Notícias

Banca de DEFESA: EDNA DE BRITO AMARAL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDNA DE BRITO AMARAL
DATA: 06/10/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Sala do Núcleo PSIQUED - CAMPUS MINISTRO REIS VELOSO
TÍTULO: Sucesso escolar e medicalização da educação: representações sociais de professores de Cocal dos Alves/PI
PALAVRAS-CHAVES: Educação. Sociologia, Representações Sociais. Sucesso Escolar. Medicalização da Educação.
PÁGINAS: 145
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

A educação no Brasil configura-se como um campo de investigação que favorece a discursão de muitos aspectos, como por exemplo o sucesso escolar e a medicalização da educação, temas norteadores da presente dissertação. É válido pontuar que a realidade educacional do país é idiossincrática, atualmente percebe-se que, apesar de muitas dificuldades, existem avanços, índices que demonstram realidades com casos reais de sucesso escolar, como é o caso da cidade de Cocal dos Alves, localizada ao norte do Piauí. Com enfoques de Bernard Lahire que compreende o sucesso escolar como o grau de consonância existente entre as práticas cotidianas no que concerne à escrita, as condições e disposições econômicas, a ordem moral doméstica, os modos como são exercidas a autoridade familiar, as práticas familiares de escolarização, estas distintas em cada família em particular e Pierre Bourdieu , em sua teoria da reprodução, defende que o sucesso escolar dar-se pelo grau de capital cultural que a família detém, este sociólogo traz essa concepção por meio de uma crítica a ideologia de classes dominantes que acaba por segregar uma parcela da população que advém de classes menos favorecidas aos casos de insucesso escolar, neste ínterim que se observa o movimento das desigualdades sociais. Diante destes aspectos o presente trabalho objetivou identificar as RS acerca do sucesso escolar e medicalização da educação entre professores da rede pública de ensino da cidade de Cocal dos Alves-PI. Os sujeitos da pesquisa foram 82 professores da rede pública, municipal e estadual, da cidade de Cocal dos Alves, destes 79,3% eram do sexo feminino e 20,7% masculino. Com relação a naturalidade 40,2% são naturais de Cocal dos Alves, 26,8% de Cocal, em sua maioria os professores possuíam estado civil casados, 58,5% e solteiros 37,8%, como orientação religiosa predominou a católica com 78,3% e protestantes com 17,4%. 58,5% possuíam renda compreendida entre 2 e 3 salários mínimos, 18,3% de 3-5 e 14,6% de 1-2 salários mínimos. A formação predominante dos entrevistados foi pedagogia com 48,8%, teologia e letras inglês com 8,5%, história com 7,3%, normal superior, matemática e língua português com 4,8% cada. Em sua maioria os professores possuíam pós-graduação, 62,2%. Com relação a satisfação em ser professor 96,2% consideram-se satisfeitos, sendo que 82,9% dos professores participante são efetivos. A pesquisa foi de tipo misto que se baseia no desenho metodológico do tipo triangulação onde permite a comparação de dados estatísticos com descobertas qualitativas de forma simultânea. Utilizou-se como instrumentos um questionário sociodemográfico para conhecer o perfil dos sujeitos. Para conhecer as representações sociais dos sujeitos acerca dos fatores citados utilizou-se a Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP), em que o método de análise foi a técnica das redes semânticas e uma entrevista semiestruturada em que as respostas foram transcritas e analisadas por meio do software Iramutec. Observou-se que os entrevistados representam o sucesso escolar como dedicação, compromisso, trabalho e responsabilidade com que docentes, gestão e os discentes tem com o processo educativo. A congruência entre família e escolar é outro ponto significativo das representações dos docentes, aspecto este semelhante aos citados por Lahire em seus estudos. Semelhante as representações acerca da educação em Cocal dos Alves. Não se observa diferenciação entre classe mais ou menos favorecidas nos discursos dos docentes. Com relação a medicalização da educação percebeu-se a existência da mesma, seja nos altos índices de medicamentos controlados que foram entregues no município, pelo número de encaminhamentos de crianças para atendimento especializados e, nos discursos dos docentes, que representam a medicalização de forma significativa pela “detecção” de problemas escolares, problemas psicológicos dentre outros. Assim sendo não se pretende que esta dissertação esgote as discussões acerca dos fenômenos, mais que a mesma possa servir de impulso para outros estudos, ampliando para o restante da comunidade. Almeja-se que a presente dissertação favoreça um diálogo mais crítico acerca do sucesso escolar e da medicalização da educação para se buscar debater questões referentes as desigualdades sociais e educação bem como pensar de forma mais racional e crítica acerca dos altos índices de medicalização na educação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Externo ao Programa - 2441003 - RAQUEL PEREIRA BELO
Interno - 1756788 - SAMUEL PIRES MELO
Notícia cadastrada em: 19/09/2017 11:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/06/2020 15:57