Notícias

Mestrado em Saúde e Comunidade recebe avaliação positiva da CAPES

No último dia 20 de setembro, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) disponibilizou o resultado da avaliação dos cursos de mestrado e doutorado brasileiros, para o quadriênio 2013-2016.O Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comunidade (PPGSC) foi criado em 2015 e, portanto, manteve a nota inicial de avaliação, três, visto que é rotina da CAPES não avaliar quanto ao mérito o  item relativo aos discentes, teses e dissertações para mestrados com apenas dois anos de existência. Dos quatro itens avaliados quanto ao mérito, todos receberam conceito BOM ou MUITO BOM.

 

Dos pontos destacados como positivos, os avaliadores afirmaram que “Apesar de seu início recente, percebe-se que o curso tem potencial para se estabelecer como uma referência acadêmica na região do semiárido nordestino”. Dessa forma, o programa parabeniza a todos os docentes pela dedicação em prol do curso, e à administração superior da UFPI pelo apoio sempre dispensado aos pleitos do programa. “Contudo, apesar da mensagem de que estamos na direção certa, reconhece-se que a confiança depositada nos dá a certeza de que os esforços e a dedicação deverão ser maiores para alçarmos a posição esperada pela CAPES” ressaltou a atual coordenadora do PPGSC, professora doutora Malvina Thaís Pacheco Rodrigues.

 

O período avaliado pela CAPES correspondeu à gestão das professoras doutoras Keila Rejane Oliveira Gomes (coordenadora) e Malvina Thaís Pacheco Rodrigues (subcoordenadora), docentes de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Colégio Técnico de Teresina/CTT/UFPI. 

Notícia cadastrada em: 02/10/2017 11:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 17/01/2021 04:15