Notícias

Banca de DEFESA: ANA PAULA FERREIRA E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA PAULA FERREIRA E SILVA
DATA: 31/08/2023
HORA: 10:00
LOCAL: SALA 323G - SALA DE AULA DO PPGS
TÍTULO: PARA ALEM DOS MUROS: A PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DOS CREAS SOBRE A VIOLENCIA DOMESTICA CONTRA A MULHER E AS VULNERABILIDADES PROGRAMÁTICAS EM TEMPOS DE PANDEMIA DA COVID-19 EM TERESINA/PI.
PALAVRAS-CHAVES: Violência doméstica contra a mulher. Pandemia. Centros de Referência Especializados de Assistência Social. Teresina.
PÁGINAS: 203
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

A violência doméstica contra a mulher apresenta-se como uma violação dos DireitosHumanos. O presente trabalho teve como ponto de partida analisar a complexidade do fenômeno da violência doméstica contra a mulher diante dos impactos da pandemia da covid-19, indagando-se a respeito da experiência dos profissionais dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social- CREASsobre a violência doméstica contra a mulher e as vulnerabilidades programáticasem tempos de pandemia da Covid-19 na cidade de Teresina/PI. Neste sentido,trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, caráter bibliográfico com estudo de campo etnográfico, com o objetivo geral de analisar a percepção dos profissionais dos CREASsobre a violência doméstica contra a mulher e as vulnerabilidadesem tempos de pandemia. Para a viabilização da pesquisa, que será realizada nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social– CREAS Sul e Norte, acoleta de dados se dará por meio de uma entrevista semiestruturada, guiada por umroteiro. Compreendendo que a violência doméstica contra a mulher se torna um tema de relevante discussão eprecisa ser debatida, a pesquisa se ancorou em conceitos norteadores: Saffioti (1976; 1987) para a compreensão da ideia de papéis sociais atribuídos as categoria homem-mulher; Okin (2008) para pensar a relação público e privado; Bourdieu (2012) com a ideia de violência simbólica; Scott (1994;1995) para discutir a questão de gênero; Lerner (2019) com a definição de patriarcado; Lei Maria da Penha (2006) para trazer o conceito de violência doméstica; entre outros. De tal modo, a pesquisa visa contribuir para umamaior compreensão do fenômeno da violência doméstica contra a mulher e para aconstrução de políticas públicas mais eficazes numa sociedade que respeite os direitos das mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167736 - ANA BEATRIZ MARTINS DOS SANTOS SERAINE
Presidente - 1520279 - FRANCISCA VERONICA CAVALCANTE
Externo ao Programa - 1105157 - MARIANE DA SILVA PISANI
Notícia cadastrada em: 09/08/2023 09:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/05/2024 23:13