Notícias

Banca de DEFESA: ANDERSON DA SILVA MACHADO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDERSON DA SILVA MACHADO
DATA: 09/10/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: Quem o capturar e entregar ao abaixo assinado será bem recompensado”: Escravidão na imprensa piauiense (1848-1885)
PALAVRAS-CHAVES: História. Jornais. Escravidão. Representações. Estratégias.
PÁGINAS: 169
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História do Brasil Império
RESUMO:

A escravidão no Piauí foi um complexo sistema ocasionado de uma região agrária e pastoril, onde a criação de gado representava a principal economia da província. A escravidão foi símbolo de densas relações reforçadas pela violência num espaço em que o poder senhorial vigorava como o mais legítimo de autoridade e imposição. Este trabalho tem como proposta de pesquisa analisar noticiários, anúncios e propagandas sobre escravos em jornais que circularam no Piauí de 1848-1885. Tendo como fonte os principais jornais: A Imprensa: periódico político, A Opinião Conservadora, A Voz da Verdade: jornal político, literário e comercial, O Escholastico, O Governista, O Piauhy, A Epoca: órgão conservador, bem como, algumas bibliografias de época. Essa pesquisa propõe interpretar práticas escravistas, ações desenvolvidas visando a manutenção da escravidão, as relações de propriedade do senhor em relação ao escravo no espaço piauiense que muitas vezes desencadeavam conflitos, violência e fuga de escravos em fazendas e cidades. Nessa perspectiva, iremos tratar os anúncios jornalísticos como espaços da representação e construção imagética do escravo pelo seu senhor, o cotidiano do escravo e seus lugares de trabalho e sociabilidade. Também através das fontes bibliográficas de época perceberemos como alguns intelectuais vinculados ao IHGB se posicionavam em torno da temática escravidão e liberdade, dentre eles podemos destacar o coronel Antônio Coelho Rodrigues e seus discursos políticos sobre propostas abolicionistas tanto em jornal como em obra de sua autoria. Essa pesquisa busca nos anúncios de venda, compra, fuga, aluguel e noticiários jornalísticos o reflexo da relação muitas vezes conflituosa do escravo com seu senhor e mesmo com a sociedade escravista da época. Esses jornais estiveram atuantes na segunda metade do XIX em cidades como Teresina e Oeiras, e serão analisados como espaços planejados do senhor e muito embora do escravo, refletindo também as fugas e demais disposições do escravo como táticas e estratégias de resistência ao regime escravista.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO JOSÉ DE OLVIEIRA - UFRN
Presidente - 1783526 - FRANCISCO GLEISON DA COSTA MONTEIRO
Interno - 1551249 - JOHNY SANTANA DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 19/02/2023 22:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 25/02/2024 05:30