Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ADRIANO BATISTA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO BATISTA SILVA
DATA: 28/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO CENTRO DE TECNOLOGIA
TÍTULO: ANÁLISE MULTICRITERIAL AHP E FUZZY-AHP PARA PRIORIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO DE NOVOS ALIMENTADORES DE UMA SUBESTAÇÃO ELÉTRICA CONSIDERANDO GERAÇÃO DISTRIBUÍDA
PALAVRAS-CHAVES: PRODIST, priorização, construção, alimentadores, AHP, Fuzzy-AHP, geração distribuída
PÁGINAS: 108
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

Este trabalho aborda uma hierarquização com priorização para construção de novos alimentadores em média tensão de uma subestação elétrica através da aplicação de técnicas Multiple Criteria Decision Making – MCDM para análise multicritério, partindo das premissas de critérios básicos considerados nos Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica – PRODIST, da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Tal análise se utiliza inicialmente da aplicação do Processo de Hierarquia Analítica (AHP, do inglês Analytic Hierarchy Process) proposto por Saaty em 1977 para converter avaliações subjetivas de importância relativa em um vetor de prioridades, tratando-se de um método aditivo com comparação par a par dos critérios elencados. O método AHP tradicional tem a vantagem de decompor um problema de decisão em suas partes constituintes e criar hierarquias de critérios. Com isso, este é decomposto em seus mínimos elementos, com a realização de julgamento com base nos critérios escolhidos e nas alternativas utilizando-se a Escala Fundamental de Saaty. Entre os critérios para a expansão do Sistema de Distribuição em Média Tensão (SDMT) estabelecidos no PRODIST foram elencados alguns destes, tais como: reduzir perdas técnicas, melhorar perfil de tensão, maior número de clientes beneficiados, atender o crescimento do mercado, maior atendimento a cargas especiais (Hospitais, Indústrias, ...), reduzir DEC, reduzir FEC, maior redistribuição de carga (carregamento), aumentar recursos operacionais e manobras. No entanto, o atendimento entre os critérios definidos no PRODIST, a redes com geração distribuída não está definido como critério para expansão do sistema de distribuição, sendo este um item a considerar. O método AHP linearizado, de forma análoga ao AHP tradicional proporciona a conversão de avaliações qualitativas em um vetor de prioridades, no entanto, com menor quantidade de comparações pareadas em relação ao AHP tradicional. A introdução da lógica fuzzy na análise sugere um comparativo entre o método tradicional AHP sendo esta uma variação dessa metodologia. Ao invés de se utilizar números inteiros no processo de comparação par a par de critérios, como descreve o AHP, o método Fuzzy-AHP extent analysis proposto por Chang em 1996, emprega números fuzzy para este fim, tendo em vista que as comparações pareadas são fuzzy por natureza. Dessa maneira, ao se planejar uma nova subestação, e consequentemente, novos alimentadores para o sistema de média tensão, o planejador tenta estabelecer aqueles que atenderão ao maior número dos critérios descritos anteriormente. No entanto, o sistema é bastante heterogêneo do ponto de vista que, vez ou outra, um novo alimentador priorizará determinado critério em detrimento de outro, cabendo ao planejador a tarefa da priorização entre os mesmos. Dessa forma, cabe questionar: qual a escala de priorização para construção de cada alimentador numa mesma subestação? Ou seja, entre os novos alimentadores planejados para aquela determinada subestação, qual deverá ser a ordem de prioridade para a construção de cada um destes? Haja vista, o PRODIST não considerar inicialmente como critério o atendimento a redes com geração distribuída, qual o impacto no nível de priorização para construção desses alimentadores se este for considerado? Por fim, com a aplicação dos métodos descritos, é possível estabelecer a ordem de priorização de construção para alimentadores já planejados em uma subestação de uma distribuidora de energia elétrica no Brasil, considerando tanto os critérios definidos pelo agente regulador, no caso ANEEL, quanto a inserção da geração distribuída como um dos critérios de expansão e sua influência na hierarquização dessas redes de distribuição de energia elétrica em média tensão.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 958.783.513-15 - ALDIR SILVA SOUSA - UESPI
Interno - 1615907 - FABIO ROCHA BARBOSA
Presidente - 959.082.183-91 - HERMES MANOEL GALVÃO CASTELO BRANCO - UESPI
Externo ao Programa - 2061294 - RICARDO DE ANDRADE LIRA RABELO
Notícia cadastrada em: 13/06/2019 08:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 15/09/2019 04:53