Notícias

Banca de DEFESA: BIANCA MOURA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BIANCA MOURA DA SILVA
DATA: 30/08/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Sala do Mestrado - PPGHB
TÍTULO: O Bispado de D. Joaquim Antônio de Almeida e a imprensa católica: um projeto ultramontano no Piauí.
PALAVRAS-CHAVES: História da Igreja Católica; Ultramontanismo; Bispado Piauiense.
PÁGINAS: 124
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História do Brasil República
RESUMO:

A Igreja Católica no Piauí ganha sua emancipação ao se desanexar da Diocese maranhense, em 1906, como resultado de iniciativas das camadas sociais piauienses, assim como refletindo os interesses institucionais católicos envoltos em um movimento de reformas assistido pela Santa Sé. Embebido pelo Ultramontanismo, o século XIX brasileiro presenciou o aumento no número de Dioceses em seu território, tendo em visto as mudanças enfrentadas pela Igreja Católica e dificuldades em manter o status quó mediante a transição de regime político, aplicando, assim, uma série de reformas no eclesiástica no Brasil. Adentrando em um contexto de reforma nacional da Igreja, a Instituição Católica no Estado do Piauí – sob governança de seu primeiro bispo, Dom Joaquim Antônio de Almeida – viu o alvorecer de um novo projeto de catolicismo. Diante disso, abordamos em nossa pesquisa os seis anos de governo diocesano do bispo D. Joaquim Antônio de Almeida, que vigoraram do ano de 1906 a 1912 – ano de sua renúncia – onde o citado bispo atuou no Estado do Piauí. Compreender as práticas e estratégias institucionais católicas do referido bispo nas terras piauienses, com ênfase no uso da imprensa feito pelo bispo, entre os referidos anos é o que configura o objetivo central da presente pesquisa, cuja proposta encerra-se em uma análise histórica das fontes compiladas específicas da época, como as edições de jornais que abordam essas práticas, tal qual o jornal católico piauiense O Apóstolo, assim como cartas pastorais do bispo D. Joaquim Antônio, assim como de Dom Adauto Aurélio, que influenciou na formação eclesiástica de Dom Joaquim. Para a compreensão do cenário abordado utilizamo-nos de categorias conceituais embasadas principalmente nos conceitos de práticas e estratégias, assim como sua ideia de economia escriturística de Michel de Certau, poder simbólico e discurso do sociólogo Pierre Bourdieu, e dominação religiosa de Max Weber. Após o decorrer da pesquisa nos foi possibilitada a ideia de que o bispado piauiense, desde sua gênese, estaria alinhado – dentro do recorte abordado – às práticas de um catolicismo institucional geral e as ações implementadas por D. Joaquim Antônio de Almeida puderam ser entendidas como sinais de tal alinhamento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDNA MATOS SANTOS - UFS
Presidente - 2174309 - PEDRO VILARINHO CASTELO BRANCO
Interno - 2167352 - TERESINHA DE JESUS MESQUITA QUEIROZ
Notícia cadastrada em: 14/08/2023 11:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 29/02/2024 15:42