais e internacionais. O projeto de dissertação, ora proposto, apresenta-se estruturado nas seguintes seções: a introdução, o percurso metodológico, os fundamentos teóricos da pesquisa, presentes nas seções 2, 3 e 4, e, por último, a seção referente aos resultados obtidos na pesquisa, a partir da ação educacional. Assim sendo, a pesquisa tem a finalidade de promover a participação ativa dos alunos na busca por soluções sustentáveis para os problemas ambientais do seu lugar. Pretende-se ressignificar a educação geográfica na relação conteúdo-método, identificando questões ambientais de diferentes espacialidades urbanas, em um primeiro momento, e de uma localidade específica, no segundo momento, tendo como lócus de atuação o município de São Raimundo Nonato - PI. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Interno - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Externo à Instituição - ELISABETH MARY DE CARVALHO BAPTISTA - UESPI
Notícia cadastrada em: 09/05/2024 19:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 21/06/2024 09:12