Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: NAYARA GONÇALVES DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAYARA GONÇALVES DE SOUSA
DATA: 25/08/2022
HORA: 15:00
LOCAL: UFPI -CCHL
TÍTULO: “SENTIMOS SEUS ODORES ONDE QUER QUE SE VÁ”: representações sensíveis do viver urbano da cidade de Picos-PI, nas décadas de 1980 e 1990
PALAVRAS-CHAVES: História e Cidades. História e Memória. Sensibilidades Urbanas. Picos-PI.
PÁGINAS: 112
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História do Brasil República
RESUMO:

A presente pesquisa tem como objetivo analisar as representações sensíveis
do viver urbano da cidade de Picos-PI, nas décadas de 1980 e 1990. Buscamos, deste
modo, compreender o espaço urbano da referida urbe e os aspectos do cotidiano, a partir
das memórias e percepções sensoriais dos sujeitos que o habitavam. Entendemos que
este estudo se fez necessário pelo fato da cidade ser simbólica e os cheiros sentidos
pelos seres humanos nesta vivência em sociedade estarem relacionados aos contextos
social, político e cultural. A pesquisa foi construída com base em variadas fontes, que
incluíram entrevistas orais, jornais (Macambira, Jornal de Picos e Tribuna de Picos),
revistas (Foco e Momento Informativo), imagens, poesias e o código municipal de
posturas. A análise dessas fontes e as discussões presentes no trabalho contaram com o
referencial teórico de diversos autores, entre eles: Raquel Rolnik (1995), Ana Fani
Carlos (2007), Sandra Pesavento (2007), Michel de Certeau (2008) e Roberto Corrêa
(2007) para as questões de cidades; Alain Corbin (1987), Milena Kanashiro (2003),
Palmira Ribeiro e Nadja Santos (2018), Bettina Malnic (2008), Chandler Burr (2006) e
João Scortecci (2019) para as questões das percepções sensoriais; Ecléa Bosi (2003),
Peter Burke (2000), Michael Pollak (1989), Maurice Halbwachs (2006), Jacy Seixas
(2004), Márcio Silva (2008) e Francisco Nascimento (2002) para as discussões de
memória; Sônia Freitas (2006), Cléria Botelho da Costa (2014) e José Carlos Meihy
(1996) para as compreensões acerca da história oral e Roger Chartier (1990) para o
entendimento sobre as práticas de representações. Os resultados apontaram as
representações sensíveis do espaço urbano da cidade de Picos-PI, nas décadas de 1980 e
1990, e identificou os diferentes odores como reflexos de administrações pouco
preocupadas em zelar pela imagem da urbe e, sobretudo, pela saúde de sua gente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2335100 - CLAUDIA CRISTINA DA SILVA FONTINELES
Presidente - 423663 - FRANCISCO ALCIDES DO NASCIMENTO
Interno - 2615915 - RAIMUNDO NONATO LIMA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 31/07/2022 16:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 05/12/2022 00:50