Notícias

Banca de DEFESA: JANETE MARTINS SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANETE MARTINS SOUSA
DATA: 31/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Extensão do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais
TÍTULO: Avaliação das Propriedades Química e Biológica da Quitosana e de seus Derivados Quimicamente Modificados
PALAVRAS-CHAVES: quitosana, modificações químicas, atividade antibacteriana e citotoxicidade.
PÁGINAS: 86
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Polímeros, Aplicações
RESUMO:

Materiais poliméricos com propriedades antimicrobianas ganharam um crescente interesse, devido a sua vasta possibilidade de aplicações, e a quitosana que é um polissacarídeo, derivado da quitina, segundo polissacarídeo mais abundante na natureza, apresenta grupos reativos amina e hidroxilas em sua estrutura, que favorecem diversas modificações químicas, ampliando sua faixa de aplicação nas áreas, biológica e médico- farmacêuticas e a sua associação a outros materiais visando melhorar suas propriedades biológicas. O objetivo deste trabalho foi modificar e caracterizar a quitosana e seus derivados com anidrido ftálico e posterior reação com etilenodiamina e investigar a atividade antibacteriana frente a cepas de Escherichia coli e Staphylococcus aureus e avaliar o potencial citotóxico da quitosana e derivados sobre células de fibroblastos humanos. No Capítulo 1, será apresentado um estudo prospectivo sobre as modificações da quitosana para formação de base de Schiff e suas principais propriedades biológicas. No Capítulo 2, serão apresentados os resultados e discussões das caracterizações e atividades biológicas dos materiais sintetizados. Foram preparados os materiais modificados a partir da quitosana(Q), quitosana modificada com anidrido ftálico (QF) e da quitosana modificada com anidrido ftálico e etilenodiamina (QFE) em seguida foram realizadas a caracterizações pelas técnicas de Análise elementar, Ressonância Magnética Nuclear do Carbono 13 no estado sólido (RMN 13C), Difração de Raios-X (DRX), Espectroscopia na Região do Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR), e Análise Termogravimétrica (TG), bem como testar a atividade antibacteriana da quitosana e dos produtos obtidos contra cepas bacterianas Staphylococcus aureus ATCC 25923 e Escherichia coli ATCC 25922, e avaliar o potencial citotóxico da quitosana e dos derivados pelo teste do MTT(brometo de 3-[4,5-dimetil-tiazolil]-2,5-difeniltetrazólio) em células de fibroblasto humano (GM07492A). O efeito inibitório da quitosana (Q) frente às cepas E.coli e S.aureus foi 71,80% e 85,85%, respectivamente. Em relação aos materiais modificados com anidrido ftálico (QF) o efeito inibitório para E.coli foi de (85,50%) e para S.aureus (97,09%), a modificação subsequente da QF com etilenodiamina (QFE) apresentou o efeito inibitório de 88,12% frente à cepa E.coli e um aumento contra cepa de S.aureus para (99,50%) após o teste do contato direto em 24h.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2296591 - ALESSANDRA BRAGA RIBEIRO
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Externo à Instituição - PAULO RONALDO SOUSA TEIXEIRA - IFPI
Notícia cadastrada em: 16/07/2017 12:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 01/12/2020 06:15