Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CHARLENE VERAS DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CHARLENE VERAS DE ARAÚJO
DATA: 28/03/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: OS SIGNIFICADOS DA LEI DE TERRAS DE 1850 NO SUDESTE DA PROVÍNCIA DO PIAUÍ: trabalhadores nascidos livres, escravizados e libertos na disputa pela propriedade da terra na segunda metade do século XIX e início do século XX
PALAVRAS-CHAVES: Lei de Terras de 1850- Conflitos por Terras- Piauí- Trabalho.
PÁGINAS: 69
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História do Brasil Império
RESUMO:

A presente pesquisa de doutoramento objetiva analisar as disputas pela propriedade da terra entre diversas categorias sociais na região sudeste da Província do Piauí, mais especificamente no município de São Raimundo Nonato, na segunda metade do século XIX e início do século XX. O que nos faz inferir que o acesso e o controle da propriedade da terra determinaram as relações de trabalho e disputas políticas à época. Para o desenvolvimento da tese escolhemos trabalhar com diversas tipologias documentais, entre elas: os Registros Paroquiais de Terras; os Pareceres e Registros do Poder Legislativo; os Relatórios dos Presidentes de Província, fontes Cartoriais e as Atas das câmaras municipais. A estrutura formada por esses documentos será importante para responder a seguinte problemática: Quais os significados e desdobramentos da Lei de Terras de 1850 na formação de um campesinato na região sudeste do Piauí na segunda metade do século XIX e início do século XX? Empreenderemos como método de análise as contribuições teórico-metodológicas de Edward Palmer Thompson no que se refere à categoria analítica “Experiencia”. Este historiador é responsável por um revisionismo na concepção materialista da História importante para pensarmos o econômico sempre em diálogo com a cultura, evidenciando que classe social não é uma categoria estática, mas, uma formação que se desenvolve em processos singulares onde o tempo, o espaço e as relações sociais são construídos através de experiencias de homens e mulheres no seu labor diário. Deste modo, investigar o que ele chamou de uma “História vista de baixo”.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2367712 - FRANCISCO DE ASSIS DE SOUSA NASCIMENTO
Interno - 1783526 - FRANCISCO GLEISON DA COSTA MONTEIRO
Presidente - 1551249 - JOHNY SANTANA DE ARAUJO
Interno - 2174309 - PEDRO VILARINHO CASTELO BRANCO
Notícia cadastrada em: 26/02/2024 17:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 29/05/2024 12:17