Últimas Notícias
Banca de DEFESA: IAN JHEMES OLIVEIRA SOUSA
Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IAN JHEMES OLIVEIRA SOUSA
DATA: 25/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NPPM
TÍTULO: EFEITO DOS ÓLEOS VOLÁTEIS DE PLANTAS DO GÊNERO Cinnamomum FRENTE A MUCOSITE INTESTINAL INDUZIDA POR QUIMIOTERA
PALAVRAS-CHAVES: Mucosite Intestinal; Óleos essenciais; Quimioterapia antineoplásica; Fenilpropanóides
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

Com sua falta de seletividade, o tratamento quimioterápico sempre está associado a
várias reações adversas, apresentando efeito deletério a todos os tecidos
proliferativos. As mucosas do trato gastrintestinal, dada sua taxa proliferativa, acabam
sendo alvo da agressividade dos quimioterápicos. Neste contexto, a mucosite
intestinal induzida por 5-Fluorouracil (5-FU), é um processo inflamatório degenerativo
da mucosa intestinal, que atualmente não possui intervenção curativa e causa um alto
impacto na efetividade global do tratamento oncológico. Assim, tem se buscado
alternativas terapêuticas, especialmente com base em produtos naturais. Neste
estudo, utilizamos o 5-FU para induzir a mucosite intestinal em camungondos swiss e
co-tratamos os animais com dois óleos essenciais da casca plantas da família
Lauraceae e de mesmo gênero; Cinnamomum cassia Blume (OCC) e Cinnamomum
zeylanicum Blume (OCZ). Os óleos essenciais foram analisados por cromatografia
gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG-MS), os parâmetros ponderais,
histopatológicos e morfométricos foram avaliados por análise às cegas e/ou técnicas
de processamento de imagens, os parâmetros bioquímicos foram avaliados por
reações cromogênicas doseáveis espectrofotometricamente, parâmetros imunológicos
foram avaliados por imunoturbidimetria e as citocinas foram quantificadas por ensaio
imunoenzimático. Os dados foram analisados por ANOVA, seguido de teste de
comparações múltiplas de Bonferroni, significâncias foram calculadas para p<0,05*.
Os resultados da análise química por CG-MS, mostra perfis distintos de composição
quali-quantitativa dos óleos essenciais, porém, ambos compartilham uma similaridade
de composição, onde o OCC e OCZ contêm ~80% do fenilpropanóide cinamaldeído.
Na análise ponderal, o OCC foi capaz de atenuar a perda de massa corporal
(17,9±1,6* e 19,3±5,4* %) nas doses de 50 e 100 mg/kg/dia, já o OCZ atenuou a perda
ponderal (21,5±9* %) apenas na dose de 50mg/kg/dia. Na avaliação da diarréia e
morfologia intestinal, o OCC foi capaz de atenuar a diarréia e perda da arquitetura
intestinal nas doses de 50 e 100 mg/kg/dia, enquanto o OCZ foi capaz de atenuar
estes parâmetros apenas na dose de 50 mg/kg/dia (p<0,05), mostrando um
comportamento do tipo U-Shape. Para as análises morfometricas, o OCC conseguiu
atenuar a redução da morfometria das vilosidades em 63,6±4*; 41,8±3* e 65,9±3* %
nas doses 25, 50 e 100 mg/kg/dia, respectivamente. Já o OCZ reduziu a perda das
vilosidades em 36,1±3* e 68,9±4* %, respectivamente para 50 e 100 mg/kg/dia. Na
análise das criptas intestinais, o co-tratamento com OCC atenuou a redução do
tamanho das criptas em 27,0±2* e 33,19±3* % para as doses de 50 e 100 mg/kg/dia e
21,4±4* e 33,2±3* % nas doses 50 e 100 mg/kg/dia de OCZ, respectivamente. Para a
disrruptura epitelial, avaliada através da liberação luminal da enzima Lactato
Desidrogenase (LDH), o co-tratamento com OCC exibiu redução de 48,9±5*; 52,6±3* e
38,1±5* % da LDH nas respectivas doses de 25, 50 e 100 mg/kg/dia, e para o OCZ a
atenuação foi de 39,3±14*; 46,7±11* e 49,0±15* % nas mesmas doses. O aumento
dos níveis séricos de Proteína C Reativa (PCR) também foi atenuado pelas co-
administrações de OCC (31,4±3*; 26,7±3* e 58,2±4* %) e OCZ (34,8±5*; 50,6±4* e
51,7±3* %) para as doses 25, 50 e 100 mg/kg/dia, respectivamente. Para leucopenia
induzida pelo 5-FU, o OCC elevou a leucometria em 214,5±10* e 112,3±11* % para as
doses de 50 e 100 mg/kg e o OCZ em 140,4±14* % na dose de 100 mg/kg/dia. Vale
ressaltar, que na melhor dose testada (50 mg/kg/dia), os repectivos óleos essenciais
OCC e OCZ, foram capazes de atenuar o aumento de Mieloperoxidase (52,1±9* e
56,9±2* %), Fator de Necrose Tumoral Alfa (66,9±26* % e 52,1 ±11* %), Interleucina
1β (94,2±29* % e 61,5±22* %) e Interleucina 4 IL-4 (40,2±8*; 48,8±8* %) no tecido
intestinal de animais com mucosite induzida por 5-FU. Dessa forma, pode-se postular
que os derivados voláteis do gênero Cinnamomum, guardam potencial promissor para
o desenvolvimento de agentes adjuvantes da quimioterapia, no sentido de combater

efeitos adversos de origem inflamatória, como no caso da mucosite intestinal induzida
por 5-FU.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3107513 - DALTON DITTZ JUNIOR
Externo à Instituição - EMILIANO DE OLIVEIRA BARRETO - UFAL
Interno - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Presidente - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA

Cadastrada em: 17/03/2020
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 20/02/2020 - 21/02/2020 · Matrícula para o período 2020.1.
  • 02/03/2020 · Início do período letivo 2020.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 29/03/2020 06:53