Dissertações/Teses

2024
Descrição
  • FRANCISCO DAS CHAGAS SANTOS JÚNIOR
  • ASSOCIAÇÃO ENTRE BRUXISMO DO SONO DA CRIANÇA COM O DE SEUS PAIS/RESPONSÁVEIS: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE
  • Orientador : CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • Data: 27/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO:           

    Introdução: O bruxismo do sono (BS) em crianças repercute na saúde bucal e qualidade de vida. A etiologia do BS não estar bem elucidada, fatores genéticos/hereditários podem modular a ocorrência do BS em crianças quando pais apresentam essa condição. Objetivo: Analisar a associação do bruxismo do sono na criança e em seus pais/responsáveis. Métodos: Pesquisa bibliográfica foi realizada nas bases PubMed, Web of Science, Embase e Scopus, lista de referências e na literatura cinzenta, até fevereiro de 2024. Foram incluídos estudos observacionais que avaliaram BS nas crianças e seus pais/responsáveis, sem restrição de tempo e idioma. Os softwares EndNoteWeb® e Rayyan foram utilizados para remoção de artigos duplicados e gerenciamento de referências. A seleção dos artigos foi iniciada pela leitura de títulos e resumos e, posteriormente, texto na íntegra. A extração de dados foi realizada utilizando planilha Excel®. Essas etapas foram executadas por dois pesquisadores, independentemente, assessoradas por um terceiro pesquisador, em casos de divergências. O risco de viés dos estudos selecionados foi avaliado pelo checklist Joanna Briggs. Metanálises e análises de subgrupos foram realizadas para avaliar a OddsRatio (OR) e estimar os valores de associação entre a ocorrência de BS nas crianças e em seus pais/responsáveis (p<0,05). Análise de sensibilidade e metarregressão foram realizadas para explicar a heterogeneidade. GradingofRecommendations Assessment, Development, andEvaluation (GRADE) foi utilizada para avaliação da certeza da evidência. Resultados: Foram recuperados 6.245 artigos, dos quais 13 foram elegíveis e incluídos na análise qualitativa. Desses, 12 artigos foram incluídos na metanálise. A maioria dos artigos apresentaram baixo risco de viés (53,8%). Foi observada associação entre as crianças terem BS, quando os pais/responsáveis apresentam a condição (OR = 3,31; IC95% = 2,39 – 4,59). Nas análises de subgrupo, a significância dos achados permaneceu para a associação do BS somente nos pais e/ou mães com o BS das crianças (OR = 4,04; IC95% = 2,96 – 5,52), para o possível (OR = 2,81; IC95% = 1,73 – 4,57) e provável (OR = 4,02; IC95% = 2,66 – 6,08) BS nas crianças e risco de viés baixo (OR = 2,34; IC95% = 1,39 – 3,92) e alto/moderado (OR = 4,75; IC95% = 3,83 – 5,90). Na metarregressão nenhuma variável testada foi significativa (p>0,05). A certeza da evidência observada foi muito baixa para associação estudada. Conclusão: Existe associação entre a ocorrência de BS na criança e em seus pais/responsáveis.

     

    Palavras-chave: Bruxismo do sono. Criança. Hereditariedade. Saúde bucal

    ABSTRACT:

    Background: Sleepbruxism (SB) in childrenhasrepercussionson oral healthandqualityoflife. The etiologyof SB isnotwellunderstood, genetic/hereditaryfactorsmaymodulatetheoccurrenceof SB in childrenwhenparentshavethiscondition. ObjectiveAnalyzetheassociationofsleepbruxism in childrenandtheirparents/guardians. Methods: Bibliographicresearchwascarried out in thePubMed, Web of Science, Embase andScopusdatabases, referencelistandgrayliterature, untilFebruary 2024. Observationalstudiesthatevaluated BS in childrenandtheirparents/guardianswereincluded, without time andlanguagerestrictions. EndNoteWeb® andRayyan software wereusedto remove duplicatearticlesandmanagereferences. The selectionofarticlesbeganbyreadingtitlesand abstracts and, later, the full text. Data extractionwascarried out usingan Excel® spreadsheet. Thesestepswerecarried out bytworesearchers, independently, advisedby a thirdresearcher, in cases ofdivergences. The riskof bias oftheselectedstudieswasassessedusingthe Joanna Briggs checklist. Meta-analysesandsubgroupanalyzewereperformedtoevaluatetheOddsRatio (OR) andestimatetheassociationvaluesbetweentheoccurrenceof SB in childrenandtheirparents/guardians (p<0.05). Sensitivityanalysisand meta-regressionwereperformedtoaccount for heterogeneity. GradingofRecommendations Assessment, Development, andEvaluation (GRADE) wasusedtoassessthecertaintyoftheevidence. Results: 6,245 articleswereretrieved, ofwhich 13 wereeligibleandincluded in thequalitativeanalysis. Ofthese, 12 articleswereincluded in the meta-analysis. Mostarticlespresented a lowriskof bias (53.85%). Anassociationwasobservedbetweenchildrenhaving SB whenparents/guardianshavethecondition (OR = 3.31; 95%CI = 2.39 – 4.59). In thesubgroupanalyses, thesignificanceofthefindingsremained for theassociationof SB only in parentswith SB in children (OR = 4.04; 95% CI = 2.96 – 5.52), for thepossible (OR = 2.81; 95% CI = 1.73 – 4.57) andprobable (OR = 4.02; 95%CI = 2.66 – 6.08) SB in childrenandlowriskof bias (OR = 2. 34; 95%CI = 1.39 – 3.92) and high/moderate (OR = 4.75; 95% CI = 3.83 – 5.90). In the meta-regression, noneofthevariablestestedweresignificant (p>0.05). The certaintyoftheobservedevidencewasverylow for theassociationstudied. Conclusion: Thereisanassociationbetweentheoccurrenceof SB in childrenandtheirparents/guardians.

     

    Keywords: SleepBruxism. Child. Heredity. Oral health.


  • CARLA GIOVANNA DE ALENCAR FONSECA CIPRIANO
  • IMPACTO DO DESLIGAMENTO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA DE UM CENTRO DE REFERÊNCIA EM ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO NA EXPERIÊNCIA DE CÁRIE E ACESSO AO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 27/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO - Pessoas com deficiência (PcDs), em especial aqueles com deficiências intelectuais e motoras, necessitam de atendimento odontológico adequado e regular por serem mais suscetíveis a problemas bucais, como altas prevalências de cárie e doenças periodontais. No entanto, a inexperiência profissional e indisponibilidade desses serviços podem ser barreiras na busca por este atendimento. O objetivo deste estudo foi comparar a experiência de cárie em PcDs antes e após o desligamento de um centro de atenção à saúde, verificar as necessidades de tratamentos e a forma de acesso destes pacientes ao tratamento odontológico. A pesquisa foi realizada no Centro Integrado de Educação Especial (CIES), em Teresina, capital do Piauí, com jovens desligados do CIES entre 2014 a 2021 e que foram atendidos até completar 15 anos de idade. Os participantes foram submetidos a exame clínico para obtenção do índice CPOD a fim de comparar com o último índice CPOD registrado nos prontuários antes do desligamento. Os cuidadores responderam a um questionário com perguntas relacionadas a aspectos sociodemográficos e à rotina do participante, abordando a frequência e o acesso a serviços odontológicos. Participaram do estudo 86 jovens com idade média 19,73. Houve um aumento no valor médio do CPOD dos participantes, que no primeiro momento era 1,66 e no segundo momento 4,3, além do aumento do número de dentes cariados e restaurados. Dificuldades para obter atendimento após o desligamento do CIES foram relatas por 65,1% dos cuidadores, sendo a maior delas relacionadas a falta de profissionais qualificados (29%). Depois do desligamento, 76,7% dos participantes realizaram tratamento odontológico e 33,7% receberam atendimento uma vez por ano. As instituições públicas, incluindo o CIES, e os consultórios particulares foram os serviços mais buscados. Conclui-se que houve o aumento da experiência de cárie dos participantes após o desligamento do centro e que essa população enfrenta obstáculos na busca por serviços odontológicos. É necessário que mais serviços de saúde sejam disponibilizados e a inserção de mais profissionais capacitados para receber essa população.

     

    ABSTRACT –People with disabilities, especially those with intellectual and motor disabilities, are individuals susceptible to oral problems, such as high prevalence of dental caries and periodontal diseases, thus requiring adequate and regular dental care. However, these patients encounter barriers in seeking care, such as professional inexperience and unavailability of these services. The aim of this study was to compare the caries experience of people with disabilities before and after leaving a health care center, to verify their treatment needs and how they access dental treatment. The research was carried out at the Integrated Center for Special Education (CIES) in Teresina, the capital of Piauí, with young people disconnected from the center between 2014 and 2021 and who had been cared for until they reached 15 years old. The participants underwent a clinical examination to obtain the DMFT index in order to compare it with the last DMFT index recorded in the medical records before they were discharged. Caregivers answered a questionnaire with questions related to sociodemographic aspects and the participant's routine, addressing the frequency and form of access to dental services. A total of 86 young people took part in the study, with an average age of 19.73 There was an increase in the average DMFT value of the participants, which was 1.66 at the first stage and 4.3 at the second, as well as an increase in the number of decayed and restored teeth. Difficulties in obtaining care after leaving the CIES were reported by 65.1% of the caregivers, the greatest of which was related to the lack of qualified professionals (29%). After leaving, 76.7% of the participants had dental treatment and 33.7% received care once a year. Public institutions, including CIES, and private practices were the most sought-after services. It can be concluded that there was an increase in participants' caries experience after leaving the center and that this population faces obstacles when seeking dental services. More health services need to be made available and more professionals need to be trained to receive this population.

     

  • JONATHAN FERREIRA COSTA
  • CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E BIOLÓGICA DE REVESTIMENTO DE SUPERFÍCIE DE TITÂNIO COM POLIURETANO DE MAMONA (RICINUS COMMUNIS)
  • Orientador : ANA CRISTINA VASCONCELOS FIALHO
  • Data: 25/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Introdução: Mudanças estruturais e químicas da superfície do titânio podem afetar positivamente a interação celular e a resposta à osseointegração. Diferentes tratamentos de superfície têm sido desenvolvidos para otimizar essa interação, revestimentos como o poliuretano (PU) de mamona, por possuir biocompatibilidade, ampla disponibilidade e facilidade de processamento.Objetivo: Caracterizar o revestimento de poliuretano de mamona para otimização do tratamento com implantes dentários de titânio.Materiais e Métodos: A sintetização do PU de mamona foi realizada e aplicada em discos de titânio (DT). Foram realizados testes com DT com PU de mamona, DT com jateamento de óxido de alumínio (JAC) e DT polido para comparação em microscopia eletrônica de varredura (MEV), ângulo de contato, microscopia de força atômica (AFM) e espectroscopia de fotoelétrons de raio-x (XPS), além de testes de cultivo com células da linhagem L-929 dos fibroblastos. Foram realizadas análises no PU de mamona para confirmação de sua caracterização, como espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e análise termogravimétrica (TGA). Resultados: O PU de mamona apresentou características estruturais e térmicas adequadas para aplicação em discos de titânio. A MEV revelou diferentes topografias superficiais entre os grupos experimentais, enquanto o ângulo de contato indicou maior hidrofilicidade nos discos com PU de mamona. A AFM confirmou a maior rugosidade dos discos com PU. A análise por XPS evidenciou a presença de PU na superfície dos discos. Os testes de cultivo celular demonstraram baixa citotoxicidade e boa viabilidade celular nos discos com PU de mamona. Conclusão: O poliuretano de mamona apresentou propriedades físico-químicas e biológicas importantes para uma adequada interação tecidual. Destacando o potencial desse material na melhoria da osseointegração de implantes dentários, oferecendo uma alternativa promissora para otimizar a biocompatibilidade e estabilidade desses dispositivos.

     

    ABSTRACT –

    Introduction: Structural and chemical changes on the titanium surface can effectively affect cellular interaction and the response to osseointegration. Different surface treatments were developed to optimize this interaction, coatings such as castor bean polyurethane (PU), as they have biocompatibility, wide availability and ease of processing. Objective: To characterize the castor bean polyurethane coating to optimize treatment with hidden titanium implants. Materials and Methods: The synthesis of castor bean PU was carried out and applied to titanium discs (DT). Tests were carried out with DT with castor PU, DT with aluminum oxide blasting (JAC) and polished DT for comparison in scanning electron microscopy (SEM), contact angle, atomic force microscopy (AFM) and photoelectron spectroscopy of x-ray (XPS), in addition to culture tests with cells from the L-929 fibroblast lineage. Analyzes were carried out on castor bean PU to confirm its characterization, such as Fourier transform infrared spectroscopy (FTIR) and thermogravimetric analysis (TGA). Results: Castor bean PU presented structural and thermal characteristics suitable for application in titanium discs. SEM revealed different surface topographies between the experimental groups, while the contact angle indicated greater hydrophilicity in discs with castor bean PU. AFM confirmed the greater roughness of the discs with PU. An XPS analysis showed the presence of PU on the surface of the discs. Cell culture tests demonstrated low cytotoxicity and good cell predictions in castor PU discs. Conclusion: Castor bean polyurethane presented important physicochemical and biological properties for adequate tissue interaction. Highlighting the potential of this material in improving the osseointegration of deficient implants, offering a promising alternative to improve the biocompatibility and stability of these devices.


  • CAROLINE BARROS OLIVEIRA
  • Remoção seletiva de tecido cariado: análise bibliométrica dos 100 artigos mais citados
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 13/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

     

    Objetivo: Realizar análise bibliométrica dos 100 artigos mais citados sobre remoção seletiva de tecido cariado (RSTC). Metodologia: A busca dos artigos foi realizada na seção Core Collection da base de dados Web of (WoS-CC). Os artigos foram organizados em ordem decrescente de acordo com o número de citações. Foram excluídos editoriais e cartas ao editor. Os parâmetros bibliométricos utilizados foram: título do artigo, posição na lista de citações, número total e densidade de citações, autores, instituição, país e continente de origem, título e fator de impacto do periódico, ano de publicação, tipo de estudo, tipo de acesso (aberto ou fechado) palavras-chave, dentes decíduos ou permanentes e tópicos de interesse. A seção All Databases da WoS e as bases de dados Scopus e Google Scholar, foram utilizadas para comparar os números de citações dos artigos. O software VOSviewer e o site MapChart foram utilizados para gerar redes bibliométricas e ilustrar a distribuição das publicações e números de citações. Para análise estatística, foram realizadas correlação de Spearman e regressão de Poisson (p<0,05). Resultados: Os 100 artigos mais citados sobre RSTC acumularam uma somatória de 4.109 citações. As citações por artigo variaram de uma a 431 na WoS-CC, uma e 473 na WoS-AD, uma e 468 na Scopus e uma e 1117 citações no Google Scholar. O artigo mais citado foi uma revisão da literatura publicada por Tyas et al. (2000) no International Dental Journal (431 citações). Os autores que mais publicaram foram Maltz, M (13 artigos) e Araújo, FB (13 artigos). A instituição que se destacou foi a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (22 artigos). Artigos originados do Brasil foram a maioria (42 artigos) e os mais citados (1.232 citações). A maioria dos artigos foi de países da América Latina (43 artigos) e Europa (32 artigos), publicados no periódico Caries Research (14 artigos). Os ensaios clínicos randomizados foram os modelos de estudo mais frequentes (36 artigos). Na dentição decídua foram publicados 43 artigos. Comparando a técnica de RSTC com outras (remoção completa do tecido cariado e/ou tratamento expectante) foram publicados 35 artigos. As palavras-chave mais frequente foi “dental caries” (n=33). Foi observada correlações positivas entre as bases de dados. Conclusões:Os 100 artigos mais citados sobre RSTC foram publicados principalmente entre 2011 e 2023, sendo a maioria ensaio clínico randomizado, com abordagens comparativas da RSTC com outras técnicas no manejo de lesões cariosas profundas em dentes decíduos. Autores brasileiros e o periódico Caries Research, que apresenta fator de impacto 4.2 e acesso fechado, publicaram mais artigos na área. Há uma lacuna em relação a estudos abordando as implicações clínicas do tecido cariado remanescente sobre a polpa dentária. Novos estudos clínicos devem ser realizados para produzir evidências robustas sobre as implicações clínicas a longo prazo da RSTC.

    ABSTRACT – dados somente para a defesa

     

    Objective:This bibliometric study analyzed the 100 most-cited papers on selective removal of carious tissue. Methodology: Bibliometric research was carried out in the Core Collection of the Web of Science database (WoS-CC). The articles were organized in descending order according to the number of citations. Editorials and letters to the editor were excluded. The bibliometric parameters used were: article title, position in the list of citations, total number and density of citations, authors, institution, country and continent of origin, title and impact factor of the journal, year of publication, type of study, type access (open or closed) keywords, deciduous or permanent teeth and topics of interest. The All Databases section of WoS and the Scopus and Google Scholar databases were used to compare the number of citations of the articles. The VOSviewer software and the MapChart website were used to generate bibliometric networks and illustrate the distribution of publications and citation numbers. For statistical analysis, Spearman correlation and Poisson regression were performed (p<0.05). Results: The 100 most-cited articles on selective removal of carious tissue accumulated a total of 4,109 citations. Citations per article ranged from one to 431 in WoS-CC, one to 473 in WoS-AD, one to 468 in Scopus, and one to 1117 citations in Google Scholar. The most cited article was a literature review published by Tyas et al. (2000) in the International Dental Journal (431 citations). The authors who published the most were Maltz, M (13 articles) and Araújo, FB (13 articles). The institution that stood out was the Federal University of Rio Grande do Sul (22 articles). Articles originating from Brazil were the majority (42 articles) and the most cited (1,232 citations). The majority of articles were from countries in Latin America (43 articles) and Europe (32 articles), published in the journal Caries Research (14 articles). Randomized clinical trials were the most frequent study models (36 articles). In the primary dentition, 43 articles were published. Comparing the RSTC technique with others (complete removal of decayed tissue and/or expectant treatment), 35 articles were published. The most frequent keywords were “dental caries” (n=33). Positive correlations were observed between the databases. Conclusions: The 100 most cited articles on RSTC were published mainly between 2011 and 2023, the majority of which were randomized clinical trials, with comparative approaches of RSTC with other techniques in the management of deep carious lesions in primary teeth. Brazilian authors and the journal Caries Research, which has an impact factor of 4.2 and closed access, published more articles in the area. There is a gap in studies addressing the clinical implications of carious tissue remaining on the dental pulp. Further clinical studies must be performed to produce robust evidence on the long-term clinical implications of RSTC.

  • IRISVALDO LIMA GUEDES
  • Nanocarreador Lipídico Contendo Eugenol Para Higiene de Próteses Dentárias e Avaliação da Eficácia Contra Biofilmes de Candidas.
  • Orientador : ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
  • Data: 13/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO:

    Introdução:O eugenol apresenta eficácia comprovada contra biofilmes de candidas que tem alta prevalência em usuários de próteses dentárias. No entanto, é volátil, tem pouca solubilidade em água e tóxico em doses maiores. A sua encapsulação em carreadores lipídicos nanoestruturados (CLNs) pode ser viável para o desenvolvimento de novos sanitizantes para a higiene das peças protéticas, já que esse sistema (CLNs)pretege o fármaco de degradação melhora a sua  solubilidade, controla sua liberação e, portanto, pode manter sua atividade mesmo em doses menores. Objetivo:Desenvolver uma dispersão sanitizante,para a higiene de próteses dentárias, através de carreadores lipídicos nanoestruturados (CLNs) contendo eugenol e avaliar sua eficácia contra biofilmes de Candidas. Metodologia: A formulação foi preparada pelo método de ultra-sonicação e caracterizada quanto ao tamanho de partícula (TP), índice de polidispersidade (IPD), potencial zeta (PZ), eficiência de encapsulamento (EE) e morfologia em microscópio de força atômica (MFA).  além da cinética de liberação em célula de Franz. A concentração inibitória mínima (CIM) foi determinada pelo método de microdiluição em caldo e Atividade antifúgica foi avaliada a partir da aplicação de quatro grupos de tratamento (formulação nanoestruturada contendo eugenol (FNE), Eugenol livre (EL), solução salina (SS) e formulação sem o fármaco (FNB)), por oito horas, em biofilmes de candidas albicans e glabataaderidos em trinta e dois Corpos de prova de resina acrílica de polimetilmetacrilato (PMMA). Resultados: As nanopartículas daFNEapresentaram tamanho por DLS de 199,5 ± 2,55, alta homogeneidade (0,07 ± 0,02) e EE (83,07 ± 0,23), PZ negativo (-25,86 ± 0,65) e forma esférica. Além disso, obteve liberação controlada(44,21%) por 24 horas. As CIMs do EL, para as candidas albicans e glabata, foram de até 10 (64 µg/mL) e 8 (128 µg/mL) vezes (respectivamente) maiores do que as CIMs da FNE (6 µg/mL e 16 µg/mL). Os biofilmes de candidas, ambos tiveram uma redução significativa após a imersão em FNE quando comparada aos demais grupos testados (EL, FNB e SS (P<0,0001).Conclusão:A FNE obteve atividade fungicida contra as cepas isoladas e reduziu significativamente os biofilmes de candidas e, portanto, apresenta um desempenho promissor para a sanitização depróteses dentárias e perspectiva de aplicação futura no mercado odontológico.

    ABSTRACT:

    Introduction: Eugenol is effective against candida biofilms, which are highly prevalent in denture wearers. However, it is volatile, has little solubility in water and is toxic in larger doses. Its encapsulation in nanostructured lipid carriers (CLNs) may be viable for the development of new sanitizers for the hygiene of prosthetic parts, as this system (CLNs) protects the drug from degradation, improves its solubility, controls its release and, therefore, It can maintain its activity even in smaller doses. Objective: To develop a sanitizing dispersion for the hygiene of dental prostheses, using nanostructured lipid carriers (CLNs) containing eugenol and evaluate its effectiveness against Candidas biofilms. Methodology: The formulation was prepared by the ultrasonication method and characterized in terms of particle size (TP), polydispersity index (IPD), zeta potential (PZ), encapsulation efficiency (EE) and morphology under an atomic force microscope ( MFA). in addition to the release kinetics in Franz cells. The minimum inhibitory concentration (MIC) was determined by the broth microdilution method and antifungal activity was evaluated from the application of four treatment groups (nanostructured formulation containing eugenol (FNE), free eugenol (EL), saline solution (SS) and formulation without the drug (FNB)), for eight hours, on biofilms of candida albicans and glabata adhered to thirty-two test specimens of polymethyl methacrylate (PMMA) acrylic resin. Results: FNE nanoparticles showed size by DLS of 199.5 ± 2.55, high homogeneity (0.07 ± 0.02) and EE (83.07 ± 0.23), negative PZ (-25.86 ± 0.65) and spherical shape. Furthermore, it achieved controlled release (44.21%) for 24 hours. The EL MICs for candida albicans and glabata were up to 10 (64 µg/mL) and 8 (128 µg/mL) times (respectively) higher than the FNE MICs (6 µg/mL and 16 µg/mL). mL). Candida biofilms both had a significant reduction after immersion in FNE when compared to the other groups tested (EL, FNB and SS (P<0.0001). Conclusion: FNE obtained fungicidal activity against the isolated strains and significantly reduced candida biofilms and, therefore, presents promising performance for the sanitization of dental prostheses and prospects for future application in the dental market.


  • LYZIA VITÓRIA MENDES REZENDE
  • Avaliação de propriedades físico-químicas e mecânicas de uma resina bioativa submetida a ciclagem de pH - in vitro
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 13/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Introdução:As resinas bioativas podem reduzir as lesões de cárie nos dentes adjacentes, proporcionando a liberação de íons, como cálcio, fosfato, estrôncio, zinco, magnésio e flúor (F). Esse novo material combinou as vantagens de resinas compostas com cimentos de ionômero de vidro. Objetivo:Comparar propriedades físico-químicas e mecânicas de uma resina bioativa, uma resina convencional e um cimento de ionômero de vidro, submetidas a ciclagem de pH. Material e método:Trata-se de um estudo laboratorial - in vitro, noqual30 blocos de provas foram preparados com os seguintes materiais: resina bioativa (BeautifilFlow Plus), cimento ionômero de vidro (Ionoseal) e grupo controle com resina convencional (Opallis) que após divididos em três grupos, passaram por um processo de ciclagem de pH durante 5 dias. Após esse períodoforamanalisadas propriedades químicas como a liberação de fluoretos, propriedades físicas (sorção e solubilidade) e mecânicas (dureza e rugosidade). O limite de significância adotado foifixado em 5% e a análise estatísticafoi realizada por meio do software GraphpadPrism versão 10.0. Resultados:Na liberaçãocumulativa de F, a resinaBeautifilapresentouresultadossemelhantesaoIonoseal e estatisticamente superiores a Opallis (p<0,05).  Observa-se umamaiorliberação de F nomeioácido do que na salivaartificialemtodasasamostras, (p<0,05), excetopara a resinaconvencional. A resinabioativaapresentouperda de dureza de superfíciesemelhante a resinaconvencional e inferior aoIonoseal (p<0,05). Após a ciclagem de pH, a rugosidade de cada material aumentou significativamente (p>0,05). Não houve diferença na sorção e solubilidade entre os materiais antes da ciclagem (p>0,05).Conclusão:A resina bioativa Beautiful apresentou propriedades físico-quimicas e mecânicas semelhantes a resina convencional Opallis, e liberação de fluoreto semelhante aoIonoseal, ionômero de vidro modificado por resina, sendo uma opção de material restaurador bioativo.

    ABSTRACT:

    Introduction: Bioactive resins can reduce caries lesions in adjacent teeth, providing the release of ions, such as calcium, phosphate, strontium, zinc, magnesium and fluorine (F). This new material combined the advantages of composite resins with glass ionomer cements.Objective: To compare physicochemical and mechanical properties of a bioactive resin, a conventional resin and a glass ionomer cement, subjected to pH cycling.Material and method: This is a laboratory study - in vitro, in which 30 test blocks were prepared with the following materials: bioactive resin (Beautifil Flow Plus), glass ionomer cement (Ionoseal) and a control group with conventional resin ( Opallis) which, after being divided into three groups, underwent a pH cycling process for 5 days. After this period, chemical properties such as the release of fluorides, physical properties (sorption and solubility) and mechanical properties (hardness and roughness) were analyzed. The adopted significance limit was set at 5% and statistical analysis was performed using the Graph pad Prism software version 10.0.Results: In the cumulative release of F, the Beautifil resin presented results similar to Ionoseal and statistically superior to Opallis (p<0.05). A greater release of F was observed in the acidic medium than in artificial saliva in all samples (p<0.05), except for the conventional resin. The bioactive resin showed a loss of surface hardness similar to conventional resin and lower than Ionoseal (p<0.05). After pH cycling, the roughness of each material increased significantly (p>0.05). There was no difference in sorption and solubility between the materials before cycling (p>0.05).Conclusion: The Beautiful bioactive resin presented physical-chemical and mechanical properties similar to the conventional Opallis resin, and fluoride release similar to Ionoseal, a glass ionomer modified by resin, being an option for a bioactive restorative material.

  • THIAGO RANIEL NUNES E SILVA
  • MORFOLOGIA DOS CANAIS RADICULARES DE MOLARES COM HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO
  • Orientador : KARLA ROVARIS DA SILVA
  • Data: 29/02/2024
  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A hipomineralização molar-incisivo (HMI) é um defeito de desenvolvimento de esmalte dentário que se apresenta como opacidades demarcadas em molares e/ou incisivos permanentes. Devido à maior porosidade de esmalte, desintegração de esmalte e rápida progressão das lesões de cárie em dentes com HMI, é comum haver comprometimento pulpar e à necessidade de tratamento endodôntico. Diante da necessidade da terapia endodôntica de dentes hipomineralizados, existe também a necessidade de compreender a anatomia interna dos dentes acometidos, incluindo o sistema canais radiculares, suas ramificações e possíveis variações anatômicas que possam ocorrer. OBJETIVO: Caracterizar a morfologia do sistema de canais radiculares de dentes com HMI. MEDOTOLOGIA: foram utilizados24 primeiros molares permanentes extraídos de crianças de 6 a 12 anos por razões que não o estudo ecom diagnóstico de HMI. Os dentes foram divididos em dois grupos principais: grupo A (molares inferiores com risogênese completa) e grupo B (molares superiores com risogênese completa), e destes outros dois subgrupos serão divididos: subgrupo A1 (molares inferiores com risogênese incompleta), subgrupo A2 (molares inferiores com HMI), subgrupo B1 (molares superiores sem HMI) e subgrupo B2 (molares superiores com risogênese incompleta). O dentes foram submetidos à aquisição microtomográfica para avaliação de características da anatomia dos canais radiculares. Foram analisadas a configuração dos canais radiculares, o volume total do sistema de canais, comprimento máximo da raiz,área, perímetro, circularidade, maior e menor diâmetro dos canais e classificação do tipo de istmo. RESULTADOS: No grupo A1, a raiz distal (D) apresentou 4 diferentes tipos de configuração morfológica e a raiz mesial 5 tipos de classificação. O volume mediano dos canais radiculares foi de 22,2mm2, 34,2mm2, 22,1mm2, 35,7mm2 para os grupos A, A1, B e B1, respectivamente. Houve diferença significativa entre o comprimento das raízes do grupo A e A1, mas não houve diferença entre B e B1.CONCLUSÃO: A classificação morfológica mais predominantes entre todas as raízes foi 1-1-1/1. A área, perímetro, circularidade, maior e menor diâmetro aumentaram a partir do segundo milímetro no sentido apical cervical em todos os grupos.

    ABSTRACT

     

    INTRODUCTION: Molar-Incisor Hypomineralization (MIH) is a developmental defect of dental enamel characterized by demarcated opacities in permanent molars and/or incisors. Due to the higher enamel porosity, enamel breakdown, and rapid progression of caries lesions in teeth with MIH, pulp involvement and the need for endodontic treatment is frequent. Given the necessity of endodontic therapy for hypomineralized teeth, there is also a need to understand the internal anatomy of affected teeth, including the root canal system, its branches, and possible anatomical variations that may occur. OBJECTIVE: To characterize the morphology of the root canal system in teeth with MIH. METHODOLOGY: Twenty-four permanent first molars extracted from children aged 6 to 12 years for reasons other than the study and diagnosed with MIH were used. The teeth were divided into two main groups: group A (lower molars with complete root formation) and group B (upper molars with complete root formation). From these, two additional subgroups were divided: subgroup A1 (lower molars with incomplete root formation), subgroup A2 (upper molars with incomplete root formation), subgroup B1 (upper molars without MIH). The teeth underwent microtomographic acquisition to evaluate root canal anatomy characteristics. Root canal configuration, total volume of the canal system, maximum root length, area, perimeter, roundness, major and minor canal diameters, and isthmus type classification were analyzed. RESULTS: In group A1, the distal root (D) presented 4 different types of morphological configuration, and the mesial root presented 5 types of classification. The median volume of the root canals was 22.2mm2, 34.2mm2, 22.1mm2, 35.7mm2 for groups A, A1, B, and B1, respectively. There was a significant difference in root lengths between groups A and A1, but no difference between B and B1. CONCLUSION: The most predominant morphological classification among all roots was 1-1-1/1. Area, perimeter, roundness, major and minor diameters increased from the second millimeter in the cervical apical direction in all groups.

2023
Descrição
  • STEPHANE VIEIRA CARVALHO
  • O impacto de orientação em saúde bucal usando tecnologia deinformação e comunicação na qualidade de vida de indivíduos com transtorno do espectro autista
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 17/08/2023
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO:

     

    Introdução: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição de neurodesenvolvimento, que pode causa um maior risco de desenvolver problemas bucais, intervenções de orientação pode ter efeito positivo na qualidade de vida desses indivíduos. Objetivo: Avaliar o impacto da orientação utilizando tecnologia de informação e comunicação (TIC), na qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) de crianças e adolescentes com TEA por meio da percepção dos cuidadores. Métodos: Este foi um estudo caso controle, em que participaram cuidadores e as crianças e adolescentes com TEA, na faixa etária de 6 a 14 anos de idade frequentando as escolas da rede municipal que possuíam salas de Atendimento Educacional Especializado, em Teresina, Brasil. Os cuidadores foram alocados em dois grupos: grupo caso (que recebeu orientações convencionais presenciais e também via vídeo) e grupo controle (que recebeu orientações convencionais presenciais). Os grupos responderam um questionário de QVRSB (Parental- CaregiverPerceptionsQuestionnaire -P-CPQ, versão brasileira curta e validada), antes e três meses após as orientações de saúde bucal. O exame clínico foi realizado utilizando os seguintes índices: experiência de cárie (ceo-d/CPO-D), índice de higiene oral simplificado (IHO-S), calculo dentário, e sangramento gengival. Realizou-se análise de testes de tendência de normalidade: Kolmogorov-Smirnov e Levene, com valor de p<0,05. Na análise bivariada foram aplicados os testes Qui-quadrado de McNemar e Wilcoxon, e múltiplas pela Regressão de Poisson com variância robusta no método stepwise. Resultados: Participaram da pesquisa 90 indivíduos e seus respectivos cuidadores. A mediana da QVRSB diminuiu após 3 meses de orientação da saúde bucal utilizando tecnologia de informação e comunicação no domínio limitação funcional (p=0,005) e no escore total do instrumento (p=0,006). Conclusão: De acordo com a percepção dos cuidadores, a modelagem por vídeo causou impacto positivo na QVRSB de crianças e adolescentes com TEA, portanto, a QVRSB melhorou após à aplicação.

     

     

    ABSTRACT

     

    Introduction:Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmentalcondition, whichcan cause a greaterriskofdeveloping oral problems, guidanceinterventionscanhave a positive effectonthequalityoflifeoftheseindividuals. Objective:Toevaluatetheimpactofguidanceusinginformationand communication technology (ICT) onthequalityofliferelatedto oral health (QHRSB) ofchildrenandadolescentswith ASD throughtheperceptionofcaregivers. Methods: Thiswas a case-controlstudy, in whichcaregiversandchildrenandadolescentswith ASD participated, aged 6 to 14 yearsold, attending municipal schoolsthathadSpecializedEducationalAssistancerooms, in Teresina, Brazil, participated. Caregiverswereallocatedintotwogroups: casegroup (whichreceivedconventional face-to-face guidanceandalso via video) andcontrolgroup (whichreceivedconventional face-to-face guidance). The groupsanswered a QVRSB questionnaire (Parental-CaregiverPerceptionsQuestionnaire -P-CPQ, short andvalidatedBrazilianversion), beforeandthreemonthsafterthe oral healthorientations. Clinicalexaminationwasperformedusingthefollowingindices: caries experience (dmft-d/DMF-D), simplified oral hygiene index (IHO-S), dental calculus, andgingivalbleeding. Analysisofnormalitytrendtestswascarried out: Kolmogorov-SmirnovandLevene, with p value<0.05. In thebivariateanalysis, McNemar'sandWilcoxon's chi-squaretestswereapplied, andmultipletestsby Poisson Regressionwithrobustvariance in thestepwisemethod. Results: 90 individualsandtheircaregiversparticipated in theresearch. The medianof QHRSB decreasedafter 3 monthsof oral healthguidanceusinginformationand communication technology in thefunctionallimitationdomain (p=0.005) and in theinstrument's total score (p=0.006). Conclusion:Accordingtothecaregivers' perception, videomodelinghad a positive impactonthe QVRSB ofchildrenandadolescentswith ASD, therefore, the QVRSB improvedaftertheapplication.

     

    Keywords: Autismspectrumdisorder. Oral health. Video-audio media. Qualityoflife.

     

     

  • IVANA PATRÍCIA PIAUILINO FERREIRA
  • PREVALÊNCIA DE ESTREPTOCOCOS COM RESISTÊNCIA À AMOXICILINA NA BOCA CRIANÇAS COM RISCO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 31/07/2023
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A endocardite infecciosa (EI) é uma condição que pode ser causada pela bacteremia transitória induzida por procedimentos odontológicos invasivos em indivíduos com certas doenças cardíacas. Os estreptococos que colonizam a cavidade bucal estão entre os principais causadores dessa condição, sendo a amoxicilina (AMX) o antibiótico padrão para sua prevenção. No entanto, seu uso indiscriminado tem ocasionado a detecção de cepas de estreptococos resistentes à amoxicilina (ER-AMX) colonizando a cavidade oral, inclusive em crianças. Objetivo: Determinar a prevalência de estreptococos com resistência à amoxicilina na boca de crianças com doenças cardíacas que as tornam susceptíveis à EI. Métodos: Trata-se de um estudo observacional transversal com uma amostra consecutiva de crianças atendidas em um hospital público, aprovado pelo CEP-UFPI com o nº 2.654.176. Foram coletadas amostras de saliva e biofilme dental, e a condição de saúde bucal das crianças foi avaliada por uma avaliadora calibrada, por meio dos índices cedo/CPOD e pufa/PUFA. No laboratório, utilizou-se o meio seletivo para estreptococos ágar Mitissalivarius suplementado com AMX, para o isolamento inicial cepas com resistência. Com colônias isoladas, seguiu-se com os testes da catalase e coloração de Gram, para a presunção do gênero. O método de microdiluição em caldo em placas de 96 poços foi empregado para determinar a concentração inibitória mínima (CIM) da AMX e de dois antibióticos controles, levofloxacina (LEV) e ceftriaxona (CEFTR). Também foi realizado o antibiograma pela técnica disco-difusão para os antibióticos:ampicilina (2 e 10 mcg) e ampicilina + sulbactan (20 mcg). Para a realização dos testes descritos e conferência dos perfis de resistências, foram consultadas as seguintes diretrizes: CLSI (ClinicalLaboratory Standard Institute) e BrCAST (BrazilianCommitteeonAntimicrobialSusceptibilityTesting). Também foi realizada uma análise estatística por meio do teste exato de Fischer com nível de significância de 95%, no qual se procurou associação entre a presença de bactérias resistentes com as seguintes variáveis: sexo, idade, número de tomadas de antibióticos no último ano, índice CPO-d e índice PUFA. Resultados: Trinta e cinco pacientes pediátricos com doenças cardíacas foram examinados. A condição cardiológica mais prevalente foi o defeito do septo ventricular. A principal razão que levava as crianças a tomar antibióticos foi relatada como “dor de garganta”. Dentre as crianças, 68,57% nunca tinham ido ao dentista. O índice cedo/CPOD médio foi de 2,25 e 40% das crianças necessitaram de tratamento restaurador devido a doença cárie. O índice pufa/PUFAfoi maior ou igual a 1 para treze crianças avaliadas (37,14%), indicando necessidade de tratamento odontológico possivelmente invasivo. Dentre a amostra avaliada, 6 crianças (17,14%) possuíam ER-AMX em suas bocas e 14 (40,00%) apresentaram cepas com resistência intermediária a esse antibiótico. Assim, totalizou-se20 crianças (prevalência de 57,14%)portando cepas de estreptococos com algum nível de resistência à AMX em suas bocas. A maior CIM da AMX para duas das cepas isoladas foi de 16 µg/ml, uma concentração muito alta considerando que um valor de CIM≤0,5 µg/ml está relacionado à sensibilidade a este antibiótico. Todas as cepas selecionadas foram sensíveis à LEV e 4 (16%) não são foram sensíveis à CEFTR. O antibiograma mostrou que as cepas resistentes à AMX ou ampicilina não eram sensíveis quando do uso desses antibióticos associados à inibidores de betalactamases, inferindo que o mecanismo de resistência pode não estar vinculado à produção dessas enzimas pelas bactérias. Não houve relação significativa entre a presença de bactérias com resistência à AMX e as variáveis analisadas. Conclusão: Existe uma alta prevalência de crianças portando estreptococos com algum nível de resistência à AMX em suas bocas. Este pioneiro estudo brasileiro destaca a necessidade de uma maior atenção a esse grupo, que permanece com risco de acometimento de EI após tratamentos odontológicos invasivos, mesmo sob o uso prévio de AMX.

     

    ABSTRACT

     

    Introduction: Infectious endocarditis (IE) is a condition that can be caused by transient bacteremia induced by invasive dental procedures in individuals with certain heart diseases. Streptococci colonizing the oral cavity are among the main culprits of this condition, with amoxicillin (AMX) being the standard antibiotic for its prevention. However, the indiscriminate use of AMX has led to the detection of amoxicillin-resistant streptococcal strains (AMX-RS) colonizing the oral cavity, even in children.Objective: To determine the prevalence of ER-AMX in the mouths of children with heart diseases that make them susceptible to IE.Methods: This is a cross-sectional observational study with a consecutive sample of children treated at a public hospital, approved by the CEP-UFPI (#2.654.176). Saliva and dental biofilm samples were collected, and the children's oral health condition was evaluated by a calibrated examiner using the indices dmft/DMFT and pufa/ PUFA. In the laboratory, a selective medium for streptococci, Mitis salivarius agar supplemented with AMX, was used for the initial isolation of resistant strains. After isolating colonies, catalase and Gram staining tests were performed for genus presumption. The microdilution method in 96-well plates was employed to determine the minimum inhibitory concentration (MIC) of AMX and two control antibiotics, levofloxacin (LEV), and ceftriaxone (CEFTR). The antibiogram was also performed using the disk diffusion technique for the following antibiotics: ampicillin(2 e 10 mcg) and ampicillin + sulbactam(20 mcg). The following guidelines were consulted for conducting the tests and confirming resistance profiles: CLSI (Clinical Laboratory Standard Institute) and BrCAST (Brazilian Committee on Antimicrobial Susceptibility Testing). Statistical analysis was performed using Fischer's exact test with a significance level of 95% to investigate associations between the presence of resistant bacteria and the following variables: gender, age, number of antibiotic courses taken in the last year, DMFT index, and PUFA index.Results: Thirty-five pediatric patients with heart diseases were examined. The most prevalent cardiac condition was ventricular septal defect. The main reason for antibiotic use among children was reported as "sore throat." Among the children, 68.57% had never visited the dentist. The mean dmft/DMFT index was 2.25, and 40% of the children required restorative treatment due to dental caries. The pufa/PUFA index was equal to or greater than 1 for thirteen evaluated children (37.14%), indicating a need for possibly invasive dental treatment. Among the evaluated sample, 6 children (17.14%) harbored AMX-RS in their mouths, and 14 (40.00%) had strains with intermediate resistance to this antibiotic. Thus, a total of 20 children (prevalence of 57.14%) carried strains of streptococci with some level of AMX resistance in their mouths. The highest MIC of AMX for two of the isolated strains was 16 µg/ml, a very high concentration considering that a CIM≤0.5µg/ml is related to sensitivity to this antibiotic. All selected strains were sensitive to LEV, and 4 (16%) were not sensitive to CEFTR. The antibiogram showed that strains resistant to AMX or ampicillin were not sensitive when these antibiotics were used in combination with beta-lactamase inhibitors, suggesting that the resistance mechanism may not be linked to the production of these enzymes by the bacteria. There was no significant relationship between the presence of AMX-resistant bacteria and the analyzed variables.Conclusion: There is a high prevalence of children harboring streptococci with some level of AMX resistance in their mouths. This pioneering Brazilian study highlights the need for greater attention to this group, which remains at risk of developing IE after invasive dental treatments, even under the previous use of AMX.

     

    KEYWORDS: Bacterial Endocarditis. Amoxicillin Resistance. Oral Bacteria. Streptococci. Children.

     


  • MARIA SUZANA OLIVEIRA CRUZ
  • Associação entre o Senso de Coerência do cuidador e a saúde bucal de indivíduos com deficiência intelectual – estudo caso controle
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 31/07/2023
  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO: Introdução: Os motivos que levam algumas pessoas a confrontar suas realidades e adotar um modo de vida saudável, mesmo em meio a adversidades extremas e situações de estresse, enquanto outras pessoas não conseguem manter a saúde frente a mesmas adversidades foram parametrizados pelo SenseofCoherenceScale (SOC) de Anotovsky. Pessoas com deficiência intelectual têm mais dificuldades para o autocuidado, necessitando ajuda de terceiros para realizar atividades que requeiram uma coordenação motora fina, como, por exemplo, escovar os dentes. Situações de adversidades extremas e de estressepoder impactar o viver de forma saudável.Objetivo:determinar a associação entre o senso de coerência dos pais/cuidadores e as condições de saúde bucal das pessoas com Deficiência Intelectual (DI) e comparar a um grupo sem DI. Metodologia: Este foi um estudo caso controle. A amostra foi probabilística e incluiu 118 crianças/adolescentes com deficiência intelectual e 118 normotípicos. Os grupos foram pareados por sexo e ida ao dentista. Os dados foram coletados através de questionário, versão curta da escala (SOC-13) e exame clínico oral. Resultados: Os testes Kruskall-wallis e Mann-whitney foram realizados para associar variável dependente com independente e a regressão de Poisson com variância robusta no método stepwise foi utilizada para determinar as associações. Neste estudo observou-se que não houve diferença estatística do senso de coerência dos cuidadores de crianças e adolescentes com DI e sem a condição em relação a experiência de cárie (RP=1,0 IC95%=0,9-1,1). As crianças com renda familiar de 3 a 4 salários-mínimos possuem maior senso de coerência (RP=1,2 IC95%=1,1-1,3) que as sem renda fixa. Crianças e adolescentes cujas as mães possuem mais de 4 anos de estudos formais possuem maior senso de coerência (RP=1,2 IC95%=1,1-1,3) que as com menos de 4 anos de estudos formais. Conclusão: Os fatores que influenciaram no Senso de coerência foram o nível de escolaridade da mãe, as condições econômicas dos cuidadores e o traumatismo dentário. Não foram encontradas diferenças significativas entre o senso de coerência dos cuidadores de crianças e adolescentes com Deficiência Intelectual e dos sem a condição em relação a experiência de cárie.

     

    ABSTRACT – Introduction: The reasons that lead some people to confront their realities and adopt a healthy way of life, even during extreme adversity and stressful situations, while other people cannot maintain their health in the face of the same adversities, were parameterized by the Sense of Coherence Scale (SOC) of Anotovsky. People with intellectual disabilities (ID) have more difficulties with self-care than those without ID andneed aid to perform activities that require fine motor coordination, such as, brushing their teeth. Objective: to determine the relationship between parents/caregivers' SOC and the oral health condition of people with ID. Methodology: This was a case-control study. The convenient sampleconsisted of 118 children/adolescents with intellectual disabilities (study group) and 118 without ID (control group) and their caregivers. The children were matched by sex and number of dental consultations. Data were collected using a questionnaire, the short version of the SOC-13scale and oral clinical examination. Results: Kruskall-Wallis and Mann-Whitney tests were performed to associate dependent and independent variables and the Poisson regression with robust variance in the stepwise method was used to determine multivariate associations. That there was no statistical difference in the SOC score of caregivers of the study group and the control group ID regarding the caries experience (PR=1.0 CI95%=0.9-1.1). Children with a family income of 3 to 4 minimum wages had a greater sense of coherence score (PR=1.2 CI95%=1.1-1.3) than those without a fixed income. Children and adolescents whose mothers have more than 4 years of formal education have a greater SOCscore (PR=1.2 CI95%=1.1-1.3) than those with less than 4 years of formal education. Conclusion: The factors that influenced the Sense of coherence were the caregivers’ education level, the caregivers' economic conditions and the presence dental trauma by the children. No significant differences were found between the SOCscore of caregivers of children and adolescents of the study group and the control group, regarding caries experience.

     

     


  • LARA CARVALHO COSTA
  • Associação entre aleitamento materno e hipomineralização molar-incisivo – Revisão Sistemática e Metanálise
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 31/03/2023
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO:

     

    Introdução: A Hipomineralização molar-incisivo (HMI) é um defeito qualitativo de desenvolvimento do esmalte dentário que acomete primeiros molares permanentes e pode afetar os incisivos. A etiologia da condição é multifatorial, com influência de fatores genéticos, epigenéticos e ambientais. A associação entre HMI e aleitamento materno tem sido investigada, porém os resultados são divergentes. Objetivo: Determinar a associação entre aleitamento materno e presença de HMI por meio de revisão sistemática da literatura. Material e método: O projeto de pesquisa seguiu as diretrizes do PRISMA e foi registrado no PROSPERO (CRD42022320706). Foi realizada busca nas bases de dados MEDLINE-Pubmed, Scopus, Embase e Web of Science, além de busca manual na lista de referências dos estudos incluídos e nas publicações recentes de revistas relevantes para o tema. Pesquisa de literatura cinzenta foi realizada no Google Acadêmico® e OpenGrey. Foram considerados elegíveis os estudos observacionais que investigaram a associação entre HMI e aleitamento materno e excluídos aqueles sem grupo de comparação, que não distinguiram HMI de outros defeitos de desenvolvimento do esmalte ou que tinham dados incompletos. O risco de viés dos estudos foi avaliado utilizando a escala JBI Critical Appraisal para estudos transversais e a escala de Avaliação de Qualidade Newcastle-Ottawa para casos-controle e coorte. Metanálise foi realizada quando pelo menos dois estudos utilizaram o mesmo registro para aleitamento materno utilizando o software RevMan®. Análise do viés de publicação foi realizada para cada metanálise utilizando no software RStudio. A certeza da evidência foi avaliada utilizando os critérios de classificação do GRADE. Resultados: Foram identificados 2593 estudos potencialmente elegíveis, dos quais 39 foram incluídos. Cinco estudos foram resgatados por meio da busca manual e de literatura cinzenta, totalizando 44 estudos incluídos. Foram realizadas três metanálises: ‘amamentação sim ou não’, ‘amamentação menor ou maior que 6 meses’ e ‘amamentação menor ou maior que 12 meses’. Crianças que não mamaram apresentaram 56% mais chance de desenvolver HMI (RC= 1,56; IC 95%= 1,16 – 2,10). Não foi encontrada associação entre tempo de amamentação maior ou menor que seis meses (RC= 1,32; IC 95%= 0,91 – 1,91) ou menor ou maior que 12 meses (RP= 1,20; IC 95%= 0,74 – 1,93) e HMI. Não houve viés de publicação em nenhuma das análises realizadas: ‘amamentação sim ou não’ (t =0,21; df= 8; p= 0,8388), ‘amamentação menor ou maior que 6 meses’ (t= 0,12; df= 10; p= 0.9048), e ‘amamentação menor ou maior que 12 meses’ (t= 0,03; df= 9; p= 0,9782). A certeza da evidência foi considerada muito baixa para todas as metanálises. Conclusão: Amamentação foi associada a menor ocorrência de HMI, porém o tempo de aleitamento não foi relacionado ao defeito.

    ABSTRACT:

     

    Introduction: Molar-incisor hypomineralization (MIH) is a qualitative defect in the development of dental enamel that affects first permanent molars and can affect the incisors. The etiology of the condition is multifactorial, with the influence of genetic, epigenetic and environmental factors. The association between MIH and breastfeeding has been investigated, but the results are divergent. Objective: To determine the association between breastfeeding and the presence of MIH through a systematic review of the literature. Material and method: The research project followed the PRISMA guidelines and was registered in PROSPERO (CRD42022320706). A search was carried out in the MEDLINE-Pubmed, Scopus, Embase and Web of Science databases, in addition to a manual search in the list of references of the included studies and in recent publications of journals relevant to the topic. Gray literature search was performed on Google Scholar® and OpenGrey. Observational studies that investigated the association between MIH and breastfeeding were considered eligible, and those without a comparison group, which did not distinguish MIH from other enamel development defects, or which had incomplete data, were excluded. Risk of study bias was assessed using the JBI Critical Appraisal scale for cross-sectional studies and the Newcastle-Ottawa Quality Assessment scale for case-control and cohort studies. Meta-analysis was performed when at least two studies used the same registry for breastfeeding using the RevMan® software. Analysis of publication bias was performed for each meta-analysis using the RStudio software. The certainty of the evidence was assessed using the GRADE grading criteria. Results: 2593 potentially eligible studies were identified, of which 39 were included. Five studies were retrieved through manual search and gray literature, totaling 44 included studies. Three meta-analyses were performed: 'breastfeeding yes or no', 'breastfeeding less than or longer than 6 months' and 'breastfeeding less than or longer than 12 months'. Children who were not breastfed were 56% more likely to develop MIH (OR= 1.56; CI 95%= 1.16 – 2.10). No association was found between breastfeeding duration longer or shorter than six months (OR= 1.32; CI 95%= 0.91 – 1.91) or shorter or longer than 12 months (PR= 1.20; CI 95% = 0.74 – 1.93) and HMI. There was no publication bias in any of the analyses: 'breastfeeding yes or no' (t =0.21; df= 8; p= 0.8388), 'breastfeeding for less or more than 6 months' (t= 0.12; df= 10; p= 0.9048), and 'breastfeeding for less than or more than 12 months' (t= 0.03; df= 9; p= 0.9782). The certainty of the evidence was considered very low for all meta-analyses. Conclusion: Breastfeeding was associated with a lower occurrence of MIH, but the duration of breastfeeding was not related to the defect.


  • MARIA SUZI DE SOUSA LOPES
  • Biodisponibilidade salivar de fluoreto após aplicação de vernizes fluoretados: Estudo clínico randomizado.
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 29/03/2023
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O uso de fluoretos (F)  é considerado a melhor estratégia para o controle da cárie dentária. Para isso, o F deve estar presente na cavidade oral para interferir nos processos de des-remineralização. Os vernizes fluoretados (VF) foram desenvolvidos para prolongar o tempo de contato entre F e o esmalte, pois se aderem à superfície do dente por períodos mais longos e evitam a perda imediata de F após a aplicação. Objetivo: Avaliar a biodisponibilidade de F no sobrenadante e sedimento salivar após a aplicação de VF a base de Fluoreto de Sódio (NaF) a 5%. Material e método: Trata-se de estudo clínico randomizado cruzado, no qual 15 participantes foram aleatoriamente alocados em dois grupos, e receberam aplicação de dois VF, Duraphat® e Fluorniz, na face vestibular de todos os dentes, em duas fases experimentais.  A coleta de saliva não estimulada, por meio da técnica de expectoração, foi realizada antes da aplicação dos vernizes (baseline),5 min, 15min, 30 min, 1, 2, 4, 8, 12, 24, 48, 96 h após a aplicação. Para a análise estatística, o teste t foi realizado para comparar os vernizes em cada tempo de coleta, no sobrenadante e sedimento salivar. Os valores de F na saliva após aplicação dos vernizes nos diferentes intervalos de tempo foram comparados com o baseline utilizando o teste ANOVA com o pós-teste de comparação múltipla de Dunnett. Resultados: Imediatamente após a aplicação dos vernizes, a concentração de F no sobrenadante e sedimento salivar aumentou significativamente (p <0,001), e reduziu em todos os outros tempos, retornando aos valores basais com 24h no grupo com Duraphat®, e 8h no grupo com Fluorniz. Em comparação do sedimento e sobrenadante salivar dos grupos estudados, foi identificada uma diferença entre os vernizes Duraphat® e Fluorniz até 48h após a aplicação, com maiores valores de F na saliva encontrados no grupo Duraphat®. A disponibilidade de F foi maior, no sobrenadante e no sedimento, após uso do verniz Duraphat®, nos diferentes tempos, avaliados pela área sob a curva (p<0,05). Conclusão: A utilização dos VF Duraphat® e Fluorniz, ambos com 22600 ppmF, permitiu um aumento da concentração de F na saliva sobrenadante e no sedimento, no entanto, Fluorniz apresentou menor biodisponibilidade de F nos compartimentos salivares.

     

    Palavras-chave: Flúor, Saliva, Verniz fluoretado

     

     

     

     

     

    ABSTRACT:

    Introduction: The use of fluorides (F) is considered the best strategy for controlling dental caries. Therefore, F must be present in the oral cavity to interfere with the de-remineralization processes. Fluoride varnishes (FV) were developed to prolong the contact time between F and the enamel, as they adhere to the tooth surface for longer periods and prevent the immediate loss of F after application. Objective: To evaluate the bioavailability of F in the supernatant and salivary sediment after the application of FV, both based on Sodium Fluoride (NaF) at 5%. Material and method: This is a randomized crossover clinical study, in which 15 participants were randomly allocated into two groups, and received the application of two FV, Duraphat® and Fluorniz, on the buccal surface of all teeth, in two experimental phases. The collection of unstimulated saliva, using the expectoration technique, was performed before the application of FV (baseline), 5 min, 15 min, 30 min, 1, 2, 4, 8, 12, 24, 48, and 96 h after the application. For statistical analysis, the t-test was performed to compare the FV in the supernatant and salivary sediment at each collection time. F values in saliva after the application of FV at different time intervals were compared with baseline using the ANOVA test with Dunnett's multiple comparison post-test. Results: Immediately after FV application, F concentration in the supernatant and salivary sediment increased significantly (p <0.001), and decreased at all other times, returning to baseline values at 24h in the Duraphat® group, and 8h in the group Fluorniz. Comparing the sediment and salivary supernatant of the studied groups, a difference was identified between Duraphat® and Fluorniz varnishes up to 48 hours after application, with higher F salivary values found in the Duraphat® group. The availability of F was higher, in the supernatant and in the sediment, after using Duraphat® varnish, at different times, evaluated by the area under the curve (p<0.05). Conclusion: The use of FV Duraphat® and Fluorniz, both with 22600 ppm F, allowed an increase in the concentration of F in the supernatant saliva and in the sediment, however, Fluorniz showed lower bioavailability of F in the salivary compartments.

     

    Keywords: Fluoride, Saliva, Fluoride varnish.

     

     

     

     

     

     

     

  • GUILHERME AUGUSTO SOUSA NUNES PEREIRA
  • Os 100 artigos mais citados sobre bruxismo do sono: uma análise bibliométrica
  • Orientador : CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • Data: 28/02/2023
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Introdução:O bruxismo do sono (BS) é uma atividade muscular mastigatória durante o sono, rítmica ou não rítmicae de etiologia multifatorial.  Estudo bibliométrico permite melhor compreensão sobre processo de aprendizado e prática odontológica sobre o BS. Objetivo:Analisar quali-quantitativamenteas características bibliométricas dos 100 artigos mais citados sobre bruxismo do sono (BS). Metodologia:Foi construída uma estratégia de busca e realizada pesquisa bibliométrica na Core Collection da base de dados Web of Science (WoS-CC) de artigos sobre BS, utilizando termos abrangentes, sem restrição de idioma e ano de publicação. Após coleta dos 100 artigos, em ordem decrescente de citação, foram realizadas buscas nas bases de dados Web of Science All databases, Scopus, Google Scholar e Pubmed, para comparação do número de citações. Foram extraídos os seguintes dados: título do artigo, número de citações, autores, país, instituição, título do periódico, desenho do estudo, critério diagnóstico do BS, tema, faixa etária, amostra, palavras-chave e ano de publicação. Redes bibliométricas foram criadas usando o software VOSviewer. Para análise estatística, foram realizadascorrelação de Spearmane regressão de Poisson (p<0,05).Resultados: Os 100 artigos sobre BS foram citados 12.488 vezes, com variação entre 55-495 citações. Quatro artigos receberam mais de 400 citações e 42 receberam pelo menos 100 citações. A maioria dos artigos foi de países da América Anglo-saxônica (41%) e Europa (40%), publicados no Journal of Oral Rehabilitation (28%). O desenho de estudo observacional (54%), com tema principal sobre etiologia, prevalência e fatores associados (67%) foram os mais frequentes. Gilles Lavigne foi o autor mais citado (34 artigos, 5.666 citações). O critério diagnóstico mais utilizado foi a associação de abordagens instrumentais e/ou questionários e/o exame clínico e as palavras-chave foram bruxism, “sleep bruxism” e sleep. Foi observada correlações positivas entre as bases de dados.  Estudos sobre etiologia, prevalência e fatores associados (RR= 1,43; IC 95%= 1,12-1,82), métodos diagnósticos de BS e revisão (RR=2,30; IC 95%= 1,31-4,02), publicados por autores da América Anglo-Saxônica (RR= 1,57; IC 95%= 1,14-2,17) ou Europa (RR= 1,41; IC 95%= 1,03-1,92) apresentam maior taxa de citação na WoS-CC. Conclusão: Os 100 artigos mais citados sobre BS foram publicados no Journal of Oral Rehabilitation por autores da América Anglo-saxônica e Europa, com desenho observacional, abordando tópicos de etiologia, prevalência e fatores associados.

    ABSTRACT

    Introduction:Sleep bruxism (SB) is a masticatory muscle activity during sleep, rhythmic or non-rhythmic and of multifactorial etiology. A bibliometric study allows a better understanding of the learning process and dental practice on SB.Objective: Quali-quantitatively analyze the bibliometric characteristics of the 100 most cited articles on sleep bruxism (SB).Methods: A search strategy was constructed and bibliometric research was carried out in the Core Collection of the Web of Science database (WoS-CC) of articles on SB, using broad terms, without restriction of language and year of publication. After collecting the 100 articles, in descending order of citation, searches were carried out in the Web of Science All databases, Scopus, Google Scholar and Pubmed, to compare the number of citations. The following data were extracted: article title, number of citations, authors, country, institution, journal title, study design, SB diagnostic criteria, theme, age group, sample, keywords and year of publication. Bibliometric networks were created using VOSviewer software. For statistical analysis, Spearman correlation and Poisson regression (p<0.05) were performed.Results: The 100 articles on SB were cited 12,488 times, ranging from 55-495 citations. Four articles received more than 400 citations and 42 received at least 100 citations. Most articles were from countries in Anglo-Saxon America (41%) and Europe (40%), published in the Journal of Oral Rehabilitation (28%). The observational study design (54%), with a main theme on etiology, prevalence and associated factors (67%) were the most frequent. Gilles Lavigne was the most cited author (34 articles, 5666 citations). The most used diagnostic criterion was the association of instrumental approaches and/or questionnaires and/or clinical examination and the keywords were bruxism, “sleep bruxism” and sleep. Positive correlations were observed between databases. Studies on etiology, prevalence and associated factors (RR= 1.43; CI 95%= 1.12-1.82), SB diagnostic methods and review (RR=2.30; CI 95%= 1.31-4 .02), published by authors from Anglo-Saxon America (RR= 1.57; CI 95%= 1.14-2.17) or Europe (RR= 1.41; CI 95%= 1.03-1, 92) have a higher citation rate in WoS-CC.Conclusion: The 100 most cited articles on SB were published in the Journal of Oral Rehabilitation by authors from Anglo-Saxon America and Europe, with an observational design, addressing topics of etiology, prevalence and associated factors.

     

  • NAJARA RAQUEL PAZ RODRIGUES
  • 100 ARTIGOS MAIS CITADOS SOBRE A DIETA DOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA RELACIONADOS À CÁRIE NA PRIMEIRA INFÂNCIA: ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 28/02/2023
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Introdução: A dieta da criança no início da vida tem relação direta com a saúde em longo prazo. A análise de citações é um método bibliométrico que identifica pesquisas de maior impacto que podem influenciar novas pesquisas e a prática clínica. Objetivo: Analisar quali-quantitativamente os 100 artigos mais citados sobre a dieta da criança nos dois primeiros anos de vida relacionada à Cárie na Primeira Infância (CPI). Método: Foi construída uma estratégia de busca e realizada pesquisa abrangente sem filtros e ano de publicação, na seção Core Collection da base de dados Web of Science (WoS-CC). Web of Science All databases, Scopus e Google Scholar também foram pesquisadas para comparação do número de citações. Duas pesquisadoras conduziram a seleção dos artigos e extraíram dados sobre número de citações, autores, ano de publicação, título do artigo, idioma, desenho do estudo, palavras-chave, resumo, instituições, países, continentes, periódico e tópicos de interesse. O software VOSviewer foi utilizado para gerar redes bibliométricas e MapChart para ilustrar publicações e citações por países. Análises descritiva e de regressão de Poisson foram realizadas (p < 0,05). Resultados: As citações variaram de seis a 3061. Os países com maior número de artigos no top 100 foram os EUA (25%), Austrália (12%), Brasil e Inglaterra (8% cada). O artigo mais citado foi de autores do Brasil, assim como o autor que mais publicou (Feldens CA). A maioria dos estudos foi do tipo transversal (48%). O tópico de interesse mais citado foi CPI e amamentação (49%) e o com mais publicações CPI – Etiologia e prevenção (40%). Lancet foi a revista com mais citações (36,4%). Os mapas do VOSviewer revelaram redes colaborativas entre países e organizações, com destaque ao cluster liderado pelo brasileiro Feldens CA. Estudos de revisão sistemática (RR=6,12; IC 95%=2,06-18,17) publicados por autores do Brasil (RR=4,94; IC 95%=1,60-15,30) apresentam maior taxa de citação no WoS-CC. Conclusão: Estudos de revisão sistemática de autores brasileiros foram os mais citados no WoS-CC, tendo como CPI e amamentação o mais citado tópico de interesse.

     

    ABSTRACT

     

    Introduction: The child's diet at the beginning of life is directly related to long-term health. Citation analysis is a bibliometric method that identifies higher impact research that can influence further research and clinical practice. Objective: Quali-quantitatively analyze the 100 most cited articles on the child's diet in the first two years of life related to Early Childhood Caries (ECC). Method: A search strategy was constructed and a comprehensive search without filters and year of publication was carried out in the Core Collection section of the Web of Science database (WoS-CC). Web of Science All databases, Scopus and Google Scholar were also searched to compare the number of citations. Two researchers conducted the selection of articles and extracted data on number of citations, authors, year of publication, article title, language, study design, keywords, abstract, institutions, countries, continents, journal and topics of interest. VOSviewer software was used to generate bibliometric networks and MapChart to illustrate publications and citations by country. Descriptive and Poisson regression analyzes were performed (p < 0.05). Results: Citations ranged from six to 3061. The countries with the highest number of articles in the top 100 were the USA (25%), Australia (12%), Brazil and England (8% each). The most cited article was by authors from Brazil, as well as the author who most published (Feldens CA). Most studies were cross-sectional (48%). The most cited topic of interest was ECC and breastfeeding (49%) and the one with the most publications CPI – Etiology and prevention (40%). Lancet was the journal with the most citations (36.4%). The VOSviewer maps revealed collaborative networks between countries and organizations, with emphasis on the cluster led by the Brazilian Feldens CA. Systematic review studies (RR=6.12; CI 95%=2.06-18.17) published by authors from Brazil (RR=4.94; CI 95%=1.60-15.30) show a higher rate of of citation in WoS-CC. Conclusion: Systematic review studies by Brazilian authors were the most cited in the WoS-CC, with ECC and breastfeeding being the most cited topic of interest.

                                                                    

  • RAYZA VERÔNICA SOARES CARVALHO
  • TERAPIA PULPAR NÃO INSTRUMENTAL COM USO DE PASTAS ANTIBIÓTICAS: Análise Bibliométrica
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 14/02/2023
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    OBJETIVO: Determinar características quali/quantitativas de artigos científicos publicados sobre Non Intrumental Pulp Therapy (NIPT)/ LesionSterilizationandTissueRepair (LSTR) com enfoque clínico. METODOLOGIA: A busca dos artigos foi realizada na base de dados Web of Science‘Core-Collection’ (WoS-CC) no dia 03 de janeiro de 2023. Foi utilizada a chave de busca: TS=(3MIX OR "3MIX-MP" OR "3MIX paste" OR “antibacterialdrugs” OR "triple antibiotic paste" OR "antibiotic paste" OR “CTZ paste" OR CTZ OR "non-instrumentationendodontic" OR “root canal therapy” OR “root canal fillingmaterials” OR "pulpectomy" OR LSTR OR “LSTR therapy” OR "lesionsterilizationandtissuerepair") AND TS=(child OR children OR child, preschool OR “preschoolchild*” OR infant* OR toddler* OR preschool* OR childhood OR pediatric* OR pedodontic* OR deciduous OR “deciduousdentition” OR dentition,primary OR “primarydentition” OR “primarytooth” OR “primaryteeth” OR tooth,milk OR tooth,primary OR tooth, deciduous OR tooth,baby OR teeth, baby). Foram excluídos estudos laboratoriais, cartas ao editor, editoriais e artigos de conferências. A lista dos artigos foi organizada em ordem decrescente de acordo com o número de citações. As bases de dados Scopus e Google Scholar foram utilizadas para comparar o número de citações dos artigos. Os parâmetros bibliométricos para avaliação dos artigos foram: número de citações, autoria, instituição, país baseado na afiliação do autor correspondente, título e fator de impacto do periódico, desenho de estudo, ano de publicação e palavras-chave. A correlação entre o número de citações nas três bases WoS-CC,Scopus e Google Scholar, realizada no software JAMOVI 2.2.5 utilizando o teste de Shapiro-Wilk para verificar a normalidade, como os dados apresentaram distribuição não normal (p<0,001) foi utilizado o teste de correlação de Spearman(p<0,05).RESULTADOS: Dos 452 artigos avaliados foram incluídos 17. O número de citações variou entre 0 e 80 na base WoS-CC; entre 0 e 112 na Scopus e entre 1 e 330 no Google Scholar. Os países que publicaram sobre a técnica LSTR/NIPT foram Brasil (n=4; 23,5%), Índia (n=4; 23,5%), Tailândia (n=2; 11,8%), Arábia Saudita (n=1; 5,9%), Emirados Árabes (n=1; 5,9%), Japão (n=; 15,9%), México (n=1; 5,9%), Síria (n=1; 5,9%), Tunísia (n=1; 5,9%) e USA (n=1; 5,9%). Número de autores por artigo: dois (n=2; 11,8%), três (n=4; 23,5%), quatro (n=3; 17,6%), cinco (n=2; 11,8%), seis (n=3; 17,6%) e sete (n=3; 17,6%). Entre as 12 instituições, a Universidade Federal do Piauí (Brasil) foi a que mais contribuiu (2 artigos; 9 citações), as demais instituições publicaram apenas um artigo. Periódicos que publicaram sobre o tema: Journalof Clinical PediatricDentistry (n=3; 17,7%; FI 1,338), PediatricDentistry (n= 2; 11,8%; FI 2,378), InternationalJournalofPaediatricDentistry (n=2; 11,8%; FI 3,264), InternationalEndodonticJournal (n=1; 5,9%; FI 5,165), EuropeanJournalofPaediatricDentistry (n=1; 5,9%; FI 2,327), Brazilian Oral Research (n=1; 5,9%; FI 2,674), Clinical Oral Investigations (n=1; 5,9%; FI 3,607), Chinese Journalof Dental Research (n=1; 5,9%), Contemporary Clinical Dentistry (n=3; 17,6%), InternationalJournalofDentistry (n=1; 5,9%) e Clinical and Experimental Research (n=1; 5,9%). Desenho do estudo: ensaios clínicos não-randomizados (n=8; 47%), ensaio clínico randomizado (n=3; 17,6%), revisão sistemática com meta análise (n=1; 5,9%), revisão sistemática sem meta análise (n=1; 5,9%), revisão de literatura (n=1; 5,9%), revisão de escopo (n=1; 5,9%), relato de caso (n=1; 5,9%) e serie de caso (n= 1; 5,9%). Entre os anos de 2004 a 2011 foram publicados quatro artigos sobre a técnica LSTR/NIPT (23,5%). Entre os anos de 2012 e 2022 houve acréscimo de 76,6% e 13publicações. Dos 17 artigos,  3 (17,6%) não apresentaram sucesso radiográfico. Foram identificadas 61 palavras-chave, sendo pulpectomy (n=6) a mais citada, seguida de “lesion sterilization and tissue repair” e “endodontic treatment” (n=3), “antibiotics”, “antibiotic paste”,  “deciduos tooth”, “primary teeth”, “primary tooth”, “primary molars”, “pulp terapy”, “root canal filing materials”, “root resorption” (n=2),  as demais foram citadas apenas uma vez. Foi observada correlação significativa, forte e positiva entre o número de citações na WoS-CC e Scopus (r=0,904; p<0,001), WoS-CC e Google Scholar (r=0,923; p<0,001) e Scopus e Google Scholar (r=0,941; p<0,001).  CONCLUSÕES: O número de citações dos artigos variou entre zero e 80. Os ensaios clínicos não randomizados foram maioria. Os periódicos Journalof Clinical PediatricDentistry e oContemporary Clinical Dentistry foram os que mais publicaram. O fator de impacto dos periódicos variou de zero a 5,125.

     

    ABSTRACT –

     

    PURPOSE: To determine quali-quantitative characteristics of scientific papers published on Non-Instrumental Pulp Therapy (NIPT)/ Lesion Sterilization and Tissue Repair (LSTR) with an emphasis onclinical practice. METHODS: The articles were identified by a search in the database of Web of Science ‘Core-Collection’ (WoS-CC) executed on January 03rd, 2023. The following search strategy was performed: TS=(3MIX OR "3MIX-MP" OR "3MIX paste" OR “antibacterial drugs” OR "triple antibiotic paste" OR "antibiotic paste" OR “CTZ paste" OR CTZ OR "non-instrumentation endodontic" OR “root canal therapy” OR “root canal filling materials” OR "pulpectomy" OR LSTR OR “LSTR therapy” OR "lesion sterilization and tissue repair") AND TS=(child OR children OR child, preschool OR “preschool child*” OR infant* OR toddler* OR preschool* OR childhood OR pediatric* OR pedodontic* OR deciduous OR “deciduous dentition” OR dentition, primary OR “primary dentition” OR “primary tooth” OR “primary teeth” OR tooth, milk OR tooth, primary OR tooth, deciduous OR tooth, baby OR teeth, baby). Laboratory studies, letters, editorial material, and meeting reports were excluded. The articles list was organized in descending order according to the number of citations. Scopus e Google Scholar databases were used to compare the citation numbers of articles. The bibliometric parameters for evaluating the articles were: the number of citations, authors, contributing institution, the country defined by the affiliation provided for the corresponding author, journal titles and impact factor, study design, year of publication, and keywords. The software JAMOVI 2.2.5 was also used to determine thecorrelationamongthenumberofcitations in thethreedatabasesWoS-CC, Scopus and Google Scholar, usingthe Shapiro-Wilk testtoverifynormalityandwhenthe data had a non-normal distribution (p<0,001) Spearmancorrelationtestwasused(p<0,05).RESULTS: After evaluation of the 452 retrieved articles, 17 were included. The number of citations varied between 0 and 80 in the WoS-CC database; between 0 and 112 in Scopus and e between 1 and 330 in Google Scholar. The countries that published about the LSTR/NIPT technique were Brazil (n=4; 23,5%), India (n=4; 23,5%), Thailand (n=2; 11,8%), Saudi Arabia (n=1; 5,9%), Arab Emirates (n=1; 5,9%), Japan (n=; 15,9%), Mexico (n=1; 5,9%), Syria (n=1; 5,9%), Tunisia (n=1; 5,9%) and USA (n=1; 5,9%). The number of authors per article: two (n=2; 11,8%), three (n=4; 23,5%), four (n=3; 17,6%), five (n=2; 11,8%), six (n=3; 17,6%) and seven (n=3; 17,6%). Among the 12 institutions, the Federal University of Piauí (Brazil) contributed the most (2 articles; 9 citations), while the other institutions published one article only. Journals that have published on the topic: Journal of Clinical Pediatric Dentistry (n=3; 17,7%; IF 1,338), Pediatric Dentistry (n=2; 11,8%; IF 2,378), International Journal of Paediatric Dentistry (n=2; 11,8%; IF 3,264), International Endodontic Journal (n=1; 5,9%; IF 5,165), European Journal of Paediatric Dentistry (n=1; 5,9%; IF 2,327), Brazilian Oral Research (n=1; 5,9%; IF 2,674), Clinical Oral Investigations (n=1; 5,9%; IF 3,607), Chinese Journal of Dental Research (n=1; 5,9%), Contemporary Clinical Dentistry (n=3; 17,6%), International Journal of Dentistry (n=1; 5,9%) and Clinical and Experimental Research (n=1; 5,9%). Study design: non-randomized clinical trials (n=8; 47%), randomized clinical trials (n=3; 17,6%), systematic review with meta-analyses (n=1; 5,9%), systematic review without meta-analyses (n=1; 5,9%), literature reviews (n=1; 5,9%), scope review (n=1; 5,9%), case report (n=1; 5,9%) and case series (n=1; 5,9%). Between 2004 and 2011, four articles were published on the LSTR/NIPT technique (23.5%). Between 2012 and 2022 there was an increase of 76.6% and 13 publications. Of the 17 articles, 3 (17.6%) did not show radiographic success. 61 keywords were identified, with pulpectomy (n=6) being the most cited, followed by “lesion sterilization and tissue repair” and “endodontic treatment” (n=3), “antibiotics”, “antibiotic paste”,  “deciduous tooth”, “primary teeth”, “primary tooth”, “primary molars”, “pulp therapy”, “root canal filling materials”, “root resorption” (n=2),  the others were cited only once. A significant, strong and positive correlation was observed between the number of citations in WoS-CC and Scopus (r=0,904; p<0,001), WoS-CC and Google Scholar (r=0,923; p<0,001) and Scopus e Google Scholar (r=0,941; p<0,001).  CONCLUSION: The number of citations of articles varied between zero and 80. Non-randomized clinical trials were the majority. Journal of Clinical Pediatric Dentistry and Contemporary Clinical Dentistry were the journals that published the most. The journals' impact factor ranged from zero to 5.125.

     

2022
Descrição
  • RONNEY BRANDAO OSTERNO
  • ASSOCIAÇÃO ENTRE PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS NA PRIMEIRA INFÂNCIA E HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO: REVISÃO SISTEMÁTICA E META ANÁLISE
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 22/12/2022
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Introdução: Hipomineralização molar-incisivo (HMI) é um defeito qualitativo de desenvolvimento do esmalte dentário com etiologia multifatorial cuja associação com doenças respiratórias na primeira infância permanece controversa. Objetivo: Determinar a associação entre doenças respiratórias na primeira infância e HMI, por meio de revisão sistemática com metanálise. Metodologia: Para a pesquisa bibliográfica, dois revisores independentes utilizaram quatro bases de dados: MEDLINE-PubMed, Scopus, EMBASE e Web of Science, além de buscas manuais e na literatura cinzenta no Google Acadêmico® e no Open Grey®. Foram incluídos estudos observacionais que investigaram associação entre doenças respiratórias na primeira infância e HMI e excluídos os sem grupo de comparação; sem distinção entre HMI e outros defeitos de desenvolvimento do esmalte, bem como estudos pilotos ou artigos com dados incompletos ou duplicados. O risco de viés dos estudos foi avaliado utilizando a JBI CriticalAppraisal para estudos transversais e a escala de Avaliação de Qualidade Newcastle-Ottawa para casos-controle e coorte. A certeza da evidência foi avaliada utilizando os critérios de classificação do GradingofRecommendationsAssessment, DevelopmentandEvaluation (GRADE). Metanálises com dados ajustados foram realizadas para avaliar a associação entre HMI e diversos problemas respiratórios (p<0.05). Resultados: Foram identificados 1.228 artigos, dos quais 27 foram incluídos. Destes, um total de 10 foram avaliados quantitativamente por meio de sete meta-análises. A maioria dos estudos transversais e de coorte apresentaram baixo risco de viés e entre os caso-controles, o risco moderado foi mais frequente. Pneumonia (RC – 3,33; 95% IC: 1,05 – 10,51), bronquite (RC = 2,16; 95% IC: 1,26 – 3,70) e asma + bronquite (RC – 2,53; 95% IC: 1,71 – 3,76) foram associadas à HMI. A certeza da evidência foi considerada muito baixa para todas as associações realizadas. Conclusão: Pneumonia, bronquite isoladamente ou associada à asma foram associadas à HMI com uma certeza da evidência muito baixa.

  • SAMUEL OTAVIO ARAUJO DE OLIVEIRA
  • INTERFERÊNCIA DA PANDEMIA DE COVID-19 NOS ATENDIMENTOS ODONTOLÓGICOS NA REDE PÚBLICA DE TERESINA-PI
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 09/09/2022
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Em 30 de janeiro de 2020, a OMS declarou que o surto do
    novo coronavírus constituía uma emergência de Saúde Pública de Importância
    Internacional (ESPII). Em razão da falta de vacina e medicamentos, pelo menos
    três tipos de medidas não farmacológicas foram recomendadas: aumento do
    estado de alerta e higiene; identificação e isolamento de pessoas infectadas e
    seus contatos e bloqueio de circulação (lockdown). Os dentistas, por estarem
    em contato próximo com as gotículas do paciente e aerossóis gerados,
    constituem um grupo de grande risco de contaminação. Diversos protocolos
    sobre o atendimento odontológico foram lançados, sendo principalmente
    recomendado o atendimento apenas de urgências odontológicas. Esta pesquisa
    teve como objetivo avaliar a interferência da pandemia de COVID-19 sobre os
    atendimentos odontológicos na rede pública de Teresina-PI frente aos decretos
    governamentais e recomendações de organizações de saúde e entidades de
    classe. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo transversal retrospectivo
    de abordagem quantitativa realizado no município de Teresina, Piauí, Brasil,
    fundamentado na coleta de dados referentes aos procedimentos odontológicos
    realizados em atendimentos de urgência em Teresina nos últimos cincos anos
    iniciando-se em período de 01 de abril de 2016 a 31 de março de 2021. Esses
    dados foram coletados no Sistema de Informações Ambulatoriais do Sistema
    Único de Saúde (SIA/SUS) e no Comitê Gestor Dos Serviços do SUS (CGSUS),
    analisados, lidos e transcritos para um instrumento próprio e submetidos aanálise estatística posteriormente. Resultados: Os procedimentos
    odontológicos tiveram uma redução de 84,1% devido à pandemia, tendo os
    procedimentos preventivos uma diminuição de 32% para 4,4% dentre todos os
    eventos realizados. Não houve mudança na prevalência do gênero e nem da
    faixa etária mais atendida em ambos os períodos. Os atendimentos de urgência
    apresentaram um aumento de 250% enquanto as consultas agendadas
    reduziram em 89,8%. Os procedimentos predominantes no período pré-Covid
    foram as raspagens e orientações de higiene, enquanto na pandemia
    prevaleceram os selamentos de cavidade e as exodontias. Conclusão: A
    pandemia de COVID-19 resultou na diminuição drástica na realização de
    procedimentos preventivos e restauradores, o que precisa ser considerado para
    que políticas futuras sejam realizadas na tentativa de cobrir a demanda que
    deverá ser formar a fim de compensar o desamparo da população durante o
    período de pandemia.

     

  • RÔMULO AUGUSTO SOARES MOURA
  • AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA E SUBSTANTIVIDADE DE MICROEMULSÃO ASSOCIADA A AGITAÇÃO ULTRASSÔNICA PASSIVA PARA USO EM ENDODONTIA
  • Orientador : ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
  • Data: 15/07/2022
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O controle da microbiota patogênica tem papel fundamental na terapia dos canais radiculares. A utilização de solução irrigadora com propriedades antimicrobianas aliadas a terapias adjuvantes exerce papel importante durante o preparo biomecânico.Objetivo: avaliaro efeito da associaçãoentreIrrigação ultrassônica passiva (PUI) à microemulsão contendo Clorexidina e óleo essencial de alecrim pimenta (Lippiasidoides) em relação à atividade antimicrobiana e à substantividade. Método: Os grupos de estudo foram divididos em microemulsão contendo clorexidina e óleo essencial de alecrim pimenta (Lippiasidoides) (Grupo 1), Gel comercial de clorexidina a 2% (Grupo 2). Cada grupo foi subdividido em A (com agitação ultrassônica) e B (sem agitação ultrassônica), e testados nas condições estabelecidas por meio de um planejamento fatorial 2³. Os parâmetros utilizados para a utilização do ultrassom foram a potência de ativação, o tempo e a quantidade de ciclos de ativação. Estes foram utilizados nos ensaios de liberação in vitro e de substantividade, avaliação da atividade antimicrobiana por meio de testes de concentração inibitória mínima e difusão em placa de ágar MuelerHinton.Resultados:  O uso da ativação ultrassônica influenciou (p<0,05) no ensaio de substantividade, onde a quantidade de clorexidina presente em dentina quando a agitação ultrassônica foi utilizada na microemulsão aumentou em 80%. Em relação a atividade antibacteriana contra Enterococcusfaecalishouve similaridade ao comparar a microemulsão com o gel comercial de clorexidina a 2%. Ao avaliar ação antifúngica por meio do teste de difusão em placas de Ágar MuelerHinton a microemulsão obteve resultados superiores ao da clorexidina comercial em gel a 2%(p<0,05). Conclusão:O uso do ultrassom influencia na substantividade da microemulsão. A microemulsão tem potencial promissor enquanto solução irrigadora dos canais radiculares devido a paridade em relação a atividade antimicrobiana e superioridade quanto a ação antifúngica.

  • HUMBELINA ALVES DA SILVA
  • AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA METFORMINA NAS ALTERAÇÕES PERIODONTAIS E HEPÁTICAS PROVOCADAS PELA PERIODONTITE INDUZIDA POR LIGADURA
  • Orientador : DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
  • Data: 19/05/2022
  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: O presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito da administração da metformina em alterações periodontais e hepáticas provocadas pela periodontite induzida por ligadura. Materiais e métodos: Vinte e quatro ratos fêmeas foram alocados aleatoriamente em três grupos (n = 8): controle (sem ligaduras); periodontite (com ligaduras) e periodontite com administração de metformina (com ligaduras e injeção intraperitoneal diária). Todos os grupos permaneceram por 20 dias em experimentação, a partir do primeiro dia de inserção das ligaduras. Foram avaliados: índice de sangramento gengival (ISG), profundidade de sondagem da bolsa (PSB), mobilidade dentária (MD), altura óssea alveolar (AOA) e mieloperoxidase (MPO) gengival. No tecido hepático, foram medidos os níveis dos seguintes biomarcadores: malondialdeído (MDA) e glutationa (GSH). Os tecidos hepáticos foram analisados histopatologicamente. Os níveis sanguíneos de colesterol total, triglicerídeos e lipoproteína de alta densidade (HDL) foram quantificados, além de obter valores de massa hepática e corporal. Os dados foram agrupados e submetidos a análise estatística. Resultados: O grupo de periodontite tratado com metformina apresentou redução significativa valores de ISG, PSG, MD, AOA e MPO em relação ao grupo periodontite. Em relação a avaliação histopatológica, o grupo metformina apresentou menor grau de esteatose do que o grupo periodontite (p<0,05). MDA, GSH, colesterol total, triglicerídeos e colesterol HDL apresentaram valores mais baixos no grupo metformina em relação ao grupo periodontite (p<0,05). Conclusões: O tratamento com metformina minimiza os danos orais e hepáticos causados pela periodontite induzida por ligaduras em ratos.

  • ARTUR DE SOUSA LIMA
  • REPERCUSSÕES DO DISTANCIAMENTO SOCIAL NA EPIDEMIOLOGIA DAS FRATURAS FACIAIS DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19: ESTUDO DE COORTE RETROSPECTIVO.
  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 13/04/2022
  • Mostrar Resumo
  •  

     

    RESUMO:

    Introdução: As inúmeras condições impostas pela COVID-19 impactaram o padrão epidemiológico das fraturas faciais. Em vista disso, o uso e a pesquisa epidemiológica para o planejamento estratégico da saúde são altamente recomendados pela Organização Mundial da Saúde. Objetivo: Este estudo de coorte retrospectivo teve como objetivo identificar as repercussões do distanciamento social durante a pandemia da COVID-19 sobre a epidemiologia das fraturas faciais ocorridas em uma capital do Brasil. Método: Esta pesquisa consiste em um estudo de coorte retrospectivo referente ao ano de 2019 e 2020. A amostra foi composta de 406 prontuários médicos (n=279 — coorte 2019; n=127 — coorte 2020). A variável primária da pesquisa foi o ano de diagnóstico da fratura. As variáveis desfechos foram tipo de fratura, etiologia e gravidade da lesão (FISS — Escala de severidade do trauma facial). Foi realizada uma análise descritiva dos dados, com posterior aplicação de testes bivariáveis entre as variáveis categóricas com nível de significância estabelecido em p<0,05. A análise de variância de um fator em postos foi usada para comparar as categorias das variáveis (mais de 2) em relação à variável numérica (pontuação FISS) em p<0,05 (IC 95%). Resultados: O sexo masculino foi mais afetado. A frequência de fraturas faciais foi menor durante as políticas de distanciamento social (n=127 em 2020) em relação a 2019 (n=279). As fraturas mais frequentes foram do osso zigomático (47,3%-2019; 43,3%-2020). O acidente de moto (39,4%-2019; 42,5%-2020) foi a etiologia mais frequente nos dois períodos. Em relação à gravidade das fraturas, a média da pontuação FISS foi superior em 2019 em comparação a 2020 (2,48 contra 2,44; p<0,05 — IC 95%). Em ambos os anos, as fraturas do osso zigomático apresentaram proporção estatisticamente significativa em relação aos acidentes de moto (p<0,05; IC 95%). Conclusão: A frequência e gravidade das fraturas faciais foram menores durante o período da pandemia da COVID-19, tendo como principal fator etiológico os acidentes de moto.

    ABSTRACT

    Background: The numerous conditions imposed by COVID-19 impacted the epidemiological pattern of facial fractures. In view of this, the use and epidemiological research for strategic health planning are highly recommended by the World Health Organization. Objective: This retrospective cohort study aimed to identify the repercussions of social distancing during the COVID-19 pandemic on the epidemiology of facial fractures that occurred in a capital city of Brazil. Method: This research consists of a retrospective cohort study for the years 2019 and 2020. The sample consisted of 406 medical records (n=279 — 2019 cohort; n=127 — 2020 cohort). The primary research variable was the year of fracture diagnosis. The outcome variables were type of fracture, etiology and severity of the injury (FISS — Facial Trauma Severity Scale). A descriptive analysis of the data was performed, with subsequent application of bivariate tests between categorical variables with a significance level set at p<0.05. One-way analysis of variance at ranks was used to compare the categories of variables (more than 2) against the numerical variable (FISS score) at p<0.05 (95% CI). Results: Males were more affected. The frequency of facial fractures was lower during social distancing policies (n=127 in 2020) compared to 2019 (n=279). The most frequent fractures were of the zygomatic bone (47.3%-2019; 43.3%-2020). Motorcycle accidents (39.4%-2019; 42.5%-2020) was the most frequent etiology in both periods. Regarding fracture severity, the average FISS score was higher in 2019 compared to 2020 (2.48 versus 2.44; p<0.05 — 95% CI). In both years, zygomatic bone fractures showed a statistically significant proportion in relation to motorcycle accidents (p<0.05; 95% CI). Conclusion: The frequency and severity of facial fractures were lower during the COVID-19 pandemic period, with motorcycle accidents as the main etiological factor.

     

     

  • RAÍSSA DA SILVA FIGUEIRA
  • ASSOCIAÇÃO ENTRE FATORES GENÉTICOS E HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR- INCISIVO OU HIPOMINERALIZAÇÃO DE SEGUNDOS MOLARES DECÍDUOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 11/04/2022
  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO:

    Hipomineralização molar-incisivo (HMI) e hipomineralização de segundos molares decíduos (HMD) são defeitos de desenvolvimento do esmalte dentário que apresentam etiologia multifatorial, cuja influência genética permanece controversa. OBJETIVO: Determinar a associação entre fatores genéticos e HMI ou HMD por meio de revisão sistemática de literatura. METODOLOGIA: A pesquisa bibliográfica foi realizada de acordo com o PRISMA Statement em quatro bases de dados: MEDLINE-PubMed, Scopus, EMBASE e Web of Science, além de buscas manuais e na literatura cinzenta. O software Endnote Web® foi utilizado para remoção de artigos duplicados e gerenciamento de referências. A seleção dos artigos ocorreu pela leitura de títulos e resumos e, posteriormente, texto na íntegra. Duas pesquisadoras selecionaram os artigos de forma independente. Foram incluídos estudos observacionais que avaliaram associação entre HMI ou HMD e padrão de herança familiar e/ou variantes genéticas. Foram excluídos estudos: sem grupo de comparação; que não distinguiram HMI e HMD de outros defeitos de desenvolvimento do esmalte; e cujos dados estavam incompletos ou duplicados. Um terceiro examinador foi envolvido quando houve discordância. O risco de viés dos estudos foi avaliado utilizando a JBI Critical Appraisal Checklist para estudos transversais, e a escala de avaliação de qualidade Newcastle-Ottawa, para casos-controle e coortes. A certeza da evidência foi avaliada usando a classificação de recomendações Critérios de Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation (GRADE). A extração de dados foi realizada utilizando planilha Excel®, e análise independente foi desenvolvida para cada desfecho avaliado. Não foi possível executar metanálise. RESULTADOS: Foram incluídos 14 estudos, sendo que 11 tiveram como desfecho HMI, dois HMD e um artigo incluiu os dois desfechos. Dos 12 artigos cujo desfecho foi HMI, nove avaliaram genes/ variantes genéticas/ interações entre genes, dois avaliaram concordância entre gêmeos mono (MZ) e dizigóticos (DZ), e um fez análise de segregação. Foi identificada associação entre HMI e genes/ variantes genéticas relacionados a amelogênese (AMBN, MMP20, TUFT1, TFIP11, AMELX, ENAM, BMP2, BMP4, BMP7, DLX3, FAM83H, FGFR1 e SCUBE1/TTL12), resposta imune (DEFB1, TGFBR1), outros genes (PPARGC1A/ MIR573, RMI1/ SLC28A3, KCNG1/ NFATC2, CDH5), além de interações entre genes da amelogênese e da resposta imune (TGFA e IRF6, AMELX e IL4/ IL17A/ IL10A/ IL1A/ STAT1, TUFT1 e IL4, BMP2 e IL4) e SNPs no gene de aquaporinas (AQP5) e receptores de vitamina D. Foi encontrada maior concordância de HMI nos pares de gêmeos mono do que nos dizigóticos, e a herdabilidade de HMI foi de 20%. Entretanto, não foi observada associação entre genética e HMI no estudo que analisou a segregação. Três estudos selecionados apresentaram HMD como desfecho e foi observada associação entre HMD e SNPs no gene HIF-1, relacionado à hipóxia. Porém, não foi encontrada diferença entre a concordância de ocorrência de HMD entre os gêmeos MZ e DZ. CONCLUSÃO: Os resultados da presente revisão sistemática demonstraram associação entre genes/variantes genéticas e interações entre genes da amelogênese, resposta imune, além de genes envolvidos no transporte de nucleotídeos, processos metabólicos e interação célula-célula e HMI e HMD.

     

    ABSTRACT: INTRODUCTION: Molar-incisor hypomineralization (MIH) and hypomineralized second primary molar (HSPM) are developmental defects of dental enamel that have a multifactorial etiology, whose genetic influence remains controversial. AIM: To determine the association between genetic factors and MIH or HSPM through a systematic review. METHODOLOGY: The literature search was performed according to the PRISMA Statement in four databases: MEDLINE-PubMed, Scopus, EMBASE and Web of Science, in addition to manual and gray literature searches. Endnote Web® software was used to remove duplicate articles and to manage references. The selection of articles was performed first after the reading of the titles and abstracts and, later, the full text. Two researchers independently selected the articles. Observational studies that evaluated the association between MIH or HSPM and family inheritance pattern and/or genetic variants were included. Studies without comparison group; which did not distinguish MIH and HSPM from other enamel developmental defects; and those whose data were incomplete or duplicated were excluded. A third examiner was involved when there was disagreement. The risk of bias of the studies was assessed using the JBI Critical Appraisal Checklist for cross-sectional studies and the Newcastle-Ottawa quality assessment scale for case-control and cohort studies. The certainty of the evidence was assessed by using the Grading Criteria of Recommendations Assessment, Development and Evaluation (GRADE) recommendation rating. Data extraction was performed using an Excel® spreadsheet, and independent analysis was performed for each outcome assessed. It was not possible to perform a meta-analysis, as there was no inclusion of at least two studies using the same exposure. RESULTS: Fourteen studies were included. 11 had MIH as the outcome, two had HSPM and one article included both outcomes. Of the 12 studies in which MIH was the outcome, nine evaluated genes/genetic variants/gene interactions, two evaluated concordance between mono and dizygotic twins, and one performed segregation analysis. An association was identified between MIH and genes/genetic variants related to amelogenesis (AMBN, MMP20, TUFT1, TFIP11, AMELX, ENAM, BMP2, BMP4, BMP7, DLX3, FAM83H, FGFR1 and SCUBE1/TTL12), to immune response (DEFB1, TGFBR1) and other genes (PPARGC1A/MIR573, RMI1/SLC28A3, KCNG1/NFATC2, CDH5). Besides, it was observed interactions between MIH and amelogenesis and immune response genes (TGFA and IRF6, AMELX and IL4/ IL17A/ IL10A/ IL1A/ STAT1, TUFT1 and IL4, BMP2 and IL4) and SNPs in the aquaporin gene (AQP5) and vitamin D receptors. Higher agreement of MIH was found in monozygotic than in dizygotic twin pairs, and the heritability of MIH was 20%. However, no association was observed between genetics and MIH in the study that analyzed segregation. Three selected studies presented HSPM as an outcome and an association was observed between HSPM and SNPs in the HIF-1 gene, related to hypoxia. However, in the analysis of agreement between twins, no difference was found between the occurrence of HSPM between monozygotic and dizygotic twins. CONCLUSION: The results of the present systematic review showed an association between genes/genetic variants and interactions between amelogenesis genes, immune response, as well as genes involved in nucleotide transport, metabolic processes and cell-cell interaction and HMI and HMD.

     

  • LAIANE FERNANDES PEREIRA
  • Genética e bruxismo do sono: revisão sistemática e metanálise de estudos com gêmeos
  • Orientador : CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • Data: 08/04/2022
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

     

    Introdução: Bruxismo do sono (BS) é uma atividade muscular mastigatória involuntária durante o sono caracterizada como rítmica ou não-rítmica. A etiologia dessa condição é complexa, e o papel da genética não está bem elucidado. Objetivo: Determinar a concordância de BS entre gêmeos monozigóticos (MZ) e dizigóticos (DZ) por meio de revisão sistemática da literatura. Métodos: Pesquisa bibliográfica foi realizada em quatro bases de dados: PubMed, Scopus, Embase e Web of Science, além de buscas manuais e na literatura cinzenta, até setembro de 2021. Com base na estratégia PECOS, foram incluídos estudos observacionais que avaliaram o BS em gêmeos MZ e DZ de qualquer idade e de ambos os sexos. O software EndNoteWeb® foi utilizado para remoção de artigos duplicados e gerenciamento de referências. A seleção dos artigos foi iniciada pela leitura de títulos e resumos e, posteriormente, texto na íntegra. A extração de dados foi realizada utilizando planilha Excel®. Essas etapas foram executadas por duas pesquisadoras, independentemente, assessoradas por um terceiro pesquisador, em casos de divergências. O risco de viés de todos os estudos selecionados foi avaliado pelo checklist Joanna Briggs. Para avaliação da certeza da evidência, foi utilizada a escala Grading of Recommendations Assessment, Development, and Evaluation (GRADE).  Metanálises e análises de subgrupos foram realizadas para avaliar a Odds Ratio (OR) agrupada para estimar os valores de concordância de BS entre gêmeos (p<0,05). Resultados: Foram identificados 2.471 artigos, porém 11 estudos foram incluídos na análise qualitativa, e destes, sete, na metanálise. A maioria dos artigos apresentou baixo risco de viés (63,6%). Foi observada maior concordância de BS entre gêmeos MZ do que DZ tanto na análise de concordância geral (OR = 1,47; IC95% = 1,07 – 2,02), quanto na de concordância positiva (OR = 1,53; IC95% = 1,29 – 1,81). Nas análises de subgrupos, a significância dos achados se manteve apenas para o BS relatado/autorrelatado na concordância geral (OR = 1,44; IC95% = 1,07 – 1,95) e concordância positiva (OR = 1,55; IC95% = 1,28 – 1,88). Certeza da evidência foi baixa para análise de concordância geral e moderada para concordância positiva. Conclusão: Gêmeos MZ apresentaram maior concordância de BS do que gêmeos DZ, o que sugere possível influência genética na ocorrência da condição.

    ABSTRACT

     

    Background: Sleep bruxism (SB) is a masticatory muscle activity during sleep that is characterized as rhythmic or non-rhythmic. This condition is complex and not well understood. Objective: To determine the concordance of SB between monozygotic (MZ) and dizygotic (DZ) twins through a systematic review. Methods: Bibliographic research was carried out in four databases, PubMed, Scopus, Embase, and Web of Science, in addition to manual searches and gray literature, up to September 2021. Based on the PECOS strategy, observational studies were included that evaluated the BS in MZ and DZ twins of any age and both sexes. EndNoteWeb® software was used to remove duplicate articles and managed the references. The selection of articles began by reading the titles and abstracts and, later, the full text. Data collection was used using an Excel® spreadsheet. These steps were performed by researchers, independently, evaluated by a third researcher, in case of discrepancy. The risk of bias of all selected studies was assessed using the Joanna Briggs checklist. Certainty assessment has been assessed by Grading of Recommendations Assessment, Development, and Evaluation (GRADE). Meta-analyses and subgroup analyses were performed to assess the pooled odds ratio (OR) for the concordance of SB among twins (p<0.05). Results: A total of 2,471 records were found. Eleven studies were included in the qualitative analysis, and of these, seven were included in the meta-analysis. Most articles had a low risk of bias (63,6%). Greater SB concordance was observed between MZ than DZ twins both in the analysis of general concordance (OR = 1.47; 95%CI = 1.07 – 2.02) and positive concordance (OR = 1.53; 95%CI = 1.29 - 1.81). In the subgroup analyses, the significance of the findings was maintained only for the reported/self-reported SB in general concordance (OR = 1.44; 95%CI = 1.07 – 1.95) and positive concordance (OR = 1.55; 95%CI = 1.28 - 1.88). The certainty of the evidence was low for general concordance analysis and moderate for positive concordance. Conclusion: MZ twins showed greater BS concordance than DZ twins, which suggests a possible genetic influence on the occurrence of the condition.

  • MARCUS VICTOR VAZ SOARES CASTRO
  • TÉCNICA LSTR COM PASTA CTZ E PULPECTOMIA COM PASTA DE ÓXIDO DE ZINCO E EUGENOL: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COM 36 MESES DE ACOMPANHAMENTO
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 01/04/2022
  • Mostrar Resumo
  •  

    Objetivo: Comparar a eficácia das técnicas LSTR com pasta CTZ (cloranfenicol, tetraciclina, óxido de zinco e eugenol) e pulpectomia com pasta ZOE (óxido de zinco e eugenol) no tratamento de molares decíduos com necrose pulpar, em 36 meses de avaliação. Método: Ensaio Clínico Randomizado (RCT) na segunda fase de avaliação. Foram incluídos 88 molares decíduos com necrose pulpar de 70 crianças na faixa etária de 3-8 anos. Os dentes foram randomizados para os dois grupos. No Grupo CTZ (técnica LSTR): sem instrumentação dos canais radiculares e uso da pasta CTZ e no Grupo ZOE (pulpectomia), foi realizado preparo químico-mecânico dos canais radiculares, irrigação com solução de clorexidina a 2.0% e obturação dos canais radiculares com pasta ZOE. Após realizadas as terapias, os dentes foram restaurados com cimento de ionômero de vidro de alta viscosidade e cimentadas coroas de aço inoxidável. Na primeira fase do estudo as avaliações clínicas e radiográficas foram trimestrais e na fase atual foram realizadas nos tempos de 18, 24, 30 e 36 meses. O avaliador clínico era cego e o radiográfico não cego. Foi considerado sucesso clínico quando era observada ausência de fístula/abscesso e radiográfico quando havia regressão da imagem radiolúcida ou ausência de nova lesão na região de furca. O sucesso global foi considerado quando o dente apresentava simultaneamente sucessos clínico e radiográfico. Foi realizada análise descritiva dos dados, análise de sobrevida Kaplan-Meier, teste Log Rank (Mantel-Cox) e regressão de Cox com as variáveis independentes do baseline. Foi considerado nível de significância de 5% (p<0,05). Resultados: O sucesso clínico da pasta CTZ foi de 86.4% e 90.9% para ZOE (p=0.45). O sucesso radiográfico foi de 43.2% para ambos os grupos (p=1.00). O sucesso global foi de 40.9% para CTZ e 43.2% para ZOE (p=1.00). Os tempos médios de sobrevida na avaliação clínica para o grupo CTZ foi de 33.5 meses e para ZOE 34.3 meses (p=0.50). Na avaliação radiográfica o sucesso para CTZ foi de 27.9 meses e 26.7 meses para ZOE (p=0.83) e na avaliação global para CTZ foi 27.7 e 26.7 meses para ZOE (p=0.88). Presença de lesão radiográfica em região de furca no baseline, representou fator de risco para insucesso (HR= 3.34;95% CI= 1.02 – 10.91; p=0.045). Conclusão: A eficácia das técnicas LSTR com pasta CTZ e pulpectomia com pasta ZOE foram semelhantes, no tratamento de molares decíduos com necrose pulpar.

    ABSTRACT

    Objective: To evaluate the effectiveness of the LSTR technique with CTZ paste (chloramphenicol, tetracycline, and zinc oxide and eugenol) and pulpectomy with ZOE paste (zinc oxide and eugenol) in the treatment of primary molars with pulp necrosis, at 36 months follow-up. Methods: A randomized clinical trial (RCT) at second fase of evaluation. Were included 88 primary molars with pulp necrosis from 70 children three to eight years old. The teeth were randomized for both groups. CTZ group (LSTR technique): with no instrumentation of the root canals and use of the CTZ paste at the pulp chamber floor. At the ZOE group (pulpectomy) the root canals were cleaned and shaped, irrigation was made with 2% chlorhexidine solution, and obturation with ZOE paste. The teeth were restored with high-viscosity glass ionomer cement and stainless steel crowns. Clinical and radiographic evaluations were made quarterly at the first fase and at the second fase they occurred at 18, 24, 30, and 36 months. The clinical evaluator was blind whereas the radiographic evaluator was not. Clinical success was considered in the absence of sinus tract/ sweeling. Radiographic success included decrease of the radiolucent image and no new radiolucency at the furcation area. Overall success was defined as only those teeth that showed both clinical and radiographic success simultaneously. Descriptive analysis of the data, Kaplan-Meier survival analysis, Log Rank (Mantel-Cox) test, and Cox regression with the independent variables of the baseline were performed. The level of significance was five percent (p<0.05). Results: The clinical success was 86.4% to CTZ, and 90.9% to ZOE (p=0.45). The radiographical success was 43.2% for both groups (p=1.00). The overall success was 40.9% to CTZ, and 43.2% to ZOE (p=1.00). The mean survival time at the clinical evaluation to the CTZ group was 33.5 months and to ZOE was 34.3 months (p=0.50). At the radiographic evaluation was 27.9 months to CTZ, and 26.7 months to ZOE (p=0.83). At the overall evaluation was 27.7 to CTZ, and 26.7 months to ZOE (p=0.88). Radiolucent lesion at the furcation area in the baseline was a risk factor to failure (HR= 3.34;95% CI= 1.02 – 10.91; p=0.045). Conclusion: The effectiveness of the LSTR technique with CTZ paste, and pulpectomy with ZOE paste were similar in the treatment of primary molars with pulp necrosis.

  • ÂNGELA MARIA CARDOSO DOS ANJOS
  • GENÉTICA E EXPERIÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE DE ESTUDOS COM GÊMEOS
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 29/03/2022
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A cárie dentária é uma doença biofilme-açúcar dependente determinada por múltiplos fatores, porém existem discordâncias na literatura sobre influência genética em seu desenvolvimento. Objetivo: Esta revisão sistemática e metánalise objetivaram avaliar a concordância da experiência de cárie dentária entre gêmeos monozigóticos (MZ) e dizigóticos (DZ). Métodos: A pesquisa foi realizada por dois revisores em seis bases de dados: Embase, PubMed, Scopus, Web of Science, Google Acadêmico® e Opengray. O software EndNote Web® foi utilizado para remoção de artigos duplicados e gerenciar as referências. A seleção dos artigos iniciou pela leitura de títulos e resumos e, posteriormente, texto na íntegra. Um terceiro revisor avaliou as discordâncias. A extração de dados foi realizada utilizando planilha Excel®. Quaisquer estudos observacionais, que avaliaram cárie dentária em gêmeos MZ e DZ dentados, foram incluídos. O risco de viés foi analisado utilizando-se JBI Critical Appraisal Checklist for Analytical Cross Sectional Studies. Metanálises foram realizadas avaliando a concordância de experiência de cárie dentária e índice CPO entre os pares de gêmeos (p<0,05). Resultados: Dezenove estudos foram incluídos, e seis, em pelo menos uma metanálise. Foi observada associação entre genética e o desenvolvimento da doença na maioria dos estudos. A maioria dos estudos (47,4%) apresentou moderado risco de viés. A metanálise que avaliou a concordância de experiência de cárie dentária, incluindo as dentições decídua e permanente, demonstrou maior chance de concordância de cárie dentária em gêmeos MZ (OR: 5,94; IC 95%: 2,00–17,57). Os estudos apresentaram heterogeneidade moderada (I2: 53%). Entretanto, não houve diferença entre os grupos de gêmeos MZ e DZ na análise comparando concordância de CPO (OR: 2,86; IC95%: 0,25– 32,79). Conclusão: Foi observada maior concordância de experiência de cárie dentária em gêmeos MZ que em DZ.

    Palavras Chave: Cárie dentária. Gêmeos. Genética.

2021
Descrição
  • GUILHERME BANDEIRA SANTANA
  • CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA E APLICAÇÃO DE UM PÓS-BIÓTICO DE Lacticaseibacillus rhamnosus SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE BIOFILME DE Streptococcus mutans IN VITRO
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 08/10/2021
  • Mostrar Resumo
  • Pós-biótico é o termo usado para definir os fatores solúveis, produtos ou subprodutos metabólicos liberados pelas bactérias pró-bióticas vivas ou após a lise bacteriana. Este trabalho teve como objetivo realizar a caracterização química do pós-biótico de Lacticaseibacillus rhamnosus LR-32 e avaliar seu efeito sobre o desenvolvimento do biofilme de Streptococcus mutans. Após cultivo da cepa pró-biótica, foi extraído o pós-biótico por centrifugação da cultura e filtragem do sobrenadante. Esse pós-biótico foi utilizado para realizar sua caracterização por meio da Cromatografia Gasosa acoplada à espectrometria de massas, determinar a inibição do crescimento de Streptococcus mutans em sua forma planctônica e para avaliar os seguintes parâmetros de biofilmes de 48h de Streptococcus mutans: bactérias viáveis, peso seco e expressão gênica de glucosiltransferases. O grupo controle consistiu no biofilme de Streptococcus mutans sem nenhum tratamento. Para a análise estatística foi realizado Teste t pareado com p fixado em 5%. Foram identificados 17 compostos no pós-biótico de Lacticaseibacillus rhamnosus LR-32de várias classes químicase o tratamento com o pós-biótico levou a uma inibição do crescimento de Streptococcus mutans em sua forma planctônica, bem como a diminuição do número de bactérias viáveis, redução do peso seco nos biofilmes de Streptococcus mutans, além de regular negativamente a expressão gênica de gtfB, gtfC, gtfD e vicR.Dessa forma, os compostos mais abundantes no pós-biótico de Lacticaseibacillus rhamnosus LR-32 correspondiam ao ácido cítrico, silanol e β-D-glicopiranose e sua aplicação em modelo debiofilme in vitro interferiu no desenvolvimento do biofilme de Streptococcus mutans.

  • AYRTON GALVÃO DE ARAÚJO JÚNIOR
  • CARREAMENTO DE ESTREPTOCOCOS RESISTENTES À AMOXICILINA NA BOCA DE CRIANÇAS – UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
  • Data: 27/09/2021
  • Mostrar Resumo
  • A bacteremia por estreptococos que ocorre durante procedimentos odontológicos invasivos pode ocasionar casos de endocardite infecciosa (EI) em pacientes com determinadas cardiopatias. Em crianças, essa condição é rara, porém, quando do seu acometimento, o índice de mortalidade é considerado alto. Deste modo, precedendo tais procedimentos, é recomendada uma profilaxia antibiótica com amoxicilina (AMX). Entretanto, a presença de estreptococos resistentes a esse antibiótico na boca acarreta em um aumento da susceptibilidade à EI, mesmo após a administração de AMX. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão sistemática sobre o carreamento de estreptococos resistentes à AMX na boca de crianças. As bases de dados consultadas foram MedlinePubmed, Web ofScienc, MedlineEbsco e Scopus, para abrangerem a busca de trabalhos entre os anos de 2000 e 2020, seguindo os critérios da declaração PRISMA. Todos os artigos foram analisadospara a verificação do enquadramento nos critérios da pesquisa e a extração de dados, bem como a análise da qualidade metodológica, que foi realizada por meio de formulário padronizado. De um total de 41 artigos pesquisados, 6 se enquadraram nos critérios de inclusão proposto e 5 foram adicionados de forma manual por terem relação com o tema abordado, o que os tornam indispensáveis a este levantamento. Dos achados, podemos destacar que 63% dos manuscritos avaliaram prevalência de cepas estreptocócicas resistentes à AMX na boca de crianças e desses, 42,8% mostram que há relação proporcional entre quantidade total de cepas e a quantidade de resistentes. Para tanto, testes microbiológicos foram realizados seguindo os critérios do CLSI, tais como o de microdiluição (54,6%), difusão em disco (27,2%) e o E-test (18,2%). As cepas do grupo viridans mais encontradas foram as de S. salivarius, S. mitis, S. sanguinis e S. oralis; e as resistentes mais isoladas forram as de S. mitis e S. sanguinis. Conclusão: A maioria dos artigos revisados foi classificada como de alta qualidade, sendo que os dados provenientes da análise de todos os selecionados fomentam uma evidência atual do carreamento de cepas de estreptococos com diferentes níveis de resistência à AMX na cavidade bucal de crianças, com destaque para o S. mitis, S. oralis, S. sanguinis e S. salivarius.

  • PAULO HENRIQUE DA SILVA FIALHO
  • DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO in vivoEM MODELODE DOR OROFACIAL DE FORMULAÇÕES NANOESTRUTURADASPARA ANESTESIA TÓPICA
  • Orientador : ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
  • Data: 24/09/2021
  • Mostrar Resumo
  • Os anestésicos tópicos são bastante utilizados na odontologia, principalmente para promover alívio no momento da punção da solução anestésica na mucosa oral. Entretanto, sua ação é limitada, já que não elimina completamente a sensação de dor no local de aplicação. A associação de anestésicos tópicos com sistemas nanoestruturados se mostra como uma alternativa na melhoria da atividade farmacológica da formulação tópica. Frente a isso, o objetivo do estudo foi desenvolver formulações nanoestruturadas de tetracaína e avaliar a atividade antinociceptiva de dor orofacial induzido por formalina em modelo animal. Foram realizados ensaios de caracterização físico-quimica (organolépticos, densidade relativa, determinação de tamanho). Como resultados experimentais, 02 formulações nanoestruturadas foram obtidas, sendo uma delas com adição de polímero mucoadesivo. Um método analítico foi validado com a seguinte equação da reta: y = 0,0933x + 0,0008 [y = absorbância (nm); x = concentração do fármaco (μg.mL-1)]. Todas as amostras foram analisadas em triplicata a 310 nm, por espectrofotometria no ultravioleta. As formulações desenvolvidas apresentaram atividade antinociceptiva quando avaliadas no modelo de dor orofacial induzida por formalina, e não apresentaram diferença estatística na atividade antinociceptiva comparadas a formulação utilizada na clínica odontológica. Entretanto, por apresentarem características mucoadesivas e ausência da fenilefrina, que pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, as formulações nanoestruturadas são potencialmente mais seguras quando utilizadas na mucosa oral. As formulações obtidas são promissoras, sendo uma alternativa para utilização na odontologia e apresentando-se como um sistema com grande potencial de utilização na anestesia de tecidos na mucosa oral.

  • NICIANE SOARES MACENA
  • BIODISPONIBILIDADE SALIVAR DE FLUORETO APÓS USO DE DENTIFRÍCIOSFLUORETADOS DE ALTA CONCENTRAÇÃO COM DIFERENTES COMPOSIÇÕES
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 24/09/2021
  • Mostrar Resumo
  • O uso de dentifrícios fluoretados é reconhecido como a estratégia mais efetiva para controle da cárie dentária. Este estudo clínico randomizado de curta duração, cruzado e duplo cego, teve como objetivo avaliar a cinética da biodisponibilidade salivar de fluoreto (F) após uso de dentifrícios de alta concentração (5000 ppm F) com diferentes composições químicas. Quinze participantes adultos foram aleatoriamente divididos em três grupos: dentifrícios OrthoGard® e ClinPro 5000®, ambos contendo com 5000 ppm F, e este último com a presença de tri-cálcio fosfato(TCP) e dentifrício de concentração convencional (Colgate Total12®, com 1450 ppm F). Os participantes foram orientados a realizar escovação com cada dentifrício correspondente à sua fase e coletar saliva antes da escovação (baseline), imediatamente após (tempo 0), e nos tempos de 5 minutos, 15 minutos, 30 minutos, 1 hora, 2 horas, 4 horas, 8 horas e 12 horas após a escovação. A quantidade de fluoreto solúvel total (FST) dos dentifrícios e a concentração de F nas amostras de saliva foi analisada utilizando um eletrodo específico acoplado a um analisador de íons. Os dados de comparação entre a quantidade de FST declarado e encontrado nos dentífrícios foram analisados utilizado o teste t pareado. Para os dados de F na saliva, foi utilizado o teste Kruskall-Wallis com o pós-teste de comparação mútipla de Dunn com o intervalo de confiança de 95%. Não foi encontrada diferença significativa entre o FST declarado e o encontrado nos dentifrícios OrthoGard®  e Colgate Total12® (p>0,05), diferente do dentifrício ClinPro 5000®, que apresentou aproximadamente 500 ppm menos de FST (p<0,05). Após a escovação, os três dentifrícios causaram elevação de F na saliva nos primeiros tempos com posterior declínio, porém, os dentifrícios de alta concentração apresentam maior disponibilidade de F em relação ao dentifrício convencional mostrado pela área sobre a curva (p<0,05). Além disso, até duas horas após a escovação, os níveis de F na saliva mantiveram-se maiores que o baseline para os dentifrícios contendo 5000 ppm F, enquanto para o dentifrício convencional esse tempo foi de uma hora (p<0,05).Dessa forma,a presença do composto TCP na composição do dentifrício ClinPro 5000® pode ter sido responsável pela diferença de FST declarado e o encontrado, porém, ambos dentifrícios fluoretados de alta concentração aumentaram de forma similar a biodisponibilidade de F na saliva após seu uso.

  • GUERETH ALEXSANDERSON OLIVEIRA CARVALHO
  • Biodisponibilidade Salivar De Fluoreto Após Escovação Com Dentifrício Fluoretado De Alta Concentração Nos Períodos Diurno Versus Noturno
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 10/09/2021
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve por objetivo avaliar a biodisponibilidade salivar de F após uso de dentifrício fluoretado de alta concentração nos períodos diurno e noturno. Quinze adultos saudáveis participaram deste estudo in vivo, cruzado e duplo cego no qual a concentração de F na saliva foi determinada após escovação com os dentifrícios testados: convencional (1.450 ppm F) e com alta concentração de fluoreto (5.000 ppm F). A saliva foi coletada nos tempos baseline, 0, 5min, 2h, 4h e 8h, durante os períodos diurno e noturno. A concentração salivar de F foi determinada utilizando eletrodo de íon F específico. Foi utilizado o teste de Wilcoxon matched-pairs e teste Kruskall-Wallis com teste de comparação múltipla de Dunn para comparações entre os dentifrícios (1.450 ppm F ou 5.000 ppm F) e períodos (diurno e noturno) com p fixado em 5%. Não houve diferença significativa entre os grupos no baseline (p> 0,05). Imediatamente após a escovação, ambos os dentifrícios aumentaram a concentração de F salivar, sendo a maior concentração atingida no tempo zero; entretanto, o uso do dentifrício 5.000 ppm F manteve a maior concentração salivar de F em todos os momentos avaliados (p <0,05), permanecendo maior até 8 h após a escovação. Houve diferença estatística nos tempos 0, 5min, 2h e 4h em relação ao dentifrício de 1.450 ppm F (p<0,05) e de forma similar, nos tempos 2h, 4h e 8h no dentifrício de 5.000 ppm F no período noturno comparado ao diurno (p<0,05). Assim, pode-se concluir que o dentifrício de alta concentração de flúor aumentou a biodisponibilidade do F salivar durante os períodos diurno e noturno em comparação com o dentifrício convencional.

  • KAREN NEISMAN RODRIGUEZ AYALA
  • Progressão da esteatose hepática na periodontite induzida por ligadura em diferentes intervalos de tempo
  • Orientador : DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
  • Data: 30/08/2021
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A periodontite é uma doença imunoinflamatória caracterizada pela lesão periodontal. Está associada com a manifestação de doenças sistêmicas, incluindo alterações do fígado. O objetivo deste trabalho é avaliar a progressão da esteatose hepatica induzida pela periodontite em diferentes intervalos de tempo (10 a 80 dias).

    Métodos: Quarenta ratos Wistar (Rattus novergicus) foram divididos em cinco grupos de oito: Grupo controle e grupos periodontite P-10, P-20, P-40 e P-80 (dias com indução de periodontite com ligadura), seguindo as normas éticas estabelecidas. Foram avaliados parâmetros periodontais (índice de sangramento gengival (ISG), profundidade da bolsa periodontal (PBP), altura óssea alveolar (AOA), mobilidade dentária (MD) e atividade da mieloperoxidase (MPO)). Assim como parâmetros hepáticos histopatológicos, parâmetros bioquímicos como o malondiandeído (MDA), glutationa (GSH) e parâmetros sorológicos sanguíneos como o alanino aminotransferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST), glicose, proteína total e colesterol, junto com o peso total do corpo e do fígado. A análise estatística foi considerada significativa quando o valor de p <0,05.

    Resultados: Foi observável o desenvolvimento gradual significativo (p< 0,05) da periodontite nos diferentes intervalos de tempo, e a capacidade desta para induzir a progressão da esteatose hepatica, manifestando diferentes alterações observadas mediante a analise histopatológica, bioquímica e sorológica sanguínea, produto da inflamação e o estresse oxidativo.

    Conclusões: A periodontite foi suficiente para induzir a progressão da esteatose hepatica observada num período de tempo de 10 a 80 dias.

  • MARINA ORTENZI BORTOLOZZO NAPOLEÃO DO RÊGO
  • ABORDAGEM HIERÁRQUICA SOBRE O IMPACTO DA MALOCLUSÃO NA QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL: PERCEPÇÕES DE ESCOLARES E SEUS PAIS
  • Orientador : CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • Data: 15/07/2021
  • Mostrar Resumo
  •  Introdução: Qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) é uma modalidade de desfecho relatada pelo paciente que permite avaliar suas necessidades, expectativas e o reflexo das condições bucais em suas atividades cotidianas. Objetivo: Avaliar o impacto da maloclusão na QVRSB de escolares, na percepção dos mesmos e de seus pais/responsáveis. Métodos: Foi desenvolvido um estudo transversal de base populacional com 1.202 crianças, de ambos os sexos, na faixa etária de 8 a 10 anos, matriculadas em escolas públicas e privadas de Teresina, Brasil, e seus pais/responsáveis. Os instrumentos de coleta de dados foram os questionários Child Perceptions Questionnaire (CPQ8-10), Parental-Caregiver Perceptions Questionnaire (P- CPQ), formulário socioeconômico e exame clínico dos escolares. Foram avaliados os parâmetros clínicos de maloclusão (DAI), cárie dentária (CPOD/ceod), traumatismo dentário (Andreasen) e hipomineralização molar- incisivo (EAPD). Análises descritivas e regressão de Poisson com abordagem hierárquica foram realizadas (p<0,05). Resultados: Escolares com maior irregularidade maxilar anterior apresentaram impacto negativo na QVRSB, tanto no escore total do CPQ8-10 (RT= 1,15; IC95%= 1,08 – 1,21) quanto do P-CPQ (RT= 1,10; IC95%= 1,05 – 1,16). Escolares com overjet mandibular anterior (RT= 1,25; IC95%= 1,00 – 1,56), renda familiar menor que dois salários mínimos (RT= 1,31; IC95%= 1,14 – 1,50), cárie dentária com (RT= 1,36; IC95%= 1,19 – 1,56)) e autopercepção ruim sobre sua boca (RT= 1,30; IC95%= 1,14 – 1,49) apresentaram pior QVRSB no CPQ8-10. Para os pais, ausência de dentes anteriores (RT= 1,11; IC95%= 1,01 – 1,23), menor renda familiar (RT= 1,14; IC95%= 1,01 – 1,30), cárie dentária (RT= 1,21; IC95%= 1,05 – 1,38) e pior percepção sobre a boca de seus filhos (RT= 1,68; IC95%= 1,47 – 1,91) impactaram de forma negativa na QVRSB. Conclusão: Maior irregularidade maxilar anterior impactou negativamente na QVRSB dos escolares, na percepção dos mesmos e de seus pais/ responsáveis. Ausência de dentes anteriores, presença overjet mandibular anterior, cárie dentária, menor renda familiar e autopercepção/percepção ruim sobre a boca também foram associadas a pior QVRSB.

  • ITALO JOSÉ ZACARIAS PORTELA
  • DIÁLOGOS SOBRE FLUORETAÇÃO DAS ÁGUAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO EM UMA MACRORREGIÃO DE SAÚDE DO NORDESTE BRASILEIRO
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 06/04/2021
  • Mostrar Resumo
  • A fluoretação das águas de abastecimento público (FAAP) é um meio efetivo de controle da cárie dentária. No Brasil, a fluoretação teve início na década de 1950, e em 1974 tornou-se obrigatória a todos os municípios com Estações de Tratamento de Água. Entretanto, no Piauí, dos 224 municípios do estado, apenas três possuem estudos referentes à medida. Esta pesquisa teve por objetivo compreender as experiências de FAAP, por meio dos gestores dos municípios da macrorregião de saúde do Litoral do Piauí. Trata-se de estudo qualitativo, realizado com secretários municipais de saúde e coordenadores de saúde bucal. A inclusão dos participantes se deu por conveniência até a saturação teórica. A construção dos dados foi realizada por meio de entrevistas individuais a partir de roteiro semiestruturado. Foram realizadas 16 entrevistas com gestores de nove dos onze municípios participantes. As entrevistas foram transcritas, analisadas em blocos de três e intercaladas ao processo imersão em campo, sem a utilização de software profissional, a partir do referencial teórico de Paul Ricoeur. Ao analisar as narrativas dos gestores, trabalhou-se três unidades de significado: Cárie dentária e medidas de prevenção e controle; Fluoretação das águas de abastecimento público: conhecimento, importância; e, Desafios para a gestão em saúde bucal acerca das medidas de prevenção e controle da cárie dentária. A experiência dos gestores participantes em relação à fluoretação das águas foi inexistente, em contrapartida, medidas compensatórias foram mencionadas pelos gestores. Entretanto, essas atividades não substituem a fluoretação das águas por não impactarem na saúde de toda a população.

  • SÉRGIO LOBÃO VERAS BARROS
  • CONHECIMENTO CLÍNICO E LEGAL DE ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA SOBRE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 20/01/2021
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desse estudo foi avaliar o conhecimento clínico e legal de acadêmicos de Odontologia sobre o Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde (GRSS). Trata-se de um estudo observacional transversal no qual um questionário foi respondido por 167 universitários. A variável dependente foi o conhecimento sobre GRSS, categorizado em baixo, moderado e alto através da análise de cluster hierárquico. As variáveis independentes foram: sociodemográficas, abordagem e ênfase sobre as normatizações em disciplina curricular, conhecimento sobre legislação e participação em evento científico sobre GRSS. Foi realizada análise descritiva dos dados, Teste de Tendência Linear e regressão logística multinomial múltipla. Variáveis com valor de p <0,05 foram consideradas significativas. Observou-se que 47,3% dos universitários obtiveram conhecimento alto, 21,6% moderado e 31,1% baixo. Acadêmicos de universidade particular e os que tiveram GRSS no curso apresentaram, respectivamente, 22,6 vezes (valor de p<0,001) e 4,8 vezes (valor de p=0,007) maior chance de ter conhecimento alto.  Concluiu-se que menos da metade dos participantes exibiram conhecimento alto sobre GRSS. Maior conhecimento foi associado a alunos de instituições particulares e os que tiveram GRSS em disciplina curricular.

2020
Descrição
  • VINÍCIUS DA SILVA CAETANO
  • UMA DIETA COM RESTRIÇÃO ALIMENTAR REDUZ AS ALTERAÇÕES HEPÁTICAS CAUSADAS PELA PERIODONTITE EXPERIMENTAL EM RATOS
  • Orientador : DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
  • Data: 16/11/2020
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A periodontite é uma doença inflamatória dos tecidos de suporte dos dentes, sendo uma doença complexa que pode apresentar repercussão negativa em vários órgãos, incluindo o fígado. Objetivo: Avaliar se uma dieta com restrição alimentar pode diminuir as alterações hepáticas e orais causadas pela periodontite induzida por ligadura. Métodos: Vinte e quatro ratas foram divididas em três grupos (n = 8 para cada grupo): controle (alimento regular); periodontite (alimento regular + periodontite induzida com ligadura) e restrição alimentar + periodontite (dieta com restrição alimentar e indução de periodontite). Os animais foram submetidos à análise dos seguintes parâmetros periodontais: índice de sangramento gengival (ISG), profundidade da bolsa de sondagem (PBS), mobilidade dentária (MD) e altura do osso alveolar (AOA). No tecido hepático, foram medidos os níveis de malondialdeído (MDA), glutationa (GSH), colesterol total e atividade de mieloperoxidase (MPO). As amostras de fígado foram analisadas histopatologicamente, os níveis sanguíneos de alanina aminotransferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST), glicose, colesterol total, lipoproteína de alta densidade (HDL) foram medidos. Resultados: O grupo com dieta com restrição alimentar + periodontite apresentou diminuição do escore histopatológico hepático (p <0,05) em comparação ao grupo com periodontite sem restrição alimentar. Os níveis de glicose, colesterol total, ALT, AST e AOA apresentaram valores inferiores aos do grupo periodontite. Conclusão: A dieta com restrição alimentar reduziu as alterações hepáticas causadas pela periodontite experimental e melhorou também parâmetros periodontais, incluindo a perda óssea alveolar

  • WENDERSON DA SILVA DO AMARAL
  • Análise de superfície e micromecânica de placas de poliuretana com hidroxiapatita para fixação óssea.
  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 27/10/2020
  • Mostrar Resumo
  • Diversos materiais têm sido estudados para técnica de fixação óssea em pacientes em fase de crescimento. Entre esses materiais, poliuretanas produzidas a partir de fontes naturais, como o óleo de mamona. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi analisar a topografia superficial e propriedades mecânicas de uma poliuretana derivada do óleo de mamona reforçada com hidroxiapatita (PU – Hap) para fixação óssea. Materiais e métodos: a produção da PU - Hap ocorreu na Universidade Federal do Piauí (Fismat/UFPI) segundo o modelo de Moura Neto et al. (2019). A análise da superfície da PU foi realizada por Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), com tratamento e análise de imagens a partir do software ImageJ®, e as propriedades mecânicas obtidas pelo ensaio de microdureza Vickers e de tração. Resultados e Discussão: as imagens de MEV mostraram que a superfície da PU apresentava características importantes para materiais destinados a fixação óssea, como superfície irregular e porosa. A análise mostrou superfície com alternância de áreas com depressões e elevações de aproximadamente 80±100 µm, presença de poros de 12 µm de tamanho, importante para neoformação óssea, além de trincas e microfissuras. A análise de microdureza mostrou valores 0,42±1,01 HV para placas de PU – Hap, menores em relação a placa de PLGA, já comercializada no mercado, utilizadas como controle. O Módulo de elasticidade e tensão máxima de 317,4 MPa, e 35,57 MPa para amostra de PLGA, 1,187 MPa, e 0,29 MPa para amostra de PU – Hap, respectivamente, mostrando que os dois materiais são rúpteis em relação seu comportamento mecânico. Conclusão: A PU produzida possui boas propriedades de superfície, no entanto, sua utilização para técnica de fixação óssea, demanda melhores propriedades mecânicas.

  • ISAAC TORRES DOS SANTOS
  • Análise das experiências de acesso à saúde bucal de mulheres em situação de rua
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 03/08/2020
  • Mostrar Resumo
  •  

     

    As práticas de cuidado em saúde bucal são eventos complexos e influenciados pelos contextos sociais dos sujeitos, sendo agravados pela existência de obstáculos aos sistemas odontológicos públicos. Nesse cenário, a População em Situação de Rua ocupa um espaço desfavorecido no sistema de saúde e possuem a saúde bucal como uma de suas necessidades. O objetivo foi analisar a experiência de acesso às ações e serviços de saúde bucal por mulheres em situação de rua na cidade de Teresina, Piauí. Realizamos pesquisa qualitativa, norteada pelo paradigma interpretativo, com mulheres em situação de rua, maiores de 18 anos, cadastradas e acompanhadas em instituições de referência da cidade. A produção de dados ocorreu com entrevista semiestruturada, gravadas e transcritas sem a utilização de software profissional. As análises foram feitas em blocos de três, mediante saturação teórica, utilizando a hermenêutica de Hans-Georg Gadamer (1999) associada às contribuições de Paul Ricoeur (1976). Mediante 13 entrevistas, identificamos duas unidades de significado: Ser-mulher em situação de rua e Acesso às ações e serviços de saúde bucal. Diversas problemáticas cruzam as vidas dessas mulheres, sendo agravadas pela condição de gênero. Precárias condições de saúde bucal e dificuldade de acesso aos serviços odontológicos foram indicados nas narrativas. As principais barreiras ao acesso são a demora na marcação de consultas, a exigência de documentos de identidade para acessar aos serviços e a existência de alguns profissionais de saúde bucal que atendem somente a população com residência fixa dentro do território de ação da Unidade Básica de Saúde. É imperativo que as políticas existentes sejam postas em prática. A presença de um dentista na equipe de Consultório Da Rua é apontada como necessária. Mas deve-se reforçar que todos os cirurgiões-dentistas da rede são responsáveis pela atenção à saúde bucal das pessoas em situação de rua.

  • SAMILLE RODRIGUES AQUINO
  • SISTEMA NANOCOMPÓSITO DE MATRIZ POLIMÉRICA PARA REGENERAÇÃO TECIDUAL: CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE DE ATIVIDADE ANTIMICROBIANA
  • Orientador : MARCIA DOS SANTOS RIZZO
  • Data: 22/07/2020
  • Mostrar Resumo
  •  

    Nos últimos anos, os polímeros naturais, em destaque os polissacarídeos, têm sido utilizados na composição de hidrogéis para a aplicação em engenharia tecidual. A utilização de hidrogéis como suporte mecânico serve para orientar a organização celular, atuando também como estrutura de preenchimento de vazios entre tecidos, além de serem usados como depósitos ativos de fármacos em sistemas de liberação de lenta. A associação entre um polímero e uma nanocerâmica promove uma melhoria significativa nas propriedades de um nanocompósito de matriz polimérica, além de manter a característica biodegradável do composto. O objetivo deste estudo foi caracterizar e avaliar a capacidade de um nanocompósito polimérico, composto por um hidrogel a base de um biopolímero vegetal associado à uma nanoargila modificada (NaGm), em apresentar propriedades físico-químicas e biológicas compatíveis para um scaffold a ser utilizado na engenharia de tecidos. Inicialmente, o biopolímero, obtido de derivado de uma Leguminosa, foi extraído, purificado e caracterizado físico-quimicamente e por IFTIR, e estudo de fotoestabilidade. O polissacarídeo extraído serviu como matéria-prima para a obtenção do hidrogel base (Hgb) na concentração de 10 mg/mL e do hidrogel com a nanocerâmica NaGm na concentração de 1,5% (m/v) (Hgb/NaGm). Posteriormente, os hidrogéis Hgb e Hgb/NaGm, foram caracterizados por meio da avaliação de pH, condutividade, potencial zeta, MEV, análises texturométricas e reológicas. Foram conduzidos, ainda, os ensaios de proliferação e citotoxicidade, além de hemocompatibilidade, microbiológico, e de mucoadesividade. As propriedades físico-químicas do biomaterial avaliado mostraram a viabilidade do nanocompósito polimérico de ser utilizado como um arcabouço tridimensional. Na avaliação do efeito proliferativo dos hidrogéis, em células de Allium cepa, não foi observada inibição da atividade mitótica nas concentrações utilizadas. Os ensaios de citotoxicidade em linhagem de fibroblastos (L929) e queratinócitos (HaCat) demonstraram não haver inibição do crescimento celular, nem alteração morfológica nas duas linhagens celulares utilizadas. No ensaio para a avaliação da hemocompatibilidade dos hidrogéis, não foi detectado formação de halo de hemólise. As formulações mostraram atividade antimicrobiana contra as cepas de S. aureus, E. coli e E. faecalis. Foi observado, ainda, que os hidrogéis apresentaram propriedades mucoadesivas atrativas. Com base nos resultados obtidos, os hidrogéis Hgb e Hgb/NaGm mostraram-se promissores para o desenvolvimento de dispositivo que favoreça a proliferação celular e, também, como um sistema de liberação lenta de ativos, além de apresentarem atividade antimicrobiana intrínseca do biopolímero regional, cuja ação pode auxiliar potenciais scaffolds na resolução mais rápida de lesões teciduais.

     

  • JOYCE SAMANDRA SILVA MOURA
  • PASTA ANTIBIÓTICA versus PASTA DE OXIDO DE ZINCO E EUGENOL EM TRATAMENTO DE MOLARES DECÍDUOS COM NECROSE PULPAR: ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO E RANDOMIZADO
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 14/07/2020
  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: avaliar a eficácia das pastas CTZ (cloranfenicol, tetraciclina e óxido de zinco e eugenol) e ZOE (óxido de zinco e eugenol) no tratamento endodôntico de molares decíduos com necrose pulpar. Material e Método: Participaram desse Ensaio Clínico controlado e Randomizado (RCT) 70 crianças na faixa etária de 4-8 anos com 88 molares decíduos inferiores com necrose pulpar. Os dentes foram randomizados em dois grupos de acordo com a pasta utilizada, Grupo 1: pasta CTZ e Grupo 2: pasta ZOE. No Grupo 1, a pasta CTZ foi utilizada com a instrumentação restrita à câmara pulpar, enquanto que no Grupo 2, a pasta ZOE foi empregada com a técnica convencional de instrumentação dos canais radiculares. Após o tratamento endodôntico, todos os dentes foram restaurados com coroas de aço inoxidável. Foram realizadas avaliações clínica e radiográfica trimestrais durante 12 meses. Nas avaliações clínicas, o avaliador era cego quanto ao tipo de tratamento realizado. Foi considerado sucesso clínico quando o dente não apresentava dor, abcesso ou mobilidade incompatível com idade cronológica e sucesso radiográfico quando havia estabilização, regressão ou ausência de radiolucidez em região de furca e/ou ausência de reabsorções radiculares internas e externas. Foram realizados os testes de Qui-quadrado de Pearson, Exato de Fisher e Mann-Whitney (p<0,05). Resultados: O sucesso clínico das pastas CTZ e ZOE foi de 92,5% e de 95,2%, respectivamente. O sucesso radiográfico da pasta CTZ foi de 90,0% e da pasta ZOE de 95,2%. No grupo da pasta ZOE em 15 dentes (36,5%) houve extravasamento da pasta para região periapical e no tempo de 12 meses não foi observada reabsorção. Os tempos médios para execução das duas técnicas foi de 61,4 (±20,5) minutos para pasta CTZ e de 145,1 (±53,2) minutos para pasta ZOE (p<0,001). Conclusão: As pastas CTZ e ZOE apresentaram eficácia semelhante.

     

  • BRENDA IZABELA SANTANA MOTA
  • REGULAÇÃO GÊNICA DE CÉLULAS DENDRÍTICAS E MONÓCITOS PERIFÉRICOS HUMANOS APÓS ESTÍMULO COM PROBIÓTICOS
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 06/07/2020
  • Mostrar Resumo
  • A interação de células brancas derivadas do sangue periférico humano com bactérias probióticas pode estimular a produção de citocinas, quimiocinas e receptores essenciais para controle ou perpetuação da resposta inflamatória. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a transcrição gênica de células dendríticas (DC) e monócitos após estímulo com probióticos. Para o estudo com monócitos humanos, cepas de Lactobacillus rhamnosus 32 (LR-32), Lactobacillus acidophilus 5 (LA-5) foram cultivados numa MOI (multiplicidade de infecção) de 1:10 em placas de 24 poços. Por sua vez, DC imaturas foram cultivadas com LR-32 ou LA-5, podendo ou não estar em co-cultura com LPS de Escherichia coli numa MOI de 1:10 em placas de 24 poços. Foi realizada análise do sobrenadante por ELISA para detecção de citocinas pró-inflamatórias.  A análise de expressão gênica das DC e monócitos foi realizada através de reação da transcriptase reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase (RT- qPCR), e do cálculo do foldreguation ((2^(- DeltaDeltaCt)) para  a comparação entre grupos. Teste de Tukey e um nível de significância p<0,05 foram adotados e a análise de dados foi realizada usando o software SAS (versão 9.0). No tratamento de monócitos ambas as cepas probióticas aumentaram os níveis de citocinas TNF-α e CXCL-8 no sobrenadante em comparação ao controle de células não desafiadas (p <0,05), mas para IL-1Β e IL-6 esse efeito foi observado apenas para LA- 5 (p <0,05).Valores de Foldregulation para os seguintes genes para LA-5 e LR-32 foram respectivamente: IL-12B (431,94 e 33,30), IL-1Β (76,73 e 17,14), TNF-α (94,63 e 2,49), CXCL-8 (89,59 e 4,18) e TLR2 (49,68 e 3,40). Da mesma forma, a maioria dos outros genes avaliados apresentou maior expressão para LA-5 em comparação com LR-32 (p <0,05).No ensaio com as DC, LPS levou a uma maior regulação positiva de 29 genes em comparação com os grupos onde os probióticos foram adicionados ao LPS, incluindo genes relacionados à resposta inflamatória como BIRC3, CASP1, CCL5, CXCL1, IL12B, IL18, MYD88, NLRP3, RIPK1 e TIRAP. Da mesma forma, LPS aumentou a transcrição de genes envolvidos com apoptose celular, como CARD6, CASP1, IRF5, MAP2K1, MAP2K4, MAPK1, MYD88, NLRP3, RIPK2, TNF, TNFRSF1A e XIAP quando comparados aos grupos probióticos (p <0,05). Embora os probióticos diminuiram vários genes regulados positivamente pelo LPS, a transcrição das citocinas codificadas IL12A, IL12B, IL-1Β, IL6, CXCL-8, TNF foi mantida regulada positivamente pelos probióticos, exceto pela IL18, que foi regulada negativamente por LA-5. LA-5 levou a uma maior transcrição de IL-1Β, IL6 e CXCL-8 que foi seguida pela secreção dessas proteínas deterrminada por ELISA. Assim, concluímos que os probióticos analisados foram capazes de promover imunomodulação de monócitos de diferentes formas, de acordo com a cepa utilizada e que em células dendridica satenuaram a transcrição de genes inflamatórios e de resposta imune causados por LPS.


  • GEOVANNA PERES DE SOUSA
  • CONTROLE DE CÁRIE NA PRIMEIRA INFÂNCIA UTILIZANDO VERNIZ E GEL FLUORETADO NEUTRO: ENSAIO CONTROLADO E RANDOMIZADO
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 01/06/2020
  • Mostrar Resumo
  •  Apesar do declínio nos índices de cárie dentária, a Cárie na Primeira Infância (ECC) tem aumentado em alguns países. Quando se manifesta em menores de três anos é considerada ECC severa, tem evolução rápida e demanda tratamentos de alto custo. Portanto faz-se necessário buscar métodos de prevenção e controle acessíveis a populações vulneráveis. Objetivo: Avaliar a eficácia clínica do verniz e gel fluoretado neutro no controle de cárie na primeira infância. Métodos: Ensaio controlado randomizado cego que comparou duas estratégias para o controle da ECC: aplicação tópica três vezes ao ano de verniz (grupo VF) e gel fluoretado neutro (grupo GF), associadas à orientação de higiene bucal direcionada aos pais ou responsáveis durante 12 meses. Participaram crianças na faixa etária de três a quatro anos, frequentadores de creches públicas de Teresina, Piauí.  Inicialmente e após 12 meses, a saúde bucal das crianças foi avaliada pelos índices: Índice de Placa Visível (IPV), Sangramento Gengival (SG) e a de cárie dentária pelo índice ceos em dois níveis (c2 em esmalte e c3 em dentina), usando o Sistema Internacional de Diagnóstico e Avaliação de Cárie (ICDAS). Foram realizadas análises descritivas, testes Qui-quadrado de Pearson, Exato de Fisher e Mann-Whitney. O nível de significância foi fixado em 5% (p<0,05). Resultados: Ao final de 12 meses, 108 e 105 pré-escolares dos grupos GF e VF foram acompanhados. No grupo GF e VF, três (4,7%) e seis (8,2%) crianças, respectivamente, possuíam os dentes hígidos, mas desenvolveram lesão após 12 meses (p>0,05). No início as médias de c²eos (dp) e c³eos (dp) foram 2,63 (±4,87) e 2,11 (±4,22) para grupo GF, e 1,77(±3,98) e 1,40 (3,57) para o grupo VF, respectivamente (p>0,05). Após 12 meses as médias de c²eos (dp) e c³eos (dp) foram 3,99 (±7,07) e 3,71 (±6,84) para grupo GF, e 3,10 (±6,16) e 2,80 (±5,97) para o grupo VF, respectivamente (p>0,05). Ao comparar as médias de IPV e SG iniciais e após 12 meses não houve diferença entre os grupos (p>0,05). Conclusão: A eficácia do gel fluoretado neutro foi similar à do verniz fluoretado no controle da Cárie na Primeira Infância.

  • NATÁLIA GONÇALVES NOGUEIRA
  • IMPACTO DA NECROSE PULPAR NA QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL DE CRIANÇAS
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 25/05/2020
  • Mostrar Resumo
  • Cárie na primeira infância quando não tratada pode evoluir para necrose pulpar. Objetivo:avaliar o impacto que necrose pulpar interfere na QVRSB de crianças e suas famílias.Delineamento: estudo transversal com amostra consecutiva, composta por crianças na faixa etária de 2 a 5 anos, frequentadoras da clínica odontológica infantil da Universidade Federal do Piauí. Foram aplicados questionários sociodemográfico e ECOHIS e realizado exames clínicos dentários das crianças. Para análise dos dados foi realizada estatística descritiva, aplicação dos testes Kruska-Wallis e regressão de Poisson (p<0,05). Resultados: Participaram do estudo 532 crianças. Nas seções da criança e da família e escore total do ECOHIS, crianças que apresentaram lesões cariosas não tratada e necrose pulpar apresentaram pior qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) quando comparadas com aquelas que apresentaram lesões cariosas não tratada sem necrose pulpar (p<0,05). Na seção da criança, aquelas com idades de 4 e 5 anos apresentaram maior impacto negativo na QVRSB que as de 2 e 3 anos (RT= 1,36; IC 95% =1,08 – 1,72). Conclusão:Necrose pulpar impactou negativamente na qualidade de vida de crianças com CPI não tratada.

     

     

  • RENARA NATÁLIA CERQUEIRA SILVA
  • Impacto da Hipomineralização de segundos molares decíduos na qualidade de vidarelacionada à saúde bucal em pré- escolares: uma análise hierárquica
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 22/05/2020
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A hipomineralização de segundos molares decíduos é um defeito de desenvolvimento do esmalte dentário ao aumento do risco de desenvolvimento de lesões cariosas. Os fatores decorrentes da HSPM podem afetar a vida cotidiana dos indivíduos, o que pode acarretar em impacto na qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB). Objetivo:Avaliar o impacto da HSPM na QRVBS de crianças de 5 anos de idade, de acordo com a percepção de seus pais ou responsáveis.Delineamento: Trata-se de estudo transversal de base populacional realizado em 834 pré-escolares com 05 anos de idade de Teresina-PI-Brasil. A coleta de dados foi desenvolvida por meio de questionários de saúde bucal e de qualidade de vida (ECOHIS) e exame clínico dentário para diagnóstico da HSPM, cárie dentária e maloclusão. O exame dentário foi realizado em ambiente escolar utilizando os critérios estabelecidos pela Academia Europeia de Odontopediatria (EAPD) para HSPM, índices ceo-d e pufa para cárie dentária e critérios de Foster e Hamilton para maloclusão, por examinadores calibrados (κ ≥ 0,80). Dados demográficos e socioeconômicos (DSE) foram obtidos dos pais / cuidadores das crianças, utilizando um questionário estruturado. A análise dos determinantes da QVRSB foi estratificada em três níveis: mesial (DSE), intermediário (condições clínicas) e distal (autopercepção bucal da criança). Foram realizadas análise descritiva e regressão de Poisson bivariada e multivariada, com abordagem hierárquica (p<0,05).Resultados: Participaram do estudo 834 pré-escolares e seus pais/responsáveis. A prevalência de HSPM foi 14,9%. Na análise multivariada final totalmente ajustada, observou-se que escolaridade materna menor que 8 anos e a cárie dentária impactaram negativamente a QVRSB na secção da criança (p<0,05). Para as famílias, estudar em escola pública (RT = 1,49; IC95% = 1,08 – 2,06), ter tido febre nos três primeiros anos de vida (RT = 1,45; IC95% = 1,09 – 1,93) e a criança ter cárie dentária com ou sem consequências clínicas (p<0,001) foram associadas à pior QVRSB. Crianças de pré-escolas públicas (RT = 1,43; IC95% = 1,12 – 1,84), que tiveram febre nos primeiros 3 anos de vida (RT = 1,30; IC995% = 1,05 – 1,60) e com cárie dentária com (RT = 2,30; IC95% = 1,82 – 2,92) ou sem (RT = 5,33; IC95% = 4,02 – 7,07) consequências clínicas apresentaram maior probabilidade de relatar impacto negativo na QVRSB mensurada pelo escore total do ECOHIS. Conclusão: A hipomineralização de segundos molares decíduos não impactou na qualidade de vida de pré-escolares de acordo com a percepção de pais/cuidadores.

  • MARINA LUA VIEIRA DE ABREU COSTA
  • EFEITO DA PASTA DE ÓXIDO DE ZINCO E EUGENOL SOBRE AGREGADOS PLANCTÔNICOS E BIOFILME DE Enterococcus faecalis
  • Data: 20/03/2020
  • Mostrar Resumo
  •  A pasta de óxido de zinco e eugenol (OZE) é tradicionalmente utilizada em Odontologia em muitas funções, principalmente para obturação de canais radiculares de dentes decíduos, sendo indicada pela Academia Americana de Odontopediatria. No entanto, ainda são relatados insucessos após seu uso, atribuídos à persistência da infecção polimicrobiana que afeta o sistema de canais radiculares. Embora o eugenol tenha comprovadamente efeito antimicrobiano, são necessários mais estudos que abordem sua ação sobre desafios bacterianos como agregados planctônicos e biofilme maduro. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da pasta OZE sobre agregados planctônicos e biofilme de E. faecalis, focando em seus aspectos morfológicos, após o tratamento. A pureza do eugenol foi analisada por cromatografia gasosa acoplada a espectroscopia de massas (CG-EM), bem como a pasta OZE e seus componentes separados caracterizados por espectroscopia na região de infravermelho (FTIR). O teor de eugenol liberado pela OZE em meio aquoso foi obtida através de espectrofotometria em ultravioleta (UV – VIS), após 6 e 24h. O efeito antimicrobiano da OZE sobre agregados planctônicos de E. faecalis (APEf)  foi avaliado a partir de teste de contato direto por 6 e 24h. Quanto ao biofilme maduro (BMEf) formado por 14 dias, foram realizadas a análise do efeito da OZE sobre a biomassa do biofilme, por teste colorimétrico de cristal violeta, e sua viabilidade, por contagem de unidades formadoras de colônias. Para a análise das alterações morfológicas causadas pela OZE sobre APEf e BMEf formado sobre dentina bovina, foram obtidas imagens de Microscopia de Força Atômica (MFA). O eugenol utilizado foi considerado puro pela análise de CG-EM. A caracterização por FTIR determinou que existe interação entre o óxido de zinco e o eugenol na mistura da OZE. A concentração de eugenol liberado pela OZE em meio aquoso foi de 61,27 mg/mL e 118,96 mg/mL, após 6 e 24h, respectivamente. Quanto ao efeito antimicrobiano sobre APEf, após 6h foi possível comprovar o efeito bactericida da OZE e após 24h, não havia qualquer viabilidade. Já em relação ao BMEf, houve redução significante quanto ao conteúdo de biomassa em comparação com o biofilme não tratado. As imagens de MFA revelaram menores aglomerados de APEf e células visivelmente mais rugosas após 6 h de tratamento e perda da morfologia celular típica após 24h. O biofilme tratado apresentou similaridades morfológica entre controle e tratado. A OZE tem potente ação bactericida sobre agregados planctônicos e biofilme de E. faecalis, apresentando importantes alterações morfológicas após o tratamento de agregados planctôni

  • JOELMA SILVA DE ALMEIDA
  • IMPACTO DO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO NA QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 28/02/2020
  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar o impacto do tratamento odontológico na qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), por meio da percepção dos cuidadores. Métodos: Este foi um estudo observacional longitudinal prospectivo, cujos participantes foram crianças e adolescentes com TEA, na faixa etária de 6 a 14 anos de idade assistidos em centros de referência para tratamento odontológico de pacientes com deficiências, em Teresina, Brasil. Os cuidadores responderam dois questionários: socioeconômico-demográfico e de QVRSB (Parental-CaregiverPerceptionsQuestionnaire -P-CPQ, versão brasileira curta e validada), este foi respondido antes e após três meses do tratamento odontológico. O exame clínico foi realizado por uma examinadora previamente treinada e calibrada para experiência de cárie (ceo-d/CPO-D), índice de higiene oral simplificado (IHO-S), traumatismo dentário e defeitos de desenvolvimento de esmalte (DDE). Realizou-se análise descritiva e os testes: Kolmogorov-Smirnov, Mann-Whitney e Kruskall-Wallis, teste de Wilcoxon e análise de regressão de Poison com método backward. Considerou-se valor de p<0,05 como significante.Resultados: A taxa de acompanhamento foi de 98,3% com participação de 115 crianças e seus respectivos cuidadores. A média de idade foi de 9,91(±2,53) anos; 86,1% eram do sexo masculino e 55,7% estavam no espectro leve do autismo. A análise dos dados revelou que crianças e adolescentes com TEA tiveram maior impacto negativo na QVRSB em todos os domínios(p<0,001) e no escore total (p<0,001) do P-CPQ antes do tratamento odontológico, com pontuações variando de 1 a 33, e uma média de 13,2 (±6,4). A QVRSB melhorou significativamente em todos os aspectos avaliados (P <0,001) após o tratamento com escores gerais variando de 0 a 10 com média de 3,4 (±2,2). Conclusão: De acordo com a percepção dos cuidadores, o tratamento odontológico reduziu o impacto negativo na QVRSB de crianças e adolescentes com TEA, portanto, a QVRSB melhorou após o tratamento odontológico.

  • MARCONDES CAVALCANTE SANTANA NETO
  • Desenvolvimento de microemulsões contendo clorexidina e Lippia sidoides cham., com potencial antimicrobiano para aplicação endodôntica
  • Orientador : ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
  • Data: 14/02/2020
  • Mostrar Resumo
  • A desinfecção intracanal é essencial para o sucesso do tratamento endodôntico, evitando reinfecção endodônticas a longo prazo. O digluconato de clorexidina pode atuar como agente irrigante, porém pode causar irritação aos tecidos em altas concentrações. Por isso são estudadas combinações com outros agentes antimicrobianos e alternativas terapêuticas mais eficientes, que possibilitem administrar os fármacos com mais segurança e com efeitos adversos minimizados. Assim, o objetivo deste estudo foi desenvolver uma microemulsão contendo digluconato de clorexidina e Lippia sidoides para ser usada como uma substância de desinfecção de canais radiculares,e avaliar seu perfil de substantividade eatividade antimicrobiana. As microemulsões foram obtidas através de diagramas de fase, pelo método de formação espontânea. Foi realizada a caracterização físico-química e avaliada a estabilidade das microemulsões, além do perfil de substantividade em modelo de dentina radicular bovina e efeito antibacteriano in vitro. Um método para quantificação da clorexidina foi desenvolvido usando espectroscopia UV-Vis. As microemulsões possuem pH ácido, condutividade acima de 1,3 µScm-¹ e índice de dispersão semelhante ao da água. As microemulsões apresentaram halos de inibição semelhantes ao gel comercial utilizado convencionalmente, porém 4 vezes mais substantividade aos tecidos dentinários. As microemulsões foram obtidas como uma alternativa terapêutica às formulações disponíveis no mercado, apresentando-se como um sistema com grande potencial de utilização para a administração de fármacos para desinfecção de canais radiculares.

  • PRISCILA FIGUEIREDO CRUZ RAMOS
  • Prevalência e fatores associados ao provável bruxismo do sono em pré-escolares
  • Orientador : CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • Data: 05/02/2020
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo objetivou determinar a prevalência e fatores associados ao provável bruxismo do sono (PBS) em pré-escolares. Trata-se de estudo transversal de base populacional realizado em 862 pré-escolares com cinco anos de idade de Teresina-PI-Brasil. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário e exame clínico. O exame clínico foi realizado por examinadores calibrados em ambiente escolar (kappa = 0,84). O diagnóstico do provável bruxismo do foi baseado no desgaste dentário de atrição observado no exame clínico associado ou não ao relato dos pais/responsáveis. Foi realizada análise descritiva dos dados e regressão de Poisson com variância robusta por meio de uma abordagem hierárquica e com um modelo conceitual para analisar os fatores associados para o PBS (p<0,05). A prevalência do provável bruxismo do sono foi de 35,6%. Observou-se que pré-escolares que eram filhos únicos (RP = 1,31; IC95%= 1,09 – 1,58), relataram presença de problemas respiratórios (RP = 1,46; IC95% = 1,21 - 1,75), e cujo responsável tinha possível bruxismo do sono (RP = 1,65; IC95% = 1,32 – 2,06) apresentaram maior prevalência do provável bruxismo do sono. Conclui-se que a prevalência de provável bruxismo do sono nos pré-escolares de 05 anos da cidade de Teresina foi alta, e associada à ordem de nascimento, problemas respiratórios e o auto relato de possível bruxismo do sono nos pais/cuidadores.

  • CAMILA RÊGO NERY DE CASTRO
  • PREVALÊNCIA DE HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA EM PRIMEIROS MOLARES HIPOMINERALIZADOS
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 15/01/2020
  • Mostrar Resumo
  • Indivíduos com hipomineralização molar-incisivo (MIH) apresentam pior qualidade de vida e um dos fatores atribuídos à pior qualidade de vida desses indivíduos é a hipersensibilidade dentinária (HD). O objetivo desse estudo foi determinar a prevalência de HD em indivíduos com MIH. Este estudo transversal foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí (Parecer: 2.563.656). Participaram do estudo crianças/adolescentes atendidos em Clínica Odontológica Infantil. Foram incluídos indivíduos que apresentaram os quatro primeiros molares permanentes completamente erupcionados no momento do exame e que possuíam pelo menos um molar afetado pela MIH e um molar livre de defeito. O diagnóstico de MIH foi feito segundo critérios propostos pela Academia Europeia de Odontopediatria. A avaliação da HD foi realizada por estímulo evaporativo e a resposta do paciente foi registrada em duas escalas: Escala Analógica Visual (VAS) e escala de Schiff para sensibilidade ao ar frio (SCASS). Quarenta pacientes foram submetidos ao teste de HD. Segundo a escala VAS, a prevalência de HD em dentes hipomineralizados foi de 28,0% e de 9,4% nos dentes sem defeito (p=0,002). De acordo com a escala SCASS 10,7% dos dentes hipomineralizados apresentaram HD e nenhum dente sem MIH apresentou HD (p=0,002). Houve diferença significativa entre a HD e a coloração do dente hipomineralizado (p<0,001 e p=0,001) e indivíduos mais velhos apresentam HD com maior frequência (p<0,001 e p=0,023) nas escalas VAS e SCASS, respectivamente. Conclui-se que a prevalência de HD em dentes hipomineralizados é alta e está associada com a idade do indivíduo e a coloração da lesão hipomineralizada.

2019
Descrição
  • GRACIELA MARIA OLIVEIRA SIPAÚBA
  • Efeitos do ajuste externo e tratamentos de superfície sobre a resistência à fratura e rugosidade superficial de uma cerâmica feldspática
  • Orientador : VALDIMAR DA SILVA VALENTE
  • Data: 26/04/2019
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: 

    Declaração do problema: Durante a instalação de restaurações cerâmicas, são necessários ajustes oclusais, capazes de gerar prejuízos estéticos e funcionais. Para amenizar esses problemas são utilizados tratamentos de superfície, porém seus efeitos sobre as propriedades cerâmicas não estão bem esclarecidos.

    Objetivo:  investigar se os ajustes externos, polimento e reglazeamento, realizados antes ou após a cimentação, têm influência na rugosidade superficial e na força de resistência a fratura em diferentes espessuras de uma cerâmica feldspática.prensada.

    Materiais e métodos: a partir de uma cerâmica feldspática prensada (Vita PM9), foram confeccionados 120 espécimes cerâmicos, com 6mm de diâmetro e espessuras de 0,7mm e 1,5mm. Cada grupo foi dividido em 6 subgrupos (n=10) para diferentes tratamentos de superfície: CO - Controle; AC- ajuste clínico e cimentação; CA - cimentação seguido de ajuste clínico; APC - ajuste clínico, polimento e cimentação; CAP -cimentação,ajuste clínico, polimento; AGC - ajuste clínico, reglazeamento e cimentação. Os espécimes foram submetidos a mensuração da rugosidade e ao teste de resistência a fratura compressiva. Foram realizados os testes Kruskal-Wallis, U de Mann-Whitney, e calculado o Coeficiente de Correlação de Spearman(α=,05).

    Resultados: Os subgrupos polidos apesentaram as menores médias de rugosidade (p<,05). Os valores de força apresentaram diferenças para os tipos de tratamentos testados (p<,05), sofrendo influência do momento da cimentação e da espessura cerâmica.

    Conclusão: Os procedimentos de polimento pós ajuste clínico são capazes de fornecer médias de rugosidade clinicamente aceitáveis. As espessuras cerâmicas mostraram ser o fator de maior impacto nas forças de resistência a fratura.

     

  • JULIANA GOMES GALENO
  • AVALIAÇÃO DA REVERSIBILIDADE DAS ALTERAÇÕES RENAIS CAUSADAS PELA PERIODONTITE INDUZIDA APÓS A REMOÇÃO DA LIGADURA EM RATOS
  • Orientador : DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
  • Data: 28/02/2019
  • Mostrar Resumo
  • Estudos mostraram o papel da periodontite em órgãos de pacientes e em modelos animais. Pesquisas mostraram a reversão de danos no fígado após remoção da ligadura no modelo de indução da doença. O objetivo agora foi avaliar a reversão dos danos renais de animais com periodontite induzida por ligadura.  Foram utilizadas 24 ratas Wistar fêmeas divididas em três grupos de 8 animais cada: Controle (sem ligadura por 20 dias), Periodontite (receberam ligadura por 20 dias) e P20-20 (receberam ligadura por 20 dias, a mesma foi removida e os animais foram mantidos por mais 20 dias sem ligadura). A indução ocorreu por inserção de fio de nylon 3-0 ao redor do primeiro molar inferior direito. Após 20 dias de indução os grupos Controle e Periodontite foram avaliados para determinação de parâmetros periodontais (mobilidade dentária, sangramento gengival,perda óssea alveolar e profundidade de sondagem), coleta de sangue pelo plexo orbital e foram eutanasiados com remoção dos rins para avaliação histomorfométrica e histopatológica. Nos animais do grupo P20-20 isso foi realizado após 40 dias. A análise estatística foi realizada por meio do teste de Shapirowilk. Valores de P<0,05 foram considerados significativos. O grupo periodontite e o grupo P20-20 tiveram maiores valores de MDA (malondialdeído) nos tecidos renais e menores valores de GSH (glutationa reduzida) nesses tecidos. Houve reversibilidade do colesterol para o grupo P20-20 quando comparado ao grupo de periodontite. A quantidade de proteínas totais foi inversamente proporcional à presença de periodontite. Os rins do grupo P20-20 apresentaram alterações semelhantes ao grupo periodontite. As alterações renais causadas pela periodontite induzida por ligadura foram persistentes após a remoção da ligadura em ratos dentro das condições avaliadas.

  • NATIELE SOUSA RIBEIRO DE CARVALHO
  • Conhecimentos e atitudes de estudantes universitários sobre a infecção pelo Papilomavírus humano
  • Orientador : SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS
  • Data: 28/02/2019
  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO: O objetivo do estudo foi avaliar os conhecimentos e as atitudes de estudantes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) acerca da infecção pelo Papillomavírus humano (HPV). Ao todo, 672 estudantes do sexo masculino e feminino com idade média de 20,90 anos participaram da pesquisa, respondendo a um questionário online que continha perguntas sobre o comportamento sexual e conhecimento acerca da infecção pelo HPV. Os universitários foram divididos proporcionalmente entre os cursos de graduação oferecidos pela universidade.  Estavam em sua maioria solteiros (65,2%) e eram heterossexuais (56,1%). Uma parcela dos entrevistados (29,9%) ainda não havia iniciado as práticas sexuais. A média do escore do conhecimento dos estudantes foi 10,34 (do total de 19 pontos). Eles não sabiam a melhor idade para a vacinação ou qual a principal manifestação clínica da doença. Sabiam que o câncer de colo de útero poderia estar relacionado a infecção pelo HPV, porém em relação aos outros tipos de câncer o conhecimento foi baixo. Não houve associação entre o conhecimento e o sexo dos estudantes. A taxa de vacinação foi de 20,4% e as mulheres foram as que mais se vacinaram (p<0,0001). A média de parceiros sexuais ao longo de suas vidas foi de 4,6. O uso de camisinha foi baixo, principalmente durante o sexo oral (19,8%)e os homens utilizavam mais camisinha do que as mulheres (p=0,006). Confiar no parceiro foi o principal motivo para não usar camisinha. O conhecimento dos estudantes da UFPI é baixo e a adesão aos métodos preventivos também. O maior conhecimento esteve associado à limitação da prática sexual. Os estudantes são receptivos às informações, a Universidade e o Cirurgião Dentista devem atuar nesse campo, para que as barreiras que limitam a adesão à prevenção sejam eliminadas.

    ABSTRACT: The aim was to evaluate the knowledge and attitudes of students at the Federal University of Piauí (UFPI) about human papillomavirus (HPV) infection. The sample was 672 male and female college students who participated, responding to an online survey that contained questions about sexual behavior and knowledge about HPV infection. The college students were divided proportionally among the undergraduate courses offered by the university. They were mostly single (65.2%), heterosexual (56.1%) and the mean age was 20.90. A portion of the interviewees (29.9%) had not yet started sexual practices. The average score of students' knowledge was 10.34 (out of 19 points). They did not know the best age for vaccination or what the clinical manifestation of the disease. They knew that cervical cancer could be related to HPV infection, but about other types of cancer, knowledge was low. There was no association between students' knowledge and gender. The vaccination rate was 20.4% and the women were the most vaccinated (p <0.0001). The average number of sexual partners throughout their lives was 4.6. The use of condoms was low, especially during oral sex (19.8%) and men used more condoms than women (p = 0.006). Trust the partner was the main reason not to use a condom. The knowledge of UFPI students is low and adherence to preventive methods too. The greater knowledge was associated with the limitation of sexual practice. Students are receptive to information, the University and the Dental Surgeon should and must work in this field so that the barriers that limit adherence to prevention are eliminated.

  • ANA VICTÓRIA LOPES BANDEIRA
  • CANAIS ACESSÓRIOS NA REGIÃO DO ASSOALHO DA CÂMARA PULPAR DE MOLARES: AVALIAÇÃO EM MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA E MICRO-CT
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 22/02/2019
  • Mostrar Resumo
  •  

    Objetivo:Determinar e comparar a presença de canais acessórios no assoalho da câmara pulpar de molares decíduos e permanentes.Metodologia:Foram selecionados 40 molares hígidos e divididos em dois grupos de 20 dentes: Grupo 1composto por molares decíduos e Grupo 2 composto por molares permanentes.  Os dentes foram avaliados qualitativamente por microtomografia computadorizada (Micro-CT) e quantitativamente por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Resultados:Foi observada presença de canais acessórios nos dois grupos (40%), forma irregular foi a mais frequente. Os diâmetros dos canais acessórios de molares decíduos foram maiores (51.97µm± 26.03) quando comparados aos permanentes (20.84µm ±14.09). Foi observada presença de canais acessórios cegos em ambos os grupos, no entanto apenas molares decíduos apresentaram canais com patência. Conclusão: Molares decíduos e permanentes apresentaram frequências de canais acessórios semelhantes com diâmetros maiores entre molares decíduos. Ambos os grupos apresentaram canais acessórios cegos no entanto foi observada patência somente em molares decíduos.

     

  • RAÍSSA MARIELLY PARENTE BERNARDINO
  • Impacto da condições Bucais na população em situação de rua
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 22/02/2019
  • Mostrar Resumo
  •  

    A população em situação de rua é um grupo heterogêneo, de pobreza absoluta que utiliza a rua como espaço de moradia e sustento, de forma temporária ou permanente. Estão mais propensas a problemas que afetam a qualidade de vida, como dor dental. O objetivo do estudo foi determinar o impacto da saúde bucal na qualidade de vida da população em situação de rua. Estudo transversal, com a população em situação de rua, frequentadora do Centro de Referência Especializado para População de Rua em Teresina – Piauí. Seguiu-seas normas de pesquisa com seres humanos, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, parecer nº 2.100.121. Aqueles que concordaram participar assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Não foram incluídos quem apresentasse comportamentos que impediam a realização dos exames e colocasse a segurança do pesquisador em risco, e indivíduos com deficiência auditiva ou dificuldade de verbalização. Foram coletadas informações sobre sexo, idade, estado civil, escolaridade. O impacto da saúde bucal na qualidade de vida foi verificado pelo OHIP – 14. Foi realizado um exame clínico para cárie (CPOD), doença periodontal (CPI) e as consequências da cárie não tratada, índice PUFA. Um examinador previamente treinado e calibrado com valor de Kappa ≥ 0,7 conduziu o exame clínico dos participantes. Previamente foi realizado o projeto piloto. O alfa de Cronbach estimou a confiabilidade do OHIP-14. Os dados foram analisados usando StatisticalPackage for the Social Sciences (SPSS, Chicago, IL, EUA.), Versão 20.0. Cento e setenta e seis pessoas participaram, a maioria homens (86,4%). O CPOD médio foi 11, a média de dentes cariados 3,3 (DP ±3,2), perdidos 5,8 (DP ± 6,8), obturados 1,9 (DP ±2,8). O PUFA total 1,2 (DP ± 2,2), Envolvimento pulpar 0,3 (DP ±0,8),Ulceração 0,9 (DP ±1,6), Fístula 0,1 (DP ±0,2). O escore total médio do OHIP-14 foi 18,9 (DP ± 11,1), os impactos mais percebidos foram desconforto psicológico 3,9 (DP ± 2,4), dor física 3,4 (DP ±2,1), incapacidade psicológica 3,1 (DP ±2,1). A maior taxa de prevalência de impacto negativo relacionado à saúde bucal esteve associada ao sexo feminino, baixa escolaridade, cárie, fístula, exodontia, sangramento gengival, cálculo dental e bolsas periodontais acima de 3mm. As más condições de saúde bucal afetam negativamente a qualidade de vida das pessoas em situação de rua, sendo mais um dos desafios sociais e de saúde que são enfrentados por esta população. O atendimento odontológico deve ser melhor integrado aos serviços de apoio a população de rua.

  • ISNAYRA KEROLAYNNE CARNEIRO PACHÊCO
  • Scaffold de polímero de mamona (Ricinuscommunis L) associado a células-tronco de medula óssea para engenharia do tecido ósseo
  • Orientador : ANA CRISTINA VASCONCELOS FIALHO
  • Data: 22/02/2019
  • Mostrar Resumo
  •  A engenharia de tecido ósseo surgiu como alternativa para terapias de regeneração óssea e apresenta a associação de scaffolds a células-tronco como abordagem terapêutica promissora. O objetivo deste trabalho foi produzir scaffolds de poliuretano de mamona, caracterizá-lo e avaliar sua capacidade de regeneração óssea em associação com células-tronco de medula óssea in vivo. A caracterização foi realizada com espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier, análise termogravimétrica, microscopia eletrônica de varredura e análise de porosidade. Em seguida, capacidade do scaffold de suportar adesão crescimento celular em sua superfície foi avaliada com técnica histológica e microscopia eletrônica de varredura. A análise de citotoxicidade foi feita com ensaio de MTT. Em tíbias de coelhos foram realizados defeitos ósseos e avaliada capacidade de regeneração óssea dos grupos scaffold, scaffold com células-tronco e controle após 4 e 8 semanas com espectroscopia de Raman, microtomografia computadorizada e histomorfometria. O scaffold apresentou porosidade adequada, com tamanho médio de poro 209,5 µm, ausência de citotoxicidade e suporte para adesão e proliferação celular. No entanto, não houve diferenças significativas entre os grupos estudados in vivo nos dois períodos de avaliação. São necessários estudos acerca dos fatores que influenciam a associação de scaffoldsa células-tronco em engenharia de tecido ósseo.

     

     

  • AILA MARIA CIPRIANO LEAL
  • Dentifrício experimental com alta concentração de fluoreto e nanopartículas de hidroxiapatita e seu efeito na desmineralização da dentina radicular
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 21/02/2019
  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO: Cárie dentária é a doença bucal mais prevalente no mundo e dentifrício fluoretado (DF) é eficaz no controle desta condição. O aumento da concentração de fluoreto (F) é associado à maior eficácia destes dentifrícios e outros compostos podem ter efeito inibidor na formação de lesões cariosas. Entre estes compostos há nanohidroxiapatita (nano-HA) e estudos sugerem que este biomaterial pode atuar na desmineralização de esmalte e de dentina. Estudo in vitro foi realizado para avaliar efeito de dentifrício experimental com alta concentração de fluoreto e nano-HA na desmineralizaçãoda dentina radicular. Nano-HA foi sintetizada e incorporada aos dentifrícios experimentais formulados. Sessenta espécimes de dentina radicular bovina com dureza inicial pré-determinada foram alocados aleatoriamente em seis grupos que utilizaram diferentes tratamentos: (1) dentifrício placebo; (2) dentifrício com nano-há e sem F; (3) dentifrício com 1100 µg F/g; (4) dentifrício com 1100 µg F/g + nano-HA; (5) dentifrício com 5000 µg F/g; (6) dentifrício com 5000 µg F/g+ nano-HA. Ciclagem de pH foi realizada durante 10 dias, na qual os tratamentos foram realizados duas vezes ao dia, após esse período a dureza longitudinal foi avaliada e a área de lesão (ΔS) foi calculada. Os dentifrícios formulados foram avaliados quanto à estabilidade primária, citotoxicidade e outros parâmetros.Análise estatística foi realizada utilizando ANOVA twoway e teste de Tukey com p fixado em 5%. Os dentifrícios formulados contendo nano-há apresentaram maior pH e menor espalhabilidade que os demais. Não houve diferença entre as formulações com relação à citotoxicidade. Na análise da desmineralização da dentina radicular houve diferença estatisticamente significativa entre o placebo e todos os outros grupos de tratamento e as formulações contendo 5000 µg F/g, independente da presença da nano-HA apresentaram menor desmineralização. Os achados deste estudo sugerem que dentifrício com 5000 µg F/g + nano-há promove maior redução da desmineralização, entretanto, não houve diferença significativa entre os dentifrícios com 5000 µg F/g, indepentente da presença de nano-HA.

     

  • TAINÁ DE CASTELO BRANCO ARAUJO
  • Qualidade de vida relacionada à saúde bucal de crianças e adolescentes com Paralisia Cerebral
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 21/02/2019
  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Bucal (QVRSB) de crianças com Paralisia Cerebral (PC).Métodos e Resultados: O estudo foi transversal com amostra de 242 crianças e adolescentes com e sem PC e idade de 6 a 14 anos. O exame clínico permitiu avaliar: experiência de cárie, necessidade de tratamento, consequências da cárie não tratada, traumatismo dentário, provável bruxismo e má oclusão. Os responsáveis responderam a questionários socioeconômico-demográfico e de qualidade de vida relacionada à saúde bucal da criança, o Parental-CaregiverPerceptionsQuestionnaire (P-CPQ). Os dados foram analisados por meio dos testes Mann-whitney, Kruskall-wallis e Regressão de Poisson com variância robusta, considerando valor de p<0,05. Quanto aos domínios do P-CPQ, “limitação funcional” foi impactado negativamente pela PC (RT=1.7, IC95%=1.3-2.2, p<0.001) e uso de medicamentos (RT=1.4, IC95%=1.2-1.7, p<0,001), enquanto “bem-estar” sofreu impacto positivo do uso de medicamentos (RT=0.4, IC95%=0.2-0.8, p=0.013). O escore total da QVRSB sofreu efeito negativo de auxílio do governo (RT=1.3, IC95%=1.1-1.7, p=0,029), experiência de cárie (RT=1.3, IC95%=1.1-1.6, p=0.007), presença de ulceração (RT=1.3, IC95%=1.1-1.7, p=0.010) e presença de provável bruxismo (RT=1.3 IC95%=1.1-1.5, p=0.017).  Conclusão: Crianças cujos pais recebiam auxilio do governo ou que tinham experiência de cárie, ulceração ou provável bruxismo tiveram uma pior QVRSB.

2018
Descrição
  • ANANDA SOUZA PEREIRA
  • PERFIL EPIDEMIOLÓGICO E FATORES ASSOCIADOS À EROSÃO DENTÁRIA EM PRÉ-ESCOLARES
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 20/12/2018
  • Mostrar Resumo
  • A erosão dentária é um processo de desgaste químico-mecânico não causado por ácidos de origem bacteriana, que resulta em perda cumulativa e irreversível dos tecidos duros dentais. Alterações nos hábitos alimentares aumentaram o interesse sobre o desgaste erosivo dentário, condição que emergiu como problema que pode afetar a dentição decídua pela maior susceptibilidade de dissolução/desgaste que a dentição permanente. Este estudo tem por objetivo determinar o perfil epidemiológico e fatores associados à erosão dentária em pré-escolares. Trata-se de um estudo transversal, que será desenvolvido em creches públicas e privadas da cidade de Teresina, Piauí. Amostra representativa randomizada com 888 crianças na idade de cinco anos foi calculada a partir do banco de dados da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Teresina. Os dados serão coletados através de questionário estruturado aplicado aos responsáveis e exame clínico dos participantes após escovação prévia com dentifrício fluoretado, no qual as condições erosão dentária (índice de O’Brien modificado) e  cárie dentária (ceod)  serão pesquisadas. Dois avaliadores previamente treinados e calibrados com valor de kappa ≥ 0,8 realizarão o exame clínico dos participantes. Os dados serão anotados em fichas clínicas individuais elaboradas para este estudo, digitados e analisados no programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS®, versão 22.0) para Windows. As crianças serão agrupadas segundo a ocorrência (índice O’Brien modificado> 0) ou não (índice O’Brien modificado= 0) de erosão dentária e comparadas segundo as variáveis pesquisadas. A análise descritiva dos dados será realizada. Testes qui-quadrado e exato de Fisher serão aplicados para testar as associações e fazer comparações entre os grupos com e sem erosão dentária em relação às variáveis independentes. Para verificar quais variáveis serão fatores associados à ocorrência de erosão dentária será realizada a análise de regressão logística. Na regressão logística bivariada serão incluídas as variáveis independentes com valor de p < 0,20 nos Testes qui-quadrado e exato de Fisher. Somente as variáveis que obtiverem p-valor <0,05 serão mantidas no modelo de regressão logística multivariado, e será calculada a Odds Ratio ajustada. Será utilizado intervalo de confiança de 95% e nível de significância de 5%.

  • LUCIANO RODRIGUES SILVA LIMA
  • Prevalência e fatores associados à hipomineralização de segundos molares decíduos em cidade do nordeste brasileiro
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 10/12/2018
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: 

    RESUMO:Este estudo objetivou determinar a prevalência e fatores associados à Hipomineralização de segundos molares decíduos (DMH) em pré-escolares de uma cidade do nordeste brasileiro. Trata-se de estudo transversal de base populacional realizado em 811 pré-escolares com 05 anos de idade, da rede pública e privada de Teresina. O exame odontológico foi realizado em ambiente escolar. Para o diagnóstico de DMH foram utilizados os critérios estabelecidos pela Academia Europeia de Odontopediatria (EAPD) adaptados para  DMH, aplicados por examinadores calibrados (Kappa ≥ 0,8). Foram realizadas análise descritiva dos dados e regressão de Poisson (p<0,05). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da UFPI: 2.061.418.A prevalência de DMH foi de 14,9% (n=121). O segundo molar superior direito foi o dente mais acometido pela DMH (n=65). A maioria dos defeitos encontrados foram opacidades demarcadas (75,6%), envolvendo menos de 1/3 do dente (79,4%) e a cor branca ou creme foi prevalente (71,4%). A face vestibular foi a mais afetada (38,2%). Pré-escolares que nasceram pré-termo e os que tiveram asma, apresentaram 66% (RP = 1,66; IC95%=1,07 – 2,58) e 69% (RP = 1,69; IC95% = 1,01 – 2,85) maior prevalência de vir a ter DMH, respectivamente.A prevalência deDMH em pré-escolares de 05 anos de idade em Teresina foi alta, a severidade leve foi prevalente e houve associação entre nascimento pré-termo e relato de asma e DMH.

     

  • CARLOS EDUARDO MENDONÇA BATISTA
  • Estudo clínico comparativo entre duas medicações anti-inflamatórias no controle da dor edema e trismo após exodontias de terceiros molares inferiores
  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 17/05/2018
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Resumo

    Introdução: A cirurgia de remoção de terceiro (CRTM) molar é o procedimento mais comum nas práticas da cirurgia oral e maxilofacial. Dor, edema, e trismo de forma transitória são geralmente associados com a remoção de terceiros molares retidos. Atualmente, a utilização de anti-inflamatório varia entre os profissionais com base em uma série de fatores, incluindo a experiência, a preferência pessoal e informações obtidas das propriedades farmacológicas dos medicamentos. O uso de analgésicos de ação central ou periférica e o uso de anti-inflamatórios esteroidais ou não esteroidais tem sido empregado para o controle da dor, edemae trismo no pós-operatório.

    Objetivo: O objetivo desse ensaio clínico, randomizado, triplo cego foi avaliar comparativamente o efeito anti-inflamatório do etoricoxib 90 mg com dexametasona 4 no controle da dor, edema e trismo após exodontia de terceiros molares inferiores retidos.

    Material e método:  40 participantes ASA I (American SocietyofAnesthesiologyclassification, participantes saudáveis) divididos em dois grupos com terceiros molares retidos com indicação de exodontia.  Os participantes foram recrutados no ambulatório da Área de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí – HU-UFPI, setor 14, cabeça e pescoço, sendo selecionados de forma aleatória e consecutiva. Posteriormente foram alocados em um dos dois protocolos medicamentosos X e Y preconizados. Os mesmos foram avaliados inicialmente em uma consulta pré-operatória e após anamnese, exame clínico e radiográfico os participantes foram submetidos a remoção dos terceiros molares inferiores retidos. Para cada participante de um dos grupos (X ou Y) foi administrado no pré-operatória 4 mg de Dexametasona via oral, uma hora antes do procedimento cirúrgico (20 Pacientes) ou administrado Etoricoxibe 90 mg por via oral uma hora antes da cirurgia (20 pacientes). Todos os participantes receberam 12 comprimidos de paracetamol 750 mg conforme a necessidade de controle da dor pós-operatória, sendo a dose máxima de 4 comprimidos diários. Foram feiras mensurações para avaliação da dor edema e trismo antes do procedimento, imediatamente após, 72 horas e 7 dias após o procedimento.

    Resultados: A análise estatística não revelou diferenças estatisticamente significantes em relação a avaliação do edema na comparação entre os dois grupos através das medidas F1, F2, F3, F4, F5(teste t; Teste Wilcoxon). O pico de dor correu 72 horas após o procedimento, os maiores índices de trismo ocorreram durante o terceiro dia de pós-operatório.

    Conclusão: as duas medicações mostraram-se efetivas no controle da dor, edema e trismo no pós-operatório de remoção de terceiros molares inferiores retidos.

     

  • HUGO LEONARDO MENDES BARROS
  • AVALIAÇÃO IN-VITRO DA VIABILIDADE DE HIDROGEL BIOPOLIMÉRICO COMO SCAFFOLD PARA ENGENHARIA DE TECIDOS
  • Orientador : MARCIA DOS SANTOS RIZZO
  • Data: 27/04/2018
  • Mostrar Resumo
  • A engenharia de tecidos objetiva a reparação e/ou regeneração,ou restauração tecidual por conta de inúmeras condições patológicas, incluindo anomalias congênitas, traumas, lesões inflamatórias e degenerativas ou envelhecimento. Para produção de um novo tecido, três aspectos gerais são considerados: células ou substitutos celulares, arcabouços tridimensionais (scaffolds) e substâncias indutoras, como fatores de crescimentos. Biopolímeros vegetais têm sido estudados como alternativa para a produção de hidrogéis biocompatíveis, que podem servir tanto como scaffolds, como sistema liberador de fármacos. Fontes de polissacarídeos de origem natural estão sendo cada vez mais pesquisadas pela necessidade de se desenvolver produtos atóxicos de fontes renováveis. O objetivo deste estudo foi avaliar se um hidrogel, baseado em um biopolímero regional,apresentaria características físico-químicas e biológicas compatíveis para o uso como scaffolds na engenharia de tecidos.O polissacarídeo extraído serviu como matéria-prima para a produção de um hidrogel na concentração de 10 mg/mL. Inicialmente, o biopolímero foi extraído, purificado e caracterizado por Espectroscopia de Absorção no Infravermelho por Transformada de Fourier. Posteriormente,o hidrogel foi formulado e caracterizado pela avaliação do pH, potencial zeta, análise do perfil de textura e viscosidade, cujas características físico-químicas obtidas mostraram a viabilidade do biopolímero para ser utilizado como um arcabouço tridimensional. No ensaio para análise da capacidade de hemólise, não foi detectado atividade hemolítica do hidrogel na concentração de 1000µg/mL. A análise da atividade antimicrobiana utilizando cepas de S. aureus e E.coli obteve resultado positivo para inibição da proliferação bacteriana na menor concentração testada. Ensaios de citotoxicidade e proliferação celular utilizando as linhagens MC3T3-E1, OFCOL II, L929 e HaCat, e posterior avaliação da morfologia celular, tanto por microscopia de luz quanto confocal, demonstraram não haver inibição do crescimento celular, nem alteração morfológica nas quatro linhagens celulares utilizadas. Assim,com base nos resultados até agora obtidos, o hidrogel baseado em um biopolímero regionalapresentou potencial promissor para o desenvolvimento de uma matriz poliméricaque favoreça a proliferação celular e, também, como um sistema de liberação lenta de ativos para ser utilizado no campo da medicina regenerativa.

  • DANIEL FERNANDES FALCÃO
  • : Efeitos do ajuste externo e tratamentos subsequentes realizados antes e após a cimentação sobre a resistência à fratura e rugosidade superficial de uma cerâmica vítrea.
  • Orientador : AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
  • Data: 27/04/2018
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Declaração do problema: Antes ou após a cimentação das restaurações cerâmicas, normalmente faz-se necessário a realização de ajustes, estas intervenções podem promover prejuízos mecânicos nesses materiais. Devido ao ganho na resistência das cerâmicas vítreas após a cimentação, tem sido recomentado a realização de ajustes apenas após este processo.
    Objetivo: O objetivo deste estudo in vitro foi investigar os efeitos da realização do ajuste externo seguido de polimento e reglazeamento antes e após a cimentação sobre a resistência à fratura e rugosidade superficial em diferentes espessuras de uma cerâmica vítrea reforçada com dissilicato de lítio.
    Material e métodos: Cento e vinte discos de cerâmicos foram obtidos por meio da técnica da cera perdida, 60 deles medindo 0,5 mm de espessura x 6,0 mm de diâmetro e 60 com dimensões 1,0 mm x 6,0 mm. Os espécimes cerâmicos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos (n = 60) de acordo com a espessura e em seis subgrupos (n = 10) conforme o tratamento da superfície externa e o período em que esses tratamentos foram realizados, antes ou após a cimentação resinosa ao esmalte bovino: CO: Apenas a cimentação; AC: Ajuste antes da cimentação; CA: Ajuste após a cimentação; AGC: Ajuste e reglazeamento antes da cimentação; APC: Ajuste e polimento antes da cimentação; CAP: Ajuste e polimento após a cimentação. Todos os corpos-de-prova foram submetidos à mensuração da rugosidade superficial previamente ao teste de resistência à fratura, realizado através de uma carga compressiva (0,5 mm / mim) aplicada por um pistão no centro da amostra. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste Kruskal-Wallis e teste Mann-Whitney U (α = 0.05).
    Resultados: A análise estatística revelou diferença significativa nos valores de resistência à fratura entre os grupos (p < 0.05). Os valores de rugosidade diferiram de maneira significante entre os tipos de tratamento de superfície (p < 0.05). Não houve diferença estatisticamente significativa nos valores de resistência à fratura entre os subgrupos com espécimes de mesma espessura (p > 0.05).
    Conclusão: Os tratamentos realizados após a simulação do ajuste clínico foram eficientes na redução significante dos valores de rugosidade superficial. A simulação do ajuste externo e tratamentos subsequentes não alteraram de forma significativa a resistência à fratura dos espécimes cerâmicos, independente da espessura e do período em que os tratamentos foram realizados.

     

  • LARISSA CORDEIRO CAVALCANTE
  • Análise clínica e radiográfica de uma pasta endodôntica à base de hidróxido de cálcio e Aloe vera: ensaio clínico randomizado
  • Orientador : CARMEN MILENA RODRIGUES SIQUEIRA CARVALHO
  • Data: 28/03/2018
  • Mostrar Resumo
  • As medicações intracanais são utilizadas no intuito de reduzir as bactérias remanescentes, e acelerar o processo de cicatrização. Dentre essas, destaca-se o hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) por apresentar ação antimicrobiana, anti-inflamatória e reparadora. Diferentes substâncias são empregadas como veículo para o Ca(OH)2, as quais podem melhorar ou modificar suas propriedades. Dentre os novos veículos estudados, destaca-se, o fitoterápico Aloe vera. Dessa forma, o objetivo do estudo é avaliar, através de um ensaio clínico randomizado, a efetividade de uma pasta medicamentosa intracanal à base de Ca(OH)2 e Aloe vera em dentes com lesão periapical visível radiograficamente. O projeto foi aprovado pelo CEP (Parecer: 1.835.996) e submetido ao Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos (ReBEC), com o protocolo (REQ:4405). Sessenta e quatro pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com a medicação intracanal a ser utilizada: controle, Ca(OH)2 e soro fisiológico e experimental, Ca(OH)2 e Aloe vera. O tratamento endodôntico foi realizado pelo mesmo operador, seguindo o protocolo de abertura coronária, instrumentação endodôntica com o sistema Easy e desbridamentoforaminal. A medicação intracanal foi preparada de acordo com o grupo pertencente, e inserida nos condutos . Após 15 dias, os pacientes retornaram e os dentes foram obturados e restaurados. Cada participante avaliou, seguido uma escala analógica de dor, a sintomatologia pós-operatória nos períodos de 4, 24 e 48 horas após conclusão do tratamento. Foi realizado proservação clínica e radiográfica nos períodos de três, seis e nove meses após o término do tratamento. Os casos que apresentaram insucesso clínico foram considerados como dentes que não obtiveram cicatrização de lesão periapical. Os tratamentos foram classificados em cicatrização completa, incompleta, e sem cicatrização. Visto que a Associação Americana de Endodontia preconiza a avaliação da lesão radiográfica por até cinco anos, dentro do tempo estudado (nove meses) foi considerado sucesso os tratamentos que obtiveram cicatrização parcial ou total. A análise estatística dos dados foi realizada por meio do software SPSS 20.0, versão para Windows. A normalidade das variáveis foi verificada pelo teste de Shapiro-Wilk. Por não apresentarem comportamento normal ou simétrico, os dados foram submetidos ao teste não-paramétrico de Mann-Whitney. Para avaliação da dor em um mesmo grupo nos diferentes tempos utilizou-se o teste não-paramétrico de Friedmann. Para comparação da variável qualitativa sucesso do tratamento endodôntico, utilizou-se o teste qui-quadrado. Considerou-se p< 0,05. Ao final do estudo, foram proservados 48 dentes. Os valores da dor pós-operatória nos tempos 04 e 24 horas para o grupo Aloe vera foram menores com diferença estatisticamente significativa (p<0,001). No tempo de 48, não houve diferença estatística entre os grupos (p=0,307). Após avaliação clínica e radiográfica, as taxas de sucesso, dentro do período de nove meses, foram de 95,8% para o grupo experimental e 83,3% para o grupo controle, sem diferença estatisticamente significativa (p=0,348). Os resultados demonstraram que a pasta de Aloe vera e Ca(OH)2  apresentou efetividade como medicação intracanal na remissão da dor pós-operatória, sem alterações clínicas e radiográficas significativas. Assim, acredita-se que o Aloe vera pode ser um veículo alternativo para o hidróxido de cálcio como medicação intracanal.

  • ROBSON DE SOUSA FERREIRA
  • EFEITO DE DENTIFRÍCIO COM ALTA CONCENTRAÇÃO DE FLUORETO NA DESMINERALIZAÇÃO DE ESMALTE ADJACENTE A BRÁQUETES ORTODÔNTICOS – ESTUDO IN SITU
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 28/02/2018
  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO

    Este estudo in situ, duplo-cego cruzado e de boca dividida avaliou o efeito de dentifrício com alta concentração de fluoreto (5000 ppm F) e de agente resinoso para colagem contendo fluoreto (F) na desmineralização de esmalte adjacente a bráquetes ortodônticos. Em 120 blocos de esmalte bovino de dimensões 7x7x2 mm foram colados bráquetes com agentes para colagem OrthoCem® (com F na composição) ou Natural Ortho®. Os blocos foram colocados em dispositivos palatinos com recesso de 1 mm e utilizados por 10 voluntários. Uma tela plástica foi colocada sobre os blocos para favorecer acúmulo de biofilme. O estudo foi constituído por 3 fases de 14 dias cada, onde 3 produtos foram testados: dentifrício não fluoretado, dentifrício 1100 ppm F e dentifrício 5000 ppm F. Em cada fase, para estabelecer desafio cariogênico, os voluntários gotejaram solução de sacarose 20% 8x/dia. Ao final de cada fase, os blocos foram removidos, dureza em corte transversal realizada e calculada a área da lesão. O biofilme foi coletado para dosagem de fluoreto e cálcio. Análise estatística foi realizada utilizando ANOVA 2 fatores e teste de Tukey com p fixado em 5%. Verificou-se menor área de lesão no esmalte adjacente aos bráquetes e maiores concentrações de fluoreto no biofilme nos blocos tratados com dentifrício 5000 ppm F (p<0,05), enquanto para os demais tratamentos não houve diferença estatisticamente significante (p>0,05). Para concentração de cálcio no biofilme não houve diferença em nenhum dos tratamentos (p>0,05). Os resultados sugerem que o agente para colagem não influenciou na área da lesão e concentração de fluoreto no biofilme. Conclui-se que o dentifrício 5000 ppm F é eficaz na redução de desmineralização de esmalte adjacente a bráquetes ortodônticos.

     
  • DANIELLE GOMES DOURADO
  • PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUILOMBOLAS RURAIS
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 28/02/2018
  • Mostrar Resumo
  • A hipomineralização molar-incisivo (MIH) constitui defeito qualitativo do esmalte dentário que acomete 1 a 4 primeiros molares permanentes, podendo afetar incisivos permanentes. A etiologia da condição permanece inconclusiva e representa problema de saúde pública por estar relacionada à cárie dental. Comunidades quilombolas são grupos étnico-raciais que vivem em situação de vulnerabilidade social, má nutrição e dificuldade de acesso a serviços de saúde, que podem predispor ao desenvolvimento da MIH. Este estudo observacional transversal teve por objetivo determinar a prevalência e os fatores associados à Hipomineralização molar-incisivo (MIH) em crianças e adolescentes quilombolas rurais do nordeste brasileiro. A amostra foi composta por 251 crianças e adolescentes (8 a 14 anos) residentes na comunidade quilombola rural Lagoas em São Raimundo Nonato, Piauí, nordeste do Brasil (população censitária). Foram coletados dados sociodemográficos e relacionados à saúde pré, peri e pós-natal e realizado exame clinico dentário, por quatro examinadores previamente treinados e calibrados (Kappa≥0.8) para diagnóstico da MIH (EAPD, 2003). Foram realizadas análise descritiva dos dados e regressão de Poisson. A magnitude da associação foi avaliada por razão de prevalência bruta e ajustada (RP), e intervalos de confiança (IC 95%). A prevalência de MIH foi de 46,6%. No modelo final, a presença de MIH esteve associada a diabetes gestacional (p<0,001; RP = 2,49; IC95% 2,08-2,99) e a sofrimento fetal agudo (p=0,025; RP = 1,39; IC95% 1,04-1,86). É importante a realização de estudos e divulgação de resultados sobre a alta prevalência e fatores associados a MIH, principalmente em comunidades economicamente desfavorecidos como os quilombolas, por estimularem a implementação de políticas públicas de saúde, com enfoque na promoção de saúde desde o pré-natal, proporcionando melhores condições de vida, tendo em vista que a MIH está relacionada a alterações durante a gravidez. Concluiu-se que a prevalência de MIH na população estudada foi alta e associada com diabetes gestacional e sofrimento fetal agudo.

  • BÁSIA RABELO NOGUEIRA
  • : PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS AOS DEFEITOS DE DESENVOLVIMENTO DO ESMALTE EM INDIVÍDUOS COM PARALISIA CEREBRAL
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 23/01/2018
  • Mostrar Resumo
  • Existe uma ampla variedade de fatores etiológicos possivelmente associados com Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte (DDE) como fatores pré-, peri- e pós-natais. Alguns desses fatores estão presentes em pacientes com Paralisia Cerebral (PC) tornando-os hipoteticamente susceptíveis a essa condição. Esse estudo transversal controlado teve o objetivo de avaliar a prevalência e fatores associados a DDE em pacientes com PC. O índice DDE modificado foi usado para diagnóstico dos defeitos de esmalte. Informações referentes a condição socioeconômica e histórico médico da mãe e da criança foram coletados através de um questionário. A amostra foi formada por 45 participantes com PC com idade de 3 a 14 anos compondo o grupo de estudo (GE). O grupo controle (GC) foi formado por escolares normotípicos (n=45), pareados de acordo com sexo, idade, renda e escolaridade da mãe. A prevalência global de DDE em GE e GC foi de 60% e 73,3%, respectivamente. Não houve diferença significativa quanto a prevalência de DDE entre os grupos (p=0,180). Houve associação entre a ocorrência de defeitos de esmalte, idade (RP=2,875; IC95%=1,214-6,808; p=0,001) e escolaridade materna (RP=1,662; IC95%=1,012-2,731; p=0,038) no grupo de estudo na análise bivariada. Na Regressão de Poisson idade, renda familiar e escolaridade da mãe não apresentaram associação significativa com DDE em conjunto. A prevalência de DDE foi alta e similar nos dois grupos. Fatores socioeconômicos estão associados a DDE em crianças e adolescentes com PC.

  • ARYVELTO MIRANDA SILVA
  • ESCOVAS AUTOMÁTICAS NO CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTÁRIO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM SÍNDROME DE DOWN: ESTUDO CLÍNICO RANDOMIZADO CRUZADO
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 22/01/2018
  • Mostrar Resumo
  • Controle efetivo do biofilme dentário em indivíduos com Síndrome de Down (SD) é deficiente. O uso de escovas automáticas pode ser atrativo para crianças e adolescentes com SD e impactar positivamente no controle efetivo do biofilme. Este estudo clínico randomizado teve como objetivo avaliar a aceitação e efetividade de escovas automáticas em comparação a escovas manuais no controle mecânico do biofilme dentário em crianças e adolescentes com SD. A população de estudo foi randomicamente selecionada a partir de crianças e adolescentes matriculados no Centro Integrado de Educação Especial (CIES) em Teresina, Piauí, Brasil. Trinta e duas crianças e adolescentes, entre 4 e 14 anos de idade, foram alocados em dois grupos: grupo 1 (G1), iniciou período experimental de sete dias com escovas manuais, foi submetido a um período de sete dias de washout e finalizou com um período de sete dias utilizando escovas automáticas; e grupo 2 (G2), que teve a ordem de uso dos dois tipos de escova revertida. A análise do biofilme foi feita por meio do índice de biofilme Turesky-Quigley-Hein, antes e após as escovações realizadas pelos cuidadores. O comportamento, segundo a escala de Frankl, foi avaliado durante a escovação. Análise estatística incluiu testes T-pareado, Mann Whitney, Qui-quadrado e Wilcoxon, com intervalo de confiança de 95%. A maioria dos participantes era do sexo feminino (56,3%) e idade média de 8,63 anos. A análise de biofilme antes e após as escovações demonstrou redução significativa de biofilme, não havendo diferença quanto ao tipo de escova utilizada. A análise entre os grupos (G1 e G2) demonstrou que escovas automáticas e manuais promoveram redução de biofilme superior a 70%, não sendo observada diferença estatisticamente significativa quanto à ordem do uso de escovas entre os participantes (p=0,210). Não foi observada diferença estatisticamente significativa entre as análises comportamentais durante as escovações realizadas com os dois tipos de escova adotados (p=0,564). Não foram relatados ou observados efeitos adversos do uso dos dois tipos de escova ao longo do estudo. Conclui-se que escovas automáticas e manuais são efetivas para a remoção de biofilme e não foi observada superioridade de escovas automáticas. Os dois tipos de escova foram similarmente bem aceitos por crianças e adolescentes com Síndrome de Down.

2017
Descrição
  • RAVENA BRITO MARQUES
  • IMPACTO DA FLUORETAÇÃO DA ÁGUA DE ABASTECIMENTO PÚBLICO SOBRE A SAÚDE BUCAL DE ADULTOS
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 18/12/2017
  • Mostrar Resumo
  •        A fluoretação da água é considerada a forma mais democrática de acesso aos fluoretos. A medida beneficia todos que são atendidos pelo sistema de abastecimento de água da comunidade, independentemente de sua condição social ou econômica. Apesar do benefício com baixos risco e custo para a comunidade a implantação dos sistemas de fluoretação de águas depende de investimento financeiro inicial elevado e infraestrutura, dificultando o acesso de populações a essa medida. Este estudo tem por objetivo avaliar a saúde bucal de adultos jovens residentes em bairros abastecidos ou não com água fluoretada. A população deste estudo foi constituída por estudantes de ensino médio de escolas públicas com idades entre 17 e 21 anos de bairros abastecidos com água fluoretada (grupo exposto - GE) e bairros não abastecidos com água fluoretada (grupo não exposto - GN). Questionário com perguntas relativas a aspectos sócios demográficos, condições de saúde bucal e autopercepção em saúde bucal foi aplicado. O exame foi realizado nas dependências das escolas, por uma examinadora previamente calibrada, com o participante na posição sentada e com a cabeça levemente inclinada para trás. Foram utilizados espelho bucal plano e sonda CPI, devidamente esterilizados.  A cárie dentária foi mensurada pelo índice CPOD, a fluorose dentária pelo Índice Thylstrup-Ferjeskov, e foi determinada a necessidade de utilização de prótese dentária.Após a realização dos exames, os dados coletados foram organizados no SPSS versão 21.0 para as análises estatísticas. Para a verificação da existência de associação das variáveis dependentes (cárie e fluorose) com as variáveis independentes foram aplicados o teste qui-quadrado e o Teste T com nível de significância de 5%. Na análise multivariada utilizaram-se as variáveis cuja associação tiveram valor de p<0,20 na análise bivariada. Participaram do estudo 660 estudantes. Foi observada maior prevalência de cárie dentária no grupo não exposto (GN=81,2% e GE=68,3% - p<0,001). Com relação à severidade, observou-se índice CPOD médio menor para os jovens residentes em bairros com água fluoretada (GE=2,48 e GN=3,83 p<0,001). Observou-se que a não fluoretação da água estava associada a experiência de cárie(OR= 2,01; IC95%=1,35-2,99). Observou-se associação entre a presença de água fluoretada e a prevalência de fluorose muito leve/leve- (OR=2,26; IC95%=1,54-3,32) e moderada/severa (OR=3,66; IC95%=1,93-6,95). Conclui-se que mesmo com a utilização de dentifrício fluoretado houve diferença na prevalência de cárie nos grupos expostos ou não a fluoretação, sendo a doença mais prevalente e severa naqueles não expostos. Em relação à fluorose, a fluoretação da água está associada a maior prevalência de fluorose leve, moderada .

  • THALITA KARENYNE XAVIER SILVA FRANÇA
  • DEFEITOS DE DESENVOLVIMENTO DO ESMALTE DENTÁRIO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUILOMBOLAS
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 07/12/2017
  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de estudo transversal cujo objetivo foi determinar a prevalência e fatores associados a defeitos de desenvolvimento do esmalte dentário em crianças e adolescentes. A população foi censitária, composta porindivíduos na faixa etária de 3 a 14 anos., residentes na comunidade quilombola Lagoas, localizada na região sul do estado do Piauí. Os pais/responsáveis responderam a um questionário contendo dados socioeconômicos e demográficos, histórico de agravos durante a gravidez e infância e exame clínico dentário aplicando o Índice de Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte (DDE) modificado. Os critérios diagnósticos para DDE incluíram hipoplasia, opacidades ou combinação entre os dois tipos de defeitos. Foram realizadas análises descritivas, testes de associações (Qui-quadrado) e regressão logística, ao nível de significância de 5%. Foram examinados 406 crianças e adolescentes. A prevalência de DDE foi de 80,5%, sendo mais prevalentes as opacidades demarcadas tanto na dentição decídua (20,4%) quanto na dentição permanente (23,9%). Os fatores associados a DDE foram, crianças de idade menor (RP=1,131; IC95%=1,02–1,25), uso de antibiótico na gravidez (RP=1,144; IC95%=1,07–1,22), desproporção céfalo-pélvica (RP=1,148; IC95%=1,07–1,23) e desnutrição durante a primeira infância (RP=1,121; IC95%=1,03–1,22). A prevalência de defeitos de esmalte foi alta em comparação com a literatura.

  • JOSÉ PEREIRA LEAL
  • EFEITO DE DENTIFRÍCIO COM ALTA CONCENTRAÇÃO DE FLÚOR NA DESMINERALIZAÇÃO E REMINERALIZAÇÃO DA DENTINA RADICULAR IN SITU
  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 27/10/2017
  • Mostrar Resumo
  • A cárie radicular aumentou em prevalência na população idosa com o aumento da expectativa de vida e a manutenção de um maior número de elementos dentários nessa faixa etária. A dentina é mais susceptível à cárie que o esmalte e apresenta melhor resposta a elevadas concentrações de fluoretos (F). O estudo objetivou avaliar o efeito de dentifrício com alta concentração de F na desmineralização e remineralização de dentina radicular. Trata-se de uma pesquisa experimental in situ, randomizada, cega, cruzada e do tipo boca dividida para avaliar desmineralização e remineralização de dentina. Os desafios cariogênicos foram realizados com sacarose 20% três e oito vezes ao dia nos blocos desmineralizados e hígidos, respectivamente. Os tratamentos foram realizados com dentifrício contendo 0 ppm F, 700 ppm F, 1300 ppm F e 5000 ppm F. Cento e sessenta blocos de dimensões 4x4x2 mm foram confeccionados a partir do terço cervical radicular. A dureza foi realizada com um endentador Knoop a 5gf por 5 segundos e apresentou média de 45,16 ± 6,41kg / mm2. Do total de blocos, metade foi submetido à desmineralização e a outra metade foi submetida à remineralização. Após as etapas experimentais, foram calculadas a porcentagem de perda de dureza de superície e a porcentagem de recuperação de dureza de superfície. A análise estatística foi realizada pelo programa Statistical Analisis System (SAS 9.0) com análise de variância por ANOVA um fator e Teste de Tukey, p≤ 0,05.  Na desmineralização, os resultados mostraram maior efeito protetor do dentifrício de alta concentração, porém sem diferença estatisticamente significativa do dentifrício 1300 ppm F. Na remineralização, o dentifrício de alta concentração foi expressivamente superior na capacidade de reposição mineral. Portanto, o uso do dentifrício 5000 ppm F é importante na prevenção e no tratamento de cárie radicular.

  • FRANCISCO NORBERTO DE MOURA NETO
  • Produção e caracterização de placas reabsorvíveis de poliuretana de óleo de mamona (Ricinus communis) para fixação de fraturas ósseas
  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 02/06/2017
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento de biopolímeros com módulo de elasticidade semelhante ao do osso representa uma alternativa para o tratamento de fraturas faciais. Alguns problemas são relatados como consequência da fixação funcionalmente estável com placas de titânio. O objetivo desta pesquisa foi produzir placas reabsorvíveis para fixação de fraturas ósseas constituídas de poliuretana obtida da reação química com óleo de mamona (Ricinus communis), bem como realizar a caraterização físico-química, microestrutural e térmica do produto. A etapa inicial para a produção do biopolímero foi a reação de glicerólise dos triglicerídeos presentes na estrutura do óleo, por ação de um poliol (glicerol), até a obtenção de uma resina composta por monoglicerídeo. A seguir, Hexametileno Diisocianato (HDI) foi adicionado para reagir com o monoglicerídeo e formar estruturas uretana. Hidroxiapatita foi adicionada em diferentes concentrações. Os conteúdos foram armazenados em recipientes com formato retangular e prensados por tempo adequado. A finalidade desta última etapa foi possibilitar a reação de junção das unidades uretana. Com isso, placas de poliuretana com formato retangular e dimensões de 40mm X 10mm X 2mm (comprimento x largura x espessura) foram obtidas e retiradas dos moldes. Testes de caracterização microestrutural por Espectroscopia na Região do Infravermelho, Microscopia Eletrônica de Varredura e Difração de raios X, além de Calorimetria Exploratória Diferencial e Termogravimetria foram realizados. A análise por Microscopia Eletrônica mostrou superfície plana e homogênea, saliências e depressões caracterizando artefatos, porosidade e aspectos brilhantes referentes ao material de enchimento. O perfil de organização molecular observado por Difração de raios X mostrou o aspecto de semicristalinidade do polímero. O biomaterial apresentou faixa de transição vítrea e estabilidade térmica até 50ºC, o que torna possível sua aplicação em condições fisiológicas. A partir dessa temperatura foi observada a decomposição térmica com picos de perda de massa entre 200 e 300ºC, e entre 300 e 450ºC. A análise das características físico-químicas, microestruturais e térmicas do biopolímero produzido permite sugerir que sua degradação após entrar em contato com fluidos corporais em condições fisiológicas ocorrerá pelo mecanismo de erosão volumétrica; com hidrólise inicial de ligações nas regiões amorfas, seguida pela dissociação das regiões cristalinas.

  • VANESSA BENIGNO MOTA
  • ANÁLISE DE FATORES RELACIONADOS AO HIV EM ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA
  • Orientador : SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS
  • Data: 05/05/2017
  • Mostrar Resumo
  • Em todo o mundo, o controle de HIV/AIDS constitui-se um dos principais problemas de saúde pública. O objetivo desse trabalho consistiu em verificar os fatores associados ao HIV/AIDS em estudantes de Odontologia, no que diz respeito a conhecimentos, atitudes preventivas nas atividades clínicas, prevalência de acidentes ocupacionais e comportamento sexual. Foi aplicado um formulário contendo questões fechadas e semiabertas em uma amostra de 148 acadêmicos de Odontologia que cursavam do 3º ao 9º período no ano de 2016 (taxa de resposta de 91,9%). Para análise dos dados, foram realizadas análises univariadas, por meio de estatísticas descritivas simples com distribuição de frequências absolutas, percentuais simples e medidas de tendência central, além dos testes exato de Fisher e Mann-Whitney, com nível de significância de 0,05. Os alunos pesquisados reconheceram corretamente como formas de transmissão do HIV: sangue (100%), relação sexual (99,3%), transmissão vertical (58,1%) e compartilhamento de material contaminado (94,6%) e como formas de prevenção: uso de preservativo (100%) e não compartilhar agulhas e seringas (99,3%). Quanto a frequência de uso de preservativo nas relações sexuais, 37% assinalaram “sempre”, 55,5% “às vezes” e 7,6% “nunca”. Nas práticas clínicas, 99,3% afirmaram utilizar EPIs, 28,4% já sofreram acidente perfurocortante, a agulha foi o agente de exposição mais citado (32,5%) e na maioria dos casos (54,8%) nenhuma medida foi tomada após o acidente. Os alunos investigados exibiram bom conhecimento acerca de HIV/AIDS e atitudes preventivas adequadas no atendimento clínico e manejo de instrumentais perfurocortantes, entretanto ainda precisam ser motivados no que diz respeito ao uso de preservativo nas relações sexuais e orientados quanto aos cuidados pós-exposição acidental com material biológico.

  • INGRID MACEDO DE OLIVEIRA
  • Dentiçao do Tatu ( Dasypus novemcictus , Xenarthra, Linneus, 17980): um possível modelo para pesquisas em odontologia.
  • Orientador : AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
  • Data: 07/03/2017
  • Mostrar Resumo
  • Os Xenarthras compõem um grupo de mamíferos com apomorfias que caracterizam o clado, dentre as peculiaridades destacamos a dentição. O gênero Dasypus é o único com duas gerações funcionais de dentes: decídua e permanente. O objetivo do presente estudo foi descrever as dentições decídua e permanente do tatu verdadeiro, (Dasypus novemcinctus). Dezesseis animais foram doados mortos e congelados pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio-PI). Após o descongelamento dos mesmos, procedeu-se a fixação e dissecação para acesso aos elementos dentários na cavidade oral. Análises macroscópica e morfométrica foram realizadas por meio de estereomicroscópio e mensuração com paquímetro digital, e as estruturas fotografadas. Modelos de gesso da maxila e mandíbula foram confeccionados para reprodução das estruturas e hemimandíbulas diafanizadas para visualização macroscópica das características internas. Tomadas radiográficas padronizadas foram obtidas dos elementos dentários in situ. Os dentes foram removidos, descalcificados, processados histologicamente, corados pela Hematoxilina-eosina e analisados em microscopia de luz. Observou-se tatus em quatro condições dentárias distintas, filhote com dentição decídua incompleta, adulto jovem com dentição decídua completa e os oitavos elementos permanentes e tatus adultos em dentição mista e permanente. Os dentes decíduos de Dasypus novemcinctus são braquiodontes. A região radicular tem diâmetro maior que a coronária e há duas raízes, mesial e distal, que unem-se em uma furca arredondada. Estruturalmente são constituídos por cemento celular, ortodentina e osteodentina. O tecido pulpar ricamente vascularizado situa-se na porção centro-inferior e adentra as raízes até a porção mediana. Os permanentes são hipsodontes. O diâmetro é o mesmo em todo o longo eixo, não há colo dentário e raízes verdadeiras. Observou-se somente cemento e ortodentina com a polpa na porção centro inferior. Em ambos, as coroas clínicas dividem-se em faces e cúspides estão presentes. Os animais, com exceção do filhote apresentam dimensões craniométricas e dentárias próximas. Concluiu-se que em Dasypus novemcinctus, a porção coronária é semelhante em ambas as dentições decídua e permanente. A radicular, no entanto, diferencia-se, sendo necessárias radiografias para distingui-las no animal vivo. Este conhecimento pode ser utilizado para auxiliar na estimativa de faixa etária em tatus da espécie estudada.

  • DAYLANA PACHECO DA SILVA
  • Influência dos métodos de esterilização na morfologia e propriedades físicas de dentes humanos extraídos.
  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 03/03/2017
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo avaliou in vitro a morfologia e propriedades físicas do esmalte e dentina, submetidos a métodos de esterilização utilizados em Banco de Dentes Humanos (BDH). Foram utilizados dezesseis terceiros molares hígidos, cedidos pelo BDH da Universidade Federal do Piauí (UFPI), armazenados em água purificada. Os dentes foram seccionados no sentido vestíbulo-lingual, mésio-distal, e na junção amelocementária, originando 64 espécimes. Após a seleção através dos dados de dureza e rugosidade inicial, 40 espécimes foram distribuídos nos seguintes grupos de tratamento (n=10/grupo): G1= Autoclave 121ºC (30 minutos); G2= Hipoclorito de Sódio 2,5% (07 dias); G3= Hipoclorito de Sódio 5,25% (07 dias); G4= Ácido Acético 30% (7 dias). Após a esterilização, obteve-se uma nova avaliação. A análise morfológica se deu com espécimes representativos dos grupos de tratamento (n=4) e do controle (n=1), sob o aumento de 7.500x. Os dados foram analisados pelos testes t pareado, Wilcoxon, Kruskal-Wallis e Análise de Variância (ANOVA) seguido do post hoc Tukey, com significância de 5%. Todos os métodos de esterilização alteraram a dureza da dentina e rugosidade dos espécimes (p< 0,05). Enquanto que a dureza do esmalte foi afetada pela Autoclave e Hipoclorito de Sódio 2,5% (p=0,005; p=0,005). Através das micrografias, verificou-se que os métodos utilizados ampliaram a abertura dos poros do esmalte e dos túbulos dentinários, demonstrando maior dissolução e permeabilidade dos tecidos. Portanto, os métodos de esterilização adotados neste estudo alteraram a morfologia e/ou propriedades físicas do esmalte e dentina. 

  • MIKAELLE CLARO COSTA SILVA
  • IMPACTO DA FLUORRETAÇÃO DA ÁGUA SOBRE CÁRIE E FLUOROSE DENTAL EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES
  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 21/02/2017
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de anquiloglossia e o nível de mobilidade lingual como também seus impactos na qualidade de vida em adolescentes. Trata-se de um estudo observacional transversal, em adolescentes, de ambos os gêneros, na faixa etária de 10 a 14 anos, matriculados em escolas públicas e privadas do município de Teresina-PI. O cálculo do tamanho da amostra foi realizado no programa Statcalc do Epi Info (versão 6.04) e levou em consideração uma população de escolares na faixa 10-14 anos (36.455), uma prevalência de 50%, erro máximo de 5% para um nível de significância de 95%. A amostra foi aumentada em 20%, pressupondo uma taxa de não resposta e para controlar fatores de confusão, resultando em uma amostra final de 456 escolares estratificados segundo tipo de escola (particular ou publica) e zona de localização (Sudeste, Norte, Leste, Norte e Centro). Serão coletados dados sociodemográficos e realizado exame do frênulo língua para classificar o nível de anquiloglossia (Ruffoli et al., 2005) e mobilidade lingual (Kotlow,1999) por uma examinadora treinada e calibrada (Kappa > 0,70) na própria escola.  O exame será realizado em posição simplificada sob luz natural, utilizando abaixador de língua, espelho bucal plano e paquímetro. E para mensurar o impacto dessas condições bucais na qualidade de vida dos adolescentes será utilizado o questionário testado e validado Oral Health Impact Profile (OHIP-14) que será aplicado no formato de entrevista juntamente com o questionário sócio demográfico.  A análise estatística será realizada utilizando-se o software SPSS versão 18.0 para Windows.

  • HELOÍSA CLARA SANTOS SOUSA BRITO
  • ESMALTE DE PRÉ-MOLARES CUJOS ANTECESSORES FORAM SUBMETIDOS À TERAPIA PULPAR COM PASTA ANTIBIÓTICA
  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 17/02/2017
  • Mostrar Resumo
  • Estudo observacional transversal com o objetivo de avaliar defeitos de desenvolvimento do esmalte de pré-molares cujos antecessores foram submetidos a terapia pulpar com pasta CTZ. A população será censitária, composta por pacientes atendidos na clínica odontológica infantil da UFPI que apresentarem pré-molares totalmente irrompidos. Três grupos serão determinados. Grupo 1: indivíduos cujos molares decíduos foram tratados com pasta CTZ quando a criança tinha idade igual ou inferior a 7 anos. Grupo 2: indivíduos cujos molares decíduos foram extraídos por necrose pulpar, sem tratamento endodôntico prévio, quando a criança tinha idade igual ou inferior a 7 anos. Grupo 3: indivíduos cujos molares decíduos não tiveram comprometimento pulpar até esfoliação fisiológica. Os instrumentos de coleta de dados serão: avaliação de prontuários para separação dos indivíduos por grupos e exame clínico dentário em que será aplicado o índice DDE modificado (Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte). As informações serão anotadas em ficha elaborada para o estudo. Os dados serão digitalizados e analisados nos programas SPSSâ e R-Projectâ. Será realizada análise descritiva dos dados e na análise estatística aplicado o teste Qui-quadrado de Pearson para comparar as proporções de presença e ausência de DDE no grupo 1 e análise de variância (ANOVA) com 5% de significância estatística para comparar as proporções da presença de DDE nos diferentes grupos. Caso haja significância estatística, será realizado pós-teste de estatística Z, através da padronização da distribuição do DDE.

  • MARKELANE SANTANA SILVA
  • Prevalência e fatores preditores da Hipersensibilidade Dentinária em adolescentes
  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 26/01/2017
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo observacional transversal avaliou a prevalência da Hipersensibilidade Dentinária (HSD) e os fatores preditores em adolescentes escolares na faixa etária de 12 a 19 anos de Teresina-PI, Brasil. Foram coletados dados sociodemográficos e relacionados à saúde geral, hábitos de higiene bucal, autopercepção em saúde bucal e fatores comportamentais. Exame clínico dentário foi realizado em posição simplificada por um único examinador previamente treinado e calibrado (Kappa = 0,89). O diagnóstico de HSD foi baseado no autorrelato e confirmado por testes intraorais (sonda e jato de ar). A associação entre HSD e os fatores preditores foi determinada utilizando um modelo multivariado. A amostra consistiu de 384 adolescentes. As estimativas de prevalência identificadas por estímulo tátil e evaporativo foram 11,5% e 16,4%. Incisivos e caninos foram os dentes mais afetados, com média de 5,2 dentes sensíveis por sujeito. A análise multivariada revelou, para o estímulo tátil, associação da HSD com movimento único de escovação (OR=0,53; IC95%=0,47-0,60; p<0,001), presença de placa (OR=2,45; IC95%=1,94-3,09; p<0,001), presença de LCNC (OR=2,76; IC95%=2,40-3,18; p<0,001), resseção gengival (OR=1,63; IC95%=1,44-1,86; p<0,001) e giroversão (OR=1,60; IC95%=1,40-1,82; p<0,001). Para os diagnosticados por estímulo evaporativo, movimento único de escovação (OR=0,73; IC95%=0,66-0,82; p<0,001), uso de enxaguantes bucais (OR=2,23; IC95%=1,94-2,55; p<0,001) presença de placa (OR=2,65; IC95%=2,16-3,25; p<0,001), presença de LCNC (OR=1,70; IC95%=1,51-1,90; p<0,001), resseção gengival (OR=1,75; IC95%=1,57-1,96; p<0,001) e giroversão (OR=1,78; IC95%=1,59-1,99; p<0,001) apresentaram associação. A prevalência de HSD foi moderada na amostra. Mulheres apresentaram mais chances de apresentar HSD. Os fatores preditores para a HSD identificados neste estudo podem ser alvo de estratégias preventivas de controle da incidência de HSD nesta e em outras faixas etárias, uma vez que a condição parece aumentar com a idade.

2016
Descrição
  • ALESSANDRA NOLETO DE ALMEIDA NUNES LIMA
  • Cárie dentária, condição periodontal e obesidade em adolescentes
  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 20/12/2016
  • Mostrar Resumo
  • A nutrição é componente fundamental para a saúde bucal e a alimentação tem influência direta na progressão das doenças orais mais comuns: cárie e doença periodontal. Este estudo observacional transversal controlado verificou a relação entre cárie dentária, condição periodontal e obesidade em adolescentes obesos ou com excesso de peso, na faixa etária de 12 a 19 anos de Teresina-PI. Dados sócio demográficos foram coletados por questionários, foram realizadas avaliações antropométricas e exames clínicos dentários foram executados utilizando-se o índice ICDAS (índice internacional de avaliação de cárie dentária) e o índice PSR (índice periodontal simplificado). A amostra foi de 360 adolescentes estratificada por tipo de escola (pública /privada), os quais foram distribuídos em três grupos:, obesos, com sobrepeso e eutróficos. Foram realizados análise descritiva dos dados, testes Qui-quadrado e exato de Fish. Para as associações significativas (p<0,05), foram calculadas medidas de efeito, como Odds Ratio e/ou Razão de Prevalência. A prevalência global de cárie dentária (presente ou ausente), nos dois pontos de corte utilizados, não mostrou associação significativa com os grupos segundo o IMC, porém há uma associação significativa para os molares (: x²=6,023; gl=2; p=0,049), quanto aos grupos de dentes, quando o ponto de corte identificava desde os estágios iniciais da cárie dentária ICDAS 1-6>0.Adolescentes com sobrepeso apresentaram maior prevalência (24,2%) de elementos dentários restaurados com resina ou amálgama, quando comparados com aqueles com obesidade (16,7%) ou eutrofia (23,3%). Os dados obtidos com o PSR total (x²=9,692; gl=4; p=0,046), mostra que paraadolescentes obesos ou com sobrepeso, verifica-se uma prevalência 1,33 vezes maior de cálculo e sangramento (IC95%=1,07-1,66) em relação aos eutróficos (p=0,003). Foi identificada associação significativa entre o acúmulo de biofilme e sobrepeso/obesidade (x²=15,167; gl=3; p=0,002). Em conclusão a prevalência global de cárie dentária (presente ou ausente), nos dois pontos de corte utilizados, não mostrou associação significativa com os grupos segundo o IMC, adolescentes com sobrepeso tiveram maior prevalência de elementos dentários restaurados com resina ou amálgama, e acúmulo de biofilme, sangramento gengival e cálculo dentário estavam mais presentes em adolescentes com sobrepeso/obesos.

  • RAFAEL JOSÉ PIO BARBOSA TEIXEIRA
  • HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO EM GÊMEOS MONO E DIZIGÓTICOS
  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 16/12/2016
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo observacional transversal avaliou a coincidência de hipomineralização molar-incisivo (MIH) em pares de gêmeos mono e dizigóticos na faixa etária de 8 a 15 anos de Teresina-PI, Brasil. Foram coletados dados sociodemográficos e relacionados à saúde pré, peri e pós-natal. Foi realizado exame clinico dentário em posição simplificada por dois examinadores previamente treinados e calibrados (Kappa intraexaminador 1= 0,93; Kappa intraexaminador 2= 0,88; Kappa interexaminador= 0,85). Para o diagnóstico de MIH, foram utilizados os critérios da Academia Europeia de Odontopediatria. Foram realizados análise descritiva dos dados, testes Qui-quadrado, Exato de Fisher, T de Student e análises de regressão de multinível de Poisson, considerando três níveis. (1º nível - dente, 2º nível - criança, 3º nível - par de gêmeos). A população final foi composta por 167 pares de gêmeos. A prevalência de MIH identificada foi de 29,1%. Houve maior coincidência no diagnóstico da presença ou ausência de MIH para os gêmeos monozigóticos, tanto por dentes índices afetados (p=0,0012) quanto por pares de gêmeos avaliados (p=0,0211). No modelo final, a presença de MIH esteve associada a renda familiar entre um e dois salarios (p=0,009; RP = 3,82; IC95% 1,40-10,44), acima de dois salários (p=0,007; RP = 4,60; IC95% 1,51-14,05) e hemorragia gestacional (p=0,032; RP = 5,70; IC95% 1,16-28,14). Em conclusão, houve maior coincidência de MIH entre pares de gêmeos monozigóticos, sugerindo contribuição genética na etiopatogenia desse defeito de esmalte. A influência de fatores ambientais não pode ser descartada pela associação entre presença de MIH, renda e hemorragia durante a gestação.

  • FABIANA UCHÔA GOUVEIA ROLIM
  • EFEITO DO DENTIFRÍCIO COM ALTA CONCENTRAÇÃO DE FLÚOR NA DESMINERALIZAÇÃO DA DENTINA EXPOSTA A DIFERENTES FREQUÊNCIAS DE SACAROSE

  • Orientador : GLAUBER CAMPOS VALE
  • Data: 17/05/2016
  • Mostrar Resumo
  • Cárie é uma doença biofilme-açúcar-dependente e entre os carboidratos da dieta, a sacarose é considerada a mais cariogênica. A eficácia do fluoreto (F) no controle da cárie se deve principalmente ao seu efeito físico-químico. Estudos anteriores determinaram a desmineralização do esmalte mediante a exposição a diferentes frequências de sacarose. Entretanto, o comportamento da dentina não foi elucidado. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar a desmineralização da dentina mediante exposição a diferentes frequências de sacarose na presença do dentifrício com alta concentração de F. Para tal, um estudo in situ, cruzado, do tipo boca dividida, e cego para o examinador foi desenvolvido. Durante 3 fases de 7 dias cada, 10 voluntários utilizaram um disposto palatino contendo 4 blocos de dentina obtidos a partir de incisivos bovinos com dureza prévia inicial mensurada, sendo colocado 2 blocos de cada lado do aparelho. Solução de Sacarose a 20% foi gotejada sobre os blocos de dentina combinando as frequências de 0 (controle), 2, 4, 6, 8 ou 10x/dia de acordo com o desafio ao qual estavam participando na fase experimental. Simultaneamente, utilizaram 3x/dia um dentifrício fluoretado (5.000 ppm F; NaF). Após cada fase, a dureza final foi mensurada e a porcentagem de perda de dureza de superfície (%PDS) foi determinada, bem como a concentração de F solúvel em álcali e a biomassa. Os dados foram analisados por ANOVA e teste Tukey com nível de significância fixado em 5%. Observou-se que desmineralização da dentina e a biomassa formada aumentaram significativamente quando a frequência de sacarose era superior a 6x/dia, enquanto que a precipitação de CaF2 diminuiu a partir da frequência de 2x/dia. Os resultados sugerem que o dentifrício com alta concentração de Flúor é capaz de controlar a desmineralização da dentina quando a frequência de uso de sacarose não for superior a 6x/dia.

     

  • KÁSSIO VIEIRA MACÊDO
  • QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DEFORMIDADES DENTOFACIAIS SUBMETIDOS A CIRURGIA ORTOGNÁTICA

  • Orientador : MARIA CANDIDA DE ALMEIDA LOPES
  • Data: 18/03/2016
  • Mostrar Resumo
  • A cirurgia ortognática se torna uma demanda crescente no Brasil. Deformidades faciais e problemas esqueléticos causam distúrbios às funções fisiológicas e levam muitos pacientes a buscar tal tratamento, que acarreta mudanças importantes na qualidade de vida. Este estudo observacional longitudinal mensurou o tamanho do efeito, e comparou a qualidade de vida antes e após a cirurgia ortognática com os seguintes fatores: sexo, idade, renda, escolaridade, queixa principal, tipo de deformidade, tipo de cirurgia e grau de satisfação com o aspecto facial pós-operatório. Foram aplicados um formulário de identificação e sócio-demográfico e o Brazilian Orthognathic Quality of Life Questionnaire a 17 pacientes atendidos em um consultório odontológico particular, uma semana antes e 6 semanas após a cirurgia. A amostra foi calculada através da prevalência de impacto. Foi realizada análise descritiva através do software GraphPad Prism (GraphPad Software) e o teste de Correlação de Sperman aplicado em nível de significância de 0,01. A maior parte (76,47%) se declarou muito satisfeita com o resultado do procedimento. O tamanho do efeito calculado com o escore total do questionário foi de 1,57. Foram encontradas correlações significativas no pré-operatório entre o domínio social e a satisfação com a estética facial e entre conscientização da deformidade e tipo de deformidade; no pós-operatório, entre o domínio estética facial e o tipo de deformidade e entre a função oral e o sexo e satisfação com a aparência facial. A cirurgia ortognática tem impacto positivo especialmente sobre a satisfação com a aparência facial, podendo estar condicionado ao tipo de deformidade.

  • URIAS SILVA VASCONCELOS
  • Efeito de diferentes tratamentos de superfície da zircônia na resistência ao cisalhamento da cimentação resinosa

  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 11/03/2016
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo avaliou o efeito de diferentes tratamentos de superfície isolados e combinados entre si na resistência ao cisalhamento entre a zircônia e o cimento resinoso. 60 cilindros de zircônia (4mm de diâmetro x 4mm de altura) foram confeccionados e divididos em 6 grupos (n=10) conforme os tratamentos de superfície: G1 - abrasão com óxido de alumínio 110µm; G2 - abrasão com óxido de alumínio 30 µm revestido com sílica (Rocatec®); G3 - irradiação de laser Er:YAG 400mJ; G4 - irradiação de laser Er:YAG 400mJ + abrasão com óxido de alumínio 110µm;  G5 - irradiação de laser Er:YAG 400mJ + Rocatec®  e  G6 - controle. Os cilindros de zircônia foram cimentados no centro de cilindros de resina composta (6 mm de diâmetro) com cimento resinoso RelyX Ultimate. A resistência ao cisalhamento foi testada após a termociclagem. Os dados foram analisados pelo teste one-way ANOVA e pós-teste de Tukey com significância 5%. O grupo 5 apresentou maior resistência ao cisalhamento com diferença significativa comparado aos demais grupos tratados e o controle, mas não houve diferença em relação ao grupo jateado com óxido de alumínio 110 µm. A menor média de resistência ao cisalhamento ocorreu no grupo irradiado com laser Er:YAG que não diferiu estatisticamente do grupo controle e dos grupos 1, 2 e 4. A combinação do laser Er:YAG com abrasão de óxido de alumínio 110 µm aumentou significativamente a resistência de união entre a zircônia e o cimento resinoso, podendo ser uma alternativa eficaz de tratamento de superfície.

  • ROMÁRIO REIS NASCIMENTO CARVALHO
  • Estudo in vitro do embricamento mecânico de pilares cone Morse com e sem índice de posicionamento

  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 11/03/2016
  • Mostrar Resumo
  • Estudar o efeito do índex hexagonal nas conexões cônicas é importante para sucesso clínico em longo prazo das reabilitações implanto-suportadas. O objetivo do presente estudo foi investigar a resistência à tração de pilares da conexão cone Morse com e sem índice de posicionamento após ensaio de fadiga termomecânica, simulando até 3 anos de mastigação.Quarenta implantes cone Morse com seus respectivos pilares foram divididos em 2 grupos (n=20): com e sem e índex hexagonal de posicionamento, onde cada grupo foi submetido a determinado período de ciclagem (sem cliclagem,um período de 1x106,2x106 e 3x106) sob carga de 130 N, com frequência de 2 Hz, após torque de inserção de 15 N. Todos os grupos foram submetidos ao ensaio de tração a 0,5 mm/min, sob carga de 500 N, até o deslocamento do pilar. A análise estatística mostrou que o fator tipo de pilar (P = 0.145) e a interação entre os 2 fatores de estudo (tipo de pilar e período de ciclagem) (P = 0.445), não foram significativos para a resistência à tração. No entanto, o fator período de ciclagem (P < 0.001) foi significativo para a resistência à tração. O tipo de pilar, com ou sem índex hexagonal interno, não influenciou nos valores de resistência à tração do conjunto implante/pilar protético das conexões cone Morse. A presença de carga mecânica aumentou os valores de resistência à tração dos grupos experimentais, independentemente do tipo de pilar.

  • INGRID DE OLIVEIRA CAVALCANTE
  • Avaliação histológica e imunohistoquímica do hidróxido de cálcio associado à aloe vera em subcutâneo de Rattus norvegicus

  • Orientador : CARMEN MILENA RODRIGUES SIQUEIRA CARVALHO
  • Data: 01/03/2016
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho foi avaliar histológico e imunohistoquimicamente

    a biocompatibilidade de uma pasta experimental composta de hidróxido de

    cálcio associado à Aloe vera em tecido subcutâneo de ratos. Foram utilizados

    45 animais da espécie Rattus norvegicus, divididos em três grupos, de acordo

    com os materiais testados (hidróxido de cálcio P.A. com Aloe vera, ou água

    destilada ou clorexidina 2%) e com os diferentes tempos experimentais (07, 15

    e 30 dias). Tubos de polietileno com as pastas foram implantados no dorso dos

    animais. Nos tempos experimentais determinados as peças implantadas foram

    removidas e cortes foram realizados para a análise histológica, morfométrica e

    imunohistoquímica. O subgrupo controle de 7 dias apresentou exsudato rico

    em fibrina, com leve presença de células inflamatórias. O subgrupo da

    clorexidina 2%, em sete dias, apresentou leve infiltrado inflamatório de células

    polimorfonucleares com neoformação vascular e fibroblastos. O subgrupo Aloe

    vera, apresentou grande quantidade de fibras colágenas. No tempo

    experimental de 15 dias, o grupo controle, apresentou leve formação de tecido

    de granulação e o grupo Aloe vera apresentou tecido conjuntivo com poucas

    células inflamatórias e fibras colágenas desorganizadas. Já o uso da

    clorexidina 2%, proporcionou moderado infiltrado inflamatório. Em 30 dias, o

    grupo controle apresentou tecido conjuntivo com pouco tecido de granulação,

    fibroblastos difusos e moderada presença de infiltrado inflamatório, constatado

    pela análise imunohistoquimica com a moderada presença de núcleos corados.

    Os subgrupos Aloe vera e clorexidina mostraram rara presença de núcleos

    corados com anticorpo contra ki-67. Conclui-se que Aloe vera apresenta

    propriedades antiinflamatórias que facilitam e aceleram o processo de reparo.

     

     

  • MARIA HELLEN SÂMIA FORTES BRITO
  • CONSUMO DE AÇÚCAR EXTRÍNSECO E EXPERIÊNCIA DE CÁRIE DA INFÂNCIA À ADOLESCÊNCIA

  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 29/02/2016
  • Mostrar Resumo
  • O consumo de açúcar está relacionado à ocorrência de cárie dentaria, mas poucos são os estudos prospectivos que investigaram o efeito da dieta sobre a doença na transição da infância para a adolescência. Este estudo de coorte avaliou a relação entre dieta e cárie em adolescentes submetidos a alto consumo de açúcar na infância, de uma Instituição de Ensino Privada de Teresina, Piauí, Brasil. Na primeira fase, 220 crianças de 3 a 5 anos foram examinadas e os pais responderam a um questionário de frequência alimentar, avaliação dos alimentos consumidos no lanche escolar e cuidados de higiene bucal. Após 10 anos, os mesmos individuos foram avaliados, na faixa etária de 13 a 15 anos. Os exames clínicos foram realizados por um único examinador (Kappa = 0,96), utilizando CPO-D para avaliação de cárie dentaria. Dos 176 escolares reexaminados, 61,4% eram do sexo feminino. O consumo de açúcar extrínseco permaneceu semelhante em casa, porém foi maior no lanche escolar (p=0,011). No segundo exame houve redução de 50% no consumo diário de açúcares. Houve aumento da frequência de escovação (p=0,011). A experiência de cárie aumentou (p=0,038), porém prevaleceu a baixa severidade. Vinte por cento das crianças livres de cárie na dentição decídua desenvolveram a doença na dentição permanente. Quanto maiores o consumo de alguns alimentos contendo açúcar ao longo da vida e tempo decorrido da última de visita ao dentista, mais elevada a experiência de cárie dentária em adolescentes.

  • RICARDO COSTA LIMA
  • Atitudes, Conhecimentos, Situação Vacinal e Imunidade contra Hepatite B de Cirurgiões Dentistas

  • Orientador : SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS
  • Data: 25/02/2016
  • Mostrar Resumo
  • O cirurgião dentista deve conhecer e se proteger da contaminação do Vírus da Hepatite B (VHB), já que está mais exposto ao risco de contágio por acidentes ocupacionais. Embora, a vacinação seja o principal método de prevenção, 10% da população não produzem anticorpos suficientes contra o vírus, mesmo após a vacina, o que torna necessária a realização de teste Anti-HBs para comprovação de imunidade. Neste estudo, 125 cirurgiões dentistas da Fundação Municipal de Saúde de Teresina-PI foram submetidos a questionário sobre conhecimentos, atitudes e adesão à vacinação e ao teste Anti-HBs. Destes, 95 aceitaram realizar teste de comprovação de anticorpos contra os antígenos de superfície do vírus da Hepatite B (Anti-HBs) e contra os antígenos do núcleo do vírus da Hepatite B (Anti-HBc total), que foram medidos qualitativamente utilizando o enzyme-linkedimmunosorbentassay (ELISA). 96,8% relataram ser vacinados contra o VHB e 48% atestam ter sido submetidos ao exame. O teste sorológicorevelou que 22,1% dos profissionais que aceitaram sua realização encontravam-se potencialmente não-imunes. Conclui-se quea maior parte dos odontólogos possui conhecimento adequado sobre transmissão e prevenção da Hepatite B no ambiente odontológico, mas demonstra insegurança sobre o tratamento e transmissão vertical da doença. A adesão ao esquema vacinal foi relatada pela quase totalidade dos entrevistados, mas foi insatisfatória quanto ao teste Anti-HBs. O exame sorológico indicou porcentagem significativa de profissionais potencialmente não imunes ao VHB.

  • ALESSANDRA SILVA PONTES
  • Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte Dentário em Crianças e Adolescentes HIV positivos: estudo caso-controle

  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 15/02/2016
  • Mostrar Resumo
  • Durante a odontogênese, diversosfatores podem interferir no processo de formação do órgão do esmalte, desencadeando Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte (DDE).A infecção pelo HIV compromete o sistema imunológico e provoca repercussões sistêmicas que, em crianças e adolescentes,podem afetar o desenvolvimento do esmalte dentário. O objetivo deste estudo caso-controle foi determinar a frequência de DDE em crianças e adolescentes infectados pelo HIV, comparando com indivíduos saudáveis e identificar fatores associados à condição. A população foi constituída por pacientes HIV positivos, na faixa etária de 3 a 15 anos, e grupo controle pareado segundo gênero, idade e renda familiar. Dados relativos à história médica, condições neonatais e maternas foram obtidos por meio de questionário aplicado aos pais e/ou responsáveis. O exame clínico intrabucal foi realizado por um único examinador previamente treinado e calibrado (Valor índice kappa = 0,863). Para diagnóstico de DDE, utilizou-se Índice DDE Modificado.  Foi realizada análise descritiva, bivariada e Regressão logística multivariada pelo método Stepwise. A frequência de DDE encontrada foi de 61,5% no grupo caso (n=52) e de 58,7% no grupo controle (n=104). Infecção do trato genitourinário e hemorragia maternas foram fatores associados à DDE nos grupos caso e controle, respectivamente (p<0,005). Associação foi observada entre uso de esquemas antirretrovirais com inibidores de protease ou efavirenz e DDE na dentição permanente (p=0,039). Concluiu-se que crianças e adolescentes HIV positivos apresentaram frequência de DDE semelhante a pacientes saudáveis, contudo fatores associados a essa condição foram diferentes entre os grupos.


  • THAÍS TORRES BARROS DUTRA
  • QUALIDADE DA ESCOVAÇÃO DENTÁRIA EM INDIVÍDUOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: ESTUDO CASO CONTROLE

  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 04/02/2016
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da escovação dentária em indivíduos com deficiência intelectual (DI). Amostra consistiu de um grupo estudo (GE, crianças com DI – N=68) e um grupo controle (GC, escolares – N=68) pareados segundo gênero, idade e renda familiar. Um questionário socio-econômico-demográfico e outro de hábitos de higiene oral foram preenchidos pelos cuidadores. A técnica, posição adotada e o tempo de escovação dentária foram avaliados. Em seguida, Índice de Higiene Oral Simplificado (IHO-S) foi calculado usando evidenciador de placa dental (Replac, Dentisply, Rio de Janeiro, Brasil ®). Os dados foram tabulados no programa SPSS® versão 20.0 para Windowns®. O teste de Kolmogorov-Smirnov foi utilizado para verificar a normalidade de distribuição dos dados. Os testes Exato de Fisher e Qui-quadrado de Pearson (x2) foram aplicados para investigar a associação entre DI e qualidade da escovação dentária. A comparação da média para o tempo de escovação foi feita através do teste de Mann-Whitney. Idade e IHO-S médios foram calculados por meio do teste T de Student para amostras independentes. A idade média da amostra foi de 8,85 ± 3,34 anos. As mães foram responsáveis pela escovação em GE e estes geralmente não aceitam escovar. Entretanto, GE tem maior frequência diária de escovação quando comparados ao controle. Maioria de GE possui escovação mais adequada e a posição mais adotada foi o adulto de frente para a criança. GC teve menor tempo de duração da escovação e IHO-S maior. A escovação foi mais efetiva em indivíduos com DI quando comparados ao controle.

2015
Descrição
  • NATÁLIA SILVA ANDRADE
  • IMPACTO DOS DEFEITOS DE DESENVOLVIMENTO DE ESMALTE DENTÁRIO NA QUALIDADE DE VIDA DE PRÉ-ESCOLARES

  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 09/11/2015
  • Mostrar Resumo
  • Defeitos de desenvolvimento de esmalte (DDE) podem afetar estética e função, portanto é importante avaliar o impacto de DDE sobre o bem-estar físico, social e psicológico de crianças e seus familiares. O objetivo deste estudo transversal foi avaliar o impacto de DDE na qualidade de vida de pré-escolares. A população foi constituída por pré-escolares com idade de 5 anos, matriculados em instituições públicas e privadas do município de Teresina, PI, Brasil. Foi aplicado questionário aos responsáveis para obtenção de dados socioeconômico-demográficos e história de traumatismo dentário. Instrumento de qualidade de vida validado para população brasileira (Pediatric Quality of Life Inventory – PedsQL) foi aplicado para as crianças e para os responsáveis. O exame clínico intrabucal foi realizado por um único examinador previamente treinado e calibrado (Índice Kappa para cárie = 0,96; DDE = 1,00 e maloclusão = 0,92). Os índices ceo-d (dentes cariados, com extração indicada e obturados), DDE modificado (opacidades difusas, demarcadas, hipoplasia e combinações) e critérios de Foster e Hamilton (relação canina, mordida cruzada posterior, sobressaliência e sobremordida) foram utilizados para avaliação da experiência de cárie dentária, DDE e maloclusão, respectivamente. Na análise estatística, utilizou-se o software SPSS versão 20.0 para Windows. Foi realizada análise descritiva e Regressão de Poisson. A amostra final foi constituída por 566 crianças (94,0%). A prevalência de DDE foi de 33,7%; 50,2% dos pré-escolares tinham experiência de cárie (ceo-d>0) e 51,2%, maloclusão. A maioria dos responsáveis (62,0%) e das crianças (94,9%) relataram impacto na qualidade de vida (“muitas vezes” e “quase sempre”) em pelo menos um item do questionário. Na percepção dos pais, não houve impacto negativo de DDE na qualidade de vida nos domínios e escore total do PedsQL. No relato das crianças, observou-se associação entre DDE e pior qualidade de vida no aspecto de saúde bucal (RP 1,09; IC95% 1,02-1,15). Crianças com hipoplasia de esmalte tinham pior qualidade de vida no domínio de capacidade física (RP 1,05; IC95% 1,01-1,10) e no aspecto de saúde bucal (RP 1,06; IC95% 1,01-1,11). A presença de opacidades difusas teve impacto negativo no aspecto social (RP 1,09; IC95% 1,02-1,18). Concluiu-se que a presença de DDE teve impacto negativo na qualidade de vida de pré-escolares. O tipo de DDE com pior impacto na qualidade de vida foi hipoplasia de esmalte.

  • MANUELA DOS ANJOS MACENA
  • AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE TÉCNICAS DE FIXAÇÃO INTERNA E OSTEOTOMIAS SAGITAIS PARA AVANÇO MANDIBULAR DE DEZ MILÍMETROS USANDO ANÁLISE DE ELEMENTOS FINITOS


  • Orientador : MARIA CANDIDA DE ALMEIDA LOPES
  • Data: 13/04/2015
  • Mostrar Resumo
  • Fixação interna rígida (FIR) é o método padrão mais utilizado para estabilizar a posição dos segmentos ósseos. O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento biomecânico de seis diferentes técnicas de FIR em osteotomias sagitais do ramo mandibular após avanço do segmento distal em dez milímetros, utilizando o método dos elementos finitos tridimensionais. Os modelos avaliados foram: uma miniplaca convencional com 4 parafusos monocorticais (1M); uma miniplaca convencional com 4 parafusos monocorticais e um parafuso bicortical adicional (1MS); duas miniplacas convencionais monocorticais com 4 parafusos (2M); duas miniplacas convencionais monocorticais com 4 parafusos e um parafuso bicortical (2 MS); 3 parafusos bicorticais em arranjo L invertido (L) e uma placa sagital com 6 parafusos monocorticais (SP). A carga de 66N foi aplicada na região de incisivos centrais inferiores. Considerando o critério de tensão equivalente von Mises, os valores mais elevados para modelos com parafusos monocorticais e modelos que utilizam miniplacas foram observados no modelo 2M e para modelos com parafusos bicorticais foi em 1MS. Quanto ao deslocamento do segmento distal, o maior valor foi constatado em 1M. Nessas condições de testes, os modelos apresentaram comportamento biomecânico satisfatório e todos os deslocamentos foram abaixo do limite fisiológico (150 μm).

  • THALLES ANTHONY CHAVES LEAL
  • Comportamento e frequência cardíaca de indivíduos com paralisia cerebral frente ao atendimento odontológico: avaliação prospectiva

  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 27/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

    A paralisia cerebral (PC) tem origem no mal desenvolvimento do cérebro com aspecto não progressivo ou decorre de uma lesão encefálica de natureza não progressiva, ocasionando o comprometimento em um ou em diversos membros do corpo. O objetivo do estudo foi monitorar os níveis da frequência cardíaca (FC) em pacientes com paralisia cerebral e que apresentam comportamento negativo ou positivo durante a consulta odontológica. Foram incluídos 74 indivíduos com PC de 1 a 14 anos. As variáveis principais estudadas foram comportamento do paciente com PC (Escala de Frankl) e frequência cardíaca. O comportamento foi avaliado durante a realização de profilaxia e a FC foi medida em cinco momentos (antes da consulta, ao sentar na cadeira odontológica, durante o exame clínico e profilaxia, e imediatamente após a realização do tratamento). Os testes estatísticos aplicados foram: Wilcoxon, Friedman e Mann-Whitney, ao nível de significância de 5%. A consulta odontológica foi decisiva em gerar e identificar o comportamento, por meio de escala comportamental, de indivíduos com  PC e sua relação com mudanças fisiológicas, através da mensuração da frequência cardíaca. Os momentos de comportamento mais inadequado da consulta odontológica foram relacionados ao exame clínico e profilaxia, nos quais foram registradas as maiores médias da frequência cardíaca.

  • LAYNNA MARINA SANTOS LIMA
  • Precisão de técnicas e materiais de moldagem para próteses unitárias inclinadas implanto-suportadas

  • Orientador : ALESSANDRO RIBEIRO GONCALVES
  • Data: 20/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Descrição do problema: A colocação de implantes unitários inclinados implica em maior dificuldade técnica e menor precisão de moldagem. O registro preciso do posicionamento do implante é necessário para confecção de restaurações bem adaptadas.

    Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar a precisão da moldagem de transferência de implantes unitários inclinados pela técnica da moldeira aberta realizada de forma convencional e com adaptação de um dispositivo de retenção com utilização de diferentes materiais de moldagem.

    Materiais e métodos: Foi confeccionado um modelo mestre a partir de manequim odontológico e fixados um análogo de implante na região correspondente ao segundo pré-molar superior direito e um cilindro de referência na região correspondente ao primeiro molar superior direito, ambos paralelos e inclinados em 30º.  Modelos de gesso foram confeccionados a partir do modelo mestre utilizando duas técnicas e três materiais de moldagem (n= 60). A análise baseou-se na comparação das distâncias entre o centro do análogo do implante ao cilindro de referência. As mensurações foram realizadas utilizando um software de imagens. A caracterização da amostra foi realizada através da análise de variância ANOVA e pós-teste tukey (p<0,05).

    Resultados: As técnicas de moldagem realizadas de forma convencional ou com utilização de dispositivo de retenção não diferiram significativamente (p= 0, 086). As moldagens apresentaram precisão semelhante quando realizadas com hidrocolóide irreversível modificado e silicona de adição (p=0,659).

    Conclusões: A precisão de moldagens realizadas pela técnica de moldeira aberta de forma convencional foi semelhante à técnica que utiliza dispositivo de retenção. As moldagens foram comparativamente precisas quando utilizados hidrocolóide irreversível modificado e silicona de adição.

  • ANA THAYSA ALVES COSTA
  • CONDIÇÕES DE PRÓTESES REMOVÍVEIS DE PACIENTES HOSPITALIZADOS


  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 20/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • PPacientes hospitalizados geralmente encontram-se com estado de saúde sistêmica comprometido, o que pode aumentar a susceptibilidade de doenças orais. Nos usuários de próteses dentárias removíveis, o desenvolvimento de algumas patologias é ocasionado pelo acúmulo de microorganismos patogênicos nas próteses, como Candida. O objetivo desse trabalho foi analisar as condições das próteses dentárias de pacientes hospitalizados e não hospitalizados. 109 pacientes hospitalizados (grupo de estudo, GE) e 80 pacientes do município de Teresina (grupo controle, GC) foram incluídos no estudo. Após preenchimento de um formulário, os pacientes foram submetidos à exame clínico oral e, em seguida, esfregaço da prótese foram colhidos e semeados em dois meios: ágar sabouraud (específico para levedura) e ágar sangue (microrganismos totais) e acondicionados em estufa a 37°C por 48 horas. Após esse período, a contagem das colônias foi realizada. As próteses apresentaram condição de higiene deficiente, elevada presença de placa e contagem positiva para Candida significativamente maior no GE do que no GC (p<0,001), necessitando de maiores cuidados com saúde bucal e orientações de higiene por parte de cuidadores e equipe médica hospitalar.

  • PRISCILA FERREIRA TORRES DE OLIVEIRA
  • Ingestão de fluoreto por crianças em município de clima tropical


  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 27/02/2015
  • Mostrar Resumo
  • A recomendável concentração ótima de fluoreto na água foi estabelecida com base nas temperaturas máximas ambientais para países de clima temperado, mas essa concentração pode não ser adequada em outras condições climáticas. O objetivo deste estudo foi determinar a dose diária total ingerida de fluoreto em crianças residentes em um município de clima tropical que possui água fluoretada. Cinquenta e oito crianças participaram deste estudo, com idade entre 30 e 72 meses, na cidade de Teresina, Piauí. Foi utilizado o método da dieta duplicada, realizado pelos próprios pais/responsáveis no período de dois dias não consecutivos em seus lares e a coleta dos produtos da escovação. Para análise de fluoreto foi usado eletrodo específico. Foi realizada análise de variância com nível de significância de 5%. A dose total média de ingestão de fluoretos pelas crianças foi de 0,042 mg F/Kg/dia, com o dentifrício representando 0,010 mg F/Kg/dia e a dieta 0,033 mg F/Kg/dia, sendo que a água foi o componente que mais contribuiu para o valor total. Considerando o nível de segurança de 0,05-0,07 mg F/kg para fluorose dentária, as crianças do estudo estão expostas a doses seguras de fluoreto.

     

  • THALISSON SAYMO DE O SILVA
  • Efeito do índex hexagonal interno no torque de manutenção e resistência à tração de diferentes pilares da conexão implante-pilar Cone Morse submetidas a ciclagem termomecânica


  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 26/01/2015
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A manutenção da estabilidade mecânica da conexão implante-pilar possui relevância no sucesso clínico de reabilitações implanto-suportadas. Portanto, modificações no design dos componentes protéticos devem ser compreendidas. Objetivo: avaliar a influência do índex hexagonal interno sobre a perda do torque do parafuso de retenção e resistência à tração em diferentes tipos de pilares Cone Morse, submetidos a ciclagem termomecânica. Material e métodos: Quarenta implantes Cone Morse com seus respectivos pilares foram divididos em 4 grupos (n=10): PRNI, pilar reto não indexado; PRI, pilar reto indexado; PANI, pilar angulado não indexado e PAI, pilar angulado indexado. Cada pilar recebeu torque de inserção de 15 Ncm, e o torque de remoção foi registrado antes e após ciclagem termomecânica (1x106 ciclos, 2 Hz, carga de 130N). Após ciclagem, os grupos foram submetidos ao ensaio de tração a 0,5 mm/min, sob carga de 500 N, até o deslocamento do pilar. Foi realizado teste t-student pareado para análise intragrupo do torque de remoção antes e após ciclagem e ANOVA para comparação intergrupo, com nível de significância de 5%. Resultados: A análise estatística mostrou diferença significativa nos valores torque de remoção intragrupo, antes e após ciclagem termomecânica (p<0,05). Não houve diferença estatística significativa no torque de remoção do parafuso protético após ciclagem (p=0.115) e na resistência a tração (p=0.162) entre os grupos experimentais. Conclusão: A presença do índex hexagonal interno e o tipo de pilar não influenciou significativamente na perda de torque após ciclagem e na resistência a tração do conjunto implante-pilar Cone Morse.

  • CAROLINA DE MOURA SOARES
  • RISCO DA SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO NA      POPULAÇÃO DE TERESINA-PI


  • Orientador : WALTER LEAL DE MOURA
  • Data: 26/01/2015
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO: Objetivo: Estimar a prevalência de indivíduos com alto e baixo risco da síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) na população de Teresina, bem como analisar seus fatores de risco.

    Métodos: A pesquisa realizada foi  do tipo observacional, analítica e com corte transversal. Como instrumento de aferição, foi utilizado o Questionário de Berlim (QB), para uma amostra probabilística, estratificada e aleatória composta por indivíduos com mais de 30 anos residentes em uma capital brasileira, de Janeiro a Junho de 2014. Com base nas respostas do questionário , os indivíduos foram classificados em alto risco e baixo risco para a SAOS.

    Resultados: Com base nas respostas e medição do Questionário de Berlim dos 574 indivíduos estudados foi observado a prevalencia de alto risco em 168 indivíduos, o que corresponde a uma prevalência de  29,27%. Enquanto que em  406 indivíduos pesquisados apresentaram um grau de classificação de baixo risco(70,73%).  Quatrocentos e dez  indivíduos eram do gênero feminino , enquanto 164 eram do gênero masculino . A prevalência de alto risco para SAOS foi de 29,27% em ambos os gêneros. 50,7% dos indivíduos entrevistados roncam, 37,8% tem pressão alta e 26,13% possuem IMC≥30.

    Conclusão: É alto o risco da SAOS nos indivíduos adultos da população de Teresina. O ronco, parar de respirar enquanto está dormindo, acordar cansado, ficar cansado em seu tempo desperto, IMC≥30 e pressão alta, são fatores significativos para SAOS.

     

  • ISADORA MELLO VILARINHO SOARES
  • Reparo ósseo em tíbia de ratos após implante de células tronco da polpa dentária humana e Aloe vera

  • Orientador : CARMEN MILENA RODRIGUES SIQUEIRA CARVALHO
  • Data: 15/01/2015
  • Mostrar Resumo
  • Avaliou-se o reparo ósseo em defeitos confeccionados em tíbia de ratos após implante de esponja de colágeno com células tronco da polpa de dente permanente humano (hCTDPs) e Aloe vera. Foi determinada a viabilidade e capacidade de proliferação das CTs na presença de Aloe vera 8%. Na experimentação in vivo, 75 animais foram divididos em cinco grupos: controle, Hemospon®, Hemospon® em meio enriquecido com Aloe vera 8%, Hemospon® em meio contendo hCTPDs e Hempospon® em meio enriquecido com Aloe vera 8% e hCTPDs. Nos tempos 7, 15 e 30 dias, os animais foram eutanasiados e a tíbia foi dissecada para análise histológica e imunohistoquímica. Teste ANOVA comparou o comportamento celular na presença ou não de Aloe vera e teste Kruskal-Wallis comparou os achados histológicos e imunohistoquímica. Observou-se viabilidade e alto potencial de proliferativo das células na presença de Aloe vera (p=0,485). Nos períodos 7 e 15 dias, os grupos que apresentavam Aloe vera obtiveram menor média quanto ao infiltrado inflamatório agudo, em relação aos grupos controle e Hemospon® (p<0,05). Não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos em relação à neoformação óssea. Entretanto, observou-se no grupo tratado com Hemospon®, Aloe vera e hCTPDs, já no tempo inicial sete dias, neoformação óssea intensa associada a leve inflamação. A expressão de osteopontina corroborou com a intensidade da neoformação óssea. Os resultados sugerem que Hemospon®, Aloe vera e hCTPDs é um protocolo clínico promissor para reparo de defeitos ósseos não-críticos por acelerar o processo de reparo e reduzir os efeitos da cascata inflamatória. 


2014
Descrição
  • JESSA IASHMIN ALCOBACA GOMES MACHADO
  • AÇÃO ANTIMICROBIANA IN VITRO DE PASTAS ANTIBIOTICAS PARA TRATAMENTO ENDODONTICO DE DENTES DECÍDUOS


  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 19/12/2014
  • Mostrar Resumo
  • AÇÃO ANTIMICROBIANA IN VITRO DE PASTAS ANTIBIOTICAS PARA TRATAMENTO ENDODONTICO DE DENTES DECÍDUOS

     

               

    Introdução: O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade antimicrobiana in vitro da pasta CTZ comparada com pastas de óxido de zinco e eugenol (OZE) com e sem adição de antibióticos. Métodos: Foram avaliadas quatro pastas (Pasta CTZ; Pasta OZE + Tetraciclina; Pasta OZE + Cloranfenicol e Pasta OZE). Para análise, foram utilizados os micro-organismos de referência Staphylococcus aureus, Enterococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosa, Bacilus subtilis, Candida albicans e Pool microbiano e realizados os testes de Difusão em Ágar (TDA) e de Contato Direto (TCD). No TCD, o crescimento microbiano foi medido espectrofotometricamente a cada hora, por 10 horas, e após 20 e 24 horas. Para análise estatística, foram utilizados o teste ANOVA com post-hoc de Bonferroni e teste t. Resultados:  As quatro pastas apresentaram diferenças significativas (P < .05) contra S. aureus (P < .001), E. faecalis (P = .001), P. aeruginosa (P < .001) e Pool microbiano (P < .001) no TDA. B. subtilis apresentou-se como o mais sensível à ação de todas as pastas. No TCD, as pastas reduziram significativamente o crescimento de E. faecalis, P. aeruginosa, B. subtilis e Pool microbiano em comparação ao controle positivo. A pasta CTZ apresentou redução nas UFC de todos os micro-organismos, enquanto a pasta OZE não promoveu inibição significativa dos mesmos. Conclusões: A pasta CTZ apresentou ação antimicrobiana semelhante à pasta óxido de zinco e eugenol com adição de cloranfenicol e superior a das outras pastas testadas.

  • WESLANY DE OLIVEIRA DANTAS
  • Expressão de pRb, caspase-2 e β-catenina em  glândulas salivares de camundongos BALB/c experimentalmente infectados com Leishmania .

  • Orientador : AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
  • Data: 26/11/2014
  • Mostrar Resumo

  • A leishmaniose está entre as Doenças Tropicais Negligenciadas mais prevalentes no Brasil, sendo considerada como um grave problema de saúde pública em várias regiões. Diante da importância epidemiológica dos estudos sobre Leishmaniose Visceral e da correlação entre um possível comprometimento de glândulas salivares maiores, nossa proposta foi realizar um estudo morfológico e proteômico das glândulas parótida, submandibular e sublingual de camundongos BALB/c experimentalmente infectados por Leishmania (L) infantum chagasi por meio de técnicas histológicas, imunohistoquímica e de epifluorescência. Foram utilizados 12 camundongos isogênicos, machos, com seis a oito semanas de idade e aleatoriamente subdivididos em dois grupos, onde no grupo controle injetou-se, por via intraperitoneal (ip), 0,15 ml de NaCl e no grupo experimental inoculado 5x106  formasamastigotas de Leismania (L) infantum chagasi, por via ip. Após 50 dias os animais foram eutanasiados e as glândulas salivares coletadas para processamento histológico de rotina e para as técnicas de imunohistoquímica e de epifluorescência utilizando, respectivamente, os anticorpos anti-Caspase-2, anti-pRb e anti-β-catenina. A avaliação histológica e morfométrica revelaram a presença de infiltrado inflamatório mononuclear e aumento nas dimensões de ácinos da glândula parótida. No entanto, nenhuma das glândulas estudadas apresentou comprometimento morfofisiológico. Não foi verificada imunomarcação pelo anticorpo anti-caspase-2 e, de acordo com a epifluorescência, os anticorpos pRb e  β-catenina não apresentaram expressão nuclear, indicando ausência de proliferação. Os dados obtidos neste estudo nos levam a concluir que as glândulas salivares maiores apresentam estabilidade populacional e morfológica aos 50 dias pós-infecção experimental pela Leismania (L) infantum chagasi.

  • LUANA CARMEM LINO GOMES
  • Estrutura e expressão em glândulas salivares de camundongos BALB/c experimentalmente infectados com Leishmania chagasi.

  • Orientador : AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Estudaram-se as glândulas salivares de camundongos balc/c saudáveis e experimentalmente infectados com Leishmania chagasi com vistas a observar a integridade histológica e funcional destes órgãos. Foram utilizados 12 camundongos Balb/c, sendo 6 camundongos controles e 6 camundongos experimentalmente infectados com 5x10promastigostas estacionárias. Decorridos 30 dias de inoculaçao, todos os animais foram eutanasiados, as glândulas salivares maiores removidas esubmetidasaoprocessamentohistológico clássico e corados com HE. As amostras foram submetidas à técnica de imunohistoquímica para a detecção do anti-Ki67.Foirealizadamorfometriado diametro,perímetroeáreados ácinos glandulares.Naanálisedosdados,foiaplicadooteste t-Student para amostras pareadas,eteste de normalidade Shapiro Wilk,comníveldesignificânciadep<0,05.Asmédiasdo diâmetro,perímetroeárea dos ácinos apresentou aumento nos grupos experimentais (p<0,05). Não houve expressão do Ki67 nas células acinares e ductais em ambos os gruposAs glândulas salivares de camundongos infectados com Leishmania chagasi tem funçao alterada e dimensão acinar aumentada.

  • ELLEN MARIA MATOS DE ANDRADE
  • Ação antimicrobiana de pastas obturadoras de canais radiculares de dentes decíduos 

  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar a ação antimicrobiana in vitro das pastas CTZ e de hidróxido de cálcio contra microbiota presente em polpas necrosadas de dentes decíduos e contra micro-organismos de referência.

    Metodologia: Foram selecionados 15 dentes decíduos com polpas necrosadas para o teste de contato direto. Pontas de papel absorvente foram introduzidas no interior dos canais radiculares, e, em laboratório, imersas nas pastas de hidróxido de cálcio e CTZ nos tempos de 1 h, 24 h, 48 h e 72 h, em seguida transferidas para caldo Letheen Broth (LB), e desse para caldo Brain Heart Infusion (BHI). Os crescimentos microbianos foram avaliados através da turbidez, coloração de Gram e viabilidade microbiana após 48 horas. Para o teste de difusão em ágar, foram confeccionadas cavidades em placas de Petri contendo ágar BHI, e preenchidas com as pastas previamente manipuladas 4h, 2h, 1h antes e no momento de inserção. Uma sobrecamada de BHI semissólido fundido inoculado com os micro-organismos de referência foi inserida nas placas. As zonas de inibição foram mensuradas com paquímetro. Para o teste de contato direto utilizou-se a análise de MANOVA, e para o teste de difusão em ágar, o teste ANOVA. Foi considerada significância de 95%.

    Resultados: A pasta CTZ apresentou médias de ação antimicrobiana semelhantes à de hidróxido de cálcio no teste de contato direto, com valores de turbidez 0,157 e 0,025, respectivamente (P=0,583), e maiores zonas de inibição no teste de difusão em ágar, com médias de 27,305 mm da pasta CTZ e 2,560 mm da pasta de hidróxido de cálcio (P<0,05). Não houve diferença estatisticamente significante quanto aos tempos analisados.

    Conclusão: A pasta CTZ apresentou ação antimicrobiana contra micro-organismos presentes em canais radiculares de dentes decíduos e contra micro-organismos de referência. A pasta de hidróxido de cálcio apresentou ação contra a microbiota dos canais infectados e contra C. albicans.

  • ANA CLARISSA CAVALCANTE ELVAS BOHN
  • Modelo de biofilme microcosmo para avaliar desmineralização em dentina

  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 25/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo avaliou o potencial de in vitro um modelo de biofilme microcosmo associado à sacarose em desmineralização da dentina radicular em blocos de dentina radicular bovina. A suspensão em saliva artificial da saliva de dois voluntários foi inoculada em poços de uma placa onde os blocos de dentina, com dureza previamente determinada, foram fixados perpendicularmente. Os grupos experimentais foram: exposição contínua a solução de sacarose a  5% (G1); seis banhos diários em solução de sacarose a 20% (G2); três banhos diários em solução de sacarose a 20% (G3); sem tratamento com sacarose (G4) e saliva artificial não inoculada ou exposta à sacarose (G5- controle). No quinto dia, foram mensurados: peso seco e polissacarídeos extracelulares (solúveis e insolúveis) e intracelulares do biofilme, e perda de dureza superficial (PDS) da dentina. ANOVA complementada pelo teste de Tukey (p<0,05) foram usados para analise. Houve PDS estatisticamente significante entre todos os grupos experimentais. A PDS foi maior nos grupos onde houve exposição à sacarose (p˂0,001). G1 apresentou maiores concentrações de polissacarídeos que os demais grupos (p˂0,001), os quais não apresentaram diferença significativa entre si (p>0,005). O modelo desenvolvido apresentou potencial para produzir cárie radicular sob as diferentes condições experimentais de exposição à sacarose.

  • JANAYLA MOREIRA ABREU
  • Avaliação da técnica de transferência de implantes unitários com dispositivo de retenção adicional para três diferentes materiais de moldagem

  • Orientador : ALESSANDRO RIBEIRO GONCALVES
  • Data: 21/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • OO sucesso das próteses implanto-suportadas está relacionado à osseointegração do implante e ao encaixe passivo e preciso da supra-estrutura, condições estas que podem ser alcançadas realizando-se uma moldagem de transferência que permita a replicação fiel da posição do implante. Objetivo - avaliar a precisão da moldagem de transferência de implantes unitários para três diferentes materiais utilizando ou não um dispositivo de retenção adicional adaptado ao transferente de moldagem. Materiais e métodos – É um estudo experimental quantitativo.  A amostra foi constituída de 60 modelos em gesso tipo IV, obtidos a partir de um modelo mestre confeccionado com um análogo de implante e um pino de referência, divididos em três grupos com vinte modelos cada, de acordo com o tipo de material de moldagem. Em dez corpos-de-prova de cada grupo, durante o procedimento de moldagem de transferência foi inserida uma retenção adicional ao transferente de moldagem. Foram comparadas as distâncias entre o centro do análogo do implante e o pino de referência entre o modelo mestre e os modelo de gesso.   As mensurações foram realizadas utilizando-se um software de imagens. A análise estatística utilizada foram os testes ANOVA, teste T de Student e Tukey (p<0,05). Resultados: na técnica convencional não houve diferenças estatísticas entre os materiais utilizados, mas todos diferiram significativamente do mestre (p<0,001). O grupo do hidrocolóide irreversível Jeltrate apresentou os melhores resultados quando confeccionada uma retenção adicional no transferente (p<0,001). Conclusões: a utilização do hidrocolóide irreversível tradicional se torna uma alternativa viável para moldagens de transferência de implantes unitários, quando confeccionada uma retenção adicional no transferente.

  • GERMANA MIRANDA DAMASCENA
  • Células-tronco de dente decíduo humano como fonte de regeneração de defeitos ósseos em modelo murino

  • Orientador : CARMEN MILENA RODRIGUES SIQUEIRA CARVALHO
  • Data: 19/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Em busca de uma terapia que possa favorecer o processo de reparo ósseo, avaliou-se o potencial de células-tronco de dentes decíduos esfoliados (SHED) na regeneração óssea, in vivo.  Foi confeccionado um defeito ósseo não-crítico em tíbias de 45 ratos não-imunocomprometidos, e estes foram preenchidos com: coágulo sanguíneo; esponja de colágeno reabsorvível; e SHED semeada em esponja de colágeno reabsorvível. Após sete, 15 e 30 dias os animais foram eutanasiados e as peças submetidas ao processamento histológico e imunohistoquímica. Os animais foram acompanhados radiograficamente e avaliados pelo percentual de preenchimento da lesão. A avaliação histológica foi realizada de forma semi-quantitativa, com atribuição de escores de acordo com o estágio do processo de reparo ósseo e presença de infiltrado inflamatório. Para análise imunohistoquímica, os escores foram atribuídos pela intensidade de expressão de osteopontina. Radiograficamente todos os grupos apresentaram evolução no reparo, sendo que o grupo tratado SHED foi o que apresentou maior percentual de reconstrução (97%-100%). O infiltrado inflamatório reduziu no decorrer dos tempos experimentais, e não houve diferença significante entre os grupos (p>0,05). Em relação ao processo de reparo ósseo, houve diferença significativa nos tempos experimentais de sete (p=0,022) e 30 (p=0,016) dias. O grupo tratado com SHED apresentou reparo cortical total com presença de tecido ósseo primário. Esse resultado foi confirmado pela maior expressão de osteopontina (p=0,022), no período de 30 dias, demonstrando maior atividade reparadora comparada aos demais grupos. Apesar de tratar-se de um transplante autólogo, nenhum animal exibiu sinais de rejeição. Em conclusão, as SHEDs favoreceram o processo de reparo de defeitos ósseos em um modelo animal, fornecendo evidencias para que estas células possam ser utilizadas em terapias com humanos.

  • MOEMA MODESTO FONSECA ROCHA
  • Avaliação da saúde bucal de crianças e adolescentes submetidos à quimioterapia, em curto período de tempo- um estudo observacional


  • Orientador : SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS
  • Data: 19/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO:

     

    ste estudo teve como objetivo avaliar o estado de saúde bucal de crianças  e adolescentes submetidos a  quimioterapia, antes do início do tratamento e durante curto período de tempo. Um total de 27 pacientes de ambos os sexos com idade entre  1-16 anos com diagnóstico de neoplasia maligna  foram  selecionados para o estudo. Foram avaliados os índices ceo-d/CPO-D, índice gengival modificado (IGM), índice de placa visível (IPV) e índice de mucosite oral no momento da admissão hospitalar e a cada 05 dias após início da quimioterapia. Houve predominância do sexo masculino (55,6%) e a média de idade foi de 6,8 anos ± 5,0; 63% foram diagnosticados com neoplasias hematológicas. No exame inicial (To), os pacientes apresentaram uma média de CPO-D=3,63(±4,17) e ceo-d=1,91(±3,02).Nos diferentes intervalos de tempo, o CPO-D não apresentou alterações consideráveis nas médias, no entanto a média do ceo-d aumentou (p>0.05). Houve um aumento na média do IGM entre o 10°(T2),15°(T3) e 20°dia(T4) de avaliação e uma diminuição nos intervalos seguintes (p>0.05). O IPV diminuiu nos primeiros dias de avaliação, aumentou aos 15 dias (p = 0,022) e voltou a diminuir no 20° dia (T4) (p= 0,028). Foi observado a presença de mucosite em grande parte do período avaliado, estando ausente apenas no 45°(T9) e 50°dia (T10),porém sem diferença estatística significativa entre os tempos. Com base nestes dados, pode-se concluir o tratamento quimioterápico em crianças e adolescentes não teve impacto significativo na saúde bucal avaliada pelo CPO-D, ceo-d, IGM, IPV e índice de mucosite oral, durante curto período de tempo. O estado inicial de saúde bucal verificado neste trabalho indica a necessidade de cuidados odontológicos prévios e ao longo do tratamento antineoplásico.

  • MARIA JANAÍNA BARROSO ANDRADE
  • Hipomineralização molar-incisivo em escolares de uma cidade do nordeste brasileiro

  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 14/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • PREVALÊNCIA DE HIPOMINERALIZAÇÃO DE MOLARES E INCISIVOS EM ESCOLARES DE TERESINA-PI

     

    Este trabalho tem por objetivo determinar a prevalência da hipomineralização molar-incisivo (HMI) em escolares e os possíveis fatores associados com essa patologia. Trata-se de estudo observacional transversal realizado com 594 escolares na faixa etária de 11 a 14 anos, do municipio de Teresina (PI), Brasil. O diagnóstico da HMI foi realizado de acordo com os critérios definidos pela Academia Européia de Odontopediatria (EAPD, 2003). Os exames foram realizados  e por um único examinador, previamente treinado e calibrado (kappa=0,91). Para a investigação dos possíveis fatores associados, aplicou-se questionário às mães. Realizou-se análise descritiva dos dados, teste Qui-quadrado de Pearson e Fisher e regressão de Poison. A prevalência da HMI foi de 18.4%. Os molares permanentes superiores foram os dentes mais afetados pela alteração (36.1%). Entretanto, encontrou-se maior severidade nos molares inferiores, com 23.5% dos dentes gravemente afetados. Indivíduos portadores de HMI apresentaram CPOD médio maior (RP=2.18 IC 95%1.46-2.85, p=0.001) que àqueles não acometidos pela condição. Não houve correlação entre o número de molares e de incisivos afetados (coeficiente de correlação de Spearman = 0.066). Verificou-se que houve associação entre HMI e nascimento pré-termo (RP=1.76 IC 95%1.22-2.12, p=0.039) e dificuldades respiratórias ao nascer (RP=1.83 IC 95%1.25-2.18, p=0.002). A prevalência de HMI observada nos escolares dessa região foi alta e esses apresentaram CPOD médio maior. Os fatores associados à HMI foram nascimento pré-termo e dificuldades respiratórias

  • CAROLINA VELOSO LIMA
  • Ingestão de fluoretos por crianças em cidade de clima tropical

  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 14/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As duas principais fontes de fluoreto a que crianças estão expostas são a água e o dentifrício fluoretados. Dois estudos foram realizados em paralelo, no qual um avaliou a ingestão de fluoreto pela dieta e o outro, a ingestão de fluoretos no momento da escovação e fatores associados. Foi determinada a dose de ingestão de fluoreto a partir da dieta em 68 crianças na faixa etária de 3 a 4 anos. Elas frequentavam escola pública em tempo integral e residiam em cidade de clima tropical. A dose total média (±DP) de ingestão de fluoreto foi de 0,025±0,01 mgF/kg peso corporal/dia, sendo que 80% dessa dose foi relativa aos líquidos ingeridos. Os dados sugerem que a fluoretação da água dessa cidade está sendo feita de forma ótima em termos dos benefícios e riscos de uso de fluoretos para a população estudada.  No segundo estudo, crianças da mesma faixa etária que frequentavam escola privada em tempo parcial foram comparadas com as crianças da escola pública, para avaliar a dose de ingestão de fluoretos a partir do dentifrício fluoretado. Os dados foram coletados utilizando-se questionário aos pais, simulação de escovação para verificar a ingestão de fluoreto durante a escovação e exame dos dentes para avaliação da presença da cárie dentária. O nível socioeconômico influenciou o tipo de dentifrício utilizado, a quantidade de dentifrício colocada na escova de dente, a técnica de escovação, posição da escovação e quem realizou a escovação. A ingestão de fluoreto no momento da escovação foi maior em crianças de menor nível socioeconômico (0,045 mgF/kg/dia contra 0,028 mgF/kg/dia de maior nível). A cárie dentária foi observada somente nas crianças de baixo nível socioeconômico (prevalência de 31,1%; ceod médio=1,6). Crianças de baixo nível sócio econômico estão mais expostas aos riscos do uso de dentifrícios fluoretados e apresentam maior prevalência de cárie dentária.

  • THAIS ALVES ELIAS DA SILVA
  •  

    CARACTERÍSTICAS OCLUSAIS E BRUXISMO EM INDIVÍDUOS COM PARALISIA CEREBRAL

  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 07/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo teve como objetivo avaliar a prevalência de bruxismo e as características oclusais de crianças e adolescentes com paralisia cerebral (PC) da cidade de Teresina, Piauí, Brasil. A amostra foi constituída de 148 indivíduos (74 com PC e 74 sem necessidades especiais) com idade entre 2 e 14 anos. Os dados foram analisados utilizando o teste qui-quadrado e OddsRatio. O bruxismo e a maloclusão foram mais prevalentes (68,9%, 95,9%, respectivamente) nos indivíduos com PC. Foi estatisticamente significativa (p<0,001) a relação entre bruxismo e presença de faceta de desgaste, com 64,8% dos bruxistas apresentando desgastes dentários. Não houve correlação significativa entre o bruxismo e o uso de medicação, a maloclusão e o tipo de dentição. 

  • SUYÁ MOURA MENDES ALENCAR
  • Tensões no osso periimplantar provenientes de próteses parciais fixas com cantiléver – Análise pelo Método de Elementos Finitos.

  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 24/01/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • É objetivo deste experimento estudar as tensões geradas no osso periimplantar pelas próteses parciais fixas com cantiléveres mesial e distal, quando cimentadas e aparafusadas sobre implantes. A amostra foi constituída por 4 modelos tridimensionais obtidos pela tomografia computadorizada volumétrica e analisados pelo Método de Elementos Finitos (MEF) simulando situações clínicas de próteses parciais fixas implantossuportadas com cantileveres mesial e distal. Como variável resposta foram avaliadas as tensões geradas por cargas axiais e oblíquas no osso perimplantar em função dos grupos: Grupo 1 – Modelos de prótese parcial fixa cimentada sobre implantes com variações de cantilév eres para mesial e distal; Grupo 2 – Modelos de prótese parcial fixa aparafusada sobre implantes com variações de cantiléveres para mesial e distal. A plotagem gráfica e numérica dos dados foi registrada, avaliada e comparada. As cargas oblíquas resultaram em valores maiores de picos de tensão quando comparadas às cargas axiais, e localizaram-se na crista óssea do implante mais próximo ao cantiléver, independente dos modelos de prótese. Nos modelos de prótese cimentada observou-se que as cargas oblíquas geraram picos de tensão maiores na região do implante primário quando comparadas com os modelos de prótese aparafusadas. Portanto, as próteses fixas aparafusadas causam menos dano ao osso periimplantar quer o cantiléver esteja localizado para mesial ou distal.

2013
Descrição
  • ERIKA DA SILVA LUZ ALVARENGA
  • Qualidade de vida relacionada à saúde bucal de cuidadores de crianças com paralisia cerebral 

  • Orientador : REGINA FERRAZ MENDES VIANA
  • Data: 12/08/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivo: avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde bucal dos cuidadores de crianças com Paralisia Cerebral (PC). Métodos: um grupo de cuidadores de crianças com PC constituiu o grupo de estudo da pesquisa. A amostra pareada foi formada por cuidadores de crianças sem necessidades especiais que constituiu o grupo denominado controle. O questionário reduzido Oral Health Impact Profile – OHIP-14 em versão traduzida e validada para o português do Brasil foi aplicado para os grupos, além de questionário com perguntas socioeconômicas. A amostra foi calculada para que houvesse poder estatístico mínimo de 80%, com isso o grupo de estudo foi de 98 cuidadores e o grupo controle, baseado na proporção de 1:2, foi de 196. Os dados foram analisados e processados no programa SPSS®, versão 18.0. Resultados: A qualidade de vida dos cuidadores de crianças com PC não foi pior que a da população em geral pelo escore geral do OHIP-14 (p=0.909). Mas teve impacto maior entre os domínios “Limitação funcional” (p=0,004), “Incapacidade física” (p<0,001), “Incapacidade psicológica” (p=0,011) e “Deficiências” (p=0,014) para o grupo de cuidadores de crianças com PC. As variáveis socioeconômicas “estado civil”, “desempenho de atividade profissional” e “recebe algum tipo de ajuda do governo” tiveram diferença significativa entre os grupos (p=0.005; p<0.001 e p<0,001, respectivamente). Conclusões: A qualidade de vida relacionada à saúde bucal dos cuidadores de crianças com PC foi semelhante à do grupo controle no escore geral do questionário OHIP-14, mas alto impacto foi encontrado para alguns domínios do questionário. 

  • MARINA SENA LOPES DA SILVA SACCHETTO
  • HEPATITE B: ANÁLISE DA SITUAÇÃO VACINAL E SOROCONVERSÃO EM ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

  • Orientador : SIMONE SOUZA LOBAO VERAS BARROS
  • Data: 19/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A hepatite viral B (HB) constitui um dos mais importantes problemas de saúde pública em todo o mundo. Nas estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) cerca de 2 bilhões de pessoas já contraíram a doença em algum momento da vida . Atualmente, há cerca de 350 milhões de portadores crônicos no mundo e aproximadamente 1 milhão de pessoas morrem anualmente pela doença (Damme PV; Herck KV, 2006). No Brasil, 1% a 3% da população são infectados cronicamente pelo vírus da hepatite B (VHB)( Osti C e Marcondes-Machado J,2009).Dentistas têm um risco até 10 vezes maior de se tornarem um portador de hepatite B do que um cidadão comum (Araújo MVW e Adreana S.,2002). Para diminuir o risco de infecção pelo VHB, recomenda-se que estudantes de odontologia, dentistas e auxiliares recebam a imunização e usem equipamentos de proteção individual para prevenir a infecção por via sanguínea durante os procedimentos odontológicos (Ammon A, Reichart PA, Pauli G,2005).No entanto, cerca de 10% dos indivíduos normais não produzem o anticorpo de superfície anti-hepatite B (anti-HBs) depois de receber um curso padrão de vacinação. Assim, é muito importante que estudantes de odontologia, dentistas e auxiliares façam o teste pós-vacinação até 6 meses após a última dose. (Resende VLS et al, 2010). Diante disso, esse estudo tem como principal foco avaliar a situação vacinal e a soroconversão à vacina contra Hepatite B dos acadêmicos de odontologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI) que já iniciaram a prática clínica e estão, portanto, sujeitos à contaminação pelo vírus.   Para cada indivíduo que concordar em participar do estudo, será aplicado um questionário contendo questões referentes ao seu conhecimento em relação à Hepatite B. Após a aplicação do questionário, o estudante será submetido à coleta de sangue para pesquisa dos marcadores:  HBsAg, Anti-HBc Total e Anti-HBs. A análise desses marcadores permitirá avaliar o status imunológico dos estudantes. Após a conclusão desse projeto, será possível avaliar se os estudantes de odontologia da UFPI possuem os conhecimentos necessários para evitar a transmissão da Hepatite B durante o atendimento odontológico. Além disso, será possível o constatar se os acadêmicos estão seguindo o protocolo completo de imunização/proteção. Os resultados serão de grande impacto, já que é muito importante a conscientização dos acadêmicos de odontologia, futuros profissionais, sobre as medidas que podem evitar a transmissão dessa doença.

  • CACILDA CASTELO BRANCO LIMA
  • BIOCOMPATIBILIDADE DE PASTAS OBTURADORAS DE CANAIS DE DENTES DECÍDUOS EM TECIDO CONJUNTIVO SUBCUTÂNEO DE CAMUNDONGOS

  • Orientador : LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
  • Data: 19/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A anatomia dos canais de molares decíduos apresentam peculiaridades que dificultam a instrumentação, dessa forma, terapias pulpares alternativas foram desenvolvidas preconizando a não instrumentação dos canais, como é o caso da pasta CTZ (tetraciclina, cloranfenicol, óxido de zinco e eugenol como veículo). O objetivo do trabalho é avaliar a biocompatibilidade de pastas obturadoras de canais radiculares de dentes decíduos em tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos. O estudo será delineado do tipo experimental, laboratorial, controlado, randomizado e a leitura das lâminas será realizada de modo cego. O projeto foi enviado ao Comitê de Ética em Experimentação Animal (CEEA) da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e após aprovação terá início a pesquisa. Serão utilizados 54 camundongos isogênicos BALB/c, machos, com 6-8 semanas e pesando 15-20 g serão aleatoriamente divididos em 9 grupos. Os animais receberão implantes de tubos de polietileno, por um período de 7, 21 e 63 dias, contendo: Grupos I, II e III (n=06) – pasta CTZ; Grupos IV, V e VI (=06) – pasta de hidróxido de cálcio; e Grupos VII, VIII e IX (n=06) – tubo de polietileno vazio. Decorridos os períodos experimentais, os implantes serão removidos juntamente com os tecidos conjuntivos circundantes e submetidos ao processamento histotécnico, para análise histopatológica. Os critérios para a análise qualitativa e semi-quantitativa serão: fibrosamento, espessura tecidual e infiltrado inflamatório. Será efetuada, também, a análise quantitativa da medida da espessura (μm), área (μm2) e perímetro (μm) do tecido granulomatoso reacional formado na abertura dos tubos. Também serão coletados 0,5ml de sangue dos camundongos por punção cardíaca, que serão centrifugados e o soro coletado será utilizado para análise bioquímica dos níveis de aspartato transferase (AST), alanina transferase (ALT) e fosfatase alcalina (ALP), por meio da qual será avaliada a hepatoxicidade. Os dados serão tabulados e analisados por meio do programa estatístico SPSS versão 18.0.  Para analisar os grupos, primeiro será aplicado o teste de normalidade Shapiro-Wilk. Para dados paramétricos será aplicado o teste Anova com pós-teste de Tukey, e para dados não paramétricos será aplicado o teste Kruskal-Wallis seguido pelo pós-teste de Dunn, considerando sempre um nível de significância de 95%, ou seja, p<0,05.

  • RIANNY MARIA BARROS LOPES
  • AVALIAÇÃO DA INCLINAÇÃO DE INCISIVOS NO TRATAMENTO ORTO-CIRÚRGICO DE PACIENTES CLASSE III

  • Orientador : MARIA CANDIDA DE ALMEIDA LOPES
  • Data: 18/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As maloclusões envolvem não somente problemas relacionados à posição dentária, mas numa prevalência considerável tais discrepâncias acometem os tecidos esqueléticos em um grau que a abordagem de tratamento recai sobre uma intervenção ortodôntica associada à cirurgia ortognática. Como a maloclusão classe III de Angle é uma discrepância de difícil prognósticoe possui um alto grau de comprometimento estético, o tratamento ortocirúrgico é geralmente escolhido em detrimento da camuflagem ortodôntica. E o planejamento da cirurgia ortognática é a base para um bom resultado pós-operatório que tem como objetivo normalizar as principais relações esqueléticas e dentárias, posicionando adequadamente os incisivos durante o preparo ortodôntico para que seja possível a realização de movimentos cirúrgicos com maior repercussão estética e melhor estabilidade pós-tratamento. No entanto, vários estudos tem mostrado que os incisivos não são totalmente descompensados em muitos pacientes durante o tratamento ortodôntico pré-cirúrgico, comprometendo o resultado da cirurgia. Diante disso, esse trabalho tem como objetivo avaliar a inclinação de incisivos em pacientes Classe III submetidos a cirurgia ortognática, por meio de telerradiografias em norma lateral nos períodos: anterior ao preparo ortodôntico (T1), pré-cirúrgico (T2) e pós-cirúrgico (T3), para que comprovada a hipótese de que não é obtida alterações na inclinação de incisivos nesses pacientes de forma significativa, esse estudo trará dados que servirão de embasamento científico para interação efetiva entre a Ortodontia e a Cirurgia como fator determinante no sucesso do tratamento dos pacientes orto-cirúrgicos classe III, merecendo atenção a ortodôntica pré-cirúrgico, sob uma ótica do cirurgião, com o objetivo de otimizar esse tratamento favorecendo um resultado final funcional e estético mais acurado.

  • JESSYCA LEAL MOURA FÉ
  • REPARO ÓSSEO COM A UTILIZAÇÃO DO MINERAL TRIÓXIDO AGREGADO ASSOCIADO A UM VEÍCULO FITOTERÁPICO: AVALIAÇÃO HISTOLÓGICA E IMUNOHISTOQUÍMICA

  • Orientador : CARMEN MILENA RODRIGUES SIQUEIRA CARVALHO
  • Data: 17/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O mineral trióxido agregado é indicado como material reparador em diversas situações clínicas. A Aloe vera contém substâncias biologicamente ativas, capazes de proporciornar propriedades anti-inflamatórias, anti-bacterianas, imunomoduladoras, cicatrizantes e regenerativas. O objetivo deste trabalho é avaliar a neoformação óssea e o infiltrado inflamatório após a utilização do MTA associado a Aloe vera. Serão utilizados 45 Rattus norvegicus machos. Após a anestesia, tricotomia e antissepsia, será realizada incisão linear no membro posterior, seguida da divulsão dos tecidos para exposição da tíbia. Sob irrigação com soro fisiológico 0,9% e utilizando-se uma broca esférica nº6 montada em micromotor cirúrgico, será promovido um defeito ósseo que será preenchido com coágulo sanguíneo nos animais do grupo controle negativo, com MTA (MTA-Angelus) associado à água destilada no grupo controle positivo e com MTA associado à Aloe vera (Alphaloe®) no grupo experimental. Decorridos 15, 45 e 69 dias após as cirurgias, 5 animais de cada grupo serão eutanasiados e as peças serão removidas, fixadas, descalcificadas e incluídas em parafina. Cortes serão obtidos para a análise histológica em H.E. e para a realização das reações imunohistoquímicas, com anticorpos contra osteonectina, osteopontina, sialoproteína óssea, macrófago e linfócito T. As marcações serão avaliadas por um patologista e, através do software UTHSCSA Image Tool© 2.03, as áreas das imagens serão mensuradas e o número de células marcadas será contado de acordo com a impregnação da substância cromógena. A análise estatística será feita utilizando-se o programa SPSS 16.0. Será utilizado nível de significância de 5% (p<0,05), empregando os testes estatísticos não-paramétricos de Mann-Witney e Wilcoxon.

  • DANILA LORENA NUNES DOS SANTOS
  • FLUOROSE E CÁRIE NA DENTIÇÃO PERMANENTE DE CRIANÇAS PORTADORAS DE CÁRIE SEVERA DA INFÂNCIA

  • Orientador : MARCOELI SILVA DE MOURA
  • Data: 12/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Objetivo: O papel dos fluoretos no controle da cárie é reconhecido mundialmente. Como risco inerente à medida tem-se a possibilidade da ocorrência de fluorose dentária. O objetivo deste estudo foi verificar a associação entre a exposição aos fluoretos em crianças portadoras de cárie severa na infância (s–ECC) e o desenvolvimento de fluorose e cárie na dentição permanente nas idades entre 8 e 15 anos. Método: Foram incluídas crianças portadoras de s-ECC e livres de cárie menores de três anos, que frequentaram o Programa Preventivo para Gestantes e Bebês (231) ou a Clinica Odontológica Infantil da Universidade Federal do Piauí (164). Os pacientes foram contatados por meio de correspondência ou contato telefônico. Os responsáveis pelas crianças responderam um formulário sobre aspectos sócio-demográficos e comportamentais e em seguida foi realizado exame clínico dentário utilizando os índices Tylstrup-Fejerskov e CPO-D em consultório odontológico. Resultados: A amostra de 126 pacientes avaliados foi composta por 52,4% por indivíduos do sexo masculino. Pacientes que os pais relataram que aceitavam a escovação dentária possuíram 70% menos  chance de desenvolver fluorose.  A presença de s–ECC aumentou o CPO-D em 0,84 e a ingestão diária de açucares alta (>6 porções ao dia) em 3,10. Tanto a freqüência de higienização quanto o uso de creme dental do tipo adulto foram fatores de proteção para o desenvolvimento de cárie na dentição permanente. Conclusão: A presença s-ECC não foi fator de risco para o desenvolvimento de fluorose, mas foi para a ocorrência de cárie na dentição permanente.

  • LORENNA BASTOS NOGUEIRA DA ROCHA
  • RESISTÊNCIA A FRATURA DO REVESTIMENTO CERÂMICO DAS COROAS COM ABUTMENTS PERSONALIZADOS DE ZIRCÔNIA:CIMENTADAS VERSUS PARAFUSADAS

  • Orientador : CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
  • Data: 10/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivo: Verificar a resistência à fratura das coroas cerâmicas com abutments personalizados de zircônia nas diferentes modalidades de fixação sobre os implantes, sem e com ensaios de fadiga cíclica.

    Materiais e Métodos: A amostra desse experimento foi constituída por 40 coroas cerâmicas com infraestrutura em zircônia (abutments personalizados produzidos pela tecnologia CAD/CAM - Neoshape) fixadas sobre réplicas de implantes hexágono externo. As coroas foram distribuídas igualmente em dois grupos: Parafusadas) coroas cerâmicas com infraestrutura em zircônia parafusadas sobre implantes e Cimentadas) Coroas cerâmicas com infraestrutura em zircônia cimentadas sobre implantes . Cada grupo foi dividido ainda em subgrupos: controle) coroas submetidas a compressão até a fratura e experimental) coroas submetidas previamente a fadiga cíclica e posteriormente ao teste de compressão até a fratura. Para o ensaio de fadiga cíclica, utilizou-se a máquina eletromecânica de fadiga, sob carga de 0 a 100N, com frequência de 2Hz, em água destilada, a temperatura de 37ºC, por um período de 1 milhão de ciclos. O teste de compressão até a fratura foi realizado em Máquina de Ensaio Universal, com velocidade de 0,5mm/min e célula de carga de 1KN. Para analise estatística utilizou-se teste t student pareado (p<0,05).

    Resultados: Os valores médios da força de fratura das coroas cimentadas (2106,30N) quando comparadas as coroas parafusadas (979,81N), exibem uma diferença estatisticamente significante (p<0,001). Já entre os grupos de coroas sem e com fadiga cíclica cimentadas e sem e com fadiga cíclica parafusadas, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas (p=0,912 e p=0,102, respectivamente).

    Conclusão: As coroas cerâmicas com abutments personalizados em zircônia cimentadas sobre implantes oferecem maior resistência a fratura do que as coras cerâmicas com abutments personalizados em zircônia parafusadas sobre implante e a fadiga cíclica parece não influenciar nesse resultado.

  • CARLOS HENRIQUE DE CARVALHO E SOUZA
  • MMICRODUREZA E RESISTÊNCIA À FLEXÃO DE RESINAS MICROHÍBRIDAS E NANOPARTICULADAS FOTOATIVADAS POR LUZ HALÓGENA OU LED

  • Orientador : ALESSANDRO RIBEIRO GONCALVES
  • Data: 05/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo desse trabalho foi mensurar a microdureza, profundidade de polimerização e resistência à flexão de uma resina nanoparticulada e duas microhíbridas fotoativadas por aparelhos de Luz halógena e LED. Três compósitos foram utilizados (P60, Z100 e Z350XT). Ensaio de microdureza Vickers foi aplicado em 60 corpos-de-prova de 5 mm de diâmetro e 2 mm de espessura. As amostras foram divididas em 06 grupos de acordo com a resina e aparelho fotopolimerizador utilizados. Profundidade de polimerização foi avaliada pelo cálculo da relação de dureza das superfícies superior-inferior das amostras. Resistência à flexão de três pontos foi avaliada utilizando-se 60 corpos-de-prova em formato de barra (25x2x2mm). As amostras foram divididas em grupos de forma semelhante ao ensaio de microdureza. Maior dureza foi encontrada para a Z100, e menor para Z350XT. A superfíce do topo de todas as amostras apresentou maior dureza. Apenas a Z350XT não apresentou profundidade de polimerização adequada. O aparelho LED polimerizou camadas mais profundas com maior eficiência. A P60 apresentou maiores valores de resistência flexural e sofreu influência negativa da luz Halógena. A resina nanoparticulada apresentou, em geral, menor dureza e profundidade de polimerização, e sua resistência à flexão foi semelhante à resina microhíbrida Z100. O desempenho do aparelho de luz LED foi superior ao de luz halógena. 

  • NEUSA BARROS DANTAS NETA
  • IMPACTO DA HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO NA QUALIDADE DE VIDA DE ESCOLARES

  • Orientador : MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
  • Data: 27/06/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A hipomineralização molar-incisivo (HMI) corresponde a defeito de desenvolvimento do esmalte dentário que afeta entre 1 e 4 primeiros molares permanentes, frequentemente associado a alterações nos incisivos permanentes. Esta alteração pode favorecer o desenvolvimento de lesões cariosas e sensibilidade dentinária, que podem causar dor e afetar o cotidiano das pessoas. A qualidade de vida de indivíduos com HMI não foi investigada até o momento. O objetivo deste trabalho foi avaliar se a HMI exerce influência sobre a qualidade de vida relacionada a saúde bucal de adolescentes. Métodos: Trata-se de estudo observacional transversal. Em 2012, havia 54056 adolescentes na faixa etária de 11 e 14 anos matriculados nas redes pública e privada de Teresina-PI-Brasil. Para a realização do cálculo amostral foi utilizado o software EPI-info módulo STAT CALC. Assim, 594 escolares entre 11 a 14 anos foram incluídos no presente estudo. Foram excluídos os que apresentavam fluorose dental grau moderado/avançado; hipoplasia do esmalte ou amelogênese imperfeita ou que estivessem utilizando aparelho ortodôntico fixo. O diagnóstico da HMI seguiu os critérios da Academia Europeia de Odontopediatria (EAPD). Para verificar o impacto da HMI na qualidade de vida dos adolescentes, utilizou-se o questionário validado CPQ 11-14 ISF:16. A análise estatística foi realizada utilizando-se os testes qui-quadrado, Mann-Whitney, Kruskal Wallis e razão de prevalência. Resultados: Verificou-se que a HMI não esteve associada à qualidade de vida (p=0,76). Entretanto, os adolescentes com HMI em grau severo apresentaram qualidade de vida inferior (p=0,033). Adolescentes com 12 anos (p=0,03), cujas mães tinham maior escolaridade (p=0,04), que não moravam com os pais (p=0,01), escovavam os dentes apenas uma vez por dia (p=0,002) e tiveram experiência com cárie (p=0,044) apresentaram pior qualidade de vida relacionada a saúde bucal. Conclusão: Pode-se concluir que adolescentes com HMI em grau severo apresentaram pior qualidade de vida relacionada à saúde bucal.

  • LUCAS LOPES ARAUJO SOUSA
  • DETERIORAÇÃO DA CONDIÇÃO DE SAÚDE BUCAL DE PACIENTES HOSPITALIZADOS

  • Orientador : RAIMUNDO ROSENDO PRADO JUNIOR
  • Data: 25/06/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivo: verificar se há deterioração nas condições de saúde bucal de indivíduos hospitalizados por curto período de tempo.

    Metodologia : a amostra consistiu de pacientes internados em um hospital público e um privado. Foram investigados o motivo de internação, as variáveis sócio-demográficos e a frequência de escovação dental diária durante período de internação. Os pacientes foram examinados clinicamente nos seguintes períodos: nas primeiras 24 horas admissão hospitalar (T0), e aos 3 (T1), 7 (T2), 14 (T3) e 21 (T4) dias. Os índices utilizados para descrever sua saúde bucal foram índice de placa visível, índice gengival e profundidade de sondagem.

    Resultados: Foram examinados 162 pacientes de modo que 51,9% (n=84) foram do hospital da rede privada e 47,1% (n=78) foram de pacientes internados em hospital da rede pública. Não houve predominância de gênero (Masculino – 48,8   (n=79) Feminino – 51,2% (n=83)) a média de idade foi de 45,3 anos ±16,8, a média de tempo de estudo foi de 8,6 anos ±6,0 e renda predominante em 79,0% da amostra foi abaixo de R$768,00 (n=162).. O índice de placa visível (IPV) aumentou aos 3 dias (p<0,001) e continuou aumentando aos 7 dias (p<0,007) e 14 dias (P<0,03), porém manteve-se o mesmo aos 21 dias. O índice gengival (IG) não se alterou aos 3 dias e nem 7 dias, mas se alterou aos 14 dias (p<0,02). Não houve alteração da profundidade de sondagem após a internação hospitalar.

    Conclusão - há deterioração na condição de saúde bucal de pacientes hospitalizados, independente de suas características sociodemográficos.

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 15/04/2024 00:02