Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THERESA RACHEL MENDES DA SILVA RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THERESA RACHEL MENDES DA SILVA RODRIGUES
DATA: 21/12/2015
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 337 - PPGS - CCHL/UFPI
TÍTULO:

AGROINDUSTRIA CANAVIEIRA E JUVENTUDES:ANALISE SÓCIOANTROPOLOGICA DAS IDENTIDADES DE TRABALHADORES ASSALARIADOS RURAIS NOS CANAVIAIS DO MUNICIPIO DE UNIÃO-PI


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Agroindústria Canavieira. Agronegócio. Jovens assalariados rurais. Trabalho. Identidades.


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O estudo presente analisa o agronegócio canavieiro no estado do Piauí, identificando as dinâmicas histórico-socioculturais e econômicas que enseja a compreensão do processo de constituição das identidades dos jovens assalariados rurais que se afastam da agricultura familiar e se inserem no mercado de trabalho sulcroalcooleiro representado pela usina COMVAP/Olho D´agua. O lócus da pesquisa foi no município de União-PI, onde está situada a referida agroindústria, a qual está em atividade por mais de três décadas na região. O suposto teórico desta pesquisa é o fato de que nem todos os jovens assalariados rurais que se afastam da agricultura familiar, e se inserem no mercado de trabalho no setor canavieiro, tem suas identidades alteradas totalmente, em decorrência do aumento da condição material adquirida com a venda de sua força de trabalho. O segmento juvenil rural, tem uma difícil visualização; submetidos em condições de certo isolamento, habituaram-se a tradições e costumes que caracterizam um modo de vida simples associado a agricultura familiar, e também ao atraso em relação a liquidez da contemporaneidade, mas que com o estreitamento das distâncias entre os espaços rural/urbano, novas mentalidades se manifestam entre os jovens que absorvem novos valores e despertam anseios voltados para o modo de vida urbano. Assim, esse fenômeno se reproduz nas ruralidades, atravessando contextos específicos, como no caso dos sujeitos em questão, permeados de nuanças e interpretações. A pesquisa é qualitativa ancorada nos aportes metodológicos de perspectiva compreensiva - para discutir sobre as categorias juventudes e identidades - e materialista – para tratar das categorias agronegócio e trabalho; pois a realidade social construída em questão está imbricada de subjetividades e objetividades. Como recursos metodológicos fez-se uso da observação participante realizada durante as visitas aos canaviais, análise de documentos e reportagens sobre a trajetória do setor sulcroalcooleiro do Estado através da agroindústria COMVAP/Olho D´agua, diário de campo como registro de falas, lugares, números, informações e a geografia local, e as entrevistas semi estruturadas para que através das falas construa-se dados a serem interpretados para responder questões em pauta. O percurso feito até o momento aponta a necessidade de mais informações que deem suporte para análise do problema em vigor.

 

 



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1217067 - ERIOSVALDO LIMA BARBOSA
Externo à Instituição - MARCELO SATURNINO DA SILVA - UEPB
Presidente - 423569 - MARLUCIA VALERIA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 07/12/2015 15:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 14/08/2020 17:30